Capítulo 81 – Acontecimentos na Rua da Cidade de Transmissão

Eu preciso agilizar os capítulos de WCC, mas há tantos fatores que atrapalham isso… por exemplo, terminei este capítulo 16h50 de ontem/hoje! Mas enfim, vamos lá – Este capítulo foi traduzido do Lunaris.


Capítulo 81 – Acontecimentos na Rua da Cidade de Transmissão

Os reforços de Hivodir que haviam seguido mais cedo para Rinwaal estavam atualmente ajudando na escapada do Rei Cliffzard, enquanto uma reunião de medidas de emergência estava sendo realizada no palácio Volance. Ao mesmo tempo, a Corps do Deus da Escuridão estava ficando pronta para seguir para Trent Rietta.

A discussão de como lidar com a custódia de Valerie e seus membros seria feita depois do jantar.

Considerando as circunstâncias deles, além de conhecer a organização e simplesmente ser uma cativa, Valerie apenas foi usada pela organização.

Se era ou não ela usando feras mágicas como parte das forças da Borda de Vento, Valerie estava irritada com as ações que os 3 oficiais haviam tomado que desonrava a Família Elfdras. Ela esperava que pedir aos membros da organização para se renderem causaria tumulto dentro da parte mais interna da Borda de Vento.

“É possível, mas o que eu devo fazer?” (Valerie)

“O que fazer, huh… a escolha é sua. Você deve decidir o caminho que você quer seguir.” (Yuusuke)

“Entendo.” (Valerie)

Logo após, Rei Esvobus aprovou a proposta da Corps do Deus da Escuridão. Alguns dias antes, Rei Cliffzard estava reorganizando o exército que havia escapado junto com ele da batalha em Rinwaal com as forças da Borda de Vento, e a participação não-oficial da chefe da família Elfdras foi reconhecida como uma estratégia pela Corps do Deus da Escuridão.

Valerie estará lá representando, para se redimir por sua família, ao ajudar Rei Cliffzard à reclamar a capital.

No dia seguinte, os reforços de Hivodir haviam se juntado com o exército libertador de Trent Rietta na rodovia pela costa e o avanço para Trent Rietta começou.

A unidade de investigação que estava sob a Corps do Deus da Escuridão, estava atualmente na margem da cidade de transmissão, que ficava na rodovia que conectava diretamente para Rinwaal. Eles estavam ali para apoiar os reforços de Hivodir e o exército libertador de Trent Rietta. (NT: Os reforços dos reforços)

Vermeer e Welsh anteciparam que uma força de interceptação poderia vir de Driadria.

“As forças em Driadria consistem em 2 batalhões de mercenários, totalizando cerca de 480. A unidade de feras mágicas terá cerca de 12.” (Vermeer)

“Contudo, o número de mercenários na capital é em algum lugar perto dos milhares… as forças combinadas do reforço e exército libertador pode nem alcançar 1/4 das deles.” (Welsh)

“Se todos os mercenários fossem lutar, eles seriam uma ameaça. Mas considerando a situação agora, as despesas aumentando de um exército assim são irracionalmente altas…” (Vermeer)

Eu acredito que o oficial de assuntos gerais, Fortress, mais provavelmente usará as reservas da capital e os cidadãos em emprego militar.” (Welsh)

Se eles tivessem sucesso em integrar no exército da Borda de Vento, a força estimada total seria cerca de 2000 pessoas, contudo~~

“Bem, desde os velhos dias, a natureza dos cidadãos era difícil de se alterar, então deverá haver aqueles que recusarão o chamado.” (Welsh)

“Ah… eu conheço essa sensação.” (Vermeer)

Devido às frequentes mudanças do Rei e ouvindo as razões para mudar o trono, o povo entendeu que a rebelião não tinha relação com eles. Enquanto os reforços e o exército de Trent Rietta estavam fazendo um treinamento estratégico duro, o grupo de pesquisa da Corps do Deus da Escuridão havia chego na cidade de transmissão na borda.

***

No QG da Borda de Vento localizada no palácio de Rinwaal, oficial de assunto gerais Fortress está atualmente analisando todos os tipos de informação que estavam chegando. Os passo do oficial financeiro Airzah, que havia acabado de pagar os mercenários contratados, podiam ser ouvidos se aproximando.

“Sério, essas despesas desagradáveis! Neste ritmo, os fundos para contratar mercenários ficará no vermelho mês que vem!” (Airzah)

A captura das forças de Trent Rietta sobrando na capital não estava indo bem como o oficial de finanças havia esperado, então ele estava xingando e tendo uma dor de cabeça pelos fundos de guerra indo embora.

O fato é que Rei Cliffzard ainda está indo forte, o reforço de Fonclanc está na costa perto da borda, a Corps do Deus da Escuridão que podia deter os ataques estão se movendo enquanto os três oficiais não tem qualquer unidade entre eles.

