[NnY] Capítulo 71 – Grond = O Cara de Goal Dot

Bom… vamos traduzir – Este capítulo foi traduzido de Light Novel Translations.


Capítulo 71 – Grond = O Cara do Goal Dot

“Grond-sama, as negociações de comércio estão aqui. Aqui está o relatório delas.”
“Entendo, deixe-me vê-las.”

A luz penetrando a sala havia ficado vermelha.

Era um escritório limpo, normal, e eu olhei o relatório de negócios que meu empregado havia me trazido.

Depois de olhar por algumas das especificidades, eu coloquei o relatório na minha mesa.

“Entendo, heh heh, então aquela garota finalmente perdeu sua espada.”

Eu relaxei meu peso na cadeira com um rangido, no que ela fez um som leve.

A cadeira, que havia sido re-estofada com o couro mais fino apoiava bem minha figura.

“Sim. O marido dela também morreu recentemente, e ela vendeu ela para pagar a dívida do orfanato dela de uma vez. Aqui está o objeto em questão.”

Clong, o que foi colocado na mesa era uma espada cintilante de um verde profundo, decorada em ocre, completa com uma bainha. (NT: Ocre é um tipo de castanho)

A espada tinha cerca de 60 centímetros de comprimento, e o cabo tinha uma sensação de madeira como se um galho de árvore tivesse sido incorporado na espada como um design.

“Wow, isto veio de uma dungeon de ranque A, 『Floresta da Presa de Dragão』, e é uma espada mágica de ranque quatro, a 『Stone-Leaf Blade』.” (NT: Lâmina de Folha-Pedra)

Levantando e puxando a espada da bainha revelou uma lâmina de cor de aço.

De todas as armas encontradas na dungeon, há muitas que tem sua própria força mágica.

Essas armas mágicas não são raras, e você pode trocar materiais e tal com a habilidade de um ferreiro; em uma cidade de certo modo grande, não é difícil de achar uma para comprar.

Armas e armaduras que foram afetadas por magia constante têm o efeito do poder mágico dado continuamente .

Contudo, para equipamento que tem magia das dungeons, há o efeito mágico usual além de um efeito especial muito forte que pode ser usado dependendo do usuário.

Ele pode trazer adiante um enorme fogo de dragão, ele pode te dar força inimaginável, você pode flutuar no ar por um período, e tem outros milhares de usos que não são apenas para se usar em batalha, mas esses efeitos não podem ser reproduzidos por mãos humanas.

É por isso que esses efeitos especiais, sua força e a unicidade excedem o ranque de sete em avaliação.

Uma espada mágica de ranque quatro seria ao menos equipada pelos melhores aventureiros, num nível que a maioria das famílias reais de num nível decente não poderiam pagar.

Vendo isso, ela me fez abrir um pouco a boca.

“Bem, isto deu um pouco de trabalho para conseguir. Eu serei capaz de me livrar de algum estoque morto, mas ainda levei um belo golpe conseguindo isto.”
“Que?”
“Isto que eu quis dizer, estoque morto.”
“Como você…?”

Eu espetei a espada e perfurei a barriga do funcionário que me tratou tão rudemente.

Seus olhos estavam arregalados em descrença, e então olhando para baixo na espada que passou por ele, ele olhou de volta para mim.

“P, por, por, por que…”
“Você me zombou – você achou que poderia se safar com uma espada falsa assim? Isto é diferente de uma espada mágica criada na dungeon.”

É verdade que a espada era uma bela peça. Contudo, a magia imbuída numa espada criada na dungeon é bem diferente dos efeitos mágicos criados por ferreiros.

“Pode ser que se eu fosse dar esta forja para uma família real com que eu faço negócios, então se eu fizesse isso, eu perderia meu lugar com o presidente, vendo que EU ESTAVA ACHANDO QUE ESTA ERA A COISA REAL, SEU INSETO!”
Ugh… ah… agh.”

Eu puxei fora a espada e dei a volta na mesa para pisar neste funcionário.

