[TWwCP] Capítulo 282 – Casa da Aisha e um Novo Pedido da Família Real (1)

Este capítulo foi traduzido do Shiro-kun… com revisões baseadas no original.


Capítulo 282 – Casa da Aisha e um Novo Pedido da Família Real (1)

“… A propósito Myne-kun, se importa em dizer no meio tempo em que aguardamos a Hime-sama voltar o que você vai fazer depois disso?”

Aisha me perguntou.

“… Certo, eu pensei em dar uma volta por alguns lugares para expandir os lugares onde eu posso viajar. Agora que eu penso sobre isso, nós não exploramos a Dungeon do Céu próxima da Dungeon da Yggdrasil.”
“… D-do que você está falando? Eu nunca ouvi falar de uma dungeon assim antes?”

Sheila disse com confusão.

“Hmm, eu também gostaria de ir para a Cidade de Alza que é ali do lado da Prisão Labirinto.”

Quando eu disse isso, eu pude ver a Aisha ficando levemente triste.

“… Myne-kun.”
“Me desculpa Aisha, mas não importa o que eu quero encontrar seus pais.”
“Eu estou extremamente feliz que você me coloca em grande consideração… porém, eu sinto que você vai ficar desapontado quando você encontrar meus pais.”
“… Você não precisa se preocupar com isso, sério. Afinal, eu não ficarei desapontado com você, nem com seus pais também!”

Quando eu enchi e ergui meu peito, ela olhou para mim e mostrou uma leve determinação.

“… Entendo, se você quer ir tão longe, então eu não posso te parar.”

Tudo bem, eu finalmente convenci a Aisha a me deixar me encontrar com seus pais. Então eu acho que o próximo destino será a Cidade de Alza. Como é uma cidade comercial, eu tenho certeza que haverão um monte de coisas interessantes para se ver.
Enquanto estava animado com a aprovação da Aisha, nós aguardamos a volta da Sylphy.

Então, talvez ele estivesse entediado, mas Waffle saltou nas minhas costas.

“Wafu~”

Então, assim que ele terminou de subir, ele chegou na minha cabeça, bocejou e dormiu.

Vendo essa cena, os olhos da Sasha brilharam fortes.

『Que criatura incrivelmente adorável é o Waffle-chan!』

Agora que eu penso sobre isso, Sasha estava bem fascinada com o Waffle desde a primeira vez que ela o viu.

Sasha sempre aproveita qualquer oportunidade que consegue para tocar e fazer carinho no Waffle.

Waffle não parece ligar, na verdade ele está acostumado com a Sasha e de tempos em tempos ele subiria no topo da cabeça dela para se sentar lá.
Mas no caso do Waffle, ele raramente vai no topo das cabeças da Sylphy ou da Sasha já que elas possuem cabelo comprido, e é difícil de subir e dormir nelas, então parece que minha cabeça é o melhor local para ele.

◆◇◆◇◆

Lado da Sylphy

“Aniue!”

Eu abri a porta do aniue e chamei por ele, contudo ele não estava lá e ao invés disso Star Zion foi quem me cumprimentou em seu lugar.

“Oh, se não é a Sylphid-denka? Você precisa de algo? Meu marido… Art-dono está atualmente no dormitório dos cavaleiros.” (NT: Denka é Alteza)

Star Zion-dono me contou numa voz tímida.

Ugh, o dormitório, huh… Que pé no saco que é aquele lugar…

Mas eu não disse isso e deixei a casa dele depois de agradecer.

Correndo até o dormitório em alta velocidade, eu vi Cecil e Carl, que teve uma batalha de treino com o Danna-sama, na entrada.

Isto é ruim… será problemático se o Carl me ver agora.

Toda vez que ele me vê, ele começa com suas longas histórias morosas pelas quais eu não realmente ligo.
Não é que eu odeie ele ou qualquer coisa do tipo, mas só que ele é alguém com quem eu não lido bem.

Sigh, eu não posso escapar dele já que ele está na frente da porta também.

