Capítulo 16 – Dok-Go Sul-Lan Foge!

Primeiramente, este é o último capítulo traduzido em inglês; o projeto entrará em hiato até sair mais em inglês (o cara deu sinal de vida, só não sei quando vai sair); também quero anunciar aqui que farei parte do novíssimo (sério, ainda estamos arrumando muita coisa) Kotatsu Redondo, que vai ser um WP para dar reviews de anime, mangá/manhwa/manhua, novels e outras coisas que pareçam apropriadas pra ideia. Ah, tem um botão levando para lá do lado do que deixei para a Descriatividade Coletiva na barra principal o/

Ah, e eu pretendo fazer uma surpresa para o natal, então até lá vou ficar sumido (não é como se tivesse mais capítulos para serem feitos) mas enfim – Este capítulo foi traduzido do MoonBunny Cafe.


Capítulo 16 – Dok-Go Sul-Lan Foge!

Noite se aproximou lentamente no que ela silenciosamente engoliu o mundo. A praça interna das Espadas do Norte estava preenchida com som, no que eles discutiram e ratificaram decisões por cima de comida e vinho em relação ao Ma Do. Por causa da atmosfera, os guerreiros de patrulha relaxaram sua guarda. Pa Chun avançou para o Saguão de Afloramento de Água. Apenas aqui Pa Chun podia achar vários homens escondidos nos arredores para uma emboscada contra quaisquer intrusos não desejados. Contudo este nível de preparação não era o suficiente para parar ele.

Dok-Go Sul-Lan vestiu um vestido leve e estava ocupada se preparando. Ela estava embalando várias roupas casuais, ornamentos, junto com alguns livros que ela estava lendo. As Espadas do Norte estavam cheias com risada no que eles comeram e beberam, mas apenas na área do Saguão de Afloramento de Água parecia quieta demais. Apesar do Saguão de Afloramento de Água ser enorme, os únicos residentes desta área eram quatro maids e Hwan Sa. Além dessas cinco pessoas, ninguém nunca veio no que ele não era um lugar que tinha visitantes. Era também questionável em quantas vezes o pai veio visitar Sul-Lan. Não havia área nas Espadas do Norte tão solene quanto a residência de Dok-Go Sul-Lan.

“Sou eu senhorita.”
“Por favor entre Hwan Sa.”
“Você se preparou?”
“Sim…”
“Parece que você está firme em sair.”
“Sim, você está correta.”
“Foi uma decisão sábia. Mas não será fácil de escapar daqui sem um plano…”
“Eu não sei também, mas então eu tenho que confiar naquela pessoa.”
“Eu não estou certa se essa pessoa é confiável. Não é que eu não confie em seu julgamento mas é só que essa pessoa é um estranho de fora. Eu também estou preocupada sobre como ele escapará deste lugar. Quando for descoberto que a senhorita desapareceu, caos irá surgir na Prefeitura de Gae Bong.”
“Eu entendo suas preocupações Hwan Sa. Mas eu acredito que tudo dará certo.”

Apesar do rosto de Hwan Sa estar coberto em véu como de costume, seus olhos verdes pareciam dizer ‘eu sempre irei lhe proteger’.

‘O que é isso? Não me diga que ela contou para aquela vaca Hwan Sa sobre este plano?’ (NT: Não é algo tão forte, mas é nessa linha)
-O que eu lhe disse? Apenas saia daqui antes do problema ficar ainda maior.
‘Fora de questão! Eu já prometi para ela e eu não serei aquele à quebrar isso! Eu sou um homem das minhas palavras!’
-Mesmo que você seja uma pessoa tão distorcida, suas palavras são justas. Apenas seja honesto e diga que você está fazendo isso porque ela é bonita!
‘Tudo bem! E daí? Chun Ma! Se você disser mais uma palavra, você sabe o que irá acontecer certo? Você parece estar atrevido esses dias já que eu estava sendo leniente com você…’

Chun Ma imediatamente calou sua boca. Ele era verdadeiramente um pobre coitado.

“A propósito, o que está fazendo o jovem senhor demorar tanto?”
“Você não acha que este sujeito está se agalinhando depois de dizer aquelas grandes palavras?”
“Você acha que eu sou como você?”

Hwan Sa imediatamente se virou em resposta à voz.

“Hoh, seus movimentos são bem rápidos.”
‘Im-impossível, como eu não pude ter notado quando ele estava tão próximo?’

Hwan Sa estava extremamente chocada.

