[NnY] Capítulo 17 – O Herói Ajudará um Pouquinho (1)

Para quem não segue minha página no Facebook, além de algumas vezes soltar alguma atualização sobre as traduções, eu estou colocando um hiper resumo sobre os capítulos lá, então… curtam, que vai ter capítulo extra quando chegar em 400 likes/curtidas! Agora, vamos lá – este capítulo foi traduzido de Daily-Dallying.


Capítulo 17 – O Herói Ajudará um Pouquinho (1)

Não levou muito para os seres vivos dentro da cela perecerem.

Eles haviam todos virado uma pilha de corpos de goblins. Com isso, parte da vingança de Minnalis foi completa. A paixão de Minnalis havia sido acesa, e agora, essa mesma paixão ardente que havia se tornado uma parte de mim comemorou em alegria e felicidade extática. (NT: De êxtase, não confundir com ‘eStática’…)

Eu tremi com alegria pela visão daqueles que viraram monstros e que devoraram impotentemente sua comida mesmo quando eles sabiam que isso levará ao seu fim.
Toda vez que eu ouvi os choros de dor do comerciante de escravos e dos escravos, seus corpos gradualmente se distorciam. E cada vez que eu ouvi seus gritos de agonia pelo veneno de monstro, eu senti arrepios de excitação descerem minha espinha.

“Bom, isso é realmente bom, Minnalis. Instigando a sensação de esfomeamento, fazendo a comida mudá-los em monstros, e então matando eles usando o veneno de monstro já dentro dela! Como eu pensei, meus olhos não me enganaram.”

Essas palavras sinceras inconscientemente saíram de minha boca.
Eu estava insuportavelmente agradado. Esta garota pensou direito sobre o que ela precisava fazer para poder fazê-los sofrer.

Seja como possa ser, mas as palavras que eu falei para Minnalis não eram apenas da boca para fora. Elas resultaram do que ela havia me mostrado.
A agradável sensação causada por Minnalis ter seu primeiro turno de vingança passou por ambos nossos corpos.

“Ah, finalmente… eu finalmente peguei um deles, Mãe.”

No centro da prisão, suja com os corpos dos humanos-virados-em-goblins, estava a silhueta de Minnalis com ambas suas mãos em seu peito.
Sua figura rezando exalava uma sensação solene, e seu rosto pacífico demonstrava que ela havia finalmente alcançado vingança contra um de seus alvos. Este foi o primeiro gosto dela de verdadeira vingança.

Era de fato a aparência de um demônio de vingança justa. No que ela estava banhada em seu resultado brilhante, eu simplesmente observei sem falar, sabendo que eu não devia perturbá-la.

“Bem, então, você está pronta para ir?”

Ela banhou no resultado brilhante por um tempo, mas eu não podia deixar isso continuar para sempre, então eu cutuquei o ombro de Minnalis antes de chamá-la.

“… Sim, obrigada. Foi por causa do poder que você, meu senhor, me concedeu que eu fui capaz de me vingar.”

“Não é nada demais. Este não é um relacionamento de mão única. O que eu quero de você é um relacionamento mútuo. Além do mais, do momento em que você escolheu se vingar, nós estivemos carregando nossa vingança juntos. Sua vingança é minha vingança, e minha vingança é sua vingança. Eu não te disse isso? Isso foi o contrato, e por esta razão, nós somos cúmplices.”

Assim eu disse, mas Minnalis sacudiu sua cabeça discordando.

“Eu tive uma escolha, mas você tinha o direito de decidir. E então, eu escolhi você. É por isso que eu te ofereci este desejo por vingança com os mesmos sentimentos de gratidão. Foi graças à você que eu fui capaz de obter esta chance de vingança. Eu estava queimando com ódio, mas ainda eu não pude fazer nada senão esperar pela morte vir. A única coisa que eu tenho é este desejo por vingança que eu divido com você. Logo, você pode ter tudo exceto minha vingança.”

“Não, eu não quero nada assim. Apenas se acalme por ora.”

