[NnY] Capítulo 12 – O Herói Faz Contato Visual

Sabe, como alguém preguiçoso e com falta de criatividade para nomes, eu realmente admiro os títulos desta novel… mas enfim, vamos lá – Este capítulo foi traduzido de Daily-Dallying.


Capítulo 12 – O Herói Faz Contato Visual

Depois de deixar a base do Duphein, eu primeiro fui indo até a borda dos guetos mais uma vez.

Apesar de eu estar indo cuidadosamente verificar todos os bens que eu precisava arranjar com o pagamento adiantado que eu recebi ontem, como eu ferrei minha agenda e havia recebido uma quantia generosa de dinheiro antes dos preparativos, eu decidi fazer as compras maiores primeiro.

Carregando minha mochila cheia com um saco cheio de moedas (neste mundo, para todas viagens à pé, as pessoas normalmente preparam malas como esta), eu segui para uma parte dos guetos onde haviam ainda menos pessoas.

Aventureiros e empregados que se trocaram para roupas imundas estavam vagando por esta rua, uma área realmente única de negócios onde não liga para pessoas pobres.

Este é um mercado negro onde artigos banidos se reúnem.
Documentos ilegais, drogas, bens roubados, catalisadores de maldições, e claro, escravos.

Escravos de débito que perderam seu lugar, escravos de crime que cometeram delitos, escravos de resgate que foram vendidos por dinheiro, e escravos de guerra que eram cavaleiros de outro país que foram transformados em escravos. (NT: O resgate é mais no sentido de um valor que se paga para resgatar alguém)

Os escravos de crime e guerra normalmente são forçados à trabalharem em minas administradas pelo reino. Enquanto o resto deles são tratados como produtos nas lojas de escravos.

Eu não sei como eles tratam os escravos. O tratamento de escravos depende todo dos donos, contudo, eles não usualmente exibem os escravos estando maltratados ou sobrecarregados de trabalho ao ponto de desmaiar. Basicamente, é porque os escravos são mercadoria cara.

Logo, as lojas que orgulhosamente se estabeleceram na rua principal da capital são provedoras de escravos para nobres, que tem um monte de escravos de qualidade, mas eles requerem que sejam comprados por nobres, milionários, ou pessoas com cartas de introdução de tal pessoal.

Então pessoas sem conexões ou a afluência para bancar escravos caros vem comprar escravos aqui nos guetos.

Eu andei ao redor da área sem destino com a ajuda das minhas memórias da minha primeira vida.
Como de costume, caras que pareciam durões ficaram pálidos assim que me viram e deixaram o lugar.

“Eu tive certeza que eu fiz aquilo para dar um aviso… mas será que eu exagerei?” (NT: Imagine, só fez o cara beber moedas de cobre, super normal)

Pensando que talvez foi um impeto forte, eu ponderei sobre quanto a informação se propagou desde ontem.

Para dizer a verdade, aquele funcionário de troca (Daruma) era um ex-aventureiro, uma figura chave nos ranques superiores, conhecido por sua habilidade e competência em usar magia para melhorar sua força física e criar ilusões. E eu, que esmaguei ele unilateralmente, fui considerado sendo uma ameaça nos olhos dos cidadãos nos guetos cujo credo era caos.

“Bem, eu não ligo, é melhor se pessoas irritantes não se aproximarem de mim.”

No que eu estava juntando tais pensamentos, eu alcancei meu destino pretendido. Com isso, eu achei e entrei numa loja de escravos aleatória e que estava declinando. Para realizar meus objetivos, é muito mais conveniente me prevenir de entrar nos olhos do público o quanto for possível.

Dentro da loja, não havia ninguém além de mim no balcão. Depois que o gerente, que parecia livre, me avaliou ao me olhar zombando da cabeça aos pés, ele falou rudemente como se ele não me considerasse um convidado de honra. (NT: Mexia com dinheiro, engoliu moedas… mexe com escravos vai engolir o que? ( ͡° ͜ʖ ͡°) )

“Você está procurando por escravos? Desculpe minha falta de educação, mas cerca de quanto é seu orçamento?”
“Eu tenho por volta de 10 moedas de ouro, e eu preciso de uma pessoa. Se você me mostrar os escravos que você poderia me vender, eu então escolherei um eu mesmo.”

Considerando que meu orçamento para gastar pelos bens de viagem necessários, e pensando sobre quanto dinheiro eu precisarei no futuro, eu respondi com uma resposta adequada.