Os discursos que eram feitos para inspirar uma nova era de progresso no Império de Trent Rietta não parece ter tido muita resposta. Apesar de parecer ser uma situação de “esperar e ver”, haviam cidadãos oportunistas em Trent Rietta que iriam direcionar sua raiva ao oficial de Finaças.

“Em reverso, ao espancar a Corps do Deus da Escuridão com nosso poder, os cidadãos nos seguiriam.” (Fortress)

“… isso é possível? Mesmo no meio do experimento, aqueles caras foram aqueles que mataram a fera mágica modificada em seu primeiro encontro.” (Airzah)

“Se nós não pudermos, nós podemos ser considerados derrotados. Claro, há algumas chances para ganhar.” (Fortress)

Eles começaram a espalhar rumores como este, ao emprestar a força de Fonclanc para recapturar Trent Rietta significava a rendição de Trent Rietta para o general de Fonclanc, e por causa das regras estritas que Fonclanc tinha, a liberdade que os cidadãos tinham até agora seria restrita.

Ao formar uma aliança militar anti-Gazzeta e amarrar a governança de Trent Rietta, depois de um curto tempo Rei Cliffzard venderia o país. Logo para poder prevenir isto de acontecer, Borda de Vento está atualmente tomando uma posição confrontadora contra a atitude agressiva de Fonclanc.

“Se nós pudermos defender contra o reforço de Fonclanc e o exército libertador do Rei Cliffzard, enquanto fechando a Corps do Deus da Escuridão, os cidadãos definitivamente ficarão do nosso lado.” (Fortress)

Felizmente, eles sabiam que a Corps do Deus da Escuridão, para poder restringir a chegada  do exército de Gazzeta, está atualmente correndo em pequenos grupos para se reagrupar com o reforço em Rinwaal.

“Para a defesa aqui na capital, nós podemos usar as feras mágicas e mercenários.” (Fortress)

Não devia haver muitas flautas mágicas que vazaram da instalação. Na verdade, haviam apenas algumas poucas pessoas que realmente sabiam como usar corretamente a flauta mágica para controlar as 50 feras mágicas na capital, e há apenas cerca de 5 à 6 flautas mágicas.

“Oficial militar-dono. Pegue um batalhão dos elites da organização e as tropas que permaneceram em Driadria para interceptar a Corps do Deus da Escuridão.” (Airzah)

“Hiaz, para usar até as forças de Driadria. A corps mais forte de Fonclanc nem sequer numera cem, para usar três batalhões incluindo elites…” (Fortress)

Isso pode ser feito~~? E esta era a organização das forças que Airzah chegou depois de muitos pensamentos. A quantia confirmada de forças de elite que a Corps do Deus da Escuridão tem é cerca de 70, contra as forças que eles atualmente tem aqui que estão exaustas da batalha recente, que no total de novecentos e trinta pessoas, compondo três batalhões e elites, deve ser trivial. Mesmo com um número reduzido de feras mágicas, ainda será uma vitória.

“Okay, um esquadrão de interceptação irá e atrapalhará o movimento da Corps do Deus da Escuridão.” (Fortress)

Durante esse tempo, o oficial militar tomará um batalhão de elites de Rinwaal, se juntará com os dois batalhões em Driadria e então se ligarão com o esquadrão de interceptação que está atrapalhando a Corps do Deus da Escuridão e esmagarão eles.

O papel do esquadrão de interceptação é atrapalhar o uso deles de habilidades de assistência de vento, ao fazer uso da unidade de feras mágicas que podia interromper assistências de movimento, isso deve deixar eles presos.

“Amanhã, a Corps do Deus da Escuridão deve estar chegando na vila que tem uma rodovia conectando à Rinwaal. A área no meio e ao redor da vila provavelmente se tornará um campo de batalha.” (Airzah)

“Isto será uma corrida contra o tempo, imediatamente direcione os batalhões de Driadria para cá e arrume ao oficial militar um pedido de partida!” (Airzah)

Dando passos de como Airzah chegou ao QG, o oficial de assuntos gerais estava prestes à sair quando ele foi parado.

“Apesar que tem algo me incomodando… o assassino que nós soltamos para a Valerie ojou-sama não retornou.” (Airzah)

“Un? Isso dito, o homem perseguindo aquela criança artless reportou de volta.” (Fortress)

Fortress deu uma enorme risada no que ele tinha esquecido completamente sobre ela, enquanto Airzah permaneceu sem expressão. “Se Valerie ojou ainda está viva” isso teria um efeito adverso, logo ele urgiu o oficial à buscar o assassino pela confirmação.