“Um cuzão como você não pode ir contra mim! Lixo! Por sua causa! Todas minhas outras negociações! Vão ser atrasadas! CERTO!? Seu tempo é tão valioso quanto o meu?! Agora me dê alguma compensação por tudo isto!”

Eu continuei chutando o cara de novo e de novo para intimidá-lo. (NT: Porque passar uma espada na barriga não intimida o suficiente)

“Isto era! Para ser para o Príncipe de Garland! Para mostrar para ele o quanto eu valorizo os negócios dele, SEU VERME! VOCÊ! E AQUELA PUTA NO ORFANATO! ESTÃO ME CAUSANDO UMA GRANDE PERDA DE DINHEIRO!”

Eu havia recebido um pedido por esta coisa um mês atrás daquela família.

O príncipe queria a espada mais forte para o festival militar do seu império, então me foi dito que o que eu pudesse encontrar, o mais rápido que eu pudesse encontrar, seria bem recompensado.

Eu tinha coisas normais em estoque também, mas levou tempo para achar algo que fosse qualificado para aquele dinheiro extra.

Então um orfanato que se abriu na beira da cidade pegou meu olho.

Ele foi aberto por um lutador anteriormente competente que havia se aposentado devido suas feridas, ele havia ficado bem no vermelho ao longo dos anos, e o aventureiro em si havia morrido algumas semanas atrás devido um acidente infeliz depois que ele foi jogado para fora de um penhasco. (NT: Curioso você saber como ele morreu…)

É por isso que quando nós fomos para comprar a espada que o marido deixou para trás em troca de salvar o negócio ela, ela disse 『é uma lembrança do meu marido』 e tal, e estava muito contra vender a espada por qualquer valor.

Pant, pant, ugh…”

Eu continuei chutando aquele pedaço de lixo que estava agora olhando ao redor com olhos vazios, mas eventualmente, eu fiquei sem fôlego até meu sangue ter se esfriado.

Agora que minha cabeça havia se esfriado, eu comecei a pensar.

Talvez o orfanato tenha dado embora a espada real. Mesmo que fosse uma espada falsa, eu havia ouvido sobre ela mesmo antes das negociações com o império por ela.

E este verme não era tão estúpido que ele não saberia que era falsa se não tivesse sido tão bem feita. Se ele não usou sua cabeça nesta compra, eu teria cortado ela fora. (NT: Você realmente vai manter esse cara vivo, depois de tudo isso…?)

Se for isso, então a 『Stone-Leaf Blade』 real deve estar guardada em algum outro lugar.

Em algum nível, ela poderia ter sido comprada por um 『barão ladrão』 que é o chefe de outra loja grande. Claro, como eu era o 『barão ladrão』 original, eu poderia matar alguém assim sem quaisquer problemas. (NT: Isso é um termo real, para empresários que exploram o que podem para ficarem ricos)

Não, mesmo se houvesse um problema, ele poderia ser resolvido com um dinheirinho.

Mas o problema era depois disso.

“Droga, eu fiz merda.”

Como o dinheiro que eu usei para conseguir algo foi tirado de mim, eu havia matado o cara na minha frente sem pensar. Mas, como ninguém sabe sobre o que aconteceu, não tem como eles esconderem a espada real agora num lugar onde todos saibam. (NT: Veja o lado bom, ele morreu intimidado)

Eu devia ter perguntando onde eles estavam escondendo ela antes de eu ter matado ele. Ele deve saber de algo sobre isso, então achar a maldita coisa seria só uma questão de tempo.

… eu acho que a quantia que eu perdi nesta troca de longe supera a quantia de dinheiro que eu achei que eu receberia em troca.

“Droga! Verme roubador de dinheiro! Ladrão! Fantoche de lixo!”

Ainda mais agora que eu percebi que eu havia perdido uma grande quantia de dinheiro, minha raiva me fez começar a chutar o corpo morto do cara pela sala.

“Você roubou! Meu dinheiro! Vai pro inferno! Verme!”

Lutar por dinheiro, pegar o dinheiro pelo qual você lutou para gastar selvagemente, e então ver toda a extravagância no mundo é minha praia.