A propósito, parece que se você fosse comprar um escravo que é anunciado para nobres de uma loja na Rua Principal, você gastaria várias moedas de ouro, e dependendo da qualidade, você poderia acabar gastando moedas de ouro branco. Neste gueto, você pode achar tudo, desde bens baratos até caros, contudo, o preço de um escravo é ao menos 3 moedas de ouro. Já que o preço do escravo médio é por volta de 7 à 8 moedas de ouro, se eu dizer que meu orçamento é por volta de 10 moedas, eu devo ser capaz de ver a maioria dos escravos.

“Me perdoe por minha rudeza, mas você realmente tem um orçamento desses em mãos?”

O mercador de escravos estava me olhando com suspeitas em minha direção pensando que eu não teria esse tipo de dinheiro. Se eu fosse um filho de nobre, eu estaria comprando um escravo na Rua Principal; por outro lado, eu pareço magrelo demais para ser um aventureiro. Sendo capaz de separar pessoas facilmente em tipos desde uma idade muito jovem, ele não conseguia acreditar que este principiante teria esse tanto de dinheiro. (NT: O que eu usei para principiante é “greenhorn”, que é uma expressão usada normalmente para se referir à jovens que acabaram de começar algo, ou que não sabem muito do mundo… foda-se, né?)

Mesmo quando eu sei a razão dele para suspeitar, eu ainda estou irritado já que ele está me tratando levemente.

“… Isto é o suficiente para você?”

Eu não preciso me restringir, então eu tirei um saco de moedas da minha mochila e propositalmente fiz um barulho no que eu coloquei o saco na mesa enquanto declarava.

“Nã-não há problema algum! Eu irei agora lhe levar às jaulas.”

No instante que eu provei que eu tinha oura, ele mudou esplendidamente sua atitude, o que me fez lembrar daquela pessoa detestável e forçar meu rosto um pouquinho. Contudo, isso não mudará nada mesmo que eu fosse gritar com este homem na minha frente, então eu decidi apenas segui-lo quietamente.

Na parte interior da loja, haviam jaulas com barras de ferro, que tinham dentro delas humanos que são provavelmente escravos com suas extremidades amaradas com algemas e olhares sombrios.

Neste mundo, a noção de coisas essenciais como ciência nutricional e higiene nem sequer existem, independentemente, era um ambiente duro.

Eu queria um escravo para usar como disfarce no momento que eu deixar a capital real do Reino. No fim, quando eles juntarem pessoas para buscarem por mim, eles só tem características limitadas para me identificarem, só meu cabelo preto e roupa estranha. Também, se houvessem dois, seria muito mais fácil sair da cidade.

Há também mais uma razão.

É porque eu preciso de um parceiro de treino para minhas skills. Há várias skills que não podem ser treinadas sozinho. E como eu tenho a Holy Sword of Vengeance, eu não teria problemas já que eu devo ser capaz de detectar má intenção. Contudo, eu não quero fazer amigos ou companheiros, então é por isso que eu quero um escravo. (NT: Começou assim com o Naofumi e a Raphtalia em Tate no Yuusha…)

Depois que eu usar o escravo para aumentar meu nível de skills decentemente, eu o darei algum dinheiro de compensação e o libertarei. E no pior caso onde ele se torne uma encheção para minha vingança, então eu posso apenas matá-lo, e eu não terei um problema com isso também.

Bem, atos repugnantes e malignos como jogar fora alguém depois de usá-lo/la assim como eles me faz querer vomitar, mesmo se ele/ela é um(a) escravo(a). Se o(a) escravo(a) não se tornar meu inimigo, eu não planejo fazer algo assim. (NT: Em geral, ele fala de forma neutra, mas como neste parágrafo teve a divisão entre masculino e feminino, resolvi manter… mas quando não ter nada, vou usar masculino… até ele conseguir a escrava dele, porque tenho certeza que vai ser uma garota; sempre é…)

Como o escravo provavelmente aprenderia as skills básicas para sobreviver no que ele/ela me ajudará à subir meus níveis de skills, não acabará comigo jogando ele/ela fora indefeso(a). Se nós estabelecermos uma relacionamento estilo de negócios entre nós, isso seria o melhor. Eu gostaria de desenvolver um relacionamento de primeira classe que paga os serviços de cada um com um lucro justificado.

Esse é o tipo de pensamento que eu estava tendo.

