Capítulo 274: Os Termos de Perdão

Pessoas afobadas, depois de 29 dias (segundo o cálculo da Anri), finalmente temos mais KnW, porque ela arrumou um laptop e pelo visto tempo para traduzir… agora vamos ler isso e pronto – Este capítulo foi traduzido da Anri-sama.


Capítulo 274: Os Termos de Perdão

Ao ver a figura de Hiiro, Eveam tinha uma expressão espantada. Parece que ela não antecipou a chegada dele pessoalmente. Ela deve ter confundido a batida como sendo da maid dela.

Naturalmente, isso aumentou ainda mais a vergonha de Eveam no que ela tentou fugir sem notar que não havia escapatória da cama dela. Logo, devido ao seu estado de pânico, ela segurou o travesseiro com ambos os braços, o que Hiiro achou estranhamente infantil dela.

Mais importantemente, por que ela ainda está vestindo uma toalha de banho? Hiiro pensou, mas ele decidiu simplesmente ignorar isso já que ele só estaria adicionando problemas desnecessários nele mesmo se fizesse isso.

“… haa, eu não tenho desculpas. Foi completamente minha culpa. Desculpe.” (Hiiro)

Hiiro, que não curva sua cabeça facilmente para ninguém, demonstrou sua sinceridade numa ocasião destas ao erro que ele cometeu.

Mesmo quando foi inintencional, foi descuido dele usar sua magia assim ao ponto de espiar uma mulher que estava no meio de seu banho. Ou aliás, o que ele fez já era uma invasão do espaço pessoal de alguém…

Contudo, mesmo quando ele havia se desculpado com tais intenções, Eveam não havia respondido nada para ele.

“… Maou?” (Hiiro)

Felizmente, a voz dele alcançou Eveam desta vez, no que o corpo dela saltou em surpresa. Contudo, não apenas as orelhas saindo pelos lados do longo cabelo dela, mas também suas mãos ficaram vermelhas, parecia que ela ainda estava consideravelmente embaraçada sobre o incidente recente.

Enquanto Hiiro estava se preocupando sobre isto,

“… viu?” (Eveam)

Hiiro ouviu uma voz abafada. Mas como ele não conseguiu entender, ele fez uma expressão como que para dizer ‘Como é?’. Em resposta, enquanto ainda em seu estado embaraçado, ela disse,

“… você viu?” (Eveam)

Claramente, Hiiro compreendeu as palavras dela desta vez. Talvez ela estava perguntando se ele viu o corpo nu dela naquela hora.

Para ser honesto, Hiiro podia dificilmente ver ele com o vapor, mas era verdade que ele recebeu uma visão geral da figura feminina de Eveam. E era maior do que ele esperava que fosse.

Mas quão longe ele pode honestamente contar para ela a verdade? Somente um protagonista experienciado que é bom em lidar com a população feminina poderia realmente conseguir aliviar as coisas nesta situação pervertida sortuda.

Mas Hiiro não estava entre esses padrões. Aliás, ele não sabe tais métodos que podiam ajudá-lo na situação dele. Então enquanto ele correu pelo conhecimento dos livros que ele leu e desesperadamente buscava para achar uma resposta ao seu problema,

“… H-Hiiro? Qual o problema?” (Eveam)

A voz preocupada de Eveam alcançou Hiiro que não havia respondido por um tempo.

“Ah, é, não… eu não vi… nada.” (Hiiro)

“Is-isso é… realmente verdade?” (Eveam)

“… é.” (Hiiro)

“Eu estava realmente preocupada sobre isso, sabia?” (Eveam)

Oh, droga!, Hiiro pensou. Não é surpresa que Eveam, que conhecia seu eu usual suspeitaria de sua atitude. Eveam sentiu que era inatural para Hiiro, que expressa as coisas arrogantemente e com uma atitude indiferente, usar as palavras que ele falou agora mesmo.

“… me deixe perguntar para você de novo, você realmente não viu nada?” (Eveam)

Com uma leve quantia de esforço, Eveam encarou Hiiro com um par de olhos discernentes. Hiiro de algum modo conseguiu manter sua cara de poker usual, mas seus olhos perderam à sensação esmagadora dos olhos dela no que ele olhou par ao lado.

“Ah! Você olhou pro lado! Então você realmente viu algo! Até onde! Até onde você viu!” (Eveam)

“E-eu dificilmente vi qualquer coisa por causa do vapor! Eu só vi seu peito! Eu não consegui ver abaixo!” (Hiiro)

“… eh?” (Eveam)

… ele falou. De todas as horas, por que a cabeça dele se virou quando a situação estava muito crítica, droga, ele se odeia.

Ela era quem queria saber, certo? Bem, foi rude dele gritar isso, mas… é, o que ele disse era a verdade da questão.

