[NnY] Capítulo 35 – O Herói Acha Uma Oportunidade Perfeita e Se Joga no Clichê

Eu sempre me impressiono com os tamanhos dos títulos dessa novel… – Este capítulo foi traduzido de Light Novel Bastion.


Capítulo 35 – O Herói Acha Uma Oportunidade Perfeita e Se Joga no Clichê

Depois de ser traído e fugir do campo de batalha, eu me encontrei numa cidade que eu nunca havia visitado antes para poder me recuperar das minhas feridas.

Depois que minhas feridas haviam se curado até certo ponto, para poder juntar informação sobre o que eu havia acontecido, eu escondi minha identidade e entrei em um bar, onde eu acabei conhecendo aqueles caras.

O líder, o homem com o melhor físico, era chamado Barkas; o homem pequeno, com dente de coelho era Dot e o homem magro, estilo mago era Terry, se eu me lembro corretamente.

Naquele dia, eles haviam ficado todos bêbados e festivos depois de terem sido capazes de caçar alguma presa boa. Como se eles estivessem desagradados comigo bebendo sozinho de um jeito depressivo, eles pediram para mim bebida após bebida, como se eles estivessem tentando me fazer capotar bebendo. (NT: Eu não sei bem como explicar isso, mas em inglês ao menos, a expressão usada significa “fazer alguém ficar bêbado/desmaiar enquanto você continua bebendo e sóbrio” – e não, eu não vou escrever “dar PT” porque é informal demais)

Porque eu estava me sentindo ansioso e sem esperanças, eu fiquei grato pela companhia desses homens brilhantes, felizes. Antes de eu perceber, eu estava bebendo com eles como que tentando esquecer da terrível realidade que eu estava encarando, e fiquei em termos tão bons com esses homens que nós bebíamos juntos toda vez que nós nos encontramos no bar de noite. Eles sentiram que eu estava escondendo um segredo, então eles foram tão longe quanto dizer que eu podia deixar eles saberem se tivesse qualquer coisa que eles pudessem fazer.

Mas depois que eu visitei o bar vários dias seguidos, o fato que eu era o Herói foi exposto.

Eu fui culpado por me tornar o próximo Maou e ser um traidor da humanidade, e não importa o que eu dissesse, eu só fui encontrado com hostilidade. Eu fugi do bar, e então foi quando Barkas e seus amigos apareceram.

Eles aparentemente ouviram o que aconteceu no bar, e eles me disseram que eles me dariam um lugar para me esconder, então eu segui eles. Neste esconderijo, eles me enganaram para beber água com um pó sonífero e anestésicos misturados nela. Pela guilda, a nação havia colocado uma larga recompensa em minha cabeça.

Devido à resistência provida pela minha Soul Sword, eu consegui evitar ficar imobilizado imediatamente, mas eu fui forçado à passar aquela noite me escondendo de Barkas e seus amigos, que estavam me perseguindo e tentando me matar.

No que eu deixei a cidade enquanto evitava ser visto, eu vi eles pela última vez. Com as mesmas bocas que eles haviam usado para me dizer que eu podia depender deles, eles estavam gritando que eles me matariam da próxima vez que eles me encontrassem e proativamente espalhando rumores sobre o quanto eu combinava com a descrição de uma pessoa maligna.

Depois disso, eu nunca encontrei Barkas e seus amigos de novo.

Ah, eu não achei que eu encontraria eles num lugar como este.

Eu me encontrei perdido em pensamento por um tempo enquanto eu olhava para esses homens.

… Isso mesmo, eles não pessoas em que eu não devo me vingar, eles são pessoas que eu quero matar. Então não há problema, há?

Meu ódio pelos ex-amigos que me traíram não é tão alto assim; eles são pessoas que eu não teria pensado em desviar do meu caminho para caçar.

Mas agora que eu encontrei eles assim, eles são pessoas que eu não ligo nem um pouco sobre. Claro, não tem como eu poder deixar uma oportunidade tão sortuda passar por mim.

“Minnalis, eu vou matar eles”, eu digo. “Claro, de um jeito que não obstrua nossa vingança em nossos alvos principais.”

“… Muito bem, Goshujin-sama.” Minnalis dá um aceno de que entende, como se ela já tivesse ganho todos tipos de informação pelas minhas breves palavras.

