[NnY] Capítulo 110 – O Herói, Assina o Contrato (2)

Vou contar um segredo aleatório para vocês: quanto mais entediado ou de saco cheio eu estiver, maior o número de notas de zoeira que eu coloco num capítulo; e elas dependem quase que exclusivamente disso – Este capítulo foi traduzido de Light Novel Translations.


Capítulo 110 – O Herói, Assina o Contrato (2)

Era uma ou duas horas depois do meio-dia.

Nós estávamos num enorme refeitório repleto de pessoas que estavam comendo depois de venderem seus produtos durante a manhã.

“Então, eu imagino se nós podemos fazer eles falarem com a gente ou algo assim?”

Nós nos sentamos na borda de uma mesa longa do restaurante.

Nós estávamos presos num grupo de outras mesas arranjadas ao nosso redor.

Minnalis e Shuria ficaram atrás de mim, tendo certeza de parecerem que eram minhas escravas.

Nós já tínhamos conversado sobre isso, então elas tinham um olhar em seus rostos do tipo ‘nós definitivamente estamos sendo detidas contra nossa vontade!’.

Era uma sensação estranha de ter elas assim. Minnalis estava vestindo um modelito de maid sexy, e Shuria estava vestindo um kimono de mini-saia.

“Ah… eu estou ficando com fome, vamos começar este show.”

Eu tirei um velho livro que eu havia comprado, e arrombei a trava da capa.

“Mah?” “Mas que diabos?” ” O que ele está fazendo?”

Abaixo da trava de couro havia um pergaminho com um calor estilo de seda.

A folha branca era o contrato do Richmond.

Contudo, no meio de todas as vozes surpresas, a única que enfatizou que algo estava errado com seu rosto era Leone.

“Eu só peço para vocês fazerem três coisas. Me arrumem informação, não façam nada para atrapalhar nossa operação e basicamente não façam nada que cancelaria este contrato.”
“… arrumar informação?”
“É, mentir para qualquer questão, e responder tudo. Em troca disso, nós apagaremos a marca de escravo da Minnalis, e deixaremos vocês fazerem o que quiserem.”
“Não só isso, mas como vocês disseram que nós não devemos fazer nada para atrapalhar esta operação, isso significa que você precisa adicionar não tentar mexer com nós, garotas, também.”
“Hmph, bem, claro.”

Ela realmente é como uma mulher de negócios nesse quesito… não perdeu um ponto.

Ignorando toda aquela conversa sobre ficar mexendo e atrapalhando, mesmo se eu decidisse mexer com ela, não tem como ela poder me resistir.

“Entendido, então eu não farei nada para causar problema algum com qualquer um de vocês, okay? Isso é aceitável?”

Ela perguntou para ter certeza que eu estava sendo honesto.

“Você realmente está bem com essa condição?”

Leone olhou para mim com um forte olhar de cautela.

Honestamente, enquanto nós todos aceitarmos a condição de não atrapalhar esta operação, estava tudo bem. E enquanto eu seguir a condição dela, não importaria mesmo se ela tentasse adicionar mais nisso.

Ainda assim, qualquer ação que atrapalharia nossa operação poderia ser oculta por nós de qualquer jeito.

Bem, ainda era possível que possam haver condições extras sendo feitas se eu aceitar esta condição.

“Sim.”

Então eu respondi, e escrevi a condição no contrato.

“Agora, todos vocês precisam assinar seus nomes aqui embaixo.”
“… por favor, primeiro me deixe confirmar as palavras do contrato.”

Sem recuar um milímetro de seu cuidadoso senso de cautela, Leone olhou por cima o contrato.

Depois de os outros membros terem olhado por cima também em sucessão, eles escreveram seus nomes.

E eu escrevi meu nome para formalizar os cinco nomes escritos no contrato.

“Okay, o contrato está completo.”

Eu então rasguei o contrato verticalmente, e o contrato queimou com um fogo branco de baixo para cima.

Então as faíscas brancas de fogo se espalharam e foram sugadas para as pessoas que assinaram o contrato.

“””””!!!”””””