Dinheiro muda tudo.

Comida, casas, roupas, posições, armas, nomes, poder, destino… e até países.

Neste mundo, você não pode ser feliz sem dinheiro. Para poder estar satisfeito por qualquer coisa, você precisa de dinheiro.

Tudo tem um preço neste mundo, decidido por dinheiro. Dinheiro decide tudo.

Para mim, dinheiro é como um deus, dinheiro garante tudo para mim.

Pegar dinheiro, dinheiro, dinheiro, para poder me fazer o mais rico do mundo.

… sim, eu mais do que qualquer um.

“Heh, bem, nós não podemos só te deixar aqui assim.”

Para a brandada final da lâmina, eu espetei ela nas costas do funcionário morto e toquei o sino mágico no topo da minha mesa com um clanga-clang.

O sino mágico então tocou no quarto da atendente, e uma maid entrou na minha sala.

“Grond-sama, você chamou? Eek!” (NT: Pelo jeito escrito, deveria ser Grond-san, mas eu DUVIDO que uma maid diga isso)

A maid era uma que eu não havia visto antes. Pode ter sido uma das maids substitutas daquelas que eu estuprei e joguei fora. (NT: Ok, devemos odiar ele, já deu para entender)

“Limpe o quarto e, claro, limpe esta espada também. Ligue para o crematório para lidar com o corpo, eles cuidaram de tudo por você. Eu voltarei daqui a pouco, então tenha certeza de limpar a sala para seu estado original.”

“Oh, hum, tá… Uh, senhor.”

Eu deixei a maid pálida na sala e dei uma volta na minha amada mansão.

Eu tinha vários documentos que eu ainda precisava lidar, mas eu não tinha intenção de trabalhar mais naquela sala, eu apenas não consigo trabalhar em quartos que cheiram à sangue.

Os corredores estavam repletos com pinturas e obras de arte caras, e o carpete foi feito pelo mesmo local que fez o do imperador… extravagante. Ao menos alguém poderia dizer que esta mansão era de longe mais cara que a da maioria das famílias reais.

O objetivo pelo qual eu estava caminhando era meu quarto, cheio de trabalhos maravilhosos de cima à baixo.

Uma cama de dossel, com uma jarra com água ao lado e uma mesa, prateleiras repletas de livros, carpetes, cortinas, quadros decorados, vasos decorados com flores, tudo material sob encomenda, um quarto que dizia que dinheiro pode comprar qualquer coisa.

A montanha de ouro que eu construí e o quarto que representava ela era o lugar em que eu mais me sentia em casa.

Hmph, eu cansei desta pintura. Hora de procurar por uma nova em breve.”

Eu vim aqui para me refrescar e tirar uma pequena soneca de tarde.

Levar todo este tempo também é porque o escritório tem que ser aerado para poder se livrar do cheiro de sangue. O crematório é especialmente bom em lidar com problemas assim.

Eu não tenho realmente quaisquer sentimentos de culpa sobre matar aquele empregado, já que tudo será cuidado de qualquer forma.

Eu troquei minhas roupas que ainda tinham o sangue do empregado nelas, e toquei o sino que estava acima de minha cama.

Depois de alguns momentos, uma batida ecoou na minha porta.

“Entre.”
“Você me chamou, senhor?”

Uma voz levemente baixa e áspera respondeu, no que um homem magro e levemente envelhecido entrou num fraque.

Seu rosto estava lapidado em rugas, e seu cabelo branco bem mantido demonstrava sua idade, mas seus olhos azuis esverdeados tinham um silêncio e força que não conheciam idade.

Fegner Leeroot.

Ele era o velho mordomo em Goal Dot, e o diretor de Goal Dot em si.

Ele rapidamente cuidava de qualquer questão, sendo usado em assuntos públicos, bem como privados.

“Fegner, coloque Nonorik numa tarefa. Ele está trabalhando, então diga para ele vir ao meu escritório depois do jantar. Dali, diga para ele mudar as pinturas em meu quarto pela discrição dele.”
“Será feito. Eu falarei para ele depois.”
“Eu vou dar uma descansadinha. Por favor me acorde uma meia hora antes de jantar.”
“Será feito. Por favor descanse bem.”

