O Natal do Herói do Escudo Parte 7

Também conhecido como Conclusão, a última parte do Especial de Natal está entregue. Preguiça de dar scroll até a Parte 1? De nada, eu sei. Acho que tudo que eu tinha para falar já foi falado, há botões para mudar de Parte no final de cada capítulo, então divirtam-se lendo os capítulos (e de preferência os recados também) – Feliz Natal, magote! \o/ – Este capítulo foi traduzido do Yoraikun. Continuar lendo

Anúncios

O Natal do Herói do Escudo Parte 6

Eu pretendo dar uma revisada no Baka-Tsuki depois de terminar de vez este especial, coisa que estou fazendo bem na casca do natal, para ser sincero; depois disso, vou começar a traduzir Lazy King, mas cada capítulo é absurdamente grande, então irá demorar um pouco para ter novas traduções (se sair KnW ou SoE, aí é outro esquema); mas agora, ao especial – Este capítulo foi traduzido do Yoraikun Continuar lendo

O Natal do Herói do Escudo Parte 2

Apesar dos recados serem melhor lidos em ordem cronológica, é capaz de verem primeiro os últimos… fazer o que. Antes de continuar o especial de natal, queria dizer que eu procurei os outros especiais mas ninguém fez eles em inglês; a história do Motoyasu, por outro lado, está progredindo (com alguns buracos sem traduzir) e talvez num futuro distante eu pegue… vamos para o capítulo, sim? – Este capítulo foi traduzido do Yoraikun. Continuar lendo

O Natal do Herói do Escudo Parte 1

Ah, natal… olha só o que eu trouxe para vocês: aquilo que vocês mais esperaram, que sempre pedem, que sempre enrolei para fazer – o Especial de Natal de Tate no Yuusha! Serão 7 capítulos ao todo, que o Yoraikun traduziu durante a história, e há certas coisas que arrumarei que não importam para vocês agora, então vamos para o presente de vocês! – Este capítulo foi traduzido do Yoraikun.

Continuar lendo

Capítulo 378 – A Ascensão do Herói do Escudo

Eu irei falar muita coisa aqui, se quiser ir direto para o capítulo, cole o título no seu “ctrl+f” e seja feliz o/

Para começar, eu queria dizer que… eu não faço ideia como vieram parar tantas pessoas aqui, como eu aguentei fazer tantos capítulos, enfim, eu ainda não sei direito o que aconteceu, mas vamos no embalo.


Vale dizer também que, apesar dos pesares, acabou. Claro, tem especiais, tem a história do Motoyasu e tal, mas eu não vou pegar isso, primeiro porque eu só achei o de Natal completo (não pesquiso faz tempo), segundo porque já deu – cansou um pouco ficar traduzindo TnY xD

Agora, antes de seguir para o futuro e falar sobre carros voadores e roupas escrotas, eu quero cantar a glória dos 12 Heróis que dedicaram certos momentos para contribuir com TnY, espalhando os seus feitos para os quatro ventos, pela ordem de chegada… eu ficarei por último, para ficar mais legal por causa do número:

Njurken – 7 capítulos, ajudou no começo do começo, mas essa ajuda foi uma das coisas que me ajudou a vencer a preguiça inicial;
Wesley – 2 capítulos, apesar que ele traduziu os 2 primeiros capítulos da história sem saber que já tinha gente na frente, e isso “não conta”;
Minami – 6 capítulos, apesar que ela traduziu acho que até o 14 antes de conversarmos, e resolvemos manter os daqui…;
Rodizipa – 16 capítulos, aí ele resolveu fazer KnW e tal;
GooShiViKuTai DK – 2 capítulos, e o site que eles fizeram (era um grupo) para novel foi pelo visto deletado, mas merecem a menção, e como eles tem um site de mangás…;
Murakoshi – 16 capítulos e meio, que eu assumi a outra metade por um rolo;
Jessie Iwatani – 23 capítulos, ganhando o título de maior tradutor de TnY depois de mim;
Iviless – 13 capítulos e 1/3, que estava desmotivada no último e deixou comigo os outros 2/3;
Sr. Mítico – 4 capítulos, mas preferiu ficar depois com KnW;
Cold – 3 capítulos, apareceu rápido e empolgado, mas a vida real pegou ele… e talvez a preguiça também;
Kalxyz – 5 capítulos, que fez para forçar à escrever o DdH, se me lembro bem…;
Thyros – 281 capítulos e 5/6, contando este capítulo, porém, como todo mundo aqui, só contando os de Tate no Yuusha no Nariagari. Eu sei, é muita coisa.