Naquele segundo, eu ouvi uma voz reverberar em minha cabeça.

“Tire a coleira da Minnalis agora! Sem demora!”
“Nossa, você não tem que me ordenar. Eu farei isso.”

No que eu estava tentando pensar sobre outras coisas, o som da ordem continuou ecoando em minha cabeça.

“Minnalis, me dê seu pescoço.”
“Oh? Oh, claro, Goshujin-sama.”

Minnalis ergueu seu cabelo e expôs seu pescoço.

Colocando magia no selo de mestre nas costas da minha mão, uma luz azul escura surgiu dela e arqueou pelo pescoço da Minnalis.

Quase como um cabo de guerra, meu selo de mestre e o selo de escrava da Minnalis trincaram e se espalharam como água atingindo um prato quente, e fumaça subiu.

O selo de escrava no pescoço da Minnalis então desapareceu sem um traço.

As ordens se repetindo sem parar na minha cabeça desapareceram.

“Okay então, agora toda a conversa entediante acabou. Vamos comer. Aqui, vocês duas, se sentem.”
“Okay. Eu realmente quero comer carne!” Shuria disse.
“Ah, de algum modo, isso de fato me deixa me sentir um pouco solitária, Goshujin-sama. Eu não senti realmente sua importância até agora…”
“””” Do que vocês estão falando!?””””

Minnalis e Shuria caíram cansadas em seus assentos.

Leone não pôde esconder sua surpresa pela mudança súbita em nossa compostura.

É, é, eu gosto desse olhar nela.

“Uh, senhor, vocês gostariam de três de nossos especiais do dia, nossa refeição de carne? Quero dizer, você gostaria disso, goshujin-sama?”
“Huh? É, eu acho.”

Eu senti mais vontade de ter peixe que carne, mas não era algo que eu ia demandar.

Contudo, com essa resposta as orelhas de coelho da Minnalis pularam para cima.

Sigh, Goshujin-sama, por que você vai fazer uma mentira sem sentido dessas? Segure um desses pratos de carne e dê para ele um prato de peixe no lugar.”
“É fácil de dizer que você está mentindo, Kaito-sama.”
“Hey, por que o desrespeito do nada?”

Agora que a conversação retornou ao normal, Leone respondeu à isso tudo, quase como se ela tivesse sido reiniciada.

“Ah, hum… Minnalis?”
“É, desculpe por isso. Eu não introduzi todos aqui. Que bom em ver vocês de novo, Leone, Dan, Xank, Spinne. Fico feliz de ver que vocês parecem saudáveis.”

Minnalis sorriu em seu próprio jeito refinado.

“Eh, mah? Espera. Minnalis, eu achei que você tinha sido trazida aqui contra sua vontade como uma escrava…”
“Me perdoem por enganar vocês com isso, mas, era necessário que eu fizesse isso.”

Minnalis se curvou de forma apologética.

“… n? Então você é uma escrava de amor para este CARA, Minnalis?”
“Heh! Hee hee…”
“Mah? Escrava de amor? Não tire sarro de mim assim.”
“Heh, heh heh, escrava de amor… esse é um apelido muito atrativo.”

E, a comida que nós pedimos acabou de chegar.

A situação inteira tinha ficado um pouco estranha, então eu fui trabalhar no meu almoço.

“Ah, entendo. E pensar que um dia Minnalis iria ME enganar assim…”
“Sim… eu nunca soube que eu faria um ménage à trois também.” (NT: Informação completamente inútil, mas ménage significa limpeza em francês… então se você quiser chamar o GAROTO da limpeza, basta chamar pelo garçon de ménage. De nada.)

Hey, vocês todos precisam parar, eu tentei indicar isso ao fingir ignorância de tudo que estava sendo dito.

Em horas assim, é realmente difícil ser um protagonista que tem que fingir ser surdo e lerdo.

“N… não, o que sou eu, algum tipo de palhaça!?”
“É, desculpe por te enganar. Eu pagarei pela sua comida, então não surte.”
“Ah, droga, bem, SENHOR GARÇOM! ME DÊ O PRATO MAIS CARO, QUATRO DELES!” (NT: … eu quase fiz ela gritar “MEU CONSAGRADO!”, mas não estou para tanto ainda)

Leone gritou desesperadamente.

