Capítulo 85 – A Proposta da Rainha

Nota: este é o segundo capítulo patrocinado do dia, leiam o capítulo 84 primeiro!

Eu fico até feliz em ver um capítulo curto, com menos de 2k palavras… mas eu sei que não vai durar muito, então vamos lá – Este capítulo foi traduzido do Lunaris.


Capítulo 85 – A Proposta da Rainha

Alguns dias depois da guerra civil de Trent Rietta. A Corps do Deus da Escuridão, a unidade de investigação e as tropas de reforço haviam triunfantemente retornado às ruas agitadas de Sanc Adiet, de Rinwaal do país vizinho.

Entre os mercadores que conduziam comércio, uma questão importante havia sido erguida. Era sobre a subjugação das feras mágicas próximas das instalações que estavam bloqueadas.

Os corpos meio comidos dos bandidos foram primeiro encontrados na rodovia de Trent Rietta.

O prêmio monetário estava mais provavelmente nas mãos do ex-executivo da Borda de Vento, alguém havia visto o oficial financeiro Airzah escapando com as feras mágicas que eles trouxeram junto da borda de Rinwaal.

Antes de tarde, mercadores estavam sendo atacados na rodovia por um amontoado de feras modificadas, relatos de feridas começaram a saltar de vários lugares. A associação de comércio começou sua cooperação com a unidade de investigação de Trent Rietta e trocou informação que eles haviam reunido, a ameaça recente de feras mágicas parece ser o trabalho de vários amontoados de feras mágicas.

Do nada, a ameaça de feras mágicas parecia ter aumentado. Diferente de feras mágicas regulares, feras mágicas modificadas eram criadas do estágio infantil e elas possuíam a habilidade para se reproduzir. Com tempo elas iriam se multiplicar num passo acelerado.

Em um ponto eles haviam falhado em atrasar o movimento do amontoado de feras mágicas, logo os diferentes países organizaram uma força punitiva para poderem fazer algo sobre isso. Contudo, era uma sessão lucrativa para mercenários devido ao perigo.

A razão que chegou à este resultado em primeiro lugar foi por causa do povo de Nossentes, que havia esperado pela maré virar. Até uma parte das pessoas envolvidas havia denunciado os acontecimentos.

A aliança formada por Trent Rietta, os ataques internos causados pela unidade de feras mágicas da Borda de Vento, os choros em apuros deles estavam todos sendo suprimidos. Com seu país natal em ruínas, esses residentes da ex-Nossentes foram deixados sem apoio.

***

“Hey, vocês não são permitidos à fazerem negócios aqui!” (Dhyego)

“O que? Este é um lugar para comércio livre. Não há razão para vocês reclamarem.” (Aliton)

“Nós não podemos entregar nossos produtos por causa das feras malignas que vocês cretinos criaram!” (Dhyego)

“Deus sabe se eu fiz isso ou não.” (Aliton)

Vários homens locais podiam ser vistos se aproximando da loja que estava sendo tocada por um jovem homem e mulher. Recentemente, esse tipo de acontecimento esteve ocorrendo pelos mercados de rua do distrito da plebe.

Os imigrantes do antigo distrito de Nossentes estiveram tentando evitar se confrontar com os residentes locais que estiveram usando da vantagem de sua terra natal como uma desculpa para brigarem com eles, logo incidentes violentos se tornaram frequentes.

Além disso, as patrulhas de artes divinas no distrito da plebe estavam ativamente reforçando contra intimidação e atos de injustiça, logo contribuindo para a situação já tensa. A vendedora estava abalada, esperando pro alguém ajudá-la no que ela deu um passo para trás, um jovem garoto imigrante ficou diante do grupo como que para confrontá-lo. Então~ (NT: Eu acho que a ideia original era as patrulhas NÃO agirem ativamente, mas enfim…)

“Por favor me venda este anel.” (Ivo)

“Eh? Ah, wa, sim, isso seria 3 shoukas verdes.” (Erzeleide)

“Hey mano, por que você está comprando~~” (Dhyego)

Imaginando se o homem solitário podia ou não ler o clima da área ao redor, o grupo que esteve causando problemas no estande direcionou seu olhar ameaçador para o comprador.