“Ahh~♪ como esperado. Meu senhor é uma pessoa má~♪” (NT: Esse “má” que ela fala é de quem provoca, sacana… no caso, ela tá dando em cima dele mesmo)

Minnalis se aproximou e se empurrou em mim no que ela se enrolou pelo meu corpo.
Mesmo quando esta garota, que é uma cabeça menor que eu, tem uma aparência desgastada, ela emitia um apelo estranhamente sedutor com seus olhos molhados e bochechas coradas.

Kufufu~, seu rosto sorridente encantador emitia uma atmosfera parecida com de uma fera que achou sua presa.
Talvez ela ainda estava sentindo a doença do MP devido ao repetido consumo e restauração de MP, então seus instintos de beastkin, que haviam sido restringidos por sua razão, claramente se manifestaram. (NT: Raça-fera, mas eu odeio traduzir o -kin, porque é algo pouco diferente de raça em si… nota meio inútil, mas explicativa, deixa quieto)

(Ela retornará ao normal daqui a pouco, talvez seu apelo sexy inusual recederá também quando ela estiver mais calma.)

Não há problemas em ignorar ela quando estiver embriagada, e seria um saco cuidar dela caso contrário.

“Vamos lá, esta é apenas a primeira parte da sua vingança. Nossa vingança apenas começou. Deixe de lado sua gratidão até nossa vingança estar completa porque esses sacrifícios ainda não são o suficiente para satisfazer meu ódio ardente.”

“Sim, é como você disse, mestre. Eu ainda não usei o potencial completo do meu poder. Eu tentarei meu melhor para fazer minha comida ainda mais deliciosa. Kufufu~, ahh, eu não consigo parar de ter ideias loucas!!”

(… Ela vai, retornar ao normal? É possível que ela ficará neste humor todo dia devido às várias coisas pelas quais ela sofreu…?)

Eu estava de certo modo preocupado com a condição da Minnalis no que nós deixamos o prédio. Meio-dia havia acabado de chegar, então parecia que um bom bocado de tempo havia se passado. Neste mundo, relógios são caros, então para dizer a hora, alguém teria que ouvir os sinos da igreja que tocam três vezes por dia. Caso contrário, alguém não teria escolha senão tentar dizer a hora usando a posição do sol.
Confirmando que Minnalis estava ao meu lado, nós andamos pela rua principal, decidindo comprar roupas para ela por ora.

“Você pode esconder suas orelhas e cauda? Se for irrazoável, então nós compraremos roupas nos guetos para escondê-las antes de ir para a rua principal.”

“Eu recuperei até que bastante do meu MP, então eu consigo escondê-las com uma ilusão.”

Habilmente usando sua magia com facilidade, em apenas um momento, suas longas orelhas de coelho e cauda sumiram.
Mesmo com assistência de 『Magia de Ilusão Lv3』, realizar magia sem cânticos é muitas vezes mais difícil, sua habilidade não é nada para se rir.

“……”

“… Hya!? M-meu senhor!?”

Desde um tempo mais cedo, eu percebi que eu estive tocando a área onde as orelhas de coelho dela estavam. Eu apalpei ao redor até eu começar a sentir uma maravilhosa sensação macia e fofinha nas minhas mãos.

“N~, ah-, não-, não num lugar destes…”

“Ah, foi mal. Eu só estava curioso.”

Eu voltei aos meus sentidos e removi minha mão devido à voz macia e faceira da Minnalis.

A primeira vez em que eu derrotei os demônios, a única coisa que eu tinha na minha mente era matar a Maou e retornar ao meu mundo original. Pensando de volta, foi uma bela perda de tempo.

“O que me lembra, eu não falei sobre o que nós estaremos fazendo de agora em diante. Eu planejo deixar esta cidade até o fim de hoje.”

Huff~, huff~, hoje?”

Minnalis ajustou sua respiração enquanto olhava para o céu, dizendo isso numa voz duvidosa.

Essa reação era de ser esperada. Em uma hora, o sol ia se pôr. (NT: Ou seja, o sol se põe tipo 01h da tarde…)

A administração de tráfego da cidade nos portões Norte, Sul, Leste e Oeste estarão todos fechados no pôr-do-sol, tornando impossível entrar ou deixar a cidade.
Além do mais, porque leva cerca de meio dia até a cidade mais próxima depois de deixar os portões, quase ninguém deixa a cidade depois que o meio-dia passou.