“Aaaaahhh! Isto é demais! Para ter que servir duas mulheres lindas também, e, com esses uniformes de maid e mini-kimono, eu pensei que você fosse apenas algum NEET pervertido que fosse dono delas!” (NT: Inglês está assim, mas eu acho que a ideia era de ter as duas servindo ele… mas deixa assim, o Kaito é meio pau mandado delas mesmo)
“Wow, isso diz muito…”
“Calados! Vocês tem algo para dizerem por vocês? Se qualquer um olhar para vocês, eles vão pensar isso!”
“Ugh…”

Eu fiquei irritado pelo que estava sendo dito, mas todos ao redor estavam me encarando.

Droga, esta conversa está se perdendo na zona.

É por isso que eu não queria falar sobre isto em primeiro lugar.

“E que informação vocês querem? Vocês tem que querer algo!”
“É, bem, primeiro… por favor me mostre a melhor cama da cidade.”
“Mah?”
“Ah… ora ora.”
“Eu… eu… sou um homem, afinal.”
“Não não não… dizer algo assim fará com que EU fique corada, Goshujin-sama.” (NT: Aparentemente a Holy Sword of Vengeance não é a única coisa que o Kaito meteu nessas garotas… mesmo quando não tinha sinal do Kaito fazer algo antes com a yandere e a masoquista…)

Algo vazou da boca da Leone no que ela tentou falar, mas ela estava sem palavras.

Mas, no que ela se levantou, seu rosto ficou vermelho e ela gritou.

“O, O QUE VOCÊ ESTÁ DIZENDO!? S, SEU PERVERTIDO! HORRÍVEL! VOCÊ REALMENTE SÓ QUER SEXO, NÉ?!”
“Pelo que você está choramingando, sua pervertida deprimida? Você que é a pervertida. E pare de cuspir por toda parte… nojento.”

A cabeça da Leone pulou para fora depois de seu ataque de cara vermelha.

Usando sua posição mais próxima, eu falei para que apenas Leone pudesse me ouvir.

“Eu te direi suas ordens depois que nós comermos… eu não te falei sobre o Japão, certo?”
“!!”

Leone não tinha nada para dizer em resposta, e eu voltei a comer meu almoço.

“… reencarnação? Bem, essa possibilidade, eu nunca pensei sobre ela.”

Depois que nós terminamos de comer, Leone e eu mudamos de lugar no que ela ouviu minha história.

Eu tinha pensado um monte sobre isso, mas eu nunca soube que eu acabaria neste padrão.

Depois de ser renascida do Japão, eu tinha memórias de tudo antes do tempo ter sido revertido.

Não havia dúvidas que ela havia experienciado um deslize no tempo, ela deve ter sido pega no meu modo tutorial.

Se eu estava vivendo na segunda passagem em que eu estava, então isso significava que Leone estava vivendo na terceira passagem.

(Eu pensei que só eu lembrava do velho mundo, porque eu fui ressuscitada?) (NT: Sinceramente, como inglês – e japonês – tem pronomes neutros, eu não faço ideia se quem está pensando é o Kaito ou a Leone… considerando que ela ressuscitou, está no feminino aqui)

A coisa que me conectava parecia ser só isso.

“Isso mesmo. Então, como você sabia que eu costuma ser japonês?”
“Segredo comercial. Não tem como eu revelar isso como uma aventureira.”
“Eu acho que não. Então, de qualquer forma, este modo tutorial da deusa é…”
“Só me deixe checar uma vez antes de nós continuarmos, você não é a espiã de alguém, né?”
“Tanto faz, Leone. Eu direi isso de novo, ninguém vai ser uma mascate E uma espiã.” (NT: Eu sinceramente não faço ideia agora, a resposta final é claramente algo que a Leone diria, mas está expresso o nome “Leone” no começo…)
“Eu tenho que ter certeza.”

Eu simplesmente dei de ombros.

