Capítulo 182: Invasão em Passion

Este post marca o primeiro de vários para comemorar o aniversário de um ano do Thyros Traduções, mas tem um porém: eu recebi na segunda-feira, lá pelas 10PM uma notificação de comemoração de 1 ano, mas eu estou usando o primeiro post para minha contagem (primeiro capítulo de TnY); mas então, vamos lá? Ah, eu soltarei os outros capítulos ao longo do dia, teremos 4 SoE e mais 1 KnW – Este capítulo foi traduzido do N00b.


Capítulo 182: Invasão em Passion

Duas pessoas vestindo robes pretos entraram em 【Passion】. Enquanto olhavam para o símbolo de 【Passion】, a 《Árvore de Começos – Aragorn》, um deles usava uma cara esquisita, distorcendo os cantos de sua boca.

Nos robes pretos que as duas pessoas vestiam havia um desenho em cada um de suas costas. Bem, eles eram apenas simples símbolos, um sendo um [X] e o outro sendo um [□].

Nesta conexão, aquele que esteve rindo estranhamente agora mesmo era a pessoa com o símbolo cruzado.

“Kehaha, como de costume, é só uma árvore estúpida~.” (X)

A pessoa marcada por cruz falou impondo sarcasmo ardente.

“Você não acha isso também~, novato?” (X)

Contudo, a pessoa marcada por quadrado não respondeu. Apesar das verdadeiras identidades deles não poderem ser confirmadas no que os rostos deles estavam escondidos sob um gorro, julgando pela voz dele o cruzado é homem.

“Keh, você~ é bem o cretino~” (X)

Então ele notou dois soldados se aproximando no que eles foram ficando com suspeitas com os intrusos.

“O~ lala, nós fomos completamente descobertos~” (X)

Ele disse aquelas palavras de algum modo deleitado.

“Hey caras, vocês são viajantes? Vocês não seriam legais e me mostrariam seus rostos, se isso for possível?”
“Oyoyo~y, que merda estranha, por que eu devo lhe mostrar meu nobre rosto verdadeiro? Aah?” (X)

Tendo sido falado de tal maneira, o soldado se aproximou, apertando fortemente sua lança,

“Cara suspeito! Remova esse gorro, agora!” (Soldado)
“Aah, você veio… você veio, você veio…” (X)
“Nh? Quão frequentemente você vai me dizer que eu vim agora?” (Soldado)

Não entendendo o motivo do homem sinalizado por cruz murmurar isso, a desconfiança dele só aumentou.

“Lo~go~… você realmente veio no fim das contas~” (X)
“E-e daí?” (Soldado)
“… Kehaha.” (X)

Bushu!

A cabeça do soldado repentinamente girou pelo ar. E o corpo sem cabeça caiu. Um spray de sangue jorrou do céu enquanto a cabeça veio caindo.

No que ele esnobou de maneira fria a cabeça caída-

“Bem, eu acho que eu realmente disse que ele veio~… apesar de ser esse impulso homicida meu~” (X)

Novamente a boca dele estranhamente ficou na forma de uma lua crescente.

“Aah, isso foi bom também. Agora, nós não devemos rapidamente terminar nosso trabalho aqui?” (X)

A pessoa marcada por quadrado ainda não respondeu. E então os cidadãos casualmente passando por lá gritaram em surpresa no que eles viram o chão sujo de sangue.

“Kehaha! Me dê mais~! Me dê ainda mais dessa voz confortante!” (X)

Vendo o homem marcado por cruz segurando uma lâmina em sua mão, as pessoas novamente gritaram alto.

“Isso mesmo, gritem~! E se lembrem~! Lavando sangue com sangue, este massacre é uma coisa séééééééééria~! Kehahahahahahaha!” (X)

Mais e mais pessoas se juntaram no lugar. Então ele precisamente observou os rostos das pessoas ao redor no que elas olharam para o homem em retorno.

“O queee~? Essa paz tola é nada senão uma máscara~…… Kehaha, ora essa. Eu irei lembrar vocês no caso de vocês terem esquecido~.” (X)

Todos observaram a cena como se eles estivessem sem palavras diante da estranheza deste cara.

“Este é um mundo da sobrevivência do mais foooooooooorte~!” (X)





“O-o que é!?” (Branza)

A família real vivia na 《Árvore do Rei》, onde a esposa do Rei das Feras Leowald, Branza, trabalhava no escritório, estava no momento erguendo sua voz em surpresa no que uma maid repentinamente entrou com tudo sem nem bater.

No que a Maid parecia realmente pálida alguém poderia entender que o atual distúrbio não ocorreu por conta de qualquer assunto trivial.

“Branza-sama… o país… o país está…” (Maid)
“Agora o que há com o país?” (Branza)

E depois da maid ter tomado um fôlego profundo-

“O país, ele está sendo atacado por alguém no momento!” (Maid)
“Naa?!” (Branza)

Branza imediatamente foi para um lugar onde ela podia olhar por cima dos telhados. Logo, no que ela viu a cena se espalhando debaixo de seus olhos, ela teve seu fôlego tomado.

Aqui e ali subiu fumaça de fogos locais, e não foram poucas pessoas que caíram no chão, sangrando.

