Capítulo 269: Antes da Separação

Desta vez temos Hiiro e a realeza de Gabranth, aparentemente os próximos é mais da Eveam… ah, eu não sei se há alguma mãe aqui, mas feliz dia das mães; só para constar, saiu hoje o capítulo e… não lembro de mais nada especificamente para comentar – Este capítulo foi traduzido da “doce e amável” Anri(-sama).


Capítulo 269: Antes da Separação

Uma semana havia se passado depois que Liliyn havia fugido da sala de conferência do castelo da Maou com olhos lacrimejantes. Já Hiiro, ele esteve no 【Reino das Feras – Pasion】 durante essa semana.

“O que você disse? Você está partindo?” (Leowald)

Na 《Sala do Trono》, onde o grupo de Hiiro estava enfileirado diante do Rei das Feras, Leowald, e a Rainha, Branza, Hiiro havia relatado uma certa questão.

O fato sobre a partida deles deste lugar eventualmente. De acordo com Hiiro, ele era capaz de completamente aproveitar sua estadia neste país, mas não havia mais necessidade de ficar porque ele havia conseguido aproximadamente toda a informação que ele queria.

Contudo, Leowald não parecia agradado ao ouvir seu relato de partida e pediu para Hiiro reconsiderar.

“É, eu fui capaz de completar meu objetivo desta vez.” (Hiiro)

“… que tal você ficar aqui mais um pouco?” (Leowald)

“Isso mesmo, Hiiro-san. Mimir estava muito agradada com sua estadia aqui. Além do mais, apesar de eu não ter dito isto para ninguém, Kukklia parece mais graciosa do que antes.” (Branza)

“Oh! Como esperado do homem que eu admiti! Então você finalmente tirou o melhor de Kukklia! Eu acho que ela queria ser vista mais frequentemente pelo homem com quem ela se apaixonou! Gahaha!” (Leowald)

“Eu concordo, ela parece mais feminina que o usual.” (Branza)

No que aqueles dois estavam egoisticamente prosseguindo tais conversas,

“D-do que raios vocês estão falando sobre!” (Kukklia)

A aparição repentina de uma Kukklia corando apareceu no lugar. E então ela foi diante dos dois no que ela passou Hiiro pelo lado dele.

“P-Papa e Mama, por favor não prossigam com tais conversas embaraçantes! N-n-n-n-n-n-não é como se eu tivesse me apaixonado nem nada!” (Kukklia)

“Por que você está tão em pânico.” (Leowald)

“Eu concordo, é um pouco impróprio.” (Branza)

Apesar deles ambos estarem corrigindo a conduta dela, eles estavam obviamente sorrindo. É bem fácil de dizer que eles estavam entretidos pela reação da filha deles.

“Uu~” (Kukklia)

Kukklia gemeu como uma fera e direcionou sua raiva suprimida para Barid, de pé ao lado.

“Barid! Você não é o assistente próximo do Rei? Por que você não respondeu os comentários dele!” (Kukklia)

“Eu!?” (Barid)

Ele não esperava ser envolvido em tais questões no que ele lançou seus olhos em confusão. E então o olhar de Kukklia lentamente encarou Hiiro.

“… verda…” (Kukklia)

“Hah?” (Hiiro)

“N… não é verdade!” (Kukklia)

“… do que você está falando?” (Hiiro)

“C-como eu disse!” (Kukklia)

Kukklia moveu seu corpo para poder encarar Hiiro diretamente.

“O-o que Mama e Papa disseram agora pouco, não é verdade!” (Kukklia)

Para negar as afirmações de seus pais ao ponto de corar de vergonha, Hiiro julgou que seria desagradável se este mal entendido continuasse.

“Não se preocupe.” (Hiiro)

“… eh?” (Kukklia)

“Se você era levada ou não, é apenas algo trivial para mim.” (Hiiro) (NT: Levada, sapeca, aquelas crianças meio cruéis)

“É… é mes… mo.” (Kukklia)

As bochechas dela que estiveram tingidas de vermelho haviam retornado à sua cor original enquanto os olhos dela estavam levemente olhando para baixo em desapontamento.

