O Natal do Herói do Escudo Parte 1

Ah, natal… olha só o que eu trouxe para vocês: aquilo que vocês mais esperaram, que sempre pedem, que sempre enrolei para fazer – o Especial de Natal de Tate no Yuusha! Serão 7 capítulos ao todo, que o Yoraikun traduziu durante a história, e há certas coisas que arrumarei que não importam para vocês agora, então vamos para o presente de vocês! – Este capítulo foi traduzido do Yoraikun.


O Natal do Herói do Escudo Parte 1

“Atchim!”

Naquele dia, eu havia acabado de terminar meu trabalho e estava retornando para vila.
É tranquilo também retornar pelo portal, mas no momento que eu alcançasse a vila eu tinha trabalho para fazer.
Parece que eu só posso descansar quando ando de carruagem.

Faz cerca de meio ano desde o fim da última das ondas.
Eu olho para o céu e vejo ele coberto com nuvens grossas.
A temperatura está caindo a cada dia, e parece que dias ainda mais frios estão por vir.

Minha respiração também ficou branca. (NT: Aquela fumaça de dia de frio, sabe?)
Então Melromark também tem quatro estações.
Parece que o clima esteve em desarranjo durante as ondas.

“Ah…” (Naofumi)
“Qual o problema?” (Raphtalia)

Raphtalia me perguntou de fora da carruagem.
Eu ergui minha mão, e olhei para o céu em silêncio.

“Ah…” (Raphtalia)

Raphtalia segue com minha ação e encara o céu.

“Está nevando.” (Raphtalia)
“Então ela cai em Melromark também.” (Naofumi)
“O verão é quente, e o inverno fica frio assim.” (Raphtalia)

Não é como se nós estivéssemos nos trópicos, mas o verão ainda foi bem quente.
Mas no inverno fica frio o suficiente para nevar.

“Naofumi-sama, você odeia o frio?” (Raphtalia) (NT: Eu estou acrescentado o -sama por minha conta, eu acho que o Yoraikun não usou nada assim nos especiais, mas devem estar presentes… acho)
“Eu não odeio ele, eu só pensei que seria um saco colocar espinhos nas rodas das carruagens.” (Naofumi)
“… O herói que virou um arquiduque e salvou o mundo devia estar dizendo coisas assim?” (Raphtalia)

As palavras da Raphtalia estão corretas.
Mas quando eu penso no dinheiro e trabalho desperdiçado, isso ainda parece um saco.

“Parece que você ainda está tentando aumentar nossa riqueza, mas no que você planeja usar ela?” (Raphtalia)
“Nada em particular, se eu fosse usar ela, seria para diminuir os efeitos colaterais da onda.” (Naofumi)

E nunca dói ter um extra.
Minhas experiências ‘té agora fizeram economizar dinheiro um hábito profundamente enraizado no meu psíquico.
Bem, este hábito nos ajudou bastantinho.
Mas como um Arquiduque, eu fui concedido uma larga quantia de riquezas e uma propriedade. (NT: Terra.)

“E ter dinheiro é melhor do que não ter.” (Naofumi)
“Como esperado do Naofumi-sama.” (Atlas)

Atlas deixou o escudo e flutuou no céu do inverno.
O que você quer dizer com ‘como esperado’.

Então, bem, meio ano se passou desde a onda, mas mesmo agora, seus efeitos ainda são claros.
A Cidade do Castelo de Melromark ainda tem a montanha da Tartaruga Espiritual ocupando muito da cidade, e as casualidades dos países que tinham ampulhetas do dragão eram muito altas.
Apesar de nós termos alcançado a paz, as vidas diárias dos cidadãos ainda é dura.
Não tem como essa reconstrução ter acabado em um mero meio ano.
É por isso que nosso trabalho atual é ir pelo mundo e vender suprimentos para a população com problemas, enquanto ajudando os infeliz.
Bem, nós estamos ganhando um pequeno lucro deste negócio…

Como esperado, este trabalho é bem cansativo e para poder ter uma muito merecida folga, nós estamos indo em direção da vila num ritmo calmo.
Bem, eu de fato retornei para a vila por portal ontem.

“Não se preocupem com isso. A neve está caindo mais rápido, não está?” (Naofumi)
“KWEH!” (Piyo)

Oh, a propósito, o pássaro puxando a carruagem neste momento não é Firo, mas o seguidor número um dela, Piyo.
Firo está atualmente viajando pelo mundo com Melty, então colocou Piyo para puxar o carro para nós.
Piyo está encarando intensamente aos flocos de neve caindo enquanto anda.

“Com certeza está.” (Raphtalia)
“Quanto de neve Melromark normalmente recebe?” (Naofumi)

Não importa quantos metros de cobertura de neve nós recebermos, ainda será problemático.
Nós podemos até ser importunados adiante por monstros específicos de inverno.