“Há ainda membros na organização que acreditam que Ojou-sama é a chefe. Especialmente o oficial militar não pode saber disso…” (Airzah)

“Yikes, isso é verdadeiramente desfavorável! Faça os arranjos imediatamente.” (Fortress)

Depois de notar a mudança de expressão do oficial de assuntos gerais por suas palavras, Airzah deixou o QG.

***

Anteriormente, era sob o pretexto de apoiar uma investigação pela filial da Associação de Comércio pelos danos feitos pelas feras mágicas na cidade próxima da borda. Mas amanhã, a Corps do Deus da Escuridão estará, contudo, numa marcha forçada, logo eles tem que estar prontos para ação.

Como planejado, eles deixarão a cidade cedo na manhã de amanhã, onde eles terão um almoço mais cedo na cidade de transmissão. Depois de contactar com os reforços de Hivodir, eles irão então prosseguir para Rinwaal.

“O arranjo é que as forças de reforço e o exército libertador atacarão primeiro, enquanto a corps invadirá pelo lado.” (Vermeer)

“mas, as pessoas do nosso lado que podem participar na invasão para o ataque é cerca de quarenta pessoas, certo?” (Yuusuke)

“Sim, mas nosso trabalho principal é fácil, é proteger o capitão.” (Vermeer)

“É~~” (Yuusuke)

Vermeer francamente afirmou que desde o começo a estratégia era focada no poder de Yuusuke. Primeiro eles tinham que destruir todas as flautas mágicas que controlam as feras mágicas, o número de feras será considerado um problema depois.

Parece que a Borda de Vento esteve recrutando mercenários ao redor da área de Driadria desde o incidente da instalação de feras mágicas.

“Hm… diferente da outra vez em Paula onde nós trouxemos junto materiais, esta invasão será muito mais difícil.” (Yuusuke)

“Bem, a corps só tem que atrair a atenção do inimigo, não defesa e perturbação a área de especialização do capitão?” (Vermeer)

“Nós podemos contar com ele” no que Vermeer colocou sua mão no ombro de Yuusuke enquanto ria.

“Contar comigo, é…” (Yuusuke)

***

“… Yuusuke-san?” (Sun)

Noite, na praça deserta da cidade, Sun chamou por ele no que Yuusuke estava olhando para cima para a nuvem que estava passando no céu noturno.

“Ng? Qual o problema, Sun, não consegue dormir?” (Yuusuke)

“Não, eu só avistei por acaso o Yuusuke-san… quer conversar um pouco?” (Sun)

Yuusuke e Sun começaram a caminhar pelas ruas silenciosas da cidade. Não era uma hora ruim para ter uma pequena conversa lenta para hoje a noite, já que ninguém sabe o que acontecerá na batalha decisiva amanhã.

Depois de achar um local adequado, ele começou a usar sua habilidade de customização. Um banco estiloso de tela apareceu para ambos se sentarem.

“Então, o que está lhe incomodando?” (Sun)

“Você notou?” (Yuusuke)

“Sim.” (Sun)

“Entendo.” (Yuusuke)

Apesar que as sentenças foram curtas. As curtas conversas pareciam inocentes, mas era por confiança. No que o vento da noite fria soprou neles, a distância entre os dois parecia ter se aproximado, Sun decidiu tomar uma chance ousada.

“Por favor se abra para mim. Eu também darei ao Yuusuke-san… tudo.” (Sun)

Entendendo o significado por trás da palavra “tudo”, e depois de lembrar de um incidente específico, Yuusuke começou a corar vermelho. Bem então, Yuusuke entendeu seus sentimentos que ele havia descoberto recentemente, e sabendo sua posição, ele começou a falar.

Originalmente, ele seria mais adequado como um assistente de Violet no palácio enquanto pesquisava e fazia o que ele gostava diariamente. Mas ele esteve fazendo coisas heroicas e sendo chamado ao campo de batalha, e ele esperava receber soldados como subordinados, mas os subordinados pareciam ter sido criados num ambiente pacífico.

“Shaheed havia dito anteriormente.” (Yuusuke)

Possuir uma habilidade que pode ser usada para tudo, mas somente se as condições estão certas, se esse era o caso, ele possivelmente seria capaz de escolher o tipo de missão, contudo isso também significaria largar seus deveres e responsabilidades. (NT: Em inglês, isso está como fala, mas parece aqueles textos que não são falas… mas deve ser alguma fala aleatória do Yuusuke também)

Desde que ele foi invocado para este mundo, ele percebeu que muitos eventos enormes parecem ter ocorrido. Antes da chegada dele, as várias conspirações haviam permanecido escondidas em algum lugar pelo mundo, diferente de agora, onde elas estavam em erupção pela superfície das sombras onde elas antes ficavam. Há uma chance que elas podem apenas desaparecer se elas ficassem escondidas.

Se era a natureza do Deus Maligno atrair caos ao redor dele, ele mesmo não conseguia ligar os pontos levando à eventos maiores.