… Então, eu manterei um olho aberto até eu achar esse certo escravo.

“Eu recomendaria os escravos dentro desta jaula já que todos eles trabalham duro. Se você quer um daqueles escravos, então será um pouco mais caro, mas dentro desta cela eu…”
“Hey, e quanto aquela pendurada na última cela?”
“Sim? Ah, sim, aquela garota. Ela está agendada para ser eliminada no futuro próximo. Como eu ouvi que alguns nobres honoráveis que estão vivendo na capital real preferem esse tipo de coisa, eu tive todo o trabalho de trazer ela aqui. Contudo, ela não para de mostrar hostilidade. Mesmo quando ela recebe punição pelo selo de escravo, ela ainda mostrará resistência até a beira da morte; então mesmo quando a figura dela é boa, já que ela irá tentar agarrar o pescoço do seu dono e matar o cliente com o preço de sua vida, ninguém mais quer ela.” (NT: Hm… quem será que o nosso herói vai comprar?)

Dentro da capital real, supremacia humana religiosa estabeleceu profundamente suas raízes. Entre elas, espécies como beastmen e quaisquer outras espécies diferentes de humanos tem recebido abuso. Contudo, dentro do reino, você usualmente não vê qualquer pessoas-fera, e o reino não consegue se dar bem com o reino das pessoas-Fera, localizado na borda oposta do Império, fazendo tipo um sanduíche do Império com o Reino. Incidentalmente, o Reino das pessoas-fera tem um dogma de Supremacia das pessoas-fera, então não há diferença no tratamento de humanos no Reino das pessoas-fera, e pessoas-fera no Reino; isso vai pros dois lados. (NT: Beastmen é, claramente, homens-fera… essa caralhada de “pessoas-fera” nada mais é que “beast-kin”, que eu tenho certeza que já comentei a chatice que é o kin para o português… mas foda-se de novo, né?)

“Hey, eu decidi. Eu pego ela.” (NT: OH! QUEM IMAGINARIA!?)
“O que? Mas… isso é uma pessoa-fera, então mesmo ao contrário de sua aparência, ela ainda poderia te asfixiar com sua grande força física…”
“Eu não ligo. Eu te pagarei 10 moedas de ouro por ela, então faça logo um contrato, e eu não reclamarei sobre isso mais tarde.” (NT: “É o meu fetiche”)
“Haaa~, se é assim, não há problemas pelo nosso lado… é sua primeira vez comprando um escravo?”
“Bem, é.”
“Se esse é o caso, você tem que se tatuar com uma marca de mestre.”
“Marca de mestre?”
“Sim, se você fornecer mana à marca de mestre, a marca de escravo insculpida irá reagir e causará uma dor aguda que poderia restringir os movimentos do escravo até um certo ponto.”

Mas primeiro, eu retornei ao balcão do lobby e assinei o contrato de compra.

Então, para registrar para a marca de mestre, eu assinei em outro documento.

O contrato em si é uma ferramenta mágica com um círculo mágico integrado, então quando alguém assina ele, ele se queima e um círculo mágico aparece nas costas de quem será o mestre, tornando-o uma ferramenta conveniente.

【Mensagem do Sistema: Você desbloqueou Slave Trainer’s Whip Sword.】 (NT: Espada Chicote do Treinador de Escravo)

Parece que eu consegui uma nova soul sword, mas eu checarei isso depois.

“Por último, você deve colocar mana na sua marca de mestre, diretamente colocar ela na marca de escravo dela, e colocar ela sob seu controle, então o contrato estará terminado.”
“Com isso, não existe a possibilidade de sobrescrever o contrato com outra marca de mestre?”
“Está tudo bem. Uma marca de escravo mudará de forma de acordo com a marca de mestre que sobrescrever ela primeiro, e sua forma não pode ser mudada ou modificada até o contrato ser cancelado.”

Retornando de volta para a sala mais uma vez, eu segui para dentro da cela.

Eu abri a porta de barra de ferro enferrujado, que fez um som estalando, e entrei na cela de prisão.

“………”

Dentro da jaula, havia uma escrava. Uma mulher da raça-coelho com uma mordaça em sua boca, algemas em suas mãos, que amarram ela nas duas pontas, e uma bola de ferro presa à sua perna, que era uma contra-medida para escapar, tudo prendendo ela.