Agora, vamos falar do futuro: eu irei parar de postar todo dia. Motivo? Preguiça. Eu dediquei muito mais tempo e forcei ânimo para postar diariamente, e digamos que não quero isso. Eu quero me divertir enquanto faço isso. Porém, contudo, entretanto e todavia, eu ainda postarei bem frequentemente aqui – só não garanto diário. E para postar assim, com frequência, vem o problema: projetos. Ah, uma coisa rápida: eu pretendo atualizar o Baka-Tsuki agora que acabou, mas vai ser bem demorado e vai de acordo com o humor, além de se eu conseguir entrar nele (deu pau com a conta e nunca mais tentei)…

Projetos mesmo agora. Eu VOU acelerar KnW, não vai ser diário, mas vai sair com mais frequência. Eu quero pegar outro projeto. Quero? Sim, eu quero. Mas olha que coisa chata: a maioria das coisas que eu li/leio, já tem alguém fazendo, e eu quero pegar algo sozinho, para poder fazer do meu jeito, sem pressa, sem planilhas… Então eu provavelmente pegarei o Lazy King, ou darei uma mão com quem faz o que eu gosto (Hirune dropou Tensei Shitara Slime Datta Ken, certo? Eu posso pegar ele). Sinceramente, como eu só sei direito inglês além de português, complica as escolhas. Se tiverem alguma sugestão, eu estou aberto para ouvir elas, mas por favor, não vão me pedir o impossível; de preferência, WN porque colocar ilustrações cansa. xD

 

Enfim, acabei aqui, este é o último capítulo de Tate no Yuusha no Nariagari, traduzido do Yoraikun, então vamos lá! o/


Capítulo 378 – A Ascensão do Herói do Escudo

“Que diabos é isso?”

Eu inintencionalmente soltei uma risada.

O que eu peguei em minhas mãos e li era um livro chamado Lenda Heroica do Vale da Rocha.

Neste momento, a loja em que eu estou é a Livraria do Vale da Rocha.

Ela parece ser uma loja de magia, mas eles vendem livros normais também.

“Qual o problema?”

Enquanto eu estou de pé ali lendo, uma criança que parece Elena aparece e fala comigo.

Eu silenciosamente aponto para a página e cerro minhas sobrancelhas.

“É uma história bem terrível.”

“Há algumas coisas que divergem da realidade aqui.”

A pessoa que Glass está esperando é uma mulher.

Maioria dos monstros são atribuídos como conceitos para a raça toda. Eu sinto pena pelos reais.

“Qual o problema?”

“Rafu~?”

Firo e Raph-chan olham para mim curiosas no que eu dou um sorriso amargo.

“Hmm? A existência de vocês está em dúvida, parece.” (Naofumi)

“Eh…?” (Firo)

É cruel chamar eles uma coleção de monstros com o mesmo nome.

Por que eles não podem apenas ver ela como uma Philorial?

“Mas faz um tempo desde que eu vim para este mundo. Mudou até que um pouco.” (Naofumi)

Eu ando para fora da livraria e olho para o céu.

Uma árvore gigante se eleva sobre os arredores.

Então essa é a especial árvore de deus do Vale da Rocha, é?

Como estava escrito que Kiel estava protegendo ela… eu forço meus olhos e tento focar nela.

… É. É a árvore de crepe.

“Raphtalia, aquela árvore é nojenta, então vá derrubar ela. Kiel não está aqui mais, então está tudo bem.” (Naofumi)

“Eu não quero. E se nós fizermos isso, irá começar um auê!” (Raphtalia)

“Eu aposto. Mas como eu pensei, eu não consigo me acostumar àquela árvore.” (Naofumi)

E quando eu observei o tráfego na estrada, eu vejo até que algumas raças familiares andando por aí.

Depois de derrotar a Deusa Puta, quando os Espíritos me pressionaram por uma resposta, eu escolhi tudo.