Falando de Eveam, quando Hiiro viu vapor saindo da cabeça dela,

“S-seu idiotaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa!” (Eveam)

O travesseiro que ela segurava foi repentinamente jogado nele. Era meio rápido, mas Hiiro pegou ele levemente com sua mão direita.

“Então você viu? Idiota! Hiiro Estúpido! Ecchiiiiiii!” (Eveam) (NT: Ecchi, é pervertido, mas sem sexo – acho que isso resume bem, mas de novo, se você está lendo novels, provavelmente já sabe dessas coisas por ter passado por anime/mangá antes… mas enfim)

“…………haa” (Hiiro)

Pensando que estava ficando problemático lidar com Eveam assim, Hiiro inconscientemente vazou um suspiro.

“Idiota Idiota Idiota Idiota Idiota Idiota Idiota Idiota IDIOTA!” (Eveam)

Não havia um traço da renomada Maou, no que ela encarou ele com olhos lacrimejantes. Neste momento, ela era apenas uma garota. Uma garota que ele não podia refutar já que ele havia certamente visto ela nua.

“Uu~” (Eveam)

Eveam gemeu como uma pequena fera com sua cabeça jogada para baixo. Depois de alguns momentos, apesar dela ainda estar brava, ela finalmente parou de gritar, então ele decidiu dar seu passo.

“… desculpe por isso.” (Hiiro)

“Uu~, você viu o corpo nu de uma mulher, sabia?” (Eveam)

“……” (Hiiro)

“Além do mais, você viu ele diretamente?” (Eveam)

“……” (Hiiro)

“S-se não fosse você, eu teria estapeado aquela pessoa!” (Eveam)

Hiiro pensou que ele seria estapeado depois daquelas palavras, mas então ela deixou essa questão cair.

“M-mas, Hiiro é meu salvador e também o benfeitor de 『Evila』.” (Eveam)

Hiiro achou a aparência atual de Eveam fofa, no que ela fez biquinho como uma criança chateada. Apesar do rosto dela ainda estar corado vermelho.

“É-é por isso que… eu lhe perdoo.” (Eveam)

Ele se sentiu aliviado de coração quando Eveam disse aquelas palavras. Hiiro estava aliviado que seus problemas acabaram.

“M-mas… com uma condição.” (Eveam)

Oops, parece que era cedo demais para ele se sentir aliviado ainda. Contudo, baseado na impressão dele da personalidade de Eveam, ela não era do tipo que faria uma demanda irrazoável.

Então Hiiro considerou a tarefa dela tão fácil quanto feita.

“Claro, qualquer coisa está bem. Contudo, deve estar no alcance onde eu possa fazer isso sozinho, tudo bem?” (Hiiro)

Ele tomou a iniciativa para dizer isso no que parecia problemático envolver outros personagens na condição dela.

“… s-sério? … qualquer coisa está bem?” (Eveam)

“Hm? É, ou mais como, que tal nós fazermos isso numa condição onde você possa me ordenar uma coisa que você deseje?” (Hiiro)

Depois que Hiiro falou aquelas palavras, Eveam subitamente ergueu seu rosto e encarou ele. Hiiro imaginou se a condição que ele deu era boa porque os olhos dela reganharam luz no que brilhavam cintilantemente.

“S-séééério!?” (Eveam)

Eveam se rastejou até ele enquanto estava de quatro na cama dela. Seu rosto estava sério. Mas Hiiro imaginou se ela estava ciente sobre sua aparência de toalha de banho. Ele definitivamente podia ver o decote do busto em desenvolvimento dela.

“É-é. Eu estou completamente errado desta vez, então eu me sinto mal por fazer isso.” (Hiiro)

Então, a expressão dela ficou contrária à expressão uma vez lacrimejante dela. Havia mudado completamente num sorriso total. Contudo, logo após, ela ficou desconcertada e se distanciou de Hiiro enquanto corava mais uma vez.

“Tudo bem. S-se essa é a condição, eu perdoo você!” (Eveam)

Eveam escondeu seu rosto de Hiiro quando ela falou isso, mas era óbvio que ela estava envergonhada devido às suas orelhas vermelhas coradas. Contudo, Hiiro não parecia entender a razão para a timidez dela.

“Fechado, com isto está resolvido, eu irei indo?” (Hiiro)

“P-por favor espere!” (Eveam)

“É?” (Hiiro)

“… s-só para confirmar novamente, eu posso pedir qualquer coisa que eu desejar, certo? Você fará qualquer coisa que eu lhe ordenar fazer?” (Eveam)

“Eu não volto com minha palavra.” (Hiiro)

“… entendo, ehehe.” (Eveam)

Hiiro se sentiu aliviado no que ele viu o humor de Eveam ser restaurado de volta ao seu usual.