“Q-que diabos é isso……!?” (Branza)

No que ela ficou pasma, sentindo como se ela estivesse sonhando-

“Cuidado!” (Raive)
“Eh?” (Branza)

Kakyiiin!

Repentinamente duas pessoas tiveram um choque de espadas atrás, acordando ela de seu sono acordado. Uma das duas era uma pessoa conhecida bem demais por Branza.

“Raive!” (Branza)

Realmente, era a irmã mais velha de Arnold, uma maid de longo serviço do Rei das Feras Leowald, Raive Ocean.

“Chi!”

A pessoa encarando Raive até agora pulou para trás daquele lugar. Não podia ser determinado quem era no que a pessoa vestia um robe preto com gorro.

“Huh, e mesmo que eu tenha tentado matar aquela mulher com gran~de encheção de saco…” (X)

Ouvindo a voz, alguém poderia chutar que era um homem.

“Como você ousa, parar aquele tipo de golpe meu – mas bem, eu tenho que lhe elogiar um pouqui~nho ao menos~” (X)

O homem apontou para Raive segurando uma faca de cozinha em cada uma de suas mãos. Contudo, ambas eram visivelmente inúteis agora no que elas estavam claramente gastas.

“Raive! Suas mãos!?” (Branza)

Havia sangue pingando das duas mãos dela.

“Kehaha! Eu acho que você deve ser grata que seu braço ainda está aí~!” (X)

Parecia que ela foi capaz de defender contra o golpe anterior do homem, mas enquanto Raive foi capaz de perfeitamente evitar ser morta com suas facas de cozinha, como um resultado o braço dela naturalmente também recebeu dano.

Logo alguém poderia facilmente entender que este cara era um homem de habilidade extraordinária.

(Até esse ponto… ela pode parecer assim agora, mas Raive costumava ensinar os jeitos das artes da espada para Leglos e os outros nos antigos dias…) (Branza)

Ela pensou que se fosse só um ataque ordinário, ele não iria realmente deixar um único arranhão em Raive. Contudo, provavelmente, ela iria facilmente se machucar se aquele homem verdadeiramente fosse sério e acertasse ela. Ainda mais, ela já usou as facas de cozinha como defesa por causa disso.

“Por favor fuja, Branza-sama!” (Raive)

Raive colocou um charuto em seus lábios, não mostrando nem um único sinal de dor em seu rosto. Mesmo no que ela provavelmente sinta considerável dor, ela aparentemente ainda conduziu sua mente para o bem-estar de Branza.

“Nós não podemos permitir fugir deixando você para trás!” (Branza)
“Você é a rainha! E agora nós estamos diante deste inimigo, mas eu mesma e a maid, nós iremos colocar até nossas vidas em jogo para poder proteger a vida de nossa mestra.” (Raive)
“Raive… você……” (Branza)

Logo, um som de palmas pôde ser ouvido do homem no que ele aplaude ela.

“Tudo bem, tudo bem, tudo~ bem, esplêndido esplêndido~! Obrigado por tomar parte nesta maravilhosa cena profundamente tocante de discurso~. Mas, descanse tranquila. Eu já falhei em assassinar ela uma vez, mas você não será capaz de de sequer erguer seu braço mais~.” (X)
“Como se eu fosse acreditar em algo assim!” (Raive)

Raive fortemente segurou suas facas de cozinha ainda parecendo desgastadas.

“A verdade é~, eu só vim fazer o trabalho. Ainda mais, matar a rainha apenas entrou no plano~” (X) (NT: Eu achei que não estava no plano, mas…)
“…… o plano?” (Branza)

Branza murmurou.

“Eu apenas vim aqui para dizer olá~. Mas no que eu vi seu rosto, eu apenas senti repentinamente vontade de espetar alguém~…… Branza King. Ou eu devo dizer, Branza König-sama~” (X) (NT: König é rei em alemão.)

Branza fez olhos grandes, sua boca ficando seca num instante.

“… como você sabe o nome König? Há apenas um pequeno punhado de pessoas neste país que sabem este nome……” (Branza)

Raive franze a cara no que ela também não sabia nada sobre isto.

“Kehaha, você não notou~ isso ainda~? Mesmo que – hooray – nós nos encontramos de novo pela primeira vez depois de anos~.” (X)

Então, no que Branza finalmente descobre algum tipo de informação de tirar o fôlego, ela é tomada de surpresa. (NT: Sentido ruim.)

“Não…… sem chance…” (Branza)
“Branza-sama?” (Raive)

Se preocupando sobre o bem de Branza que estava tremendo completamente, estando parada, Raive chamou por ela, mas Branza está apenas preocupada demais com encarar sem se mover o homem para sequer pensar em responder.

“Kehaha, isso mesmo, sou eu…” (X)

O homem ergueu seu braço para remover o gorro, expondo seu rosto verdadeiro para elas. E então a expectativa de Branza foi realizada, deixando ela com uma falta de palavras parecida com terror no que as preocupações dela se tornaram firmes.

O homem tinha um estilo de cabelo indiferente uni-sex, a cor sendo particularmente diferente, tendo padrões de manchas pretas e brancas se destancado.

“… Kokurou.” (Branza)

No que ele ouviu o murmuro de Branza, um sorriso lentamente começou a crescer no rosto do homem chamado Kokurou.

Anúncios

16 respostas em “Capítulo 182: Invasão em Passion

Deixe uma Resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s