“Pelas minhas experiências passadas, meus alvos de vingança são numerosos. A Princesa, o Rei, a Rainha e a Companhia de Cavaleiros deste país também, acho? Apesar que, eu já dei leves cumprimentos à princesa e cavaleiros. Provavelmente por volta deste horário amanhã, aqueles caras serão capazes de falar, então eu quero ser capaz de deixar esta cidade até o fim do dia porque eu não tenho poder o suficiente ainda e não há tempo para relaxar. Ah, nesse assunto, o que você acha dos meus últimos momentos do meu passado?”

A Espada Sagrada de Vingança não permite que ela reviva toda memória, então ela não deve saber sobre minhas memórias desde que minha segunda vez começou. Mas se esse é o caso, então…

“Err, eh? Parando para pensar nisso, meu senhor, você é um fantasma? Ou um herói? Uma ameaça pública?? O que exatamente é esta memória…”

“Oh, então ela acabou na parte onde você foi morta também? É assim para mim também, somente as experiências importantes sobraram. Por ora, há ainda um monte de coisas que precisam ser explicadas, então por ora, vamos lá.”

Me ouvindo, ela apenas acenou em confusão.

“Entendo. Então nós só precisamos comprar comida o suficiente e roupas para sair da cidade cedo.”

“Hm? Oh, não, você não precisa se apressar porque eu não planejo partir até que a noite caia. Mais importantemente, você aceitou a realeza como sua inimiga mais prontamente do que eu pensei que iria.”

A Família Real que é considerada sendo o corpo regente absoluto deste país se transformou na inimiga. É o mesmo que ser inimigo com a nação inteira.

“Bem, certamente foi um pouco surpreendente no começo, mas por causa das suas experiências passadas, nós sabemos quem o inimigo é desta vez. Não importa quem o inimigo seja enquanto nós termos decidido nos vingar de todos eles, certo? Independentemente, seja o Rei, a Princesa, a Rainha ou os cavaleiros, o que nós temos que fazer não mudou.”

Parecendo ficar excitada quando foi dito que nós nos viraríamos contra o país inteiro, ela acabou sorrindo.

“… Ah, você me pegou aí. Eu disse algo desnecessário. De fato, eu estou feliz que eu te consegui como minha cúmplice.”

Parece que em algum lugar dentro de mim, eu ainda estive subestimando ela. Sua vontade havia me mostrado que ela era adequada como minha cúmplice. (NT: Eu estou no 5º ano de Direito, tenho aí 1 ano e meio quase de estágio em escritório criminal e nunca escrevi tanto “cúmplice”, como estou fazendo agora…)

“Ah! Sim, eu também estou feliz que eu fui selecionada por você, meu senhor, como uma cúmplice.”

Por um momento, Minnalis teve uma expressão envergonhada, mas ela imediatamente disfarçou isso com um sorriso. Sua embriagues de MP deve ter saído.

“Por ora, nós temos que lidar com a roupa. Como as feições dos beastkin podem ser escondidas, então nós temos que preparar roupas, armas, e claro, comida.”

“Como nós iremos partir na noite, os portões estarão fechando logo, certo?”

“Oh? Você não tem que se preocupar sobre os portões se fechando porque tem um pequeno buraco nas paredes por onde nós podemos escapar.”

“Tem um buraco nas muralhas? Mas…”

Minnalis perguntou intrigada.

Como as paredes do castelo são feitas para proteger de invasões de demônios, é um grande problema se há um buraco. É por isso que as paredes possuem múltiplas camadas de magia de auto-reparo, para prevenir degradação; um buraco por onde pessoas podem passar não era algo que alguém pensaria.

“Fique tranquila. Nesta altura do campeonato, tudo que você precisa fazer é cutucar as paredes um pouco e elas cairão, eu sei disso perfeitamente bem.”

ANTERIOR | ÍNDICE | PRÓXIMO

Anúncios

Uma resposta em “[NnY] Capítulo 17 – O Herói Ajudará um Pouquinho (1)

Deixe uma Resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s