Me decidindo, eu tomei um bom fôlego e então corri para o corredor. Obviamente, minha armadura fez barulhos altos de metal batendo enquanto eu andava, o que pegou a atenção do Cecil e do Carl.

“… S-Sylphid-denka.”

Carl gaguejou no que ele me viu.

“Bom trabalho por aí, Capitão Cecil. Eu tenho alguns assuntos com meu aniue. Por favor me leve até ele.”

Ignorando Carl, eu falei com Cecil.”

“Sim, Sylphid-denka. Eu lhe guiarei até onde o Art-denka está imediatamente!”

Cecil então me levou para onde o aniue estava e foi embora agilmente.

Eu bati levemente na porta e falei.

“Aniue, sou eu, Sylphid.”

Depois de um tempo, uma resposta veio de dentro.

“Ah, Sylphy? Pode entrar. Você veio na hora certa.”

… Eu vim?

É raro que ele queira algo de mim.
No que eu entrei, eu vi meu aniue com uma expressão dolorida olhando para uma armadura ensanguentada e quebrada.

“O que foi, Sylphy? O Myne quer algo de mim?”

… Sério, eu gostaria que ele parasse de pensar que toda vez que eu venho aqui é por causa do Danna-sama.

Enquanto pensava isso, apesar de me orgulhar, me veio o que meu marido fez até agora e eu suspirei.
… Não pude deixar de sorrir com auto-depreciação.

“Na verdade… nós recentemente voltamos da Prisão Labirinto.”
“Prisão Labirinto? Eu nunca ouvi falar dessa dungeon antes, mas o que tem ela?”
“Então, nós obtivemos algumas armas poderosas e estávamos pensando em vender elas para alguém. Então nós queríamos te pedir para avaliar os preços das armas…”
“Armas poderosas, você disse!? Como elas são?”
“Uma espada de duas mãos sem classe e um machado de duas mãos de classe deus (artefato).”
“Sem classe… e classe deus, você diz!”

Não é surpresa que ele esteja chocado. As armas em circulação são no máximo da classe ultra como minha Espada Linus.
Você não achará algo de maior classe por toda sua vida. E mais ainda, os artefatos são um tipo de lenda.

“… Sério, quão mais insano o Myne pode ficar?”
“Então, o que acha disso, aniue?”
“Me desculpe, mas eu não acho que eu sequer possa examinar elas. Um classe deus (artefato) é algo que apenas um país poderia ter. Mas nós estamos falando sobre o Myne aqui, ele não pegou as skills? Então por que vocês apenas não usam as armas vocês mesmos?”
“Bem, nós conversamos sobre isso, mas nenhum de nós poderia usar uma arma tão pesada. Pillows já disse que ela queria usar a foice de duas mãos, e Danna-sama já tem suas próprias armas incríveis.”

“Entendo como que é. Então está tudo bem se eu puder emprestar essas duas armas por ora?”
“O que você quer fazer com elas?”

Quando eu perguntei por mais detalhes, ele disse algo surpreendente enquanto apontava para a armadura quebrada com que ele estava trabalhando.

Parecia ter um monstro do tipo espiritual dentre os monstros criados pelas estátuas de pedra de monstros que apareceram não faz muito tempo na cidade.
Quando um dos cavaleiros tocou esse monstro, o cavaleiro repentinamente atacou seus colegas.
Então meu pai decidiu pedir ao nosso clã a subjugação desses monstros.
Logo, meu irmão queria uma arma poderosa contra esses monstros desconhecidos, e foi por acaso que eu trouxe essas coisas comigo.

“… Eu entendo o que você quer, aniue. Mas eu não posso tomar a decisão, então me deixe voltar para casa e discutir sobre isso antes de voltar aqui.”

Quando eu falei isso para ele, ele respondeu com “Eu entendo. Como você está voltando para sua casa, eu irei junto com você, já que tenho um pedido para seu clã.”

ANTERIOR | ÍNDICE | PRÓXIMO

Deixe uma Resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s