Capítulo 267: Contagem Para o Começo da Guerra

Este capítulo demorou para sair por problemas pessoais (excesso de trabalho) da Anri, mas aqui está… ah, eu ando meio cansado, mas talvez saia o próximo WCC patrociando ainda hoje, vamos lá – Este capítulo foi traduzido da Anri-sama.


Capítulo 267: Contagem Para o Começo da Guerra

Todos que ouviram a verdade do relato de Aquinas tiveram seu fôlego tomado embora. Além do mais, o fato que Aquinas conhecia a Maou Fundadora, até ao ponto dele testemunhar os últimos momentos dela, todos estavam tão sem palavras que eles não podiam fazer nada além de encarar ele.

Aquinas tinha seu olhar sem expressão usual… mas foi apenas Liliyn quem notou uma leve chama oscilante de arrependimento em seus olhos vermelhos. E pelo que esse arrependimento era… Liliyn de algum modo entendeu e se sentiu irritada por isso.

Talvez, ele se arrependa de não ter sido capaz de proteger a 【Caverna Shanjuumon】 que ela havia deixado para trás. Porque ele ficou muito perplexo pelas poderosas ilusões do 《Núcleo》 de Adam, e como um resultado, ele foi incapaz de proteger sua promessa à ela.

E essa promessa era proteger o tesouro escondido dentro da 【Caverna Shanjuumon】. O 《Núcleo》 não era para o bem de alguém vivo neste mundo, mas apenas uma encarnação protegendo o lugar onde as preciosas memórias de Adams e sua amiga estavam ocupando.

“… Aquinas, por que você se manteve silente sobre este assunto até agora?” (Eveam)

Eveam falou com um tom levemente criticando.

“… Eu só pensei que ter pessoas sabendo da existência do 《Núcleo》, mais tentarão obtê-lo.” (Aquinas)

“Eu nunca faria algo assim!” (Eveam)

“Além do que.” (Aquinas)

“Eh?” (Eveam)

“Além do que… ela não é uma pessoa que propositalmente iria querer outros sabendo de seus próprios sofrimentos.” (Aquinas)

Parece que Aquinas era alguém digno de respeito também. Ele pensou que as questões pessoais de Adams matando sua própria amiga não era algo que os outros deviam saber apenas casualmente.

(Ele ainda é tão leal ao ponto de ser um problema, como de costume) (Liliyn)

Liliyn encarou Aquinas com um humor até que desagradado enquanto ela estalava sua língua. Eveam também percebeu as intenções dele e pausou um pouco.

Se uma situação não tivesse ocorrido, então Liliyn pensou que Aquinas não teria revelado este tipo de tópico.

“É por isso que…” (Aquinas)

Naquela hora, era óbvio que a raiva de Aquinas estava vazando dele. Até Eveam e Marione prenderam a respiração diante dessa atmosfera.

“É por isso que eu sempre faço uma distinção clara. O que eu devo dizer ou fazer para poder proteger aquele lugar.” (Aquinas)

Claro, a raiva estava direcionada ao Maou Predecessor Avoros, que destruiu a 【Caverna Shanjuumon】. E Liliyn sabe… que ele também era um homem assim.

(Mesmo quando ele parece uma pessoa bacana na superfície, sua rigidez não mudou, como de costume.) (Liliyn) (NT: Bacana/calma… era literalmente cool)

Sua força era verdadeira, e muitas pessoas eram fascinadas por ele ser o 『Evila Mais Forte』. Claro, incluído nesse fascínio havia uma mistura de inveja, admiração e medo também.

“Obrigada por falar honestamente, Aquinas.” (Eveam)

Na menção das palavras inesperadas de Eveam, Aquinas, que ficou um pouco surpreso, murmurou o nome da jovem princesa.

“Contudo, eu quero que você coloque sua fé em mim um pouco mais.” (Eveam)

“…” (Aquinas)

“Não esconda isso para você mesmo.” (Eveam)

“…” (Aquinas)

“Eu sei que é difícil revelar tais coisas dolorosas do passado. Mas me deixe ajudar e carregar esse fardo. Porque… eu sou a Maou de todos!” (Eveam)

Mesmo que ela fosse a Maou, não havia realmente uma obrigação em revelar tal tópico. Isso é natural. Porque era um passado que não se dava para falar de alguém. Especialmente se era um desejo precioso confiado à ele.