Fegner então se curvou e saiu.

Eu bebi um copo da jarra de água, e fui dormir na minha cama feita sob medida. (NT: Em inglês, eles dizem wash pitcher… e isso me incomoda, porque pitcher em si é jarro, e wash é algo como lavar – mas isso é basicamente um conjunto de jarro com uma bacia, que usam para lavar pés, e ele está BEBENDO…)

“Droga, os preços continuam subindo.”

Eu sabia a razão disso.

Ultimamente, o rumor que 『monstros mágicos estão atacando』 estava se espalhando.

Aqueles monstros mágicos, apesar deles não serem reconhecidos pelos líderes dos países, eram definitivamente do 『País Mágico』. (NT: Em inglês, estava “líderes dos CONDADOS”, mas isso é um erro de digitação fácil… eu acho)

Isto era porque não era bom reconhecer aquele lugar como um país real em primeiro lugar.

Os conflitos com aquele país mágico nunca tinham acabado, e estavam ocorrendo aqui e ali.

50 anos atrás, os monstros mágicos tinham um pequeno país e por acumular informação aqui e ali, a história permaneceu que eles haviam empobrecido o país.

O que realmente está se falando sobre agora é que o senhor de todos os monstros mágicos, o verdadeiro maou apareceu agora… ou é o que os rumores dizem. (NT: Eu vou colocar uma nota grande sobre isso no final…)

Ele não só é o líder dessas feras mágicas, mas pode destruir o mundo inteiro, e é realmente o rei dos monstros.

Como esse senhor veio, há o boato que os monstros em si se prepararam para uma batalha com tudo.

Por causa disso, os preços de tudo tem subido.

Ainda assim, há alguns que estão ficando para trás, mas eles não são preços super baixos também. Enquanto as pessoas estiveram calmas, eles ficarão bem.

O que é importante é saber o timing de como os preços mudam repentinamente.

Se você só notar isso, você terá uma oportunidade de sacudir o mercado.

“Grond-san, eu vim como você pediu?”

O sujeito que veio sem bater era um jovem andrógeno, de voz aguda que parecia de certo modo com uma garota.

Ele vestia um barrete sobre seu longo cabelo loiro, e alguma veste militar preta por cima de uma camiseta branca.

Você também podia ver as pálidas pernas brancas dele sob sua calça curta de cintura alta que não pareciam algo que um homem vestiria.

“Nonorik, eu te falei para bater antes de entrar.”
“Não é nada demais, né? Eu sou uma criança, então me perdoe. Não me chame de Nonorik, mas Nono, okay?”
“O que você quer dizer, criança? Você esteve crescendo esse cabelo pelos últimos cinco anos. É só que ninguém realmente sabe quão velho você é.”
“Hmm… eu não sei também. Mas o coração de Nono ainda é aquele de uma criança inocente! Não é estranho quando tanto seu lado de dentro como de  fora parecem com uma criança!”

Depois de fazer um show exagerado, seu cabelo cobriu seus ombros, e ele andou até a mesa e plop, sentou sua bunda no lado da mesa.

Estranhamente, a mesa não sacudiu nem um pouco.

“Então, qual é a história dessa vez? Você vai me fazer fazer algo? Nono é muito bom em tortura, até matar. Mas desta vez eu posso brincar com o alvo, certo?”

Nonorik espreguiçou seu corpo do mesmo jeito que uma criança se estica para implorar com um pai. Suas íris límpidas douradas brilhavam sem nenhum sinal real de malícia.

“Que pena, sem tortura ou assassinato desta vez, só preciso que você procure por algo. Nós precisamos disso rápido, etão se você tiver que matar, vá em frente, e você pode se divertir, mas cada dia que você gastar, sua recompensa ficará menor.”
“Queee? Não faz isso, meu pai!” (NT: Ele usa um “pai” informal, mas claramente não é filho do Grond)

O jeito que ele mostrou seu desprazer ao fazer bico e esticar seu corpo quase parecia uma garota. (NT: Daga, otoko da)

“Você disse que você me daria todas as ferramentas de tortura divertidas que eu precise, é por isso que você me contratou em primeiro lugar, certo?”