“De qualquer forma, o primeiro mundo foi armado por um maou, e mesmo agora está procurando por mim pela princesa de Aurélia. Não tem sentido eu me preocupar com segurança, né?” (NT: Esse é o tipo de parágrafo que mesmo em inglês não faz sentido, mas parece ser irrelevante para a história como um todo, então dá para ignorar)
“É, talvez, mas… então, o propósito da sua jornada é encontrar um jeito de voltar?”
“Bem, é, eu acho.”

Claro, esse não era meu propósito, mas não tinha razão para contar para ela outra coisa que agitaria ela.

Minnalis estava de algum modo feliz em ver Leone de novo, então não tinha razão para deixá-la em guarda.

E, pensando do ponto de vista dela, ela estava imaginando o que aconteceria depois.

“Você quer voltar? Para o velho mundo.”
“Não. Neste mundo eu sou Leone. A eu japonesa está morta, então não tem como voltar. Meu lugar é aqui.”

É certo que ela pensou bastante sobre o velho mundo e tomou essa decisão.

Ela havia dito isso sem qualquer confusão.

“… Entendo.”

Bem, eu acho que essa conversa acabou.

Era hora da gente visitar aquele lugar na vila da Minnalis, eu pensei.

“Hey, se nós não nos apressarmos, os alojamentos vão lotar!”

Dan disse isso numa voz cansada, depois de olhar para gente várias vezes.

No que eu olhei para fora depois de ouvir isso, eu vi que a noite estava se aproximando rapidamente.

É verdade que se nós não começarmos a procurar por um lugar para ficar, nós provavelmente teríamos que acampar fora ou algo lamentável assim.

“Minnalis, Shuria, vão nos arrumar algum alojamento por aqui. Não tem graça em vir para uma cidade e ter que acampar fora dela.”

Eu perguntaria sobre a cidade da Minnalis amanhã.

E depois disso, seria necessário arrumar informação sobre onde a princesa de Aurélia estava agindo.

Depois que eu morri, o lugar que eu queria mais longe do meu futuro é aquele império.

Meu conhecimento estava lentamente perdendo ciência desse fato.

Mesmo quando havia vários relatos aqui e lá, ao menos isso reforçaria meu ódio por ela.

Aquela princesa lixo apenas não me deixaria sozinho.

“Sim, Goshujin-sama.”
“Okay…”

As duas se levantaram e eu fiz o mesmo.

“Nós sairemos amanhã, mas vocês decidiram onde ficar? Eu gostaria de falar com você de novo amanhã.”
“Nós estamos ficando no 『Alojamento do Gato da Floresta』. Nós não podemos nos encontrar amanhã. Porque nós temos que nos livrar de um pouco desta carga, nós não temos tempo para conversar.”
“Entendo, vocês realmente são todos vendedores e não aventureiros.”
“Vamos nos encontrar daqui a quatro dias. Nós lhe daremos o preço de nossa informação.”
“Por dinheiro!?”
“Claro. Nós não apenas damos informação de graça como comerciantes! Mesmo que o contrato diga ‘sem mentiras’, nós ainda temos que conseguir dinheiro pela nossa informação.”

… é, eles estão certos.

“Bem, enquanto vocês nos arrumarem alguma informação boa.”

Eu disse e saí enquanto pagava a conta deles, como eu disse.

“Então Minnalis não é sua escrava, certo? Então ela não tem que te chamar de goshujin-sama, certo?”
“Não, mesmo sem a marca de escravo, eu ainda sou o goshujin-sama dela.”
“Bem, mas…”
“Eu sou o goshujin-sama dela.”
“…”

Entendo, ela não está feliz com isso.

“Bem, nós estaremos neste lugar por um tempo, então se vocês tiverem algo para a gente, entre em contato com a maid chefe do 『Alojamento do Gato da Floresta』.”

Eles falaram logo antes de deixar o lugar.

“Bem, até mais.”

Não, mesmo assim, foi uma boa troca.

Mesmo agora eu imaginei como nossas conversas iriam progredir.

Eu estava feliz que eu tinha cuidado de um problema, e então eu deixei o restaurante após Minnalis e Shuria.