Tendo feridas por todo seu corpo, ela estava vestindo roupas apenas por acaso, que estavam provavelmente pintadas de preto com o sangue dela em vários lugares. Seu cabeço tinha uma cor que era escura demais para ser considerada laranja, talvez uma cor de linho escuro, e seu cabelo comprido, depois de ser privado de cuidado adequado, estava perdendo umidade, ficando danificado e seco.

Suas orelhas de coelho, que eram prova que ela era uma pessoa-fera, estavam caídas, e como ela estava privada de comida por um longo tempo, seu corpo, que você podia dizer que tinha uma grande figura por seu físico, estava sub-alimentado. Seus braços, pernas e rosto estavam magros além do normal, e seus olhos mostravam cansaço. (NT: Lembrando: ele queria alguém para se disfarçar, então pegou uma mulher com cabelo comprido, um tom bem escuro de laranja e orelhas de coelho – infalível)

Eu não sei por quanto tempo ela esteve neste estado. Sua estamina havia atingido o fundo do poço, e ela está num estado onde ela não conseguia nem gemer.
Obviamente, ela não foi permitida à tomar um banho, então seu corpo estava sujo por toda parte, e ela estava numa condição terrível, não importa quem visse ela. (NT: E você pagou 10 moedas de ouro por isso? Aposto que conseguiria por 7 facilmente… seu principiante tosco…)
Contudo……

“É, como eu pensei, você tem olhos lindos.”

Sim, mesmo que ela estava neste estado, somente seus olhos não estavam mortos.

O mais preto do preto, fundo dentre as sombras; uma chama negra que engolia tudo como magma.

As feridas do corpo escavam a alma.
Normalmente, não seria estranho se ela fosse desistir de tudo, até sua consciência, e cair em desespero.

Mesmo depois de tudo isso, seus olhos estavam estourando com um calor incessante como se isso fosse o instinto dela, a intenção dela.

É um realmente, realmente belo olhar por vingança.

Tocando a pele magra dela, eu olhei no olhar dela como que vendo fundo nela.

Além de detectar má intenção e hostilidade, a 【Holy Sword of Vengeance】 pode fazer mais uma coisa: ela pode ver através das almas vingativas dos outros. Esta espada sagrada, me deixa saber sobre a alma de vingança dela.

Contudo, mesmo sem algo assim, eu seria capaz de perceber isso.

É porque os olhos dela que estavam cheios de vingança eram extremamente claros sem qualquer obscuridade.

“Nã… o toque… Hu… mano.”

Dando um olhar afiado, ela mostrou seus dentes com claras intenções de intimidação.

Esta garota é sem dúvidas, alguém do meu tipo.

Um ser vivo que não consegue se afastar de vingança enquanto vive.

Um ser que não consegue prosseguir sem realizar vingança.

Como eu, um ser que tem um desejo quente queimando comprimido dentro no fundo, que poderia talvez derreter tudo.

“……”

Primeiramente, eu devo terminar com o contrato de escravo.

Guardando magia nas costas da minha mão, eu fiz o contrato com a marca de escravo dela, que estava localizada na nuca de seu pescoço.

“Gh-AAAAAAHHHAAAAAAH!!!”

A marca de escrava brilhou no que ela reagiu com magia, e o selo insculpido mudou sua forma.

No que a luz apagou, os gritos de aguentar a dor cessaram.

Eu tirei poções de HP e MP que eu preparei para emergências da minha mala, e enfiei os conteúdos diretamente na boca dela.

“NnGhuhh-Gh-uuuu!!”
“Com isto, você deve ser capaz de falar melhor.”

Como a soul sword de avaliação ainda está selada, eu não consigo saber a condição dela. Contudo, é óbvio que ela está sob um problema de status que abaixa todos os stats dela.

HP e MP possuem algum tipo de correlação com estamina. Se o HP e MP dela recuperarem, mesmo que ela não seja capaz de trazer a força usual de dento dela, ela ainda deve ser capaz de se mover como normal.

“Por que…”
“Quem você quer matar?”

Essa voz ecoou levemente dentro da cela.

Eu apenas encarei no zelo sombrio dela que reside fundo dentro dos olhos dela, que são da mesma cor que o cabelo dela.

Eu só perguntei à ela sobre seu desejo ardente.

“Você, de quem você quer se vingar?”

ANTERIOR | ÍNDICE | PRÓXIMO

Anúncios

6 respostas em “[NnY] Capítulo 12 – O Herói Faz Contato Visual

Deixe uma Resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s