Minnalis provavelmente ganhou um desejo também por este tipo de vingança estranha, nas coxas. Parece que minhas memórias que ela experienciou não transferiram todos os pequenos detalhes perfeitamente, mas o compartilhamento do meu desejo de vingança parece ter funcionado normal.

Eu penso sobre o que nós devemos fazer enquanto eu ouço escondido a conversa dos homens.

O trio, que começou a tomar café da manhã no bar dentro da guilda, parece estar brindando com as bebidas no menu, que estão levemente no lado mais caro. Parece que eles estavam bebendo a noite toda até logo antes deles vierem aqui; eles estão fundos na conversa com rostos vermelhos que mostram que eles não foram capazes de ficarem completamente sóbrios.

Parece que eles acharam um Coelho Aural no caminho de volta de uma exterminação de Orc, e depois de uma grande quantidade de esforço, eles conseguiram derrubar ele.

Coelhos Aurais são coelhos, cerca de cinquenta centímetros de comprimento, com pequenos chifres e bocas que parecem que eles tem uma grande fenda neles.

A habilidade de luta deles é não-existente, e eles não tem força defensiva também, mas eles são ridiculosamente ágeis, e eles tem a habilidade característica de combinar seu pelo com o fundo, então derrotar eles é incrivelmente difícil.

E mais importantemente, eles são personagens raros. Seu senso de perigo é alto, e eles são excepcionalmente bons em acharem inimigos, então é realmente inusual encontrá-los. É por isso que eles são designados como ranque E de extermínio, apesar de sua falta de habilidade para lutar.

Contudo, a carne de Coelho de Aural é uma iguaria. Seus órgãos são usados em remédios, seus chifres e garras são usados como catalisadores para a criação de ferramentas mágicas caras e seu pelo é usado como um material para criar móveis de alta-classe; as partes de seu corpo são tão valiosas que capturar um único coelho lhe daria dinheiro suficiente para viver por um mês.

Essa é aparentemente a razão pela qual esses três vieram para guilda essa hora do dia, também.

Eles haviam caçado o Coelho Aural tarde da noite, e pela hora que voltaram para a cidade, não havia muito tempo até o céu começar a clarear. Claro, a guilda não estava aberta numa hora dessas, então eles aparentemente escolheram passar o tempo num bar por perto que eles vão regularmente, e então vieram para a guilda quando ela abriu ao invés de irem para casa dormir. Eles emprestaram algum dinheiro da guilda, então eles queriam trocar o Coelho Aural por dinheiro o mais breve possível.

“…”

Vendo eles tão felizes pela presa de alta qualidade deles me lembra de quando eu os encontrei pela primeira vez num bar durante minha primeira passagem por este mundo; é um pouco desagradável.

No que eu folheio por um guia de monstro que eu nem estou lendo e continuo observar, outra pessoa entra na guilda, um jovem homem com uma pequena figura.

Ele parece ter a mesma idade que eu, mas ele é provavelmente na verdade um pouco mais jovem.

Este jovem homem de cabelo loiro claro está vestido em armadura de couro abaixo de seu robe marrom, e tem um único cajado em sua mão.

Ele olha ao redor inquietamente antes de seguir para o balcão de recepção.

Claro, ele segue não para aquele do recepcionista musculoso, mas para a recepcionista que é uma beldade do tipo quieta.

Parece que Barkas acabou de terminar de comer, e ele é o único entre seu trio que fez isso. Com seu rosto vermelho por ainda estar levemente bêbado e seu humor animado claramente visível, ele segue para o balcão e –

“Hohoh.”

Como esperado, um conflito entre o jovem homem e o trio de aventureiros começa.

O jovem homem, que parece ter vindo para se registrar como um aventureiro está brigando com o aventureiro bêbado, de rosto vermelho.

Parece que aquele que foi pego neste clichê não fui eu, mas este jovem homem.

“Diga, Minnalis. Este tipo de coisa acontece meio frequentemente, não?” Deixando as várias circunstâncias de lado, eu dei um sorriso largo para Minnalis. O rosto dela mostra que ela está tão desconfortada que eu quase consigo ouvir o desconforto dela.

“É-é uma coincidência”, ela diz. “E como nós não fomos aqueles que foram pegos nisso, eu não admito derrota.”

Quero dizer, não é como se fosse uma competição.

E eu não ficaria particularmente feliz mesmo se eu ganhasse.

