Capítulo 140: O Tratamento das Duas Heróis

Este capítulo foi traduzido da Kiriko(-chan).


Capítulo 140: O Tratamento das Duas Heróis

Por um tempo curto, ninguém disse nada. Liliyn só suspirou como se espantada, enquanto a voz de Nikki podia ser ouvida dizendo, “Ooh~! Essa forma do Shishou é a mais legal no fim das contas!”.
Logo após, a voz de Mikazuki soou, dizendo, “É, é! A aparência normal do Mestre é a melhor!”

Até Aquinas estava completamente surpreso com as palavras e ações de Hiiro, que ele havia esquecido de piscar no que ele congelou.

“Ma-ma-ma-ma…” (Eveam)

Eveam simplesmente repetiu o mesmo som curto em intervalos regulares. No que ela fez isso, uma intenção assassina incrível surgiu de Marione, e bem quando ele estava prestes à mirar sua mão direita em Hiiro-

Gatsu!

-Aquinas havia segurado o braço dele antes de Marione ter percebido.

“Mah-!? Aquinas, seu cretino!” (Marione)

Enquanto dizendo para Aquinas soltar o braço dele, ele forçosamente tentou se livrar do aperto restritivo dele.

“Seu cretino! Porque você me parou! Ele é um 『Humas』, sabe! Ele conspirou com os heróis e trouxe elas aqui enquanto pretendia massacrar sua Majestade!” (Marione)

Os soldados ao redor ficaram assustados pelas palavras de Marione, e começaram a olhar para Hiiro com olhares cheios de intenção assassina.

“Uu~ eu estou com medo…” (Mikazuki)

Mikazuki nervosamente segurou as roupas de Hiiro. Nikki, num jeito bem infantil, disse, “Inimigos do Shishou são meus inimigos!” enquanto tomava sua posição. (NT: Posição de luta, eu ainda vou ver algum dia se tem um nome certo… um dia)

A expressão previamente otimista de Silva ruiu no que se tornou um semblante sério.
Liliyn estava assistindo os acontecimentos como sempre, enquanto Shamoe permaneceu atrás dela, indo “Feeee” numa maneira afobada.

“Vossa Majestade! Nós devemos prender eles imediatamente!” (Marione)
“N-nós não podemos fazer isso!” (Eveam)
“Mah-!? Por que!?” (Marione)
“É-é verdade que se ele é um 『Humas』, então isso explica a razão pela qual ele é um conhecido das heróis. Eu estava surpresa com o fato que ele foi invocado, mas, se isso é a verdade, então ele é alguém de outro mundo. Ele foi provavelmente forçadamente invocado pelo Rei de Victorias. Se você pensar sobre isso assim, então Hiiro deve ser uma vítima das circunstâncias!” (Eveam)
“Mu-muu. M-mas é possível que isso fosse meramente uma falsidade feita para enganar vossa Majestade!” (Marione)
“Não é.” (Aquinas)

Marione franziu a cara no que Aquinas entrou na conversa deles.

“O q- o que você quer dizer? Você tem alguma evidência para isso?” (Marione)
“Meus olhos podem ver através da verdade. Você sabe disso também, não sabe? Que é impossível mentir para minhas perguntas. O que Hiiro disse é inegavelmente a verdade.” (Aquinas)

Aquinas olha para Hiiro olhando ele. (NT: É a melhor ideia que me veio, o sentido é de quando você olha para alguém e descobre que a pessoa também estava te olhando, por um curto tempo.)

“E Marione, se você tivesse feito algo lá, você poderia não ter saído disso levemente, sabia?” (Aquinas)
“O que você disse…?” (Marione)

Se Marione tivesse atacado aquela hora, Hiiro mesmo havia preparado vários métodos de lidar com ele. No que ele colocou sua mão em seu bolso, ele manteve magia na ponta de seu dedo. Ao fazer isso, Hiiro estava preparado para escrever uma palavra para reagir à qualquer situação que pudesse ocorrer.