Algo próximo aos fragmentos da Puta. Eu dividi partes de mim entre este mundo e o moderno. Raphtalia, Atlas e eu, que seríamos capazes de usar nossos poderes divinos para proteger o mundo, fomos numa jornada seguindo as palavras dos Espíritos.

Depois disso, muita coisa aconteceu.

É porque as regras variam pelo mundo.

Nós existimos como uma força espiritual para proteger mundos de deuses invasores.

Por causa disso, nós batalhamos em tantos lugares como há estrelas no céu.

A regra que oito mundos tinham que combinar para o deus descender existiu em alguns mundos, e não existiu em outros.

Mas sem corresponder àquela regra, bem, nós basicamente descendemos ao limite absoluto que o mundo iria permitir.

Assim que nós descobrimos onde o deus estava puxando os fios, nós iríamos derrubar ele antes que ele pudesse fazer qualquer outra coisa.

E com a repetição de batalhas como essa, os meses e anos se passaram antes que eu soubesse.

Esse fragmento era basicamente eu me enviando num feriado.

Aquele que tomou residência permanente no mundo experienciou vários acontecimentos todo dia, mas no fim, parece que ele teve uma vida divertida.

E agora, ele retornou para mim.

Depois que ele morreu, parece que muito aconteceu neste mundo.

Mas calamidades injustas como a onda não vieram de novo.

Em todos os mundos em que eu resolvi os assuntos, eu ergui uma barreira para que nenhum deus pudesse descender de novo.

Eu estando neste mundo depois de tanto tempo é como um feriado bem merecido.

Quero dizer, com tudo que aconteceu, eu estou cansado.

Arc até disse que eu poderia tirar uma pausa se eu quisesse.

Aquele gato ocasionalmente nos salva, e é ocasionalmente salvo por nós.

Há muitos mundos onde teria sido perigoso se ele não estivesse lá.

E há muitos mundos que ele estaria em perigo sem nós.

Enquanto parecido com o meu, o estilo de luta dele é em outro nível.

Ele se especializa em matar deuses, e ele não é bom em mais nada.

Invés de entrar numa guerra de atrito entre deuses, ele tem uma habilidade conveniente onde ele só mata eles.

Mas em troca, de forma grosseira, se fosse alguém do mundo, até um bebê poderia espancar ele.

Parece que ele funciona por lógica assim.

Bem, se tiver que comparar com soco, eu acho que eu não consigo derrotar um bebê também.

Apesar que, em troca, Raphtalia luta por mim.

Ah, eu digressei.

De qualquer forma, como um deus, eu me devotei à lutar.

Devo chamar este meu corpo principal?

“O Vale da Rocha é uma monarquia? Ou uma república? Um Império? Cada livro de história parece divergir um pouco.” (Naofumi)

“Eu aposto que ele teve uma longa história. Firo, você sabe de alguma coisa sobre isso?” (Raphtalia)

“Hmm… quando Firo estava com Mel-chan, era uma monarquia.” (Firo)

Fumu… a habilidade de memória da Firo é um pouco duvidosa, mas eu confiarei nela.

Ah, isso mesmo.

Nós pagamos uma visita à este mundo depois de todo esse tempo.

Quando eu estava confiando nas memórias do meu fragmento para andar nas ruas, Firo e Raph-chan sentiram minha presença a apareceram.

A existências delas foram duvidadas, mas elas estão bem aqui.

Mas… Raphshild… a raça Raph conseguiu um nome bem grandioso.

Ah, eu avistei um… é um urso tanuki-zado.

Ele está puxando uma carruagem e deixando crianças andarem nas suas costas.

Parece que ele é tratado como um monstro sociável, dócil.

Mas ele não parece ter muita proeza de batalha.

Isso é como um um Philorial que não foi criado pelos Heróis, eu acho.

Eu também sinto que Gaelion ainda está aqui.

Eu acho que irei lá mais tarde.

Neste momento, eu estou no país, Vale da Rocha.

Eu não tenho realmente certeza se é um império ou uma república.

Mas parece que é um país pacífico.

Pessoas lembrando do modo filhote da Kiel estão cuidando da árvore de crepe.

Os crepes que crescem dela são a especialidade, só por erguer sua mão no ar, você pode comer eles.