Parecia que o que estava dentro dele não era nem um pouco inocência e pureza, mas essa crueldade era a natureza real dele.

“Eu preciso de inteligência, é por isso que eu te escolhi. Eu tinha duas condições para você, certo? Primeiro que você tinha que conseguir a recompensa para conseguir todos aqueles brinquedos asquerosos que você quer tanto. Quando você acabou com aquele aventureiro do orfanato, eu te dei um, certo?”
“Uh… é, eu acho que você deu.”

Como uma jovem garota mostra seu próprio egoísmo, Nonorik colocou seu dedo em seus lábios macios e olhou para mim.

“Eu darei alguns favores sexuais por eles hoje a noite, só me deixe ter mais diversão com meu trabalho.”
“Desculpa, mas eu não tenho qualquer interesse em homens.”

Ele jogou seu ombro para mim bem como uma dama da noite faria depois de ter sido negada uma vez, e falou com aquela voz atraente, como um sino, mais uma vez.

“A não ser que você prove, seu mundo nunca mudará, certo? Eu posso te dar, todas, as, coisas, que, você, quer!” (NT: Daga, otoko da!)
“Eu te falei que eu não estou interessado nisso. Não é divertido a não ser que eu possa fazer tudo que eu quiser com uma mulher sem pagar dinheiro.”
Hmph, seu pervertido! Que tipo de nicho de perversão…”
“Eu não preciso ser dito isso por um cara que se veste como uma garota para atrair homens.”

Ele parecia uma gema, mas não tinha como eu ser atraído por ele.

Não tinha como eu estar interessado.

“Você pode simplesmente fazer o trabalho com as ferramentas que lhe foram dadas.”
“Mah? Sem chance! Não tem graça ficar zoando só com um escravo. Eu preciso incomodar e atormentar outra pessoa para poder me sentir bem com o parceiro que estou.”

Nonorik se afastou, como se ele estivesse cheirando o erótico cheiro de tortura.

“Se você completar este objetivo, eu lhe darei qualquer coisa que você queira. Se você conseguir fazer isso em dois dias, eu lhe darei dois escravos, então vai indo.”

Depois de ouvir isso, Nonorik pareceu que era dinheiro no banco, e sorriu brilhantemente por toda parte.

“Que? Sério? Sim! Você realmente é generoso! Para ser honesto, o escravo que você me deu quando eu matei da última vez foi brincado tão duro que eu matei ele.”
Sigh… escravos não são baratos, sabe.”

Só com a habilidade dele, ele era um ativo valioso.

A intuição dele era afiada, sua habilidade de matar, alta. Ele se excita facilmente, mas a cabeça dele funcionava inacreditavelmente rápido, e ele podia coletar informação muito rapidamente. Seria melhor caso este assassino buscante de prazer não tivesse gostos tão estranhos, mas ele era bom no que ele fazia.

“Você está procurando pela 『Stone-Leaf Blade』. Ela provavelmente foi tomada do orfanato recentemente, e escondida em algum lugar desconhecido.”
“Ah, essa era a espada para o homem que eu matei. Ele deve ter levado a coisa com ele para a floresta.” (NT: Pois é… mas aparentemente ele deixou no orfanato a melhor arma que ele tinha…)
“Um dos meus empregados tentou obter ela. Bem, apesar que aquele pedaço de lixo já foi lidado por mim.”
Hmp, tá. Bem, então, hora de ir procurar…!”
“? Que? O que aconteceu?”

O senso afinado de Nonorik virou os olhos dele para a janela.

Contudo, a única coisa lá fora era a lua e a cidade envolta em sombras.

“… bem, talvez meus nervos? Apesar que eu tinha sentido que algo estava lá.”