“É, então se você decidiu por seu desejo, me chame. Eu vou indo então.” (Hiiro)

“Sim! E-eu lhe contarei mais tarde quando nos encontrarmos no escritório, por favor aguarde até lá?” (Eveam)

“Por que não? Eu também tenho algumas coisas para relatar para você, então isso é conveniente.” (Hiiro)

“Obrigada!” (Eveam) (NT: Ele viu ela nua e o resultado disso foi ela agradecendo…)

Hiiro saiu do quarto depois de olhar para o sorriso de Eveam pela última vez. Ao deixar o alojamento de Eveam, a maid em espera disse “Como esperado do Hiiro-sama” com um sorriso, apesar dele não conseguir compreender porque a maid disse aquelas palavras.

Ele não fez nada que causaria tal elogio. Ele simplesmente admitiu e se desculpou com ela. E então ela se animou sozinha. Era uma sensação realmente misteriosa para Hiiro.

Então o dia passou tranquilamente. Marione não gritou com ele, porque a estranheza entre Hiiro e Eveam foi perdida… ou não.

Em algum ponto, ele ouviu um grito do quarto de Eveam, “Aah! Que tipo de atitude foi aquela, eu!”. E então, “Hiiro é um idiotaaaaaaa!”. Hiiro apressadamente deixou o local. Sua próxima reunião pode ainda ser esquisita.

No meio do caminho para onde Liliyn e os outros residiam, Hiiro encontrou uma pessoa surpreendente.

“Oh? Ora, se não é Okamura-chi!” (Shinobu)

Era Akamori Shinobu e Minamoto Shuri, que estavam sob prisão domiciliar neste castelo.

(Hm? Algo está estranho?)

Obrigação de lado, Eveam havia permitido que elas vagassem pelo castelo com um monitor de campo ao lado delas. Contudo, não havia um próximo delas no momento. (NT: Veja se estão com tornozeleiras eletrônicas)

Em outras palavras, elas não estavam sendo monitoradas. A propósito, a pessoa encarregada era, como esperado, Shublarz. Apesar de Hiiro não saber, Shublarz gostava das duas no que elas olhavam bastante por aí dentro do castelo.

Contudo, nem ela ou seus subordinados estavam presentes. Qual é o significado disto?

“B-bem vindo de volta, Okamura-kun.” (Shuri)

Shuri timidamente expressou seu cumprimento à ele no que ela ficava inquieta enquanto olhava para Hiiro.

(… bem, elas não parecem ter escapado, e se elas conseguiram permissão no fim das contas, então eu não tenho nada para me envolver então.)

E se a provável chance delas estarem planejando algo, elas estariam incomodando 『Evila』, não Hiiro em si. Hiiro decidiu abandonar tais pensamentos.

Naquele momento, Hiiro ouviu outros passos se aproximando.

“Minha nossa~, aí estão vocês, Shuri e Shinobu.” (Shublarz)

Shublarz apareceu carregando sua sedutividade usual, no que seus largos peitos pendulares balançavam com cada passo.

“Minha nossa, se não é Hiiro-kun. Eu ouvi, sabia, sobre Sua Majestade…!?” (Shublarz)

Hiiro imediatamente teleportou para trás de Shublarz e segurou a boca dela com sua mão.

“Se você continuar mais, eu transformarei seu corpo similarmente ao da Aka Loli, tudo bem?” (Hiiro) (NT: Loli Vermelha, Liliyn)

“N~nn~” (Shublarz)

Isso foi demais? Porque Shublarz estava desesperadamente sacudindo sua cabeça para ambos os lados com uma expressão pálida. Hiiro queria evitar outra situação parecida virando algo problemático de novo.

Excluindo Shuri, Shinobu era de longe a mais curiosa da penca, então ela provavelmente é aquela que cavará mais a fundo esta questão.

Contudo, ela não parecia ter feito isso, provavelmente por causa da reação abrupta de Hiiro agora pouco.

“Q-qual o problema, Okamura-chi?” (Shinobu)

“V-você está bem?” (Shuri)

Parecia que as palavras de Shuri foram intencionadas para Shublarz que foi solta por Hiiro.

“S-sim, eu estou bem Shuri, e-este é apenas o jeito peculiar dele de cumprimentar.” (Shublarz)

“Sério? Meio que parecia haver um surto de sede de sangue agora pouco…” (Shinobu)

“E-eu concordo…” (Shuri)

“D-de qualquer forma, vocês não precisam se preocupar sobre isso! A-até eu tenho algumas coisas que eu quero proteger acima de tudo!” (Shublarz)

Quando Shublarz declarou assim,

“O-o que quer que foi aquilo… entendido.” (Shuri)

“I-igualmente aqui…” (Shinobu)

Ambas pareciam ter consentido apesar de cada uma delas ainda ter uma aparência curiosa.

“Haa, de qualquer forma, eu estou indo. Não conte para ninguém, tudo bem?” (Hiiro)

“S-sim.” (Shublarz)

As três pessoas encararam Hiiro que estava quietamente deixando a cena.

Anúncios

6 respostas em “Capítulo 274: Os Termos de Perdão

Deixe uma Resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s