Ainda mais se a dita pessoa estava sofrendo por ser incapaz de realizar sua promessa. E ainda, ela fala que todos deveriam dividir esses fardos com ela.

Para falar sobre tais coisas dolorosas, dizendo que ela carregaria o fardo deles como a Maou da raça dela. Que tolice.

(Sério, que garota ingênua.) (Liliyn)

Liliyn observou Evaem, que estava olhando para Aquinas sem se incomodar. Ela ainda é uma líder inexperiente jovem demais para ficar como a Maou.

Era natural que ela deva prometer coisas dentro de suas próprias capacidades. Não fazer isso seria sinônimo de dizer tais palavras irresponsáveis com o título confiado à ela como a líder desta nação.

No estado atual dela, era impossível carregar todos os fardos dos 『Evila』. Quando Liliyn pensou que as palavras dela eram tolice, ela deu um suspiro, e então,

“Mas mesmo que eu diga tais coisas, eu ainda sou um bebê longe de ser comparada com Aquinas e Marione.” (Eveam)

As palavras que Eveam falou tinham um tom mortificado.

“É por isso que eu não carregarei seus fardos sozinha. Me deixe carregar eles com você. Ao ponto que eu consiga carregar. Ou então Hiiro havia me dito.” (Eveam)

(O q- o que ela disse!?) (Liliyn)

Liliyn reagiu quando ela ouviu a influência de Hiiro de Eveam.

“Fraca como eu possa ser, por favor me deixe carregar o quanto eu puder. Apesar de ser verdade que eu quero aguentar os fardos de todos, mas a eu atual precisa de mais alguém para carregar tais fardos.” (Eveam)

Aquinas colocou maciamente suas mãos nos ombros dela com um olhar apologético.

“Aquinas…” (Eveam)

“Princesa… não, Vossa Majestade… você cresceu.” (Aquinas)

“Eu ainda tenho um longo caminho à seguir.” (Eveam)

Apesar de ser difícil de reconhecer pelas expressões de Aquinas e Marione, mas certamente parecia que eles estavam cheios de sorrisos. Eles estavam provavelmente felizes que Eveam não falou casualmente tais palavras irresponsáveis.

Contudo, Liliyn estava…

(Ku… então foi a influência de Hiiro! Ele é um cabeça de vento!? Não, ele definitivamente é um! É por causa dos peitos dela! Droga, então eram os peitos dela!!!) (Liliyn)

Liliyn encarou Eveam que tinha um peito maior comparado com ela.

“Nofofo, ojou, eu tenho uma grande inclinação à peitos pequenos!” (Silva)

Silva fez um comentário bem desagradável para ela, então por ora ela retornou um punho na cara dele. Ele deitou no chão com um sangramento nasal no que ele gratamente recebeu a resposta dela.

Cruzer deu um sorriso torto diante daquele Silva sorridente, e então tossiu para atrair a atenção de todos.

“Todos, se eu puder?” (Cruzer)

Liliyn suprimiu sua irritação no que ela se virou para Cruzer.

“Já que o Maou Predecessor obteve a 《Espada Amaldiçoada – Sacrifício》, eu acredito que seja necessário montar contra-medidas para o futuro por vir. Felizmente, ainda é impossível para ele agir, então ainda há tempo.” (Cruzer)

“Hm? Como você pode ter tanta certeza disso? Se alguém obteve uma arma assim, há uma possibilidade que ele atacaria imediatamente, certo?” (Liliyn)

Na menção da questão de Liliyn, Cruzer balançou sua cabeça para o lado.

“Não, há uma razão pela qual ele não pode agir.” (Cruzer)

“E essa razão é?” (Liliyn)

“Sim, atualmente ele está…” (Cruzer)


“Como está o estado de Vossa Majestade, No. 05?” (Hiromi)

Foi um dos subordinados de Avoros nomeado Hiromi quem perguntou. Suas palavras foram reconhecidas e 05 se moveu para encará-lo.

“Eu não posso dizer nada no momento.” (Kiria)

Com seu cabelo branco como a neve movido, Kiria respondeu com uma expressão desprovida de emoções. No. 05 era seu número de identificação entre as várias Kiria que existem aqui. E foi a antiga assistente e amiga próxima da Maou Eveam.