Hm… Nonorik disse isso com uma cabeça inclinada e um dedo em seu lábio inferior.

Então, a sensação ficou mais leve e Nonorik respondeu dando de ombros.

“Vá em frente, Nonorik. Eu vou deixar sua recompensa, seus brinquedos prontos para você, okay?”
“Tudo bem.”

Ele acenou adeus sem nem se virar, e Nonorik deixou a sala.

Whoa, isso foi perigoso. Eu pensei que ele teria me visto dessa distância.”

Eu estava numa árvore de pomar numa pequena distância da Companhia de Comércio Grond e a cidade.

Eu senti um arrepio súbito que ele teria notado minha presença pela intuição da minha própria alma.

Eu não queria que minha presença fosse descoberta ainda.

“Desculpe pela repentinidade.”

Eu havia puxado tanto Minnalis como Shuria para as folhas atrás de mim repentinamente quando eu senti isso, e por causa disso as duas estavam agora envolvidas nos meus braços.

“Eu estou bem. Mas é assim como você disse, era melhor ser cuidadoso sobre a situação.”
“É, era uma segurança contra sermos descobertos, mas eu nunca pensei que aquele cara estava conectado ao Grond.”

Eu franzi levemente pela natureza inesperada disso.

Eu usei um telescópio para ver o que estava acontecendo, mas eu fiquei muito surpreso em ver Nonorik aparecer na sala dele.

Eu, claro, não fui capaz de ouvir a conversa deles, mas só de ver ele ali assim significava que eles eram intimamente ligados.

“Você conhece aquela garota?”
“É, um pouco. Entendo, vocês não têm memória sobre ele como alguém para se vingar, então vocês não sabiam.”

A primeira vez que eu vi Nonorik, foi um encontro rápido enquanto ia numa jornada para acabar com o maou, então eu sabia pouco sobre ele além de seu rosto.

Mesmo assim, seu jeito especial de lutar deixou uma impressão profunda, memorável em mim.

Eu pensei que ele era uma garota, então o jeito dele de causar dor me surpreendeu, então no fim de uma luta empatada, eu não esqueci que eu havia me perguntado, 『ele é um garoto, certo?』.

“Bem, vamos deixar ele de lado para mais tarde. Nós não devemos falar sobre isso aqui. Vamos voltar para a pensão.”
“Como queira.”
“Entendido.”

Nos pulamos da árvore, e nos misturamos com os aldeões na cidade.

“A partir de amanhã, nós vamos pegar mais informação. Nós precisamos saber como ele e Nonorik estão ligados.”
“Parece que nós ficaremos ocupados, Goshujin-sama.”
“Parece divertido!”

Assim como se um prato de comida caro tivesse sido colocado diante de nós, os olhos delas brilhavam e elas sorriram, e eu imaginei o que aconteceria de agora em diante.

ANTERIOR | ÍNDICE | PRÓXIMO


Nota de Tradução (e do Thyros): Enquanto eu escrevi 2x “maou”, este capítulo não usou em nenhum momento a expressão “Demon King” nem sinônimos, ao invés disso ficou usando “Magic Lord“, que poderia ser “Senhor Mágico”, porém a palavra Maou (魔王) é composta de:
– Ma (魔), que é uma abreviação por ser parte das palavra usada para tanto para magia (魔法 / 魔術) como para demônio (惡魔)
– Ou (王), que é rei/senhor/lorde.

Na parte de “país mágico”, eu ACREDITO que seja algo similar, mas eu não tenho certeza – eu não sei japonês para confirmar no original nem nada, então vou manter assim; só que a parte de Maou eu havia pesquisado por outra razão (pelo Majin deste capítulo) e descobri isso, por isso resolvi mudar – e também, eu acredito que ninguém deva saber que a Letícia é a Maou, por isso pronomes masculinos e tal.

3 respostas em “[NnY] Capítulo 71 – Grond = O Cara de Goal Dot

  1. Capítulo massa, e gostei das referências à fate e steins gate, kkk adoro quando o tradutor dá esses comentários sarcásticos

    Curtir

Deixe uma Resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s