Bem, tudo que isso significa é que essa árvore nojenta está se elevando sobre o mundo.

Em volta dela, uma larga cidade do castelo se espalha.

Ela olha para o mar, e foi uma vez… o local de nascimento da Raphtalia.

Neste momento, ela funciona como um tipo de cidade portuária.

“Firo.” (Naofumi)

“O que~?” (Firo)

“Você está em forma humana, mas você não tomará sua forma Philorial?” (Naofumi)

Bem, eu acho que é porque isso irá causar um auê se ela fizer isso aqui.

Quero dizer, ela devia ser um pássaro lendário.

“Bem, você vê, este lugar é um pouco estreito.” (Firo)

É mesmo?

Eu acho que ela cresceu bem grande.

“É, Raph-chan é igual.” (Firo)

“Rafu~.” (Raph-chan)

Quando eu me reuni com Raph-chan, eu fiquei chocado.

Ela estava num lugar bem remoto.

A raça Raph inteira veio nos cumprimentar, e nos levou para um tanuki do tamanho de uma montanha.

Levou um tempo para eu notar que era Raph-chan.

Neste momento, ela se transformou para o mesmo tamanho de quando nós nos encontramos primeiro.

“Firo, veja só. Firo finalmente achou mestre de novo. Não me deixe sozinha desta vez.” (Firo)

“Ah, sim, sim.” (Naofumi)

Firo sequer perceber só quanto tempo se passou desde lá?

Ela não parece nem um pouco diferente de antes.

Bem, a essência dela está se aproximando àquela de um Deus, e eu realmente acho que ela será capaz de passar da parede em volta do mundo.

Ela se tornou capaz de se envolver em fogo no que ela voa, e quando um Pássaro de fogo nos cumprimentou assim que nós aproximamos do mundo, eu fiquei surpreso.

Eu acho que aquela forma é uma das transformações dela, mas eu imagino.

“Rafu~.” (Raph-chan)

“Raph-chan diz que ela quer proteger este mundo das sombras, então ela ficará em casa.” (Firo)

“Entendo, entendo. Boa garota, Raph-chan. Diferente de certo pássaro que não amadurece não importa quantos séculos passem.” (Naofumi)

“Quem é esse~?” (Firo)

É você. Você.

“Rafu…” (Raph-chan)

Eu faço carinho numa Raph-chan envergonhada no que eu ando pela cidade.

O cenário de cidade estranho. Mas haviam algumas coisas familiares, e elas trazem algumas emoções profundas.

“Fitoria ainda está por aí?” (Naofumi)

“Sim, ela é realmente irritante. Ela continua dizendo para Firo só suceder ela logo. Ela diz que ela quer se aposentar.” (Firo)

Eu acho que aquele pássaro viveu o suficiente, mas ela tem juventude eterna.

Eu acho que Firo bebeu aquele remédio também.

Mas seria indelicado perguntar sobre os outros.

Eu aposto que Firo encontrou com muitas partidas dolorosas.

“Mestre é malvado demais. Você fez tantas coisas com todo mundo, mas nunca com Firo.” (Firo)

Firo começa a falar sobre isso e aquilo com uma expressão emburrada.

“Você disse que Mel-chan estava lá, então não era bom, mas você fez coisas com Mel-chan também.” (Firo)

“Por favor, só deixe isso assim. Eu ficarei com você por um tempo agora, certo?” (Naofumi)

Eu faço carinho no topo da cabeça da Firo.

Num bom humor, Firo se aquieta.

Como que para não perder, Raph-chan sobe no topo da minah cabeça e faz uma pose.

“Ah, sim, sim. Você também, Raph-chan.” (Naofumi)

Depois de fazer carinho nelas por um tempo, meu humor melhora também.

“Naofumi-sama, por favor faça carinho em mim também.” (Atlas)

Atlas sai de dentro do Escudo e se voluntaria.

“Você recebe carinho todo dia, não?” (Naofumi)

“Mesmo que seja todo dia, isso não significa que é o suficiente.” (Atlas)

“É, é.” (Naofumi)

“Firo quer ficar com o mestre. Desta vez você me levará junto, certo!?” (Firo)

“Pode deixar, pode deixar.” (Naofumi)

Agora, este mundo só tem um punhado de pessoas que me conhecem.