“Depende do ano, mas todo ano nós recebemos o suficiente para tingir o cenário de branco.” (Raphtalia)
“Fumu…” (Naofumi)

Baseado na Raphtalia, nós receberemos até que um pouco de neve.
Bem, nós não temos que estar tão preocupados assim…
Nós sobrevivemos lutar com aquela deusa puta. Nós devemos ficar bem com o que quer que vir para nós.

“De qualquer forma, os bens de resistência à frio que nós preparamos parecem estar funcionando bem.” (Naofumi)
“Você está certo… a propósito, Naofumi-sama, você precisa de algo?” (Raphtalia)
“Hm?” (Naofumi)

Ambos eu e Raphtalia aprendemos à usar o poder dos deuses… não, vamos chamá-los de espíritos… até algum ponto.
Mas para poder usar ele, nós devemos oferecer nosso próprio poder para eles.
De qualquer jeito, nós dois desistimos de uma maioria dos nossos poderes divinos, então nós éramos basicamente indistinguíveis de humanos.
Bem, nós podíamos usar eles até algum ponto…
Nós nos tornamos algum tipo de existência nas coxas e nós ainda éramos afetados por calor e frio. Tudo está bem com o mundo.
De qualquer forma, a armadura que eu estava equipado era bem útil, no que tinha resistência à temperaturas.

“Eu não estou nem um pouco fria.” (Atlas)
“Bem, isso é porque você é… a propósito, Atlas-san, esta conversa não está indo para lugar nenhum, você pode por favor ficar quieta.” (Raphtalia)

Atlas sempre foi assim. Ela iria sempre interromper a conversa e levar ela em direções estranhas.
Você não está com frio porque você se tornou um espírito.

“Eu terei que garantir que ninguém na vila pegue um resfriado.” (Naofumi)
“É, parece que Kiel-kun correria por aí, mesmo nesse clima.” (Raphtalia)

A cachorra de tanga iria ficar circulando a vila em alegria agora?

“Ela parece ser do tipo que ficaria excitada na neve.” (Naofumi)

Sim, parece que ela seria do tipo que rola por aí na neve.
Mesmo que ela seja a Herói da Foice, sabe.

“KWEH!” (Piyo)

Piyo gritou.
Nós podíamos ver a vila que era nosso destino.
Nós finalmente chegamos, huh…

“Niichan, Niichan! Está nevando! É neve!” (Kiel)

Kiel, que esteve excitadamente correndo pela vila correu na minha frente.
Eu desci da carruagem e comecei a andar para a vila.
Não parece ter nenhuma mudança notável.
A floresta de bioplanta parece ser forte contra o frio, e alguns frutos estilo tomate estão crescendo.

E, como esperado, Kiel está extremamente excitada.
Que pessoa simples.

“Sim, sim, está nevando.” (Naofumi)

Que tem isso?
É o que eu queria dizer, mas lidar com ela seria um saco.
E o sentimento alegre derivado da neve era algo que eu podia meio que entender.
Mas vendo minha casa coberta de neve deu um leve sentimento melancólico.

“Bem vindo de volta, Herói do Escudo-sama.” (Imya)
“Voltei.” (Naofumi)

Imya, que estava perseguindo Kiel, chegou.
Como sempre, essas duas parecem vir como um conjunto.
Ah, certo, isso mesmo.

“Imya.” (Naofumi)
“Sim?” (Imya)
“Está ficando frio, então você poderia fazer algumas roupas resistentes ao frio?” (Naofumi)
“Eu já fiz o suficiente para os aldeões, você quer mais?” (Imya)

Que consideração.
Para estar pronta antes de eu pedir.

“Se você achar qualquer tempo livre, poderia fazer mais um pouco?” (Naofumi)
“Deixe comigo.” (Imya)

Eu elogiei Imya e acariciei a cabeça dela, então eu comecei a cozinhar.
Hoje será frio, então eu cozinharei algo quente.

“Ah sim, Niichan!” (Kiel)
“O que é Kiel, você não vai mais correr em círculos.” (Naofumi)
“O que você pensa de mim… esquece… de qualquer jeito, é quase Natal, certo? O que você pedirá para o Papai Noel?” (Kiel)
“Bem, você é um cão… espera, Natal?” (Naofumi)

Você quer me dizer que um mundo alternativo também tem Natal?

“Tem um Natal aqui?” (Naofumi)

Eu irei perguntar para Raphtalia mais tarde.
Como é Kiel, ela pode ter só ouvido isso dos outros heróis.


“Claro que tem um Natal.” (Raphtalia)

Minha pergutna foi refletida bem sem problemas.
Fumu…

“Originalmente, era uma tradição espalhada pelos antigos heróis. Melty me contou sobre ele.” (Raphtalia)
“Pra ver esta festividade sagrada Cristã em outro mundo…” (Naofumi)
“Festividade Sagrada?” (Raphtalia)

O que?
Natal não devia celebrar o nascimento de Cristo?
Espera, os antigos heróis eram japoneses, não eram.
Eles podem ter passado os costumes japoneses-cristãos.