Kaito Ukei.

『O traidor mais sujo de todos – o ex-aventureiro Kaito Ukei』

O cara real por trás de toda essa conversa sobre ele ser algum tipo de criminoso louco demonstrou que ele não era nada para se gritar sobre, afinal.

Eu achei que ele fosse um vagabundo depois de ver Minnalis e aquela outra Shuria sob seu controle, mas foi tudo uma encenação.

Foi estúpido, bem, quero dizer, aquele cara se perde muito facilmente.

Quando eu era uma estudante no meu antigo mundo, tinha um cara encarregado com as coisas estúpidas na classe.

Ao menos eu achei que eu podia falar com ele e não o ver como alguém que eu realmente tivesse que ser hostil.

“Você quer voltar? Para o velho mundo.”
“Não. Neste mundo eu sou Leone. A eu japonesa está morta, então não tem como voltar. Meu lugar é aqui.”

O velho mundo, de volta para o Japão.

Não é como se eu nunca tivesse pensado sobre isso. Mas mesmo com a chance, eu não escolheria isso.

Assim como eu disse, o Japão estava morto, e agora eu era Leone.

‘Entendo’, ele respondeu curtamente, e ele deixou dinheiro para o Dan e então saiu.

Parece que ele tinha um bom relacionamento com Minnalis também, então nós conversamos e então ele saiu.

Ela foi vendida como uma escrava, sua mãe gentil morreu, então não seria estranho se as coisas ficassem ruins e ela acabasse morta.

Eu estava realmente feliz.

“Bem, nós estaremos neste lugar por um tempo, então se vocês tiverem algo para a gente, entre em contato com a maid chefe do 『Alojamento do Gato da Floresta』.”

Depois de dizer isso, ele acenou adeus com sua mão, aquele Ukei.

(Realmente… feliz.)

Eu pensei que era ótimo que Minnalis havia encontrado alguém para ir junto.

Eu sabia que ela devia ter algumas memórias horríveis. Ela nem perguntou sobre sua mãe também.

Ainda assim, Minnalis estava sorrindo.

Honestamente, isso ainda pesa na minha mente que ela está correndo por aí com um cara sendo perseguido pela princesa.

Mas, como ela está ao lado dele, ela parece estar aproveitando sua vida.

(… operação de skill – pupila apreciadora.) (NT: Em inglês está “olhos perfurantes”, mas vou ficar com o outro nome da skill mesmo)

É por isso que quando ele deixou a loja, eu usei isso para vê-lo e checar.

O cara encarregado da Minnalis.

Ela encontrou um cara gentil, e agora ela estava feliz.

É, eu tinha que ter certeza.

Contudo, fora de todos eles, no meio daqueles três.

“…!? O que, o que é isto?”

Uma negra, negra, negra, com apenas luz ao redor, uma chama negra que consome tudo.

Apesar de ser uma skill que só via cor, tinha uma maligna, terrível luz que parecia ser uma ilusão, mas que podia consumir tudo.

Parecia cobrir seu corpo inteiro como uma aura, uma escuridão como correntes que parecia consumir as outras duas, sendo esticada a partir do Ukei.

Eu nunca vi esta cor.

Eu não conheço esta cor.

“Isso, isso…”

Se isto é alguma nova cor maligna, é de longe uma muito nova para mim.

O tipo de sensação, que deixa alguém menor e mais leve com o tempo.

Humanos não são feitos para terem sentimentos fortes assim.

Não só correntes duras cobrindo as garotas, mas algo mais macio como piche preso neles, fortalecendo o sentimento.

“Isto é pior que ser um escravo…”

Algo preso no coração.

Algo como lavagem cerebral.

Aquele homem fez isso com elas… e com ele mesmo…

“Leone? O que foi?”
“Eu tenho que ajudá-los.”

Eu não sei como responder aos meus parceiros questionantes, então eu só cochichei aquelas palavras quietamente e bebi o resto do copo na minha frente.

ANTERIOR | ÍNDICE | PRÓXIMO

Deixe uma Resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s