Eu reganho meu foco e tento ouvir os detalhes do argumento. Parece que é o jovem homem que veio se registrar como um aventureiro que começou a briga, não um do trio.

Parece que o jovem homem vê a profissão de aventureiro como algum tipo de sonho, e acabou dizendo coisas como “Como podem aventureiros estarem bebendo tão cedo na manhã?” e “É por isso que seus ranques não subirão”, me fazendo imaginar se essa realmente é a primeira vez que eles se encontram.

Claro, este aventureiro não é do tipo que se controlaria depois de ter ouvido coisas assim ditas para ele, e ele está bravo por ter água fria jogada em seu humor feliz, bêbado por ter coisas boas acontecendo com ele.

Apesar dos papéis do clichê terem sido invertidos, o aventureiro tomou o que pode ser descrito como uma atitude arrogante e está respondendo com frases típicas clichês como “O que um pirralho como você sabe?” e “Ser um aventureiro não é a linha de trabalho repleta de sonhos que você acha que é”.

Parece que o clichê é uma maldição, afinal.

O argumento permanece sendo verbal porque os olhos da guilda estão neles, mas se esse não fosse o caso, isso já poderia ter virado uma briga de soco.

Esse tipo de argumento é uma ocorrência corriqueira, então a guilda não se incomoda interferindo enquanto o conflito permanecer verbal.

Como se em uma grande pressa, a recepcionista nos chamou apesar do fato de ter um argumento acontecendo na cabine ao lado, bem diante dos olhos dela.

“Kaito-san, Minnalis-san. Me desculpem por mantar vocês aguardando.”

“Leia a droga do clima…!” Eu xingo.

“Aquela mulher… devo pulverizar ela em carne moída?” Minnalis pergunta.

Porque a  recepcionista me chamou enquanto eu estava vendo como o argumento estava progredindo, eu acabei fazer perfeito contato visual com ela. Claro, eu não posso apenas pretender que eu não notei ela.

“… Não, eu acho que isto é na verdade conveniente.”

Eu queria assistir de uma distância por um pouco mais, mas não tem o que fazer. Aquele jovem homem é um pouco de um saco, mas agora que as coisas chegaram nisso, eu apenas farei uso deste argumento.

Se eu me aproximar e for pego nele, então está tudo bem. Se eu posso usar isso como uma desculpa para ter uma palavra e conseguir incitar eles com sucesso, eu removeria a necessidade para várias preparações preliminares.

Em qualquer caso, receber nossos Cartões da Guilda vem primeiro.

“Esses são seus Cartões da Guilda”, a recepcionista diz. “Re-emitir Cartões da Guilda custará cinco moedas de prata, então por favor tome cuidado para não perder eles.”

Ela nos entrega finos objetos amarelo-pálido em forma de cartão, por volta do tamanho de uma pequena carteira. Parece que é feito de plástico, mas isto é aparentemente feito ao processar algum material de monstro.

“Por favor coloquem uma gota de seu sangue aqui no seu cartão”, a recepcionista diz. “Isto fará com que seja impossível que a informação registrada no cartão seja exibida, exceto na guilda ou se o dono desejar por isso.”

Eu pego a agulha que ela me entrega e dou uma pequena picada na ponta do meu dedo, colocando uma gota do meu sangue na placa.

Ela dá um momentâneo flash de luz pálida antes de retornar ao seu estado original.

Mas no que eu silenciosamente comando isso, escrita aparece no cartão, como que flutuando à superfície de dentro.

Nome: Kaito

Idade: 17 anos

Raça: Humano

Papel em Batalha: Espadachim

Ranque de Aventureiro: F

Ranque do Grupo: F

Grupo: Estrada do Desprezo

PORRA
Eu espio no da Minnalis também para ver que ele tem a informação escrita lá do mesmo jeito.

“Também, esta é a placa que mostra seu ranque de aventureiros”, a recepcionista acrescenta. “Vocês são ranque-F, então a placa de vocês é roxa. Se vocês mostrarem isso para o guarda do portão de qualquer cidade, vocês serão isentos da taxa de entrada, então pro favor levem isso com vocês quando aceitarem pedidos fora da cidade.”

“Tem uma necessidade em colocar as placas onde elas possam ser vistas?” Eu pergunto.