“Atchaa~” (Leowald & Branza)

Atrás deles, Leowald e Branza colocaram uma mão em suas têmporas no que eles cada seguraram sua impressão sobre a cena que eles começaram.

Hiiro contudo, apesar dele estar ciente de que o que ele disse possa ter sido impróprio, ele não podia entender o porquê deles todos darem uma reação assim para ele. Ele só disse o que estava honestamente em sua mente.

“Vamos lá agora Hiiro, ao menos, só um pouco, tente entender o coração de uma mulher.” (Tenn)

Tenn, que estava no ombro de Hiiro, sacudiu sua cabeça para o lado no que ele murmurou ‘minha nossa’.

“O coração de uma mulher? Claro que eu não serei capaz de entender, eu sou um homem no fim das contas.” (Hiiro) (NT: Nem por isso você entende o coração do Camus)

“… haa, apesar disso poder ser verdade, mas ainda, minha nossa.” (Tenn)

Hiiro se sentiu irritado no que Tenn soltou um suspiro terrivelmente longo.

“Por que você não me diz claramente se você tem algo para dizer?” (Hiiro)

“Se eu pudesse dizer isso, eu não estaria tendo um tempo duro como este.” (Tenn)

“Então, fique silencioso. Além do mais, olhe para Nitouryuu. Aquele cara também nunca entenderá, sabia. Porque aquele cara é um homem.” (Hiiro)

Pela urgência de Hiiro, Camus que estava próximo de Hiiro inclinou seu pescoço de forma fofa.

“Un… eu sou um cara. Sempre junto… com Hiiro.” (Camus)

Camus assim disse orgulhosamente. E então Hiiro estava ‘viu isso?’. Diante daqueles dois, Tenn só pôde soltar um suspiro pesado.

“D-de qualquer forma, como eu perguntei antes, você realmente já está planejando ir?” (Leowald)

“Yup.” (Hiiro)

“Mu, entendo. Se possível, eu adoraria ter uma revanche com você no seu tempo livre.” (Leowald)

Hiiro queria se perdoar disso. Ele lutou antes porque ele tinha uma razão para fazer isso. Contudo, ele iria recusar se a luta fosse simplesmente para passar tempo.

Ele não era um maníaco frenético por batalhas, e mesmo que seja só uma luta simples, lutar contra o Rei das Feras é meio incômodo. Então diante de alguém que fala de tais desejos como se fosse natural, não obrigado.

“Além do mais, você não foi desafiado bastantinho por Lenon?” (Leowald)

Lenon era o segundo príncipe do país. Sua motivação para lutar lembrava a de Leowald. Como esperado do pai e filho. Ele era uma pessoa que uma vez que você tenha lutado e vencido ele, ele iria persistentemente pedir por uma revanche quantas vezes ele quiser. Mas Hiiro não tinha o tempo para fazer tais coisas. Então, não.

Toda vez que Lenon pediu por uma partida, o primeiro príncipe Leglos iria dar uma bronca em seu irmão por sua rudez. Hiiro sentiu um pouco de simpatia ao irmão mais velho. Lenon era simplesmente persistente demais.

“Então que tal uma partida de exibição que serviria como uma motivação para os soldados desta nação?” (Leowald)

“Eu recuso.” (Hiiro)

“Gahaha! Como pensei!” (Leowald)

Ele parecia ter esperado que sua oferta fosse ser recusada. Ao lado dele, uma voz calma murmurou, ‘Querido, sério agora’.

“Mas bem, como você tem essa magia capaz de viajar para cá instantaneamente, eu acredito que esta separação não será a última. Se você sentir falta da Mimir e Kukklia, sinta-se livre para vir e visitá-las de novo.” (Leowald)

“Es-espera, por que eu estou incluída–!?” (Kukklia)

Apesar de Kukklia estar ficando agitada em recusar a afirmação de seu pai,

“Ah, antes de você partir, conte para Mimir e os outros de sua ida.” (Leowald)

“É, eu pretendo fazer isso.” (Hiiro)

Hiiro não queria outro ‘você saiu de novo sem dizer nada para nós!’ — gritando de Arnold.