O comprador estava vestindo partes de armadura especiais do uniforme de cavaleiros preto, tinha cabelo preto, pagou os shoukas verdes e olhou de volta para eles. (NT: Eu nunca entenderei como eles demoram tanto para reconhecer a única pessoa no mundo que tem cabelo preto, ainda mais por ele só vestir preto)

“Você, você… é da corps do Deus da Escuridão…” (Dhyego)

“Capitão Yuusuke da Corps do Deus da Escuridão, eu acabei de comprar nesta loja, há algum problema?” (Yuusuke)

Boatos dele sozinho dispersando um exército de centenas era abundante, apesar de que parecia ser exagerado. Ele era renomado como o Herói de Fonclanc, a fama do Capitão da Corps do Deus da Escuridão era um objeto de admiração. Uma presença confiável para os cidadãos que cumprem a lei, enquanto um símbolo de medo para os fora da lei.

Os observadores ao redor estavam esperando algo acontecer no que eles começaram a zombar. Eles provocaram os ladrões e estavam aguardando uma luta acontecer com o Capitão do Deus da Escuridão com um motivo para apostas.

Vendo que alguns ladrões estavam espantando pessoas, obstruindo negócios e comprando uma briga com o Capitão do Deus da Escuridão, os soldados por perto estavam num pânico no que eles correram para cá.

“Vocês, façam seu trabalho.” (Yuusuke)

“Nos desculpe…” (Alafi)

Vendo que os soldados haviam feito vista grossa ao problema óbvio, Yuusuke percebeu que ele tinha que relatar para Violet sobre as atividades de ordem pública para impor as ideias aos soldados.

Os vendedores mostraram sua apreciação para Yuusuke, contudo ele tinha um sentimento complexo enquanto mostrava um rosto sutil.

A Corps do Deus da Escuridão era cética sobre o relacionamento dos imigrantes de Nossentes. Havia um rumor se espalhando pelas ruas de Sanc Adiet, “o capitão da Corps do Deus da Escuridão está cuidando dos Artless”, “ele parece ter conexões com Gazzeta”.

Teorias de conspiração radicais sobre a queda da Central de Patrucia Nost pelas forças de infiltração de Gazzeta pela noite sendo guiadas pelo Capitão do Deus da Escuridão haviam aparecido.

Originalmente, esses tipos de rumores eram cochichados quietamente num canto dos fundos do bar, então tais rumores da Corps do Deus da Escuridão não eram espalhados publicamente.

“Bem então, hora de ir checar numa nova fonte de força.” (Yuusuke)

Depois de comprar os anéis baratos para encantamentos, Yuusuke seguiu para a loja de Sorzak.

***

A primeira capital de Blue Garden, Cofta. No palácio subterrâneo abaixo do templo Shalnar, onde Rainha Risha reside, o Rei de Gazzeta, Shinra havia enviado uma carta pessoal se endereçando à política e estratégias futuras da Rainha.

Risha frequentemente manda cartas pessoais para Shinra, ela queria empurrar adiante os ideias de seu falecido pai, o conceito de unir as 5 afinidades. (NT: Vento, Terra, Água, Fogo e Coraç… Artless)

O Rei Esvobus de Fonclanc estava incluído durante a reunião da fortaleza Deernook, para a estabilidade e paz do mundo entrar em realização, ela teria que propor isso ao Rei Cliffzard de Trent Rietta também, especialmente a fé dos 4 grandes deuses sem mudar o sistema democrático.

Para poder fazer a igualdade das 5 afinidades possíveis, com a forte influência da fé dos 4 grandes deuses em Fonclanc, um estágio inicial para explicação à população era necessário. Por outro lado, a população de Trent Rietta parecia ser mais aberta à ideia.

Como o maior obstáculo desapareceu, junto com a queda de Nossentes, enquanto Shinra concordar, a união das 5 afinidades deve ser realizada com a cooperação das 4 grandes nações, logo as coisas devem ser capazes de avançar tranquilamente.

Com o “artefato divino de Shalnar” em suas mãos, Risha era capaz de maximizar sua bênção para suas atividades. Ela é capaz de concentrar do amanhecer até tarde da noite zelosamente aprendendo e enxugando conhecimento.