‘Eu sinto que eu já vi este homem antes… quem é ele? Onde eu vi ele?’

Neste momento, os olhos de Hwan Sa que estava vidrados com os de Pa Chun e os olhos de Pa Chun que estavam absorvidos encarando os de Hwan Sa pareciam perguntar a mesma questão.

‘Apenas onde eu encontrei ele?’

“Você!”
“V-você… você é aquele!”
“O cavalo?”
“Você era aquela pessoa estúpida!”
“O que você disse?”

Pa Chun mostrou uma enorme franzida.

“Eu estava imaginando quem você era e acabou que você era aquela vaca fazendo um caos nas costas de um cavalo!”
“O que você disse?… Che, eu estava aqui educadamente esperando por você e você acabou sendo aquele piadista louco andando num cavalo!” (NT: Esse che é tipo um tsk, mas é soltando o ar da boca e tal)
“Sua!”
“O que, estou errada?”
“Che… eu preciso me acalmar. Eu não tenho tempo para discutir com uma mulher pirralha. Senhorita, por favor se apresse e me siga.”
“Huh? Sim!”

No que Pa Chun guiou o caminho, Sul-Lan seguiu ele com seus pertences.

“Você pensa que nós estamos indo num piquenique? O que há com a mala?”
“Sim? Ah… e-eu estou carregando algumas roupas… ornamentos… e coisas do tipo.”
“Deixe todos eles aqui e traga somente seu corpo. Eu prepararei tudo que você precisa.”
“Sim? Mas… eu não quero lhe incomodar.”
“Se você não quer ir então não vá… eu irei sair sozinho.”
“Tudo bem.”

No que desespero atingiu ela, ela jogou a mala dela para o lado. No que Pa Chun começou a se mover, Hwan Sa e Sul-Lan seguiu.

“Espera… você não está indo com a gente, certo?”
“Claro… eu estou indo também.”
“O que você disse? … Isso é sério, senhorita?”
“Sim… há algum problema?”
“Não é um problema, mas… olhe aqui sua enrolada em pano preto, eu não posso ser responsável por você também, então é melhor você não nos atrasar e me seguir como se sua vida dependesse disso. Entendeu? Se nós formos descobertos por sua causa… não pense que sua bunda ficará bem. Eu irei acertar suas nádegas até você morrer!” (NT: Só para constar, ele está falando de bater com uma palmatória)
“S… seu!!”

Mas Hwan Sa não tinha nada para dizer. Pelo jeito que ele foi capaz de se aproximar dela sem ela nem perceber nada, ela podia adivinhar que este homem era um poderoso especialista.

‘Vejamos se você é arrogante assim quando você falhar!’

Quando ela agiu como se ela esperasse que ele fosse falhar, Hwan Sa ficou pasma com ela mesma. No que Pa Chun estava prestes a tirar um pé para fora, Hwan Sa parou ele.

“Olha aqui, Senhor Especialista. O que você está tentando fazer sem um plano?”
“Plano? Que plano? Nós só estamos saindo, isso é tão difícil?”
“Isso… pode ser tranquilo para você e eu, mas minha senhorita não sabe artes marciais!”
“É mesmo? Isso não importa. Eu só carregarei ela em meus braços…”
“Pode ser possível escapar com ela em seus braços se este fosse um lugar diferente do Saguão de Afloramento de Água, há homens à espreita numa emboscada para que nós não sejamos capazes de sair seguramente! Não me diga que você não sabia?”

Pa Chun pensou cuidadosamente pelas palavras dela.

‘Bem, eu acho que é normal que elas estão sendo cuidadosas. Podem haver problemas se eu tentar escapar enquanto carrego ela neste ambiente hiper silencioso… além do mais, os caras cercando este lugar também são especialistas.’

“Tudo bem. Suas palavras fazem algum sentido. Senhora Sul-Lan! Venha para cá.”
“Por que?”
“Apenas venha!”
“Sim… jovem senhor.”

Pa Chun cuidadosamente examinou o rosto de Dok-Go Sul-Lan… mesmo sem quaisquer ações ou palavras, quando Pa Chun olhou para Sul-Lan, o rosto dela rapidamente ficou bem vermelho.

[Chun Ma, isso funcionará?]
-Definitivamente! Mas não durará por mais do que dez minutos.
[Isso é mais que o suficiente.]
“Olhe aqui gentil dama! Me ouça cuidadosamente. Você também Hwan Sa! Você escute também.”