“Não; não importa enquanto você ter ela com você quando você entrar e sair da cidade, então não tem necessidade de colocar onde ela possa ser vista. Contudo, elas agem como um tipo de símbolo de status, então tem algumas pessoas que colocam seus cartões onde eles podem ser vistos constantemente assim que seus ranques subiram até um certo ponto.” (NT: Ela falou cartão no final ao invés de placa… mas acho que são coisas distintas; pelo que entendi, o cartão é diferente da placa, e por isso a cor é diferente também; então deveria ser placa, mas…)

Bem, não há quaisquer cidades que tenham o que eu, um ex-japonês, chamaria de boa ordem pública. Isso vai sem ser dito para os guetos, mas até fora daqueles tipos de lugares, há idiotas que agem como chefes que só conseguem se engajar em batalhas físicas.

Com um ranque alto o suficiente, o número de fracotes comprando brigas com você provavelmente diminuirá também.

Enquanto nós estamos tendo essa conversa, o argumento mesquinho por perto esteve continuando. Parece que os outros dois membros do trio se juntaram no meio, e agora eles estão cercando o jovem homem enquanto eles confrontam ele.

Eu sei que o jovem homem esteve silenciosamente nos implorando com seus olhos para ajudarmos ele enquanto nós estávamos falando com a recepcionista, agora que ele está em uma situação de três contra um.

É óbvio que ele quer nossa ajuda apesar de saber que nós somos de uma idade similar à dele, e que nós somos novatos que acabamos de nos registrar.

Então se nós parecermos que vamos apenas ir embora sem dizer nada…

“H-hey, vocês não acham isso também!?” O garoto nos chama com uma voz em pânico.

“Eh? Ah, huh.” Eu sorrio por dentro.

É ótimo para mim que ele é um garoto tão simples. Com isto, Minnalis e eu somos terceiros que fomos envolvidos nisto completamente por coincidência.

“É porque há aventureiros como vocês sem ambições, que estão felizes depois de caçar um animal fraco, raro e ficam bêbados de manhã que as pessoas pensam pouco de aventureiros como um todo!” o jovem homem exclama.

“Huh!? Este pirralho, depois que eu deixo ele falar o que quer…”

“Hey, Barkas-san, ir além disso seria ruim.” Dot vai para frente para segurar Barkas.

Terry também está evitando contato visual, como que implorando com seus olhos.

Há um homem de aparência dura que esteve assistindo o argumento através de seus olhos semi-fechados pela cadeira de recepcionista.

Mas ele não é o único de aparência dura; a maioria das pessoas com a ocupação dele são aventureiros famosos que se ajeitaram com este emprego depois de se aposentarem, então suas forças físicas são certamente reais.

“Bem, eu estive ouvindo a conversa de vocês por um tempo, então que tal isto? Nós aceitaremos algum tipo de pedido de extermínio de monstros juntos. Por que nós não temos uma competição para ver quem caça mais monstros em um dia?” Eu sugiro.

Ambos lados olham para mim, aparentemente interessados.

“Parece que ninguém chegará em conclusão alguma ao continuar este argumento verbal, e deste jeito seria melhor para mostrar suas forças como aventureiros, melhor que ter uma briga de soco tola assim que vocês deixarem este lugar, não é?” eu continuo. “O vencedor receberá todas as recompensas. Não haveria problemas com isto, haveria?” eu acrescento, olhando para a recepcionista com quem eu estava falando até agora.

“S-sim, a troca de dinheiro através de conflitos pessoais é proibida nesta cidade, mas com este método, a guilda não interferirá”, ela responde.

A troca de dinheiro através de conflitos pessoais é proibida.

Este é aparentemente um acordo que ocorreu devido à repetidas ocorrências de novatos exageradamente auto-conscientes tendo dinheiro tomado deles ema incidentes tipo esse. Não é um crime, mas a guilda dará punições adequadas para isso.

Em outras palavras, mesmo que ambos lados lutem entre si diretamente para resolver as coisas, ambos lados sofrerão, não importa quem ganhe ou perca. A única coisa que fica satisfeita é seu orgulho.

“Tch, bem, eu acho que será um bom entretenimento”, Barkas diz no que ele passa seus olhos pelo jovem homem, aparentemente tendo ficado sóbrio.

Mesmo se eles fossem lutar um-à-um, Barkas nunca perderia. Eu tenho certeza que Barkas em si está ciente desta diferença, mas o jovem homem está vestido como um mago.

