[TWwCP] Capítulo 59 – O Herói da Cidade

… na hora que eu cheguei no final deste capítulo, eu precisei fazer o próximo para saber o que ia acontecer, então daqui 5 minutos já sai o próximo e eu quito minha dívida de TWwCP! Agora vamos lá! – Este capítulo foi traduzido de Junk Burst.


Capítulo 59 – O Herói da Cidade

Vamos colocar a questão do nome da família de lado por ora.
Nada pode ser feito se nada vem à mente.

Felizmente, ainda tem algum tempo sobrando.

“Isso são todas as coisas que foram resolvidas na capital por ora… em seguida é…”

Hm? Ainda tem outra coisa? Apesar que o rosto dela está estranhamente vermelho…

“… Não, não é nada. Bem, então, eu seguirei para o local do prefeito.”

“Eu seguirei Hime-sama, já que ele é um conhecido meu, afinal.”

Ela tinha algo que ela queria dizer, né? Está tudo bem já que a pessoa em si disse que não é nada, né?
Se Aisha está indo para o local do prefeito, será reassegurador.

De qualquer jeito, ela é uma ex-recepcionista popular da guilda.
Ela provavelmente também teve algumas conversas com ele.

“Un, entendido! Eu irei para o local do Artesão.”

◆◇◆◇◆◇◆◇◆◇◆◇

“Hime-sama, está tudo bem em você não falar sobre isso?”

Aisha me perguntou.
Ela está provavelmente perguntando mais profundamente sobre a questão que eu não disse agorinha.

“… Não, é vergonhoso colocar isso em palavras, é realmente difícil de se dizer.”

Não tem como eu poder dizer diretamente algo como eu quero que você faça amor comigo.
O fato que apenas Aisha foi abraçada é algo que eu não posso fazer vista grossa.

Eu me sinto culpada com Aisha, mas do meu ponto de vista, eu sou aquela que se tornará a esposa legal. (NT: Legal de lei; todo harém japonês tem essa discussão para ver quem é a esposa legal e quem são as concubinas…)
Uma situação onde uma criança nasce da concubina antes da princesa, a esposa legal, deve ser evitada à todos custos.

Claro, não é impossível que uma gravidez repentinamente apareça quando o estabelecimento do Clã com apenas nós três já foi resolvido, não seria algo para se rir.
Danna-sama e Aisha também parecem entender isso, e estão usando adequadamente contraceptivos, mas…

“Bem… de noite… eu direi isso.”

Aqui é onde a minha diferença de idade com Aisha deve aparecer.
Isso é porque eu não estou acostumada com tais coisas.

A questão entre marido e esposa é uma bem difícil.

Enquanto nós estamos tendo uma conversa tão importante, porém vergonhosa, nós chegamos no escritório do prefeito.

“Então agora, vamos entrar.”

Nós entramos no escritório governamental.

Apesar de nós termos dito para a recepcionista que nós queríamos encontrar o prefeito, nós fomos rejeitadas já que nós não podemos encontrar com ele sem um agendamento.

Aah, entendo.
Ela não parece saber quem eu sou, já que eu estou com um capuz e robe.
Como eu estava junto com Aisha, eu completamente esqueci sobre isso.

Eu tirei meu capuz, mostrei meu rosto e mais uma vez falei com a recepcionista.
vendo o rosto dela como que dizendo “vocês estão aqui de novo?”, ela provavelmente não sabe quem eu sou.

No que eu fiz isso, Aisha mandou um sinal com seus olhos como que dizendo “por favor deixe isso comigo”.

“A quanto tempo, Bilt-san.”

No que Aisha chamou por ela, a recepcionista Bilt mostrou um rosto um pouco ponderante.
Então, o rosto e um nome provavelmente combinaram, e ela respondeu Aisha com um sorriso.

“Olha quem está aqui, se não é Aisha-san, você está aqui à negócios pela guilda?”

Depois de me encarar, ela se endereçou a Aisha.

“Não, na verdade eu me aposentei da guilda no outro dia, hoje eu estou aqui para um assunto privado.”

Enquanto dizia isso, Aisha cochichou algo nas orelhas da recepcionista.
… Ela está provavelmente contando para ela sobre minha identidade.

Assim como eu pensei, assim que Aisha terminou de cochichar e se separou dela, seus olhos se arregalaram e me encararam.
Ela então lamentavelmente curvou sua cabeça e disparou palavras de desculpas.

“Eu sinto muitíssimo!! Para ser ignorante da identidade de Vossa Majestade Sylphid, por favor perdoe esta rudez.”

“Erga sua cabeça, é minha culpa por vir aqui tão subitamente.”

Apesar de eu dizer para ela erguer sua cabeça, ela não obedeceu.
Ela estava determinada em continuar se desculpando.

A conversa não pode prosseguir assim.
Aisha então começou a falar com ela de novo.

“Fazer a Hime-sama esperar não é um desrespeito?”

No que ela disse isso, ela se espantou e imediatamente tremeu, se levantando com uma força intensa, e correu dizendo “eu falarei imediatamente com o prefeito”.

U~n, ela parece ter uma personalidade bem extrema.
Não é ruim para a recepcionista desaparecer?

Aisha provavelmente não esperava o movimento repentino dela também.
Enquanto sorria torto, ela encarou para o caminho em que a recepcionista correu.