‘Como ele ousa usar palavras tão informais, especialmente para a senhorita…’

Mas Dok-Go Sul-Lan não pareceu ligar.

“Eu irei mudar seu rosto.”
“O que!?”
“Apenas escute.”

No que ela repentinamente exclamou alto, os dois mostraram uma expressão chocada. O coração de Hwan Sa ficou ansioso pela possibilidade que os guerreiros ao redor possam ter ouvido.

“Hwan Sa! Não se preocupe. Som não pode mais passar através das paredes deste quarto.”

‘Eu sabia que esse cretino era um especialista, mas eu não achei que ele seria desse nível…’

“Eu vou mudar seu rosto para o de outra pessoa para que você e Hwan Sa possam apenas sair normalmente! Entenderam? Assim que nós sairmos deste lugar, eu lhe carregarei e sairemos. Planejamento terminado! Alguma pergunta?”
“Você vai mudar meu rosto?”
“Isso mesmo.”
“Isso é possível?”
“É porque é possível que eu estou propondo isso, sua idiota!”
‘E-esse cretino.’
“Eu não quero fazer isso.”

Sul-Lan respondeu deprimidamente enquanto olhava para o chão.

“Não se preocupe! Você retornará ao normal depois de algum tempo…”
“Você não está planejando usar a Técnica de Disfarce Perfeito, está?”
“Por que? Eu vou usar ela.”
“Hey olha, eu lhe disse que a senhorita não consegue usar artes marciais… o que há com essa cara?”
“Vá e chame uma das maids aqui! Eu preciso olhar para o rosto dela. O que você está fazendo? Se apresse e vá!”

Foi nesse momento que Hwan Sa finalmente começou a se mover.

“Não se preocupe demais. Não haverá quaisquer problemas.”

A mão dele estava segurando os ombros de Sul-Lan. Apesar dela ter parecido nervosa, ela apenas deu um sorriso desconjuntado para Pa Chun. Ele não desapareceu uma vez bem na frente dos olhos dela? Ela estava surpresa lá trás. Apesar de Hwan Sa frequentemente fazer uma coisa similar, mas não era tão incrível quanto o que Pa Chun era capaz de fazer. Ele era capaz de desaparecer como apagando um desenho feito em areia.

No corredor, Hwan Sa acordou as maids que dormiam e estava falando com elas.

[Isso é o suficiente. Apenas pare.]
Pa Chun começou a sentir o rosto de Dok-Go Sul-Lan.

“Vamos começar. Descanse tranquila, acabará num segundo…”

Sha sha sha sha.

As mãos de Pa Chun soltou ondas de luz dourada que cobriram o rosto inteiro de Dok-Go Sul-Lan e pareciam continuamente entrar e sair dos poros dela.

Sha sha sha sha.

Este processo em si levou um minuto.

“C-como isto é possível?”

Hwan Sa estava minunciosamente chocada. A aparência era idêntica àquela de Gum Meng, a maid que ela chamou. O rosto dela era comprido, seus olhos altos, exatamente como a maid. Nesta forma, Sul-Lan parecia ter por volta de 25 anos.

“Nós não temos tempo para você admirar! Se apressem e saiam! Hwan Sa, o que você está fazendo? Pegue a senhorita e vá logo…”
“Ah… tudo bem. Por favor me siga, senhorita.”

As duas partiram com pressa e no que Pa Chun observou elas saindo, ele mesmo sumiu no puro ar.

Hwan Sa e Sul-Lan calmamente andaram para fora do Saguão de Afloramento de Água. Tudo que restava era ir através do lago. O comprimento era 30 Jang (90m), uma distância consideravelmente comprida. Talvez isto fosse porque ela estava pensando demais e estava preocupada em excesso, o andar dela não parecia natural, especialmente aquele de uma maid.

Chauk.

A água no lago se dividiu em dois, no que duas pessoas apareceram dele. Apesar do clima fresco, as roupas deles não tinham uma única gota nelas. As roupas deles foram mais provavelmente feitas para serem resistentes contra água.

“Onde vocês vão nesta hora tarde?”

Era uma questão dirigida à Hwan Sa. Todas as pessoas no Saguão de Afloramento de Água tinham que ouvir as ordens dela. Contudo, contra os guardas estacionados nos subúrbios, ela mesma que tinha que cooperar. Os guardas não sabiam exatamente a identidade de Hwan Sa, mas eles sabiam que ela era uma especialista habilidosa com um alto status social.