Até as gêmeas estavam implorando para ela descansar, além de parar por comida e manutenção do corpo, ela esteve passando seu tempo completamente aprendendo os assuntos políticos, ela precisava enxugar o conhecimento dos anos que ela passou como um pássaro engaiolado.

“Isto funcionará… recentemente as respostas de Shinra estão todas concordando, eu tenho certeza que ele entende~~” (Risha)

Fechando a carta no que ela selou com o carimbo da Rainha, a carta foi então enviada via pássaros mensageiros para a Patrucina Nost de Gazzeta.

***

Uma pequena figura sombria podia ser vista caminhando pelo jardim do céu no topo do velho templo nas instalações centrais de Patrucia Nost. Concedida com um milagre do Deus Maligno, esta sacerdotisa de Gazzeta, Ayuukas, viveu por 3000 anos. De manhã, tarde até a noite, caminhar nos jardins se tornou uma rotina para ela.

Recentemente Ayuukas esteve responsável por entregar a carta pessoal de Risha para Shinra dos pássaros mensageiros que aterrissaram no jardim.

“Uma carta de amor da Senhora Risha.” (Ayuukas)

“Carta pessoal, você quer dizer.” (Shinra)

“Não parece algo assim?” (Ayuukas)

“…” (Shinra)

Rindo pelo rosto vermelho queimante dele, a pequena estatura de Ayuukas desapareceu no que ela continuou com sua caminhada, deixando um Shinra suspirando que começou a tirar o selo da carta de Risha. O conteúdo da carta era sobre a iniciativa das 5 afinidades. Além disso, o estado atual dela e o próprio ponto de vista dela sobre a tendência do mundo.

Shinra estava imaginando se ele deveria escrever uma resposta ou não, ele queria evitar o tópico das 5 afinidades completamente e responder com um tópico trivial enquanto pensava sobre os sentimentos dela.

Desde que ele havia clamado Patrucia Nost de volta, ele checou a situação doméstica, anteriormente a maioria das pessoas em Gazzeta eram Artless que haviam sido reconhecidos por usuários de artes divinas, contudo agora para conseguir a integração com o povo local de Nossentes, um grande passo deve ser tomado para ter os artless e os usuários de artes divinas trabalhando juntos em igualdade.

Houveram conflitos entre as pessoas de Gazzeta e aqueles que não eram, mas isso não foi um problema muito grande.

Shinra em si estava preso com o Deus Maligno desde a vez que ele viajou e entrou em contato com os usuários divinos de outros países, ele havia percebido que os pensamentos do povo nascido lá era dominado pelo ambiente e cultura do país. Mesmo quando ele sabia disso, ele parecia concordar que a proposta que Risha bolou não era realmente ruim.

Até a facção de apaziguamento em Gazzeta que era contra Shinra concordaria com isto.

“A nova era do clã Branco, eh…” (Shinra)

Isso dito, o revivimento do Império do Clã Branco que ele esteve buscando está bem em seu caminho. Se ele fosse mudar as políticas agora, isso pode abalar as fundações de Gazzeta. A facção de oposição iria provavelmente resistir ferozmente as mudanças enquanto a facção de apaziguamento iria receber bem elas.

E então, depois de pensar sobre isso, Shinra percebeu que ele era capaz de aceitar a proposta de Risha.

“… para deixar a questão pior, eu estou me sentindo desconfortável sobre isto.” (Shinra)

Finalmente reganhando a ansiedade uma vez perdida, ele riu de si mesmo, Shinra sabia que no futuro próximo ele estaria numa encruzilhada para escolher como ele queria levar o país para uma nova era.


Este capítulo foi patrocinado por Luiz Ganso, que ajudou doando o/

Anúncios

2 respostas em “Capítulo 85 – A Proposta da Rainha

    • Eita, esqueci de lincar ela porque tava ajeitando 5 coisas diferentes quando veio o dinheiro do patrocínio, mas achei ótimo, é claro – vou preparar para sair no capítulo de sexta isso…

      Só espero que não fique muito zoado os dubladores…

      Curtir

Deixe uma Resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s