Antes de cinco minutos terem se passado, ela retornou.
Enquanto ela estava ofegando violentamente…

Não é como se eu tivesse aprendido isso da Aisha, mas eu não pude evitar de sorrir torto.

“Vossa Majestade, desculpe pela espera. Por favor me deixe ser sua guia até o escritório.”

“… Er, não é ruim para a recepcionista estar ausente?”

“Não há problema!”

Eu não acho que está tudo bem, mas… bem, se a pessoa em si diz isso, eu acho que não tem o que fazer.
Eu decidi seguir ela obedientemente.

“Vossa Majestade Sylphid chegou.”

A recepcionista abriu a porta e entrou na sala.
Nós seguimos ela e entramos na sala também.

“Vossa Majestade Sylphid, bem vinda.
Eu sou Xamaba, servindo a Cidade de Lucas.”

O prefeito se levantou de seu assento, ofereceu um sofá para uso de recepção e cumprimentou usando desde seu nome até seu cargo.
… Fumu, ele parece ser um até que um bom homem de estado.

Do meu ponto de vista, eu encontrei um monte de representantes de cidades assim, mas algumas vezes eles existem.
Aqueles que só pensam em si apesar de suas posições como o lado governante.

“Me desculpe por incomodar seu trabalho quando você está ocupado.
Eu sou Sylphid・Augusta, espero ansiosa para trabalhar com você.”

Enquanto nós sentamos no sofá que ele ofereceu, eu me desculpei por aparecer subitamente.

“Não, eu estou feliz que Vossa Majestade, famosa como a Cavaleira Princesa, veio me encontrar.
Incidentalmente, pelo que Vossa Majestade veio até aqui.” (NT: Ah, essa falta maldita de interrogações…)

Uma realeza repentinamente procurando por ele sem um agendamento, é claro que ele ficaria curioso sobre a razão.
Mesmo que ele não seja culpado de nada, isso realmente deixa alguém desconfortável.

“Não precisa ficar tão em guarda, eu não estou aqui para algum tipo de inspeção.
Na verdade, é sobre meu casamento, meu parceiro é desta cidade.
Por essa razão, eu incomodarei esta cidade.
Hoje, eu vim aqui para cumprimentar você e também ter um pequeno pedido…”

“Ohh, parabéns!!!
Entendo, Vossa Majestade está se casando… Não! Esta é uma ocasião auspiciosa!
O parceiro é desta cidade… Fumu, ele é Claude-sama da Família Roselia, certo?”

“Não, ele não é um nobre. Seu status social é de um plebeu.”

“Oh, um plebeu que fez Vossa Majestade, famosa como a Cavaleira Princesa, dele, huh… ele certamente é invejável.
Se possível, Vossa Majestade pode me contar seu nome?”

“Ele é um caçador que vive nos fundos da cidade, Myne, um jovem homem que acabou de atingir a maioridade, você conhece ele?”

“… V, você disse Myne…!? A criança órfã de Dyne-san e Yukino-san… aquele Myne!?”

Assim que ele ouviu o nome do Danna-sama, o prefeito subitamente mudou.

“O nome do pai dele até aparece aqui…”

Hm? Aisha disse algo interessante.

“O que você quer dizer?”

No que eu perguntei para Aisha, ela disse que o Artesão teve uma reação similar quando eles foram pedir pelo desenho do banho.

O prefeito, que ouviu nossa conversa, concordou dizendo “naturalmente”.

Perguntando cuidadosamente para ele, parece que os pais do Danna-sama são os benfeitores desta cidade.
Ele não me contou em detalhes, mas parece que a maioria dos cidadãos que passaram de uma certa idade são gratos à eles, e mesmo agora eles os respeitam.

Há um monte de pessoas da cidade que apoiam Danna-sama pelas sombras, apesar de eu achar que isso é também por causa do comportamento educado dele.
Também, mesmo se eles nunca tenham ouvido o nome Myne, se eles apenas ouvirem que ele é filho do Dyne, haverão um monte de pessoas que não pouparão esforços em cooperar.

“… Claro, eu também sou grato ao Dyne-san e Yukino-san.
Entendo, Myne-kun é para Vossa Excelência…” (NT: O cara deu uma cortada na fala, em inglês é como se ele fosse falar que é o noivo/amante ou qualquer coisa dela, eu fiz o que deu)

Depois disto, a conversa prosseguiu sem um problema.
Sobre o estabelecimento de nosso Clã, e a construção da sede do Clã.

O prefeito alegremente deu sua permissão.
Ele sugeriu ignorar o custo da terra e o lucro.

Isto não é por causa da minha posição.
Eu acho que estaria tudo bem mesmo se Danna-sama viesse, mas é uma coisa boa para Aisha e eu ouvirmos sobre os pais do Danna-sama.

Deste jeito, Aisha e eu seguramente completamos nosso objetivo, e nós voltamos para casa.

“Hime-sama, a pessoa ali… não é Myne-kun?”

Aisha descobriu Danna-sama, que estava andando um pouco mais a frente de nós.
… Contudo, de algum modo, ele parece estranho? O que aconteceu?

Aisha e eu decidimos seguir escondidas atrás do Danna-sama sem ele nos descobrir.
Seria bom se for algo que nós possamos ajudar.

ANTERIOR | ÍNDICE | PRÓXIMO

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s