[TWwCP] Capítulo 34 – CASO: Aisha (1)

Deixar claro, o próximo não é CASO: Aisha (2), mas existe este outro capítulo, só bem mais para frente, segundo o índice de capítulos em inglês; eu leio enquanto traduzo, então… vamos lá – Este capítulo foi traduzido de Junk Burst.


Capítulo 34 – CASO: Aisha (1)

Quando o líder da guilda ouviu que eu estava resignando, ele incessantemente tentou me persuadir a não fazer isso.
Faz um longo tempo desde a última vez que eu vi ele tão desesperado, então pareceu bem fresco.

Mas bem, eu entendo os sentimentos dele.

Ser uma recepcionista da guilda é de fato um trabalho popular.
Se for para substituir um membro perdido, um dia será o suficiente.

Claro, a parte experimental levará algum tempo, e ela precisará de treinamento…

Até para mim, que sou do mesmo sexo, as recepcionistas da guilda são todas beldades.
Eu não estou tentando me gabar, mas eu sou orgulhosa que minha aparência pode ser vista assim.

Isto não é o gosto do líder da guilda ou qualquer coisa assim.
Seu objetivo é aumentar a motivação dos aventureiros e reduzir as taxas de retirada.

Se as belas recepcionistas poderem fazer direito mais de seu trabalho, então naturalmente os aventureiros irão favorecer e ficar com elas…
Se isso acontecer, o número de aventureiros deixando a guilda será drasticamente reduzido, e eles produzirão resultados esplêndidos para poderem impressionar as recepcionistas.

Eu também era desse jeito quando eu estava trabalhando na guilda, e por causa disso, até que bastante aventureiros me favoreciam.
Eu não quero pensar sobre eles muito, mas Lyle e Hyold que causaram problemas antes disto também estavam entre aqueles que faziam isso.

É impossível para a guilda simplesmente dizer “Oh, entendo”, e deixar uma recepcionista que está ligada à tantos aventureiros resignar.

Mesmo que eu seja uma recepcionista exclusiva, eu estou matriculada na guilda, e quando o aventureiro exclusivo não está aqui, eu recebo os outros aventureiros normalmente.
Contudo, se eu fosse sair, tudo isso acabaria.

Se eu fosse sair, a motivação de numerosos aventureiros e suas ações de agora em diante provavelmente serão afetadas.

Eu me sinto mal por eles, mas eu também tenho minha própria vida para viver.
Não importa o que, é importante seguir pelas coisas que você decidiu. Por essa razão, eu não hesitarei.

… Logo, eu tenho um trunfo. Um trunfo que deixará o líder da guilda sem palavras e concordará.

“Aisha, reconsidere isso. Um monte deles lhe adoram. Pense sobre aqueles caras!!”

“Eu estou feliz que eles me adoram, mas de qualquer jeito, eu vou me casar, sabia?
De acordo com casos anteriores, há um declínio incisivo na popularidade de uma recepcionista depois que elas casam, estou certa?
… Também, pelo bem de começar um Clã, Hime-sama já partiu para a capital. Se eu fosse remanescer na guilda, inevitavelmente, eu não seria capaz de me tornar um membro daquele Clã. Por causa disso, seria provavelmente difícil para a Hime-sama obter o reconhecimento para isso.
Você consegue entender o que eu quero dizer, certo? Como o guild leader explicará isso para Hime-sama? Já que eu não posso trair a Hime-sama, guild leader, por favor persuada Hime-sama, um membro da ‘realeza’.”

Meu trunfo é Hime-sama.

Conhecendo as ações da realeza e deliberadamente obstruindo elas. Apesar de depender dos detalhes da situação, a questão desta vez provavelmente não traria uma punição.

Contudo, a experiência dela certamente piorará. (NT: Eu não sei porque é a experiência delA, mas enfim…)
Não há dúvida que a pressão da Hime-sama para guilda é algo que consideravelmente piorará.

Quando eu ainda era uma aventureira, missões vinham frequentemente, como se uma missão da realeza tivesse sido recebida.
Missões que possuem até que uma larga recompensa, nisso.

Se a experiência da Hime-sama se tornar ruim, tais pedidos serão grandemente impactados.

Também, sobre minha aposentadoria da guilda, não há nada sobre isso escrito no regulamento de trabalho da guilda.
Naturalmente, o líder da guilda não pode obstruir minha aposentadoria com seu poder.

Bem, a impressão do líder da guilda de mim piorará com este caso…

“Mu, mumumu…”

Quando o nome da Hime-sama veio, como esperado, o líder da guilda não podia perseguir mais nada além disso e manteve silêncio com uma cara inchada.

“Me desculpe, mas isto é algo que eu decidi.”

Eu declarei claramente isso mais uma vez quando a persuasão do líder da guilda parou.

Isso acabou ali, com o líder da guilda arrasado e abaixando seus ombros.