Desse jeito, eu ando pela cidade normalmente, e ninguém notou que eu era o Herói do Escudo.

Não, talvez seja no nível onde eles pensam que eu estou fazendo cosplay de um Herói lendário.

A cultura não parece ter realmente avançado tanto.

Bem, eu acho que sociedades baseadas em magia são algo assim.

De acordo com Firo e Raph-chan, elas estão num ciclo de prosperidade de declínio.

Elas criaram carruagens e navios voadores e pisaram no reino do céu, então isso significa que o mundo avançou?

Mas aquele período tinha aviões, então eu não realmente sinto nada sobre isso.

A linhagem da Melty, da Kiel, assim como a da Sadina existem, mas elas se separam da realeza, e são reinstituídas algumas vezes. É um ciclo de algo assim.

Depois que os Heróis morreram, este mundo ainda confia na Invocação de Heróis até que um pouco.

Os Quatro Divinos… não, agora, são os Oito? De qualquer jeito, eles chamam por eles, e algumas vezes invocam Heróis vassalos também.

Mas não há registro de um Herói do Escudo aparecendo depois de mim, o que se tornou um famoso tópico de discussão.

“Com certeza é pacífico.” (Naofumi)

O clima é bom, e eu posso ouvir os pássaros chamando alegremente.

Nós andamos até a estrada principal, e eu faço um almoço leve nas planícies gramadas fora antes de apresentar ele para Raph-chan e Firo.

Elas estavam muito satisfeitas com a primeira refeição que eu fiz para elas à mão em um longo tempo.

“O que devemos fazer, Raphtalia?” (Naofumi)

“O que você quer dizer?” (Raphtalia)

“Você quer levar uma vida pacífica aqui de novo?” (Naofumi)

Se for só por um tempo, eu acho que eu consigo pegar permissão para descansar.

Se for só cerca de uns cem anos, seria apenas como um Domingo normal para nós.

Quero dizer, nós estivemos lutando batalhas consecutivas por um tempo, e eu acho que os Espíritos irão esperar por nós.

“Nós podíamos ter algumas crianças neste mundo e construir uma família estável até que eles se tornem independentes.” (Naofumi)

Assim como os nós que ficaram no mundo moderno, e os nós que ficaram aqui, eu tenho a impressão que nós podíamos começar algo aqui.

Quero dizer, apesar de tudo, fazer uma vila foi… divertido.

Witch e a discriminação que eu encarei são memórias azedas, mas além disso, meus dias foram bem divertidos.

“Desta vez, coloque Firo dentro~!” (Firo)

“Rafu~!” (Raph-chan)

“Eu também!” (Atlas)

“Ah, sim, sim.” (Naofumi)

Eu ignoro as três pessoas não envolvidas e pergunto para Raphtalia.

“Isso soa bacana…” (Raphtalia)

Pensando de volta, nós viemos num longo caminho.

Foi uma escolha que eu fiz para não me arrepender, mas não é como se eu nunca tivesse tido arrependimentos.

Ficando de luto pelas mortes daqueles próximos de mim verdadeiramente foi triste.

Mas mais do que isso, eu encontrei muitas pessoas em muitos mundos, experienciei muitas partidas, e recebi muitos agradecimentos.

“… Mas nossa batalha ainda continua. Pelas pessoas que estão soltando lágrimas devido à um ser egoísta se chamando de Deus, nós temos que continuar indo em frente.” (Raphtalia)

“… É mesmo.” (Naofumi)

Eu posso fazer um fragmento para uma mudança de ritmo se eu quiser.

Eu posso só ter ele aproveitando este mundo em meu lugar.

Neste momento, nós carregamos o dever de subjugar as ondas causadas por aqueles proclamando serem deuses.

Nós somos mais como conceitos do que qualquer outra coisa.

Então, nós não podemos parar de ir em frente… entendo.

Eu acho que eu devo descansar em moderação.

No pior caso, eu posso fazer um salto no tempo e encontrar as pessoas deste mundo: Melty, Sadina, Kiel, Fohl.

Não é como se eu tivesse sumido pela eternidade.