No que Aquinas havia, não, não só Aquinas, mas Eveam também, percebido isso, eles não queriam que uma disputa ocorresse aqui.

Era precisamente porque eles estavam cientes da verdadeira força de Hiiro que eles não queriam que uma coisa dessas ocorresse.

“E-em qualquer caso, eu estou julgando o que Hiiro disse sendo a verdade! Marione, mesmo que ele seja um humano, eu devo à ele um débito! Se você tentar machucar ele, então eu terei que lhe punir. É por isso que, por favor, confie em mim e me dê algum tempo.” (Eveam)
“………entendido. Contudo, se ele tentar fazer qualquer coisa estranha, eu colocarei minha alma inteira em destruir ele, okay?” (Marione)

Depois de dizer isso, Marione começou a dar à Hiiro um olhar que era ainda mais cauteloso que antes.
Contudo, naquele ponto-

“Vocês acabaram de falar? Então que tal continuar com a conversa logo? Eu só vim aqui para comer. Vamos logo e acabemos com isso.” (Hiiro)
“U-umu. Minhas desculpas, Hiiro. V-você terá que esperar um pouco mais pela comida. Ela deve estar no meio de ser preparada neste momento.” (Eveam)
“Nossa, tem que ter um limite para o quanto despreparada você é.” (Hiiro)

Com esta troca e a atitude completamente irrestrita de Hiiro, Marione macerou seus dentes, enquanto os soldados estavam encarando Hiiro numa maneira surpresa.

Haviam também aqueles que internamente admiravam ele por ter passado pela calma de um dos membros da 《Brigada Cruel》 até esse ponto.

De repente, Aquinas soltou um suspiro e abriu sua boca.

“Contudo, cura e teleportação, explosões e relâmpago, e agora transformação? Sua existência em si é verdadeiramente como uma caixa de surpresas.” (Aquinas)
“Como se você fosse alguém para falar. Você não tem o poder de criar espadas com seus 《Olhos Demoníacos》, e também é um usuário de Magia Única?” (Hiiro)

Na verdade, ele atualmente sabia que Aquinas era um usuário de magia de atributo de trevas quando ele espiou no 《Status》 dele, mas imaginou que haveriam repercussões problemáticas se ele revelasse isso aqui. Logo, Hiiro propositalmente disse uma explicação incorreta.

Contudo, os soldados ao redor engoliram nervosamente pelas palavras de Hiiro. Todos eles estavam cientes. De quem exatamente era a pessoa mais forte dentro deste país. Contudo, não tinha como qualquer um deles ser capaz de falar tão casualmente com ele usando uma atitude arrogante assim.

Ainda assim, Hiiro calmamente falou sem uma gota de medo. Os soldados se remexeram nervosamente no que eles assistiram a cena de Hiiro e Aquinas se encarando, imaginando se iria ou não de repente estourar em batalha.

“……… Fu, você é um cara interessante.” (Aquinas)
“Não olhe para pessoas e então ria, Ruivo.” (Hiiro) (NT: Literalmente ‘Cabelo-vermelho’, mas acho que ‘ruivo’ não mata)

Devido ao sorriso repentino de Aquinas, todo mundo ficou chocado. Afinal, era uma vista muito rara ver ele rindo de algo.

Ignorando eles, Aquinas continuou.

“Contudo, você disse que você foi invocado, mas isso quer dizer que você é um herói também?” (Aquinas)

Todo mundo ficou abalado e olhou para Hiiro.

“Normalmente, eu iria responder dizendo que eu não tenho obrigação em responder, mas seria irritante mais tarde se eu deixasse vocês com esse mal entendido. Eu acho que isso pede por uma explicação honesta…… faça.” (Hiiro)
“E-eu!?” (Shinobu)

No que Hiiro havia repentinamente olhado para o rosto de Shinobu enquanto instigando ela, ela repentinamente gritou, no que ela não pensou que ela seria nomeada repentinamente desse jeito.

