[NnY] Extra do Volume 2 (2)

E tome mais extra, como eu disse, são 4 ao todo… mas enfim, vamos lá – Este capítulo foi traduzido de wn404.


Extra do Volume 2 (2)
Side Story: O Herói não Sabe, mas o Massacre Devido e Subsequente Resolução Foram Contabilizados

Foi no dia quando meu Goshujin-sama traria a garota chamada Shuria para casa.
Eu havia feito todos meus deveres pelo dia, incluindo fazer o jantar na cozinha do hotel, um local que eu agora estava plenamente familiarizada, e estava no meio de aguardar o retorno deles.

“Bem vindo de volta, Goshujin-sama. E, é um prazer lhe conhecer, Shuria.”
“O prazer é todo meu! Eu acredito que você deva ser Minnalis-san?”

Nós duas trocamos nossos primeiros cumprimentos com sorrisos amigáveis. Eu não tinha dúvida que ela tinha ao menos uma suspeita dos meus objetivos sobre certas coisas, e ainda ela não demonstrou fraqueza como virar seu olhar.
Ela exalava uma impressão muito mais forte, mais poderosa do que me foi dito. Talvez a traição recente dela foi o que causou esta mudança dramática?
Eu fui dito que ela apenas tinha traços de sangue élfico nela, então o que há com esta cor estranha de pele? As orelhas dela ainda eram afuniladas como daqueles elfos, mas até onde eu saiba, todos elfos tinham pele branca quase etérea. Uma reação realmente não era devido à ancestralidade rara dela?
… Não, não pode ser isso. Nas memórias que me foram transferidas pelo Goshujin-sama, ela sempre foi branca, significando que ela havia mudado esse tanto apenas recentemente.
E enquanto Shuria e eu estávamos ocupadas trocando faíscas por trás de nossos sorrisos, Goshujin-sama não parecia notar nem de longe esta turbulência. Ele estava sendo muito relaxado sobre isto, dizendo coisas como ele estava feliz que a gente parecia se dar bem.
Vendo isso, eu mesma senti minhas intenções assassinas subsidiarem. Era preocupante como eu podia ver este lado inegavelmente denso dele e ainda achar que é fofo.

“Tudo bem, eu digo que nós devemos jantar agora. Eu tenho tudo pronto e aguardando.”

Eu acabei a disputa de encerada, propondo que nós comamos.
Eu contarei esta partida como um empate.

Naquela noite, assim que nós três estivemos com nossos estômagos cheios e satisfeitos, foi decidido que nós descansaríamos pelo dia e continuaríamos nossos planos amanhã.
Goshujin-sama era consideravelmente chegado em ter um sono confortável, então nós acabamos ficando no hotel caro em que nós atualmente estávamos.
Com Shuria se juntando, nós fomos para um quarto de 4 camas que ficou vago recentemente. Nós estaríamos deixando a cidade amanhã de qualquer jeito, então isso foi contado como uma última indulgência antes de nós irmos.
Eu havia proposto que eu podia dividir a cama com Goshujin-sama sem problemas, mas ele subitamente ficou bravo, pregando quão horrível seria dormir enquanto congestionado.
O rosto dele tinha uma leve corada, o que me disse que não era como se ele fosse completamente contra a ideia de dormir na mesma cama, mas eu também tive a impressão que o desejo honesto dele era ter uma cama que ele pudesse aproveitar completamente sozinho.
Ele também tinha um ponto que não era uma experiência muito confortável ter 2 pessoas dividindo uma cama de solteiro.
Eu estava triste. Eu sabia que Goshujin-sama não estava genuinamente bravo comigo, mas ainda era desanimador ter recebido uma bronca pela primeira vez.
Ele terminou seu sermão dizendo que dormir era a uma coisa que ele não abriria mão não importa o que, não importa quão imprático eu dissesse que fosse. Eu terei que levar isso ao coração como meu próprio fracasso em entender os desejos do meu Goshujin-sama. Eu estarei refletindo profundamente nisto.
Minha tentativa de ser uma mulher de mente nivelada acabou resultado em ficar invasiva demais. Uma aventureira experiente havia me ensinado que eu não devia ser muito indulgente com o meu homem, senão eu corro o risco dele fugir; por favor Senhoria Aventureira, eu preciso de mais do seu conselho! Não, eu de fato percebo que Goshujin-sama não fugirá, mas ter ele vindo a me odiar seria meu pior pesadelo.
Esse sendo o caso, Goshujin-sama estava atualmente dormindo, seu rosto pacífico, completamente indefeso exibido para meu prazer de visualização. E ainda, mesmo se eu fosse sequer tentar me aproximar o suficiente para tocá-lo (com a mais pura intenção, fique sabendo), ele instantaneamente abriria seus olhos, sentindo a aproximação como uma ameaça.
Meus dias eram aqueles de resistência, tendo uma iguaria apresentada para mim, mas incapaz de tocar.
Qualquer outro dia, eu apagaria minha presença, e sem engajar em contato tátil, aproveitaria o doce meu para meus olhos que era o rosto dele dormindo, claro, apenas o suficiente para que eu não durma pouco para o dia seguinte. Mas hoje não era qualquer outro dia.