“Depois de ouvir os detalhes da estratégia de Vermeer, eu sinto que eu mesmo não estou realmente preparado.” (Yuusuke)

“Preparado?” (Sun)

Para poder lidar com as coisas que estão acontecendo, ele tinha introduzido meio nas coxas coisas ao redor de seus arredores, como o carro,  o cultivo de musgo solar, pesquisa do elixir, coisas que mudaram o “mundo”. Mas essas eram dentro de campos estreitos de restrições.

Criar uma lei que protege os Artless que parecia revirar o senso comum deste mundo, originalmente isto foi devido à vida de Isotta. Se ele não falasse nada para Violet, nada disso teria ocorrido.

“No fim, eu sou apenas eu, certo?” (Yuusuke)

Criar uma fortaleza e paredes em Blue Garden, vir com jeitos para resolver coisas engenhosamente, fazer coisas em sua missão além do que os outros podem fazer. Fugir de Nossentes sem fazer nada. Apenas retaliar se estiver sendo atacado, apesar dele não poder ativamente prevenir a invasão de Shinra.

Até ele não tinha escolha senão agir durante o incidente de feras mágicas. Apenas para perceber que parece que ele está sendo levado por uma coleira.

“Vamos aprofundar o conhecimento do mundo”, apesar de Violet ter dito isso, sem tentar saber o mundo, não é estar preocupado sobre isso. A batalha, desta vez, é centrada ao redor dos poderes dele, logo há alguma pressão para ele responder às expectativas deles.

Contudo, isso requer que ele aja além do que ele fez antes. Claro, fazer isto aumentará o status dele dentro do país, enquanto evitar de ações egoístas, apesar de que deste ritmo ele pode se tornar o Herói de Fonclanc, mas isto é bom? Ele imaginou.

“Para dizer uma coisa após a outra, eu mesmo estou com medo das cosias que serão causadas por… mim.” (Yuusuke)

Falando, abrindo seu coração, Yuusuke mais uma vez olhou em direção ao céu e suspirou no que Sun gentilmente abraçou ele. Ela gentilmente segurou ele no que o monólogo de Yuusuke estava ficando aquecido por seus pensamentos.

“Sun?” (Yuusuke)

“Yuusuke-san está dedicadamente trabalhando duro.” (Sun)

“É mesmo?” (Yuusuke)

“Sim. Eu acredito que você não precisa se forçar se você não quiser.” (Sun)

Enterrando seu rosto no peito de Yuusuke, Sun continuou falando.

“Não importa se você é o Deus Maligno ou não. Yuusuke-san é Yuusuke-san, viva como você queira.” (Sun)

“Entendo… eu estava apenas ansioso demais?” (Yuusuke)

Yuusuke repentinamente lembrou do ditado que ele uma vez contou para Razsha, “Deixe a natureza fluir.”~~

“… ainda de novo, eu farei isso com um sorriso.” (Sun)

~~ imaginando quando ele havia contado para Razsha, seu corpo ficou rígido. Apesar de estar ciente de sua própria imagem, é diferente quando as coisas haviam caído nele mesmo.

“…” (Yuusuke)

“Difícil, certo? Yuusuke-san deve viver uma vida estilo Yuusuke-san.” (Sun)

Sun se afastou levemente dele, sua mão gentilmente alcançando as bochechas coradas refletidas nos olhos de Yuusuke. Os dedos magros de Sun envolveram as bochechas de Yuusuke.

“Erm?” (Yuusuke)

“Assim como Yuusuke-san disse antes, você não realmente quer ser assertivo… é por isso~~” (Sun)

Sun lentamente levou seu rosto para mais perto. No que seus lábios e olhos grudaram um no outro, Yuusuke podia sentir seu coração batendo violentamente. Era seu próprio coração batendo, ou era o coração de Sun que foi capturado pela habilidade de customização batendo. Sun gentilmente fechou seus olhos no que seus rostos se aproximaram e seus narizes se tocaram.

A distância entre os lábios deles estava misturada com sopro quente e úmido, no que Sun parou de se mover. Yuusuke parou de se mover também. Seu rosto podia sentir a batida dos dedos quentes ressonando com seu pulso. Um grão de uma lágrima do olho fechado de Sun caiu nas costas de Yuusuke.

Uma manga de um uniforme preto podia ser vista envolvendo o uniforme branco de atendente, abraçando o corpo pequeno. Como se a escuridão estivesse cobrindo a luz.

“Ng…” (Yuusuke)

Ele sentiu como se estivesse escapando temporariamente.

“Contudo, desta vez de qualquer forma…” (Yuusuke)

Yuusuke decidiu receber o conforto do corpo morno, macio, do aroma gentil e doces lábios de Sun.

Anúncios

3 respostas em “Capítulo 81 – Acontecimentos na Rua da Cidade de Transmissão

Deixe uma Resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s