“Falar sobre isso seria incomodo, e vocês vieram aqui para ganhar a confiança deles, certo? Então faça isso.” (Hiiro)

Ela observou Hiiro no que ele fechou seus olhos e cruzou seus braços mais uma vez, dando a impressão que ele não iria falar nada mais do que isso.

“……… obrigada, Okamura-cchi.” (Shinobu)

Ela disse com um pequeno murmuro. Ela estava grata pelo fato que Hiiro havia pensado nelas, e logo deu uma chance para elas falarem. Em adição, se elas fossem capazes de provar sua conexão com Hiiro, pode se tornar mais fácil para elas ganharem a confiança dos Evila.

Apesar dela ter pensado isso, para Hiiro, isso era verdadeiramente incomodo demais para explicar. No que ele imaginei que elas não tem nenhuma informação que iria ser inconveniente para ele se sabida, ele havia simplesmente julgado que não haveria mais nenhuma necessidade para ele mesmo falar mais.

Seguindo isso, Shinobu contou para Eveam e cia. sobre como Hiiro era um humano do mesmo mundo que elas, e como ele havia logo partido numa jornada sozinho depois de ser invocado. Em adição, ela falou como eles haviam se encontrado de novo depois de um longo tempo neste país, e então levaram bronca pelo Hiiro também.

“Entendo, então Hiiro explicou a realidade da situação, e porque vocês duas sentiram que não era bom continuar indo como vocês estavam, vocês vieram até aqui. Meu entendimento disso está correto?” (Eveam)
“Sim.” (Shinobu)

Ela respondeu a pergunta de Eveam sem uma única mentira.

“…… Eu entendo sua situação. E então, por terem vindo até aqui, e terem falado sobre suas circunstâncias, o que vocês querem que eu faça?” (Eveam)
“…… Nós iremos seguir a decisão de vossa Majestade, a Maou.” (Shinobu)
“……… vocês estão seriamente dizendo isso? Vocês duas ainda são heróis, e os 『Evila』 seus inimigos naturais. E ainda, vocês buscam a decisão de mim, a Maou que governa esses 『Evila』?” (Eveam)
“Sim.” (Shinobu)
“Vocês não pensam que teria sido natural para eu ter vocês sendo mortas?” (Eveam)
“……… não, claro que nós pensamos isso. Contudo, nós decidimos que isso era o melhor que nós podíamos fazer. Apesar de nós não termos pensado profundamente sobre quão assustador e doloroso guerra é, é verdade que nós viemos até este país como as aliadas da humanidade.” (Shinobu)
“………..”
“Nós fomos separadas de nossos companheiros, levamos sermão pelo Okamura-cchi e finalmente percebemos que nós estávamos erradas. Mas, é exatamente por isso que nós não podemos apenas ficar imóveis para sempre. Se nós fizéssemos isso, então eu sinto que isso, em si, seria errado.” (Shinobu)

No que ela concentrou nas palavras de Shinobu, Eveam silenciosamente fechou seus olhos. Ela em si não mais sentiu que as duas garotas na frente dela eram um perigo para ela.

Contudo, neste incidente, ela se encontrou com numerosas grandes traições. Era ao ponto onde ela não podia simplesmente acreditar em pessoas tão cedo assim. Seria um assunto simples se ela acreditasse neles, e então fosse mole com o tratamento dos heróis. Contudo, se ela fizesse isso, as pessoas ao redor dela iriam indubitavelmente opor a decisão dela.

Ela havia ouvido de Ornoth que as duas garotas não feriram nenhum dos 『Evila』, mas ainda assim, a posição de um ‘herói’ era grande. Mesmo se elas vieram enquanto abaixavam suas cabeças, Eveam sentiu que seria errado no fim das contas não dar à elas nenhuma punição.