◆◇◆◇◆◇◆◇◆◇◆◇

“Aisha-senpai! É verdade que você está deixando a guilda!!??”

Assim que eu me mostrei na pista, minha kouhai, a recepcionista Mil, disse isto numa voz alta. (NT: Kouhai é o oposto de senpai, alguém mais novo… e no caso de pista, é aquela “pista de trabalho”, ou se usa piso? Tipo num restaurante, onde os garçons andam… não é tão importante, se for ver)
Apesar de não ser horários de pico, ainda haviam até que alguns aventureiros no lobby neste horário.

Se você gritar isso aqui, naturalmente o conteúdo alcançará os ouvidos dos numerosos aventureiros aqui.

“… Sigh.”

A pessoa que gritou percebeu isso bem depois que ela havia feito isso. O barulho do lobby ficou silente, e toda a atenção estava em nós. Com isso, parece que ela finalmente entendeu pelo que ela era culpada.
Eu notei que a expressão dela se tornou visivelmente pálida.

É tarde demais para cobrirmos nossas bocas.
Este é exatamente um caso de ‘não adianta chorar pelo leite derramado’.

Não tem o que fazer já que as coisas progrediram assim… este lugar provavelmente não ficará em paz se eu não der uma resposta.

“… Humm, foi decidido que amanhã, eu farei os preparativos para me aposentar. Incidentalmente, é uma resignação por casamento.”

「「「「「「「「「「O, o que você disseーーーーー!」」」」」」」」」」 (NT: Era para sempre ser essas chaves, eu que mudo para aspas, mas aqui fica melhor assim)

“Sério, por que vocês estão todos tão inquietos! Eu não disse sempre para agirem depois de observarem seus arredores!!”

Depois disso, a guilda estava num caos maior do que eu esperava.
Não eram só os aventureiros dentro do salão, mas também aqueles que não estavam lá rapidamente se reuniram através da palavra falada. (NT: Word of mouth… é basicamente o equivalente à telefone sem fio, mas onde a informação não se perde e é um assunto sério… deixa assim, palavra falada)

Não era simplesmente por causa da minha resignação, mas o alvoroço parecia ser por causa maior devido à eu dizer que eu estou me casando.
Por causa disso, não era apenas a Mil que era responsável, mas também eu era, mas naturalmente, eu não direi algo assim para essas crianças.

Se eu fosse dizer, eu faria isso de novo sem arrependimentos.

O líder da guilda, que estava segurando sua mão em seu estômago no que ele se agachou devido à isso estar mais caótico do que ele esperava, agitou o caos ainda mais.

… No fim, o alvoroço durou por três horas.

Provavelmente haverá outro alvoroço amanhã, também.
Como não há dúvidas que esta questão se espalhará hoje a noite.

Meus deveres de recepcionista não acabaram, e havia somente a entrega de meus deveres. Provavelmente levará mais algumas horas antes de eu sair da guilda.

Eu realmente me desculpo aos meus colegas, mas não tem o que fazer.
Ao menos, eu decidi presenteá-los com alguns doces, e deixei a guilda.

Ah, no fim, mesmo quando eu estava saindo, o líder da guilda estava sentado numa cadeira como se ele tivesse ficado senil.

Minhas condolências.

Eu terminei meus deveres na guilda, e quando eu retornei para o dormitório, eu cumprimentei a oba-san da administração.
Ela estava chocada quando nós falamos do meu casamento e resignação da guilda, mas no fim, ela me disse para trabalhar duro e entregou notas com receitas de culinário que ela havia escrito.

Foi súbito… o casamento foi decidido realmente subitamente, mas como eu já decidi, eu trabalharei duro para me tornar uma boa esposa.
Eu continuarei apoiando o coração do Myne-kun, e como o primeiro passo, eu usarei essas receitas.

Agradecendo a oba-san da administração, eu retornei ao meu quarto.
Colocando a bagagem do meu quarto na minha mala de armazenagem, eu me mudei.

◆◇◆◇◆◇◆◇◆◇◆◇

“Eu voltei, Myne-kun!”

Em primeiro lugar, como não havia tanta bagagem assim, a troca de residência da Aisha-san foi terminada meio rapidamente.
Contudo, como esperado, o horário estava aproximando tarde da noite.

Hoje, eu só preparei para dormir, mas eu arrumarei amanhã.

Como ainda é antes do casamento, naturalmente as camas são separadas.
Eu sinto que eu ouvi 「perdedor」 de algum lugar, mas isto já havia sido decidido.

Deste jeito, este dia caótico veio à um fim.

Boa noite.


Nota do Autor

Muito obrigado por sempre ler.

Impressões e avaliações deixadas se tornarão meu encorajamento.
Por favor me tratem bem.

ANTERIOR | ÍNDICE | PRÓXIMO

Anúncios

3 respostas em “[TWwCP] Capítulo 34 – CASO: Aisha (1)

Deixe uma Resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s