Atualmente, diante dele estava um enorme cristal enterrado sob uma parede no que ele refletia o corpo nu de Avoros flutuando dentro dele.

Havia um inchaço regular de bolhas aparecendo dentro como se o cristal estivesse cheio até a boca com água. Com uma cena assim, enquanto olhava para o corpo mole de Avoros, No. 05 falou.

“Vossa Majestade havia se determinado que isto poderia acontecer.” (Kiria)

“Aquela espada chamada 《Sacrífico》 é capaz de enfraquecer Vossa Majestade à este ponto?” (Hiromi)

“Parece que sim. Em troca de conseguir o poder capaz de destruir qualquer coisa, uma força vital considerável é demandada.” (Kiria)

“Então o 《Núcleo da Maou Fundadora》 seria deixado impossível de se obter se ele não fosse tão longe como assim, huh?” (Hiromi)

“Quando Vossa Majestade havia retornado, quase todas as partes de seu corpo estavam à beira de extinção. Eu não estava preparada que este tipo de tratamento seria de tal necessidade. Vossa Majestade fez uma aposta bem perigosa.” (Kiria)

“Eu realmente desejo que as outras pessoas pudessem ter feito seus trabalhos melhor, mas ninguém podia puxar aquela espada de seu lugar.” (Hiromi)

“Aquela espada é uma parte do 《Diabo》, e ela só responde àqueles reconhecidos pelo 《Diabo》. E como nós podemos ver, somente Vossa Majestade foi reconhecido por ela.” (Kiria)

No. 05 enviou um olhar quieto para Avoros.

“… Kainabi está na prisão?” (Hiromi)

“Sim, ela precisava ser disciplinada um pouco.” (Kiria)

“Eu naõ entendo o que ela sente sobre isso, mas como esperado, virar suas próprias garras contra sua própria raça é um pouco demais.” (Hiromi)

De fato, a garota chamada Kainabi, no momento que ela presenciou o corpo surrado de Avoros, ela interrogou Isuka pelo motivo disso ter acontecido.

Apesar de Isuka dever ter explicado precisamente, ela só respondeu com ‘não é da sua conta’ para ela. Foi por isso que Kainabi julgou que foi culpa de Isuka que isso aconteceu e direcionou um punho em direção à ela.

Nem precisa dizer, haveria um grande problema se elas lutassem como estavam, então eles restringiram Kainabi e jogaram ela dentro da prisão masmorra do castelo para ela, a culpada principal, refletir em seus erros.

No. 05 então contou que à Kainabi o que ela ouviu sobre a condição de Avoros, mas porque ela não conseguia suprimir sua raiva à Isuka, ela escolher esfriar sua cabeça por um tempo.

E Isuka disse que ela não tinha qualquer intenção de resolver o mal entendido no que ela saiu para algum lugar continuar a tarefa que ela deveria fazer.

“Sério, que sujeitos egoístas elas são.” (Hiromi)

Hiromi soltou um suspiro profundo com espanto misturado no meio. E assim como No. 05, ele virou seu olhar quietamente para o corpo imóvel de Avoros.

“… quando irá Vossa Majestade despertar?” (Hiromi)

“Eu não sei. Contudo, há uma ordem que eu recebi de Vossa Majestade.” (Kiria)

“O que é?” (Hiromi)

“… Na hora do seu despertar, ele iria…” (Kiria)

Os olhos de No. 05 brilharam suspeitosamente, e seus finos lábios tremeram.

“… começar a guerra contra o mundo.” (Kiria)

Os olhos de Hiromi cerraram em resposta.

“Entendo, então você deve preparar para o despertar dele então.” (Hiromi)

“Deixe isso comigo.” (Kiria)

“Também se possível, ajude no despertar de Vossa Majestade para que isso acelere nem que por um dia.” (Hiromi)

“Essa era minha intenção.” (Kiria)

Hiromi olhou para Avoros mais uma vez antes dele deixar o lugar.

Anúncios

5 respostas em “Capítulo 267: Contagem Para o Começo da Guerra

  1. Ty pelos caps 261~267.
    Só fui perceber agora que tinha lançado alguns.

    Nessa parte:
    Cruzer suprimiu sua irritação no que ela se virou para Cruzer
    Não seria a Ojou-sama =p que estava irritada? (ciúmes da “relação” da Eveam com Hiiro envolvido)

    Curtir

Deixe uma Resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s