“…… Eu entendo o que você quis dizer. Eu recebi sua sinceridade. Contudo, vocês duas ainda não entenderam completamente suas próprias posições.” (Eveam)

Ouvindo as palavras de Eveam, o corpo de Shinobu levemente tremeu. Além dela, apesar da boca dela estar fechada, a cor facial de Shuri se tornou um pouco pior do que antes.

“Certamente vocês não pensaram que vocês seriam libertas sem nenhum tipo de punição?” (Eveam)
“…… sim.” (Shinobu)

Apesar dela ter respondido fracamente, isso era tudo que ela pôde dizer.

“Contudo, eu não irei desnecessariamente tomar suas vidas.” (Eveam)

Ouvindo aquelas palavras, o clima opressivo relaxou um pouco. Contudo, Marione pareceu estar espantado, no que ele balançou sua cabeça numerosas vezes.

“Eu estou certa que vocês duas também possuem coisas que vocês gostariam de fazer de agora em diante, mas eu não posso permitir vocês fazerem isso tão facilmente.” (Eveam)
“…… sim.” (Shinobu)

Sinceramente, elas queriam imediatamente ir achar Taishi e cia., mas perceberam que falar algo assim aqui iria ser impossível no fim das contas, então elas permaneceram quietas.

“Começando hoje, eu irei ter vocês duas vivendo sob nossa vigilância por um curto tempo. Não se preocupem, nós não jogaremos vocês numa cela de cadeia. Contudo, a posição de vocês será cerca do mesmo de um prisioneiro de guerra. Vocês podem achar isso um pouco pequeno, mas eu darei para vocês duas um único quarto para viverem. Há quaisquer objeções?” (Eveam)
“…… não.” (Shinobu)

Elas não podiam possivelmente ter qualquer. E mesmo que elas tivessem, não tinha como elas poderem dizer elas.
Elas estavam numa posição onde elas haviam parcialmente se resignado à viverem numa cela, mas elas não podiam possivelmente ter pensado que elas iriam ser dadas um quarto.

Hiiro havia dito para elas, mas Shinobu sentiu que a Maou era bem mole. Contudo, ela estava grata por esse coração leve que havia salvado elas.

“Levem as duas para o quarto de convidados na Torre B.” (Eveam)

No que Eveam disse isso, os soldados aproximaram elas em resposta. Contudo, naquele momento, Shuri repentinamente colapsou.

“Shuri-cchi!?” (Shinobu)

Shinobu carregou ela em seus braços no que ela tentou despertar Shuri numa maneira afobada.

“Qu-qual o problema?” (Eveam)

Os olhos de Eveam se arregalaram com a situação repentina.

“A condição corporal dela é provavelmente pobre. Desde que eu encontrei ela primeiro, ela era a mais afetada pelo estado de guerra em volta dela no fim das contas.” (Ornoth)

Aquele que disse isso foi Ornoth.

“Entendo, compreendido. Contatem os médicos e tenham eles dando uma olhada nela.” (Eveam)
“Mu-muito obrigada!” (Shinobu)

Shinobu estava grata pelo apoio cordial de Eveam.

“Isso é porque eu não posso permitir minhas prisioneiras de guerra serem mortas. É por isso que vocês devem descansar. Enquanto vocês estiverem aqui, eu não permitirei ninguém machucar vocês.” (Eveam)

No que Shinobu agradeceu ela mais uma vez, os soldados trouxeram uma maca e colocaram Shuri nela. Seguindo isso, as duas seguiram para a Torre B juntas.

Anúncios

31 respostas em “Capítulo 140: O Tratamento das Duas Heróis

    • Amigo, desculpa acabar com sua alegria, mas KnW tá empacado em inglês no 173, os tradutores demoram para fazer (por irl, qualidade, vários motivos) – então não se empolgue tanto, considerando o número de tradutores e frequência, vamos acompanhar logo logo…

      Curtir

Deixe uma Resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s