“… Vamos indo?” Eu propus.
“… De fato.” Ela assentou. (NT: Minnalis narra tudo de maneira mais formal, curioso isso)

Fundo na noite, numa hora quando a cidade estava dormindo tranquila, as duas quietamente afirmaram as intenções uma da outra e deixaram o quarto.
Goshujin-sama já havia dito para ela a história completa de Shuria. Eu também havia recebido toda as memórias e emoções vingativas mantidas dentro da garota escura.
Uma fúria nova, preta pairou em meu coração.
Era uma fúria que nem um pouco perdia comparada à minha própria.
Então, eu não tive apreensões sobre receber ela como uma cara cúmplice. Apesar disso, assim que eu finalmente havia encontrado ela, olhei nos olhos dela, eu sabia que haviam certas coisas que nós precisávamos discutir.
E parecia que ela tinha pensamentos similares.
Eu tinha considerado segurar o que nós íamos fazer para outra noite, vendo que ela havia passado por uma mudança tão larga nesse mesmíssimo dia, mas seus olhos me disseram que não, isso era uma preocupação desnecessária.
Pelo que habitavam naqueles olhos não era fadiga nem de longe, mas uma luz que claramente demonstrava que ela estava obcecada em obter sua vingança.
Ainda, o corpo era algo que requeria o devido descanso, então estaria tudo bem se nós adiássemos isto, mas de novo, ela não parecia cansada demais para lidar com isso.
Lá fora, eu podia ver uma meia-lua jogando seus raios. O ar frio da noite esfriou minha pele.

“Então”, eu comecei, “eu não tenho qualquer experiência el lidar com este tipo de situação, então eu admito, eu estou perdida sobre o que nós deveríamos começar…”
“E eu sou igual nesse quesito”, Shuria reclamou, “eu não posso me orgulhar de ter participado em um triângulo amoroso, mesmo que eu tenha.”
“Como você provavelmente sabe, minhas razões para ser a cúmplice do Goshujin-sama incluem questões com esse tipo de relacionamento.”

Pensando sobre como eu encontrei Goshujin-sama colocou um sorriso em meu rosto.

“Mas”, eu continuei, “isso não quer dizer que eu possa simplesmente ignorar esta intrusão.”
“Sim, e eu esperava isso. O que isto é e o que você tinha anteriormente não podem nem ser comparados! E em primeiro lugar, aquilo não era amor, não tinha direito de ser chamado de amor. Era uma traição, e pelos pedaços de lixo que nunca verdadeiramente te amaram em primeiro lugar. E triângulos amorosos, não me faça começar com isso. Eles deveriam ser tão mais puros, e de coração, sabe? Como no 『Salão de Baile do Amor』 ou no 『O Jardim do Barão』 ou até…” (NT: Ela está falando da história da Minnalis, que o carinha que ela gostava e a menina traíram ela e tal)
“P-perto demais, você está perto demais.”

Shuria havia começado a ficar furiosa sobre algo diferente do assunto em mãos. Ela era muito mais fluída, não só em emoção, mas também expressão, do que o Goshujin-sama havia descrito ela. Isto era um efeito da mana demoníaca agora dentro dela?

“De qualquer jeito”, eu disse, nos trazendo de volta ao tópico, “o que nós temos aqui dificilmente pode ser chamado de lutar por um homem. Nós simplesmente não podemos fazer isso no relacionamento em que nós estamos.”
“Eu tenho que concordar, isso é um predicamento.”