“Mas eu tenho uma impressão que nós estaremos nos vendo de novo bem cedo.” (Hiiro)

O clima de Leowald mudou no que seus olhos cerraram afiadamente. Hiiro quis dizer sobre a organização criada pelo Maou Predecessor, 《Matar Deus》. Desde as últimas notícias sobre eles, eles não tem nada depois, apesar de que eles estavam certos que alguns movimentos estavam sendo feitos por trás das costas deles.

“… a propósito, Rei das Feras.” (Hiiro) (NT: Depois de todo esse tempo, está me batendo uma forte vontade de mudar para ‘Rei Fera’, estilo ‘Rei Demônio’, mas… como um título, eu acho Rei das Feras melhor… opiniões?)

“Sim?” (Leowald)

“Por favor considere sobre o 【Paraíso】 que eu ofereci, tudo bem?” (Hiiro)

“Gahaha! Ah sim, vamos discutir esta questão com todos! Eu realmente quero encontrar esta mestra sua que fundou esta ideia.” (Leowald)

“Você está enganado. Aquela pessoa não é minha mestra. Eu apenas sugeri esta questão por minha própria vontade.” (Hiiro)

Claro, ele quis dizer sobre Aka Loli, Liliyn. (NT: Loli Vermelha, para quem esqueceu)

“… então esta pessoa não era sua mestra, huh?” (Leowald)

“Você é persistente demais. É só que meu propósito se alinha com o daquela pessoa. Colocando simplesmente, você poderia dizer que eu gostaria de ver o sonho dela virando verdade com meus próprios olhos.” (Hiiro)

“Hoh, então você se apaixonou por esta pessoa, huh?” (Leowald)

Os olhos de Leowald estavam cintilando com um brilho definitivo, até Kukklia que estava olhando para ele teve esta disposição discernente em seu olhar.

“Não seja tolo. Eu sou normal.” (Hiiro)

“Eh? Normal…?” (Leowald)

Como se ele não tivesse entendido a afirmação de Hiiro, Leowald inclinou seu pescoço em confusão. Para Hiiro, Liliyn é uma garotinha, e ele não tem inclinação ou desejos libidinosos para essa dita pessoa.

“Sem chance, como se você fosse normal… se eu tivesse que nomear isso, seria sem cor. É, sem cor.” (Tenn)

Apesar de Tenn ter falado levemente, Hiiro ouviu completamente as palavras dele. Ele segurou seu pescoço e o jogou para trás. Contudo, Tenn rotacionou seu corpo e fez uma aterrissagem perfeitamente planejada.

“P-por que você me jogou do nada, Hiiro!” (Tenn)

“Calado, Macaco Amarelo. Como se nós pudéssemos entender aqueles ‘sem cor, sem cor’ que você estava falando sobre.

“Ke! Se você é normal, então ao menos mostre algo diante de uma mulher! Seu cretino sem cor maldito!” (Tenn)

“… hou, aparentemente ao invés de Macaco Amarelo, você gostaria de ser Macaco grelhado, huh? Seu macaco tagarela.” (Hiiro)

“Hmpf! Se você pode fazer isso, me tente, seu homem cabeça dura insensível!” (Tenn)

No que os dois se encaravam como se faíscas estivessem se espalhando acima das cabeças deles, eles ouviram a batida de mãos e viraram suas atenções para isso.

“Tudo bem, parem! Se vocês pretendem começar uma batalha aqui, eu gostaria que vocês perdoassem este lugar seriamente.” (Leowald)

O que Leowald disse era natural. Se os dois tivessem um combate sério um com o outro, a 《Sala do Trono》 certamente desmoronaria. Aquelas duas pessoas tinham a habilidade para evocar tal efeito.