“Eu tenho que ir para um lugar por um tempo. São ordens da senhorita, saia do caminho.”
“Você não sabe que este lugar fecha na Hora do Rato?” (NT: 23h-01h)
“Então você está dizendo que me desobedecerá?”
“Não é isso… eu só estou lhe dizendo das regras de regulamento.”
“O mais rápido que você sair, o mais rápido eu posso voltar. Se algo acontecer com a senhorita você vai assumir a responsabilidade?”

Era uma afirmação impiedosa.

“Por favor me perdoe, você pode ir. Contudo… se você fizer isso de novo, irá deixar as coisas difíceis para mim.”
“Eu entendo. Eu me lembrarei.”

Elas finalmente foram capazes de passar os guardas guerreiros, então repentinamente, um dos dois guardas enviou uma mensagem garganteada que era destinada para a maid.

[Gum Meng! Eu estou de folga amanhã então… você entende, certo? Venha aqui quando puder. Eu estarei esperando com presentes.]
Click!

Pareceu que os corações delas iriam parar quando os ouvidos delas ouviram a mensagem. No estado nervoso delas, receber um sinal estranho desses iria sem duvidas assustar elas… mas parece que Gum Meng e aquele guarda estavam nesse tipo de relacionamento.

No que Sul-Lan e Hwan Sa saíram, um dos guardas parecia muito intrigado.

“Que estranho…”
“O que é?”
“Quando foi que as nádegas da Gum Meng começaram a parecer tão definidas?”
“Esse cara! O que não pareceria bonito em seus olhos? Pare de falar asneira e se prepare para a rotação. A condição do meu corpo hoje está incomumente terrível…”
“Phew.”

Os dois automaticamente suspiraram.

[Continuem indo!]
Surpresa, Hwan Sa olhou cuidadosamente para direite e esquerda para achar o dono da voz.

[Não tentem me achar e vão ficar atrás daquela árvore grande! Agora!]
Elas seguiram as instruções deles e deram a volta na árvore.

Sha sha sha.

Ele apareceu como um fantasma.

‘Que sujeito incrível. Ele pode estar no mesmo nível que as habilidades marciais do Chefe.’

“Nós não temos tempo. Como Hwan Sa pode sair sozinha, eu irei primeiro.”

Assim que ele terminou de falar, ele colocou Dok-Go Sul-Lan em seu abraço e saltou para os céus. Nisto, as mandíbulas de Hwan Sa caíram abertas e ela estupidamente encarou.

Swish.
Swish.

Sul-Lan fechou seus olhos e apertadamente se prendeu em Pa Chun num abraço e podia sentir a aura corporal dele. Apesar de seus olhos estarem fechados, ela podia sentir a altura e o sentir a velocidade em que eles estavam se movendo. O ar da noite de fim de outono era verdadeiramente frio. Para resistir ao frio, ela se enrolou ainda mais próxima de Pa Chun. (NT: São duas palavras diferentes para sentir em inglês, por isso repeti)

“Escute aqui! Daqui em diante, não pode haver um único centímetro de um rastro. Eu tenho que voltar, então vocês achem o quartel general de Gae Bang. É um templo localizado na fronteira da prefeitura de Gae Bong. Até eu ir achar vocês, fiquem lá. Ache o antigo chefe e diga à ele que eu enviei vocês e contem para ele sua situação. Assim que isso estiver acabado, ele deve dar à vocês um lugar para ficar. Pode ser frustrante mas você deve permanecer escondida como se estivesse morta. Entendeu?”
“Nós não vamos juntos?”
“Se eu desaparecer, eu que serei suspeito. Além do mais eu preciso saber dos movimentos deles para que seja mais fácil sair mais tarde. Eu seguirei vocês em breve, então vão adiante primeiro.”

Quando Sul-Lan descobriu que Pa Chun não ia com elas, a expressão dela mostrou nervosismo. Era também o mesmo para Hwan Sa que estava internamente pela mudança dela.

“Saia. Eles irão logo notar que vocês se foram. Talvez fosse diferente se Hwan Sa fosse voltar. Talvez eles já tenham descoberto. Eu disse para se apressar e sair. Eu voltarei em um ou dois dias, entendido?”
“Sim.”

Sul-Lan respondeu de volta calmamente. Em resposta, Hwan Sa disse.

“Che, faça o que quiser. Vamos lá senhorita!”

No que Pa Chun encarou as duas no que elas lentamente desapareceram de vista, um leve sorriso apareceu no rosto dele.

“Agora vamos voltar para ver como o Chefe reage!”

Sssss.

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s