Magia geralmente tem poder mais alto; é improvável que Barkas escaparia com feridas leves depois de receber um golpe direto. Parece que esses caras não são estúpidos o suficiente para tomarem esse risco por uma competição sem recompensa física.

“Eu não ligo para esses termos também; na verdade, é apenas o que eu quero. Qual será nossa presa?” o jovem homem pergunta.

“Hah, não tem como haveria quaisquer pedidos que um ranque-F como vocês que acabaram de se registrar hoje possam aceitar. Este aqui”, Barkas diz enquanto ele arranca um único formulário de pedido.

O pedido é para o extermínio de Goblins. Ele é considerado completo depois de cinco Goblins, e cada Goblins depois disso dá uma recompensa individual.

“Com seus ranques como eles estão agora, este é o único que nós podemos aceitar”, Barkas diz, balançando o pedindo.

“Kuh, eu posso certamente ser um aventureiro Ranque-F que se registrou hoje, mas eu terei você sabendo que eu sou um mago que pode até usar o feitiço de Lança de Fogo. Minhas habilidades naturais estão num nível diferente de pessoas como você!” diz o jovem homem.

Os olhos de Barkas cerram em suspeita.

Lança de Fogo é um feitiço de dificuldade considerável. Sua habilidade destrutiva, poder e quantia de MP que consome são todos altos, e ele precisa de um grande grau de controle também. Ser capaz de usar isso com sua idade dá ao jovem homem muitas razões para ser arrogante.

… Bem, isso apenas se ele for capaz de controlar isso com suas próprias habilidades apenas, contudo.

Eu realizo uma rápida avaliação no cajado que o jovem homem está segurando para descobrir que ele tem um encantamento de ‘Bônus em Magia de Chamas’ nele. Sua qualidade como um cajado é alta; ele é claramente uma arma que vale várias moedas de ouro.

Parece que Barkas percebeu isto também; seus olhos contém desejo da cor de lodo que você encontraria no fundo de um pântano. (NT: Que descrição escrota…)

Eu subitamente fico curioso e coloco mana na Eight-eyed Transparent Tome Sword pendurada em minha cintura para espiar o Status de Barkas.

“… Huh, isto é…”

“Entendo, então é assim que é.”

Minnalis e eu estamos cochichando um para o outro quietamente, para que não sejamos notados pelos outros, que tem suas atenções focadas um no outro.

No que nós olhamos em seu Status, nós vemos uma única habilidade na coluna de skill única.

… ‘Olfato de Veia de Ouro’.

“De qualquer jeito, as coisas parecem que elas ficarão interessantes, não parecem?” Eu cochicho.

“Sim, elas parecem”, Minnalis concorda.

Eu retorno meu olhar para os três homens, que ainda estão discutindo, mais uma vez.

Barkas, Dot, Terry.

Há muitas pessoas que fizeram a mesma coisa que vocês, e não é como se eu me lembrasse de todos eles. A vida de fugitivo que eu vivi durante minha primeira passagem por este mundo não foi tão fácil para que eu pudesse lembrar os rostos das massas.

Então isso significa que vocês foram apenas azarados.

É apenas uma questão de vocês coincidentemente acabarem estando em uma posição que fez vocês memoráveis.

Uma questão de vocês acabarem nos encontrando nesta cidade que tem uma larga população.

Uma questão vocês acabarem encontrando vingadores que não tem desejo em agirem de um jeito justo, lógico.

Uma questão de vocês serem azarados, assim como eu acabei sendo invocado das 7.3 bilhões de pessoas na Terra.

É por isso que isto é…

Apenas uma questão disto ser apenas como as coisas começaram hoje.

“É, eu espero ansioso por isso”, eu murmuro.

E então nós dois rimos quietamente para que não sejamos ouvidos.

Bem diante de nós, nós temos pessoas que nós podemos livremente curtir matar.

Presas que nós podemos matar sem ter nossas consciências nos culpando. Neste momento, isso é bom o suficiente.

“Eu realmente estou esperando ansioso por isso.”

Minha cabeça inteira já está repleta com como eu devo fazer esses três sofrerem enquanto eu mato eles.

ANTERIOR | ÍNDICE | PRÓXIMO

Anúncios

Uma resposta em “[NnY] Capítulo 35 – O Herói Acha Uma Oportunidade Perfeita e Se Joga no Clichê

Deixe uma Resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s