Sim, esta não era uma cena de carnificina resultante de um triângulo amoroso, mas uma curta reunião para colocar algumas regras.
Neste “predicamento” nosso, nenhuma de nós era capaz de sair, nem causar mal à outra, e nem podíamos simplesmente trancar fora nossos sentimentos.
E claro, ela também era como eu, alguém completamente traída por seu mundo inteiro e que tinha jurado vingança. E uma cúmplice, uma existência importante, uma das únicas que conhecia as profundezas dos meus sentimentos. Deve ser igual para ela. Nós éramos muito importantes uma para outra para sequer tentar causar mal.
E se eu não podia tecnicamente derrotá-la, eu teria que ter ela se juntando à mim. Honestamente, antes de eu ter encontrado ela, eu ainda estava segurando na fraca esperança de que seria bobo pensar que qualquer garota que meu Goshujin-sama por acaso pegasse se apaixonaria por ele, mas essa esperança foi, como esperado, inegavelmente apagada.
Ele era quem permitiria que ela conquistasse sua vingança, ele era a uma pessoa no mundo que salvou ela, e ele até compartilharia completamente do desejo sombrio dela.
Eu era a tolinha de achar que uma garota não se apaixonaria quando tinha tanto para se apaixonar.
(E se ela não tivesse se apaixonado completamente por ele ainda, eu ainda conduziria uma reunião assim, por força se eu precisasse. Ela seria um ativo se ela estivesse do meu lado, como uma cúmplice em nossa vingança, claro, mas também em contrariar o outro problema.)
Esta era uma questão importante. Havia um indivíduo que eu precisava ter muito mais cuidado do que Shuria aqui.

“Então de novo”, eu disse, “nossa inimiga comum e rival no amor é definitivamente…”
“É aquela garota maou. Ela é tão injusta! Como raios nós deveríamos competir com os sentimentos da primeira passagem dele?”

Shuria colocou para fora seus lábios num rosto muito óbvio de bico.

“Não se preocupe tanto. Uma certa aventureira que havia passado em nossa vila me disse uma vez isto: Homens podem sonhar sobre uma garota distante, mas eles irão pela que está ao lado deles.”
“Que palavras de sabedoria maravilhosas! Nós devemos fazer ele olhar para nós, e apenas nós. Fazer ele cair completamente pelos nossos charmes. Eu havia lido intensivamente em como homens podem ser facilmente tentados pela carne feminina!”
“Mas nós precisamos tomar cuidado com quando nós agirmos. Se nós agirmos muito depravadamente, eu sei que Goshujin-sama não gostará. E assim que ele ter sensações de desconfiança contra nós, será incrivelmente difícil conseguir a confiança dele de volta. Nós precisamos fazer isso muito gradualmente, lentamente aumentar a intensidade da aproximação, se quiser.”
“Gradualmente, é… sim, eu realmente recordo ler que sedutoras indecentes nunca ficam com o homem no fim.”
“Por ora, vamos buscar chegar num nível onde o Goshujin-sama não nos separará se nós por acaso abraçarmos ele sem uma razão particular. E por experiência, eu consigo dizer que Goshujin-sama ainda é um homem que, apesar de tudo, ainda é suscetível aos gênios de uma mulher. Também, eu devo lhe contar sobre intoxicação de MP. É algo muito fácil de usar para nossa vantagem, uma vez que, ele não realmente desgosta se você gruda nele nesse estado. Goshujin-sama só precisa de uma razão para dizer 『não tem o que fazer』 e isso apenas funciona.”

Isto, eu sabia com certeza. Quando eu pretendo estar embriagada em poções de MP e comecei a ficar em cima dele, ele pode ter me tratar um pouco mais duro, mas ele não desgostará disso.
Eu não faria isso caso ele achasse desagradável, mas apesar da expressão relutante dele, seu rosto sempre ganha um tom de vermelho, que eu acho incrivelmente adorável. Esse tipo de Goshujin-sama realmente me anima.

“V-você pode explicar isso em detalhe…?”
“Vejamos, então eu faço coisas como empurrar meu peito contra ele enquanto agindo não ter ciência. Eu também uso minha tontura para tentar forçar um beijo e tal…”
“M-m-minha nossa, seu peito!? E a-até be-beijar… ahh, ahhh!!”