“Ah, parece que tem outra pessoa planejando assimilação mundial.” (Raphtalia)

Raphtalia recebe um pedido de apoio de outro caçador de deus.

Certo, assim como Arc, nós temos companheiros que compartilham o mesmo objetivo que nós.

Apesar que, eu nunca vi aqueles que estão agindo pelos pedidos dos Espíritos como nós.

Dentro deles, há pessoas que traem, e pessoas que tem mudanças de coração. Quantas vezes eu fui enganado…

Por sorte, eu ainda estou aqui e seguro.

Desta vez, um desses companheiros está pedindo por ajuda.

Claro, eu pretendo ir lá imediatamente.

Eu não posso deixar eles perderem para aqueles que perpetuam tal injustiça.

Porque essa é nossa vontade.

Está tudo bem. Eu tenho Raphtalia.

Eu tenho um mundo, um mundo eu tenho que proteger.

Eu tenho Firo, e todo o resto.

Eu não posso encontrar com eles neste momento, mas não é como se nós nunca nos encontraremos de novo.

Mas aqueles que clamam ser deus podem até apagar o passado.

E então… eu irei proteger todo mundo.

“Então para nos refrescarmos, vamos deixar um fragmento e ir.” (Naofumi)

Neste mundo, onde nós nos tornamos lendas que salvaram o mundo, vamos ter uma aventura de coração leve.

Se o mundo estiver com problemas por guerra, eu aposto que nós podemos alcançar a paz.

Está tudo bem. Eu sou o Herói do Escudo. Este mundo irá me dar uma boa vinda quente.

E eu serei enganado de novo.

… Isso soa provável. Eu estou um pouco preocupado.

“Entendido.” (Raphtalia)

“Firo quer ir com o Mestre.” (Firo)

“Rafu!” (Raph-chan)

Raph-chan está acenando sua mão.

Da próxima vez que nós viermos, nós estaremos levando Raph-chan com a gente?

Nós deixamos um fragmento para trás, e saltamos através de dimensões.

Desta vez, Firo está com a gente.

Eu estou com minhas companheiras nostálgicas, e eu sinto que minha motivação se aumentou em si um pouco.

Se eu pensar sobre isso, eu era apenas um estudante de faculdade Otaku que foi colocado sob falsas acusações e jogado sem um tostão em outro mundo. De lá, eu acabei sendo um nobre, e até um Deus.

Esta é verdadeiramente a Ascensão do Herói do Escudo.

“Okay! Raphtalia, Atlas, Firo, eu estarei nos seus cuidados daqui em diante também!” (Naofumi)

“Sim.” (Raphtalia)

“Entendido.” (Atlas)

“É!” (Firo)

Nossa batalha ainda continua.

Pelas vidas perdidas sem razão, nós continuaremos à proteger.

Daqui em diante… eternamente…

Capítulo 377 – Lenda Heroica do Vale da Rocha

Considerações: eu capotei no sofá por uns 40 minutos, então demorei um pouco para vir aqui; este capítulo é um epílogo, mas é o PENÚLTIMO; amanhã tem o último – Este capítulo foi traduzido do Yoraikun.


Epílogo – Lenda Heroica do Vale da Rocha

Iwatani Naofumi

Como o Herói do Escudo, ele foi o líder dos Heróis que salvaram o mundo.

Pelas conquistas dele em salvar o mundo, ele foi louvado como um salvador.

Depois disso, ele foi atraído em inúmeros incidentes no mundo, e resolveu eles. Ele continuou a ter certeza que as pessoas confiassem nele, mas nunca dependessem dele. Continuar lendo

Capítulo 376 – Mundos Alternativos e Os Modernos

Eu chequei aqui, os dois últimos capítulos são menores… se não fossem, eu cometeria Sudoku aqui… – Este capítulo foi traduzido do Yoraikun.


Capítulo 376 – Mundos Alternativos e Os Modernos

Alguns meses passaram.

A onda, ou devo dizer o plano de invasão da Deusa puta, veio à um fim, e nós fizemos algum progresso em reconstrução.

O prazo para Ren, Itsuki e Motoyasu darem suas respostas para suas armas está se aproximando.

Meu Escudo, ou devo dizer Atlas é… bem, ela provoca o irmão dela no que ela gasta seus dias me seduzindo. Continuar lendo