“… huh, parece que você escapou por pouco do seu fim, Chimpanzé.” (Hiiro) (NT: Monkey = Macaco; Ape = Chimpazé…)

“Eu retorno aquelas palavras similarmente, seu humano impaciente de temperamento rápido.” (Tenn)

Diante de tal discussão infantil entre as duas pessoas de mente próxima, todos que estavam presentes afrouxaram suas bochechas. Apesar de poder parecer inacreditável, mas esta era a pessoa que lutou e derrotou o Rei das Feras num duelo e trouxe vitória aos 『Evila』.

Antes de Hiiro deixar a sala, ele contou à Leowald que ele traria Liliyn e sua companhia um dia para falar em detalhe sobre o 【Paraíso】 de que ele falou sobre antes.

Por ora, seu próximo destino era o jardim. Parece que haviam um monte de pessoas que estavam presentes ali.

Quando ele chegou no lugar, ele viu Mimir e Muir colhendo os plantios enquanto aproveitavam com sorrisos claros em seus rostos. Na redondeza daquelas duas, ele também viu Arnold e sua irmã mais velha por perto.

E no momento que ele se aproximou deles…

“Hiiroooooooooooooooooo!” (Crouch)

Uma voz familiar e passos soaram nos arredores do solo em que ele estava. Como de costume, ele escreveu 『Troca| 交換』 instintivamente, mas percebeu que Barid, seu escudo de carne, não estava presente no local.

Ele pensou em usar Arnold no lugar, mas sua distância dele era longe demais. Devido à falta de preparo, Hiiro foi ultimamente derrotado pela situação…

“Unyaaaaaa~!” (Crouch)

Por trás, ele sentiu um abraço pesado, mas de algum modo capaz de aguentar isso ao colocar força em seus pés. E depois de um monte de desafios, Crouch, a garota gato foi capaz de saborear a sensação de um abraço com sucesso nas costas de Hiiro.

“Hiirooo~, Hiirooo~ Nyaaaaa~” (Crouch)

“… me solte, Garota Gato.” (Hiiro)

Apesar de Hiiro ter reclamado deprimidamente,

“Sem nyance!” (Crouch) (NT: Eu odeio tentar fazer esses ‘nya’…)

Ela respondeu assim. Sem ter o que fazer em sua situação, Hiiro deixou vazar um suspiro no que Muir e os outros notaram e vieram até ele.

“Sério agora, Crouch-san! Por favor se separe do Hiiro-sama!” (Mimir)

A segunda princesa Mimir docemente repreendeu Crouch. Muir, ao lado dela também encheu suas bochechas.

“Hehe, vão lá, continuem o que vocês estão fazendo, eu insisto! Eu não ligo ninguém enquanto não for Muir… hiiii!?” (Arnold)

Aparentemente, não parece ter uma função de aprendizado em Arnold.

“Oji-san? Você poderia repetir isso de novo… hm?” (Muir)

É como se um fogo infernal estivesse estourando atrás dele. Arnold, que estava mortalmente pálido, disse,

“C-Crouch-sama! Por favor pare o que você está fazendo! Ao menos faça isso quando vocês dois estiverem juntos sozinhos!” (Arnold)

“Nya! É miausmo? Só nyós dois, você diz? Hiiro~ vamos para miau quarto! Nyós faremos um monte de coisas divertidas nyá~!” (Crouch) (NT: … me empolguei, mas enfim, tá aí)

Apesar de que era Crouch que estava expressando um sorriso encantado em seu rosto, atrás dele apareceram…

“… Oji-san?” (Muir)

“… Arnold-san?” (Mimir)

As duas anjas se transformaram no modo demônio no fim. Então Arnold, que estava oblívio aos perigos de sua própria tolice,

“… haha… eu acho que isto é adeus…” (Arnold)

Ele falou tais palavras enquanto ria antes de seu fim iminente.

Anúncios

7 respostas em “Capítulo 269: Antes da Separação

  1. Ty pelo cap Thyros and “Anri”. =x
    Quando o autor não fala que apareceu um “hannya”, quando Muir e Mimir estavam bravas com Arnold…

    Nessa parte:
    “Por que você não me diz claramente se você tem algo para dizer?” (Tenn)
    Não seria o Hiiro?

    Curtir

Deixe uma Resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s