A complexão negra de Shuria instantaneamente tomou um tom de vermelho. Que coisinha fofa.
Apesar disto não ser bem o que eu queria de uma cúmplice. Ela parecia não ser muito confiável nesse departamento. Ela parece estar necessitando algum trein… quero dizer, bem merecida reeducação.

“Você precisa ser capaz de lidar com ao menos esse tanto sem corar tão intensamente. Assim que nós conseguirmos fazer o Goshujin-sama largar desta Letícia-san, nós devemos ser aquelas à consolarem ele. Isso significa ir muito além disso.”

Sim, deste jeito, se eu puder ter ela numa coleira, ela eventualmente começará a me procurar para instruções…

“V-você está absolutamente certa. Quando a hora vier, eu tenho certeza que nós podemos ter ele  ×× ×× na nossa  ×× ××. Nós podemos até conseguir ele  ×× ×× nossa ×× ×× com seu ×× ×× se formos sortudas.”
“!?”

Meu fôlego foi pego pelas palavras que eu estava ouvindo.

“Oh oh, e nós precisamos arrumar alguma corda, velas, talvez um chicote também…”
“!?!?”
“V-verdade sendo dita”, Shuria revelou com hesitação, “mais cedo hoje, quando Goshujin-sama estava testando minha determinação, ele pisou em mim duro, nas costas. Eu, bem veja só, eu acho que eu despertei para algumas novas inclinações devido à isso. Meu coração está batendo mais rápido mesmo agora enquanto eu me recordo disso.”
“!?!?!?”

Shuria estava dizendo tudo isso enquanto se remexia toda envergonhada, como se alguma Skill 『indecência』 estivesse se manifestando dentro dela.
Is-isto está ficando fora de mão. Os desejos sombrios desta garotinha eram mais profundos até que os meus. N-não, o amor que eu tinha pelo Goshujin-sama, se ele desejasse tais coisas de mim, eu definitivamente teria a coragem para obedecer.

“Eu estou certa que Goshujin-sama tem as qualidades de um sádico. Ele é o tipo de pessoa que se torna um animal incontrolável na cama.”
“E-e você está certa disso?” Eu queria saber a base dela para essa conclusão.

Apesar que, agora que eu penso nisso, eu de fato sinto algumas vezes um olhar sexual dele que manda este arrepio agudo na minha espinha, como se um carnívoro selvagem estivesse olhando para mim como presa…

“Sim, positivo até! Mesmo que ele esteja planejando em só agir cruelmente, isso certamente não acabaria em pisar em mim daquele jeito!! Acredite em mim nisto, eu estou sem a menor suspeita de dúvidas que Goshujin-sama é muito inclinado sadisticamente!”
“E-eu acho que eu estou começando a achar que você está certa…”

As palavras dela de fato me lembraram algumas coisas.
Goshujin-sama era um cavalheiro comigo na maioria do tempo, mas algumas vezes, quando eu fracassa em qualquer coisa que eu estava fazendo, ele começaria a me provocar sobre isso. E ele sempre parecia incrivelmente divertido quando ele fazia.
Aquela risada provocativa dele era diferente de quando ele ria por vingança. E era o tipo que me dava alguns arrepios quando ele faz isso, oh não, seria ele realmente…
(N-não, eu não posso ir no clima dela assim. Eu deveria ser aquela levando ela junto…)

“D-de qualquer jeito, vamos pausar esta discussão por ora. Nós teremos muita coisa para fazer começando amanhã, então vamos continuar nossos planos assim que nós termos terminado.”
“Huh? Oh, sim, com prazer!”

Eu pisei de volta no hotel.
Isto certamente não foi minha derrota, foi uma retirada estratégica.

Algum tempo mais tarde, para ajudar ainda mais nos planos delas de conquistarem Kaito, Minnalis e Shuria haviam secretamente roubado um número de artigos de um tipo 『particular』 de literatura, que elas estudariam juntas diligentemente.
Os levels delas estavam subindo, agora mais do que nunca antes.

ANTERIOR | ÍNDICE | PRÓXIMO

6 respostas em “[NnY] Extra do Volume 2 (2)

  1. MDS que capítulo genial. Ri bastante, interessante como mudar o ponto de vista dos personagens uma vez ou outra muda tanto o clima da obra. Indo de algo dark para pura comédia.

    Curtir

Deixe uma resposta para Thyros Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s