“Que tipo de dia é o Natal?” (Naofumi)
“Natal não é só o Natal?” (Raphtalia)

Eu não peguei nada disso.
Essas pessoas simplesmente podem não saber da origem do feriado.

“Você sabe algo sobre isto, Atlas?” (Naofumi)
“Oh, os antigos Heróis simplesmente falaram que Natal era um dia para dar presentes, e nunca explicaram seu propósito.” (Atlas)

O antigo Herói provavelmente queria uma oportunidade para celebrar com os membros do seu grupo, então eles deram apenas um resumo geral do evento.
Não parece que essas pessoas ligam sobre o nascimento de um homem sagrado.

“E, quem é esse cara, Noel?” (Naofumi)
“Ele dá presentes para todos os bons garotos e garotas quando eles estão dormindo.” (Atlas)

Entendo. Então eles só compartilharam as partes divertidas do Natal.
Eles deixaram completamente fora os aspectos religiosos.

“É assim que é! Então o que você vai pedir, Niichan?” (Kiel)

… Os olhos da Kiel estão brilhando.
Ela parece estar se divertindo muito.

“Adultos recebem presentes também?” (Naofumi)
“Ah verdade, Niichan era adulto.” (Kiel)
“O que isso devia significar?” (Naofumi)

Você está tentando me dize que eu sou infantil (apesar que eu não negarei isso)?

“De qualquer jeito, presentes! Vai ser divertido!” (Kiel)

Isso significa que eu devo dar presentes? O que eu devo fazer…
No meu mundo, o papel de Noel era normalmente feito pelos pais…

“Raphtalia?” (Naofumi)
“Sim?” (Raphtalia)

Hmm… a probabilidade que ela ainda acredita no Noel é bem alta.
Eu não quero quebrar os sonhos dela ou de qualquer aldeão.

Ok, só por precaução, eu irei perguntar alguém que parece saber bastante do assunto.
Eu podia ir perguntar pro Lixo ou a Rainha, mas eles estão provavelmente ocupados.
Oh bem, eu acho que eu tenho que perguntar para outra pessoa.
Agora quem saberia sobre essas coisas?
Eu não realmente quero, mas aquela que sabe mais sobre os aldeões é provavelmente aquela pessoa.

“Com licença, eu quero falar com Sadina.” (Naofumi)
“… Você está bem, Naofumi-sama?” (Raphtalia)
“……” (Naofumi)

Recentemente, toda vez que eu ou Raphtalia nos aproximamos dela, ela pergunta sobre nosso relacionamento. Ela parece estar esperando fielmente pela vez dela.
Mas eu já estou me acostumando com isso.
A propósito, anteriormente Sadina disse:

“Oneesan irá definitivamente lhe ensinar algumas técnicas.”

Ou alguma outra coisa irresponsável e foi embora.
O sentimento de medo de ser empurrado para o chão por ela ainda está imbuído em meu crânio.
Eu tenho certeza que ela ainda está mirando por mim ou algo assim.

De um jeito, ela pode ser uma pessoa mais problemática que a Atlas.
Por qual razão ela está me pressionando até esse ponto?
Parece que ela iria agir do mesmo jeito independentemente de eu ter sido o Herói do Escudo, ou o salvador do mundo ou não…
É por isso que lidar com ela é uma tarefa extremamente assustadora.

“Eu estou indo com você.” (Atlas)
“Vá embora! Raphtalia e Atlas, eu não preciso de vocês nos monitorando.” (Naofumi)
“Sim. Venha Atlas-san, por aqui.” (Raphtalia)

Capturar a Atlas espírito era uma tarefa que, por enquanto, apenas Raphtalia e eu eram capazes de fazer.
E então, eu deixei Atlas para Raphtalia para que ela não me seguisse.

“Ah. É o Naofumi-sama.” (Imya)

Pelo amor de…
Sim, isso mesmo, é assim.

“Imya, vá chamar seu tio.” (Naofumi)

Eu não quero lidar com Sadina e essas duas ao mesmo tempo.
Esses idiotas não agem racionalmente em relação outras pessoas. (NT: Eu sinceramente não sei o que deu no Naofumi aqui, talvez fosse algo diferente e o Yoraikun interpretou errado; a tradução é de antes de aparecer a Kiel, para vocês terem ideia)

“Eu entendo.” (Imya)
“Kiel, você…” (Naofumi)
“O que é, Niichan?” (Kiel)
“Vamos nos divertir mais tarde.” (Naofumi)
“SIM!” (Kiel)

Parte 2

Anúncios

12 respostas em “O Natal do Herói do Escudo Parte 1

  1. Pingback: O Natal do Herói do Escudo Parte 2 | Thyros Traduções

  2. Pingback: O Natal do Herói do Escudo Parte 7 | Thyros Traduções

Deixe uma Resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s