Capítulo 50 – Irmãs Enganadoras

Eu canso em ficar traduzindo vários dias assim, mas se quero manter um prazo e honrar o dinheiro dos patrocinados sem enrolar, complica a vida… mas tá aqui, depois eu vejo o que faço ou deixo de fazer, vamos lá – Este capítulo foi traduzido do Lunaris.


Capítulo 50 – Irmãs Enganadoras

Capitão foi jantar com as belas irmãs, os embaixadores foram jantar com os nobres~” (Fonke)

“Wawa, não é tão ruim assim comer junto.” (Aisha)

“Isotta também está bebendo saquê.” (Fonke)

Depois de se despedirem de Yuusuke, os membros restantes da Corps do Deus da Escuridão estavam enrolando no salão, no que era perto da hora do jantar, eles começaram a se sentar ao redor da mesa.

Desde o primeiro dia, eles estiveram fazendo suas próprias coisas sozinhos, mas a partir de agora, parecia que estar juntos como uma unidade fez todos se sentirem mais seguros. Talvez era devido à discussão recente que mais ou menos afetou todo mundo.

“Pensando sobre isso, bem… mesmo que Gazzeta ataque, esta cidade estilo fortaleza não cairá tão facilmente.” (Shaheed)

“Isso é verdade”, no que os membros acenaram para concordar com as palavras de Shaheed.

***

Por outro lado, Yuusuke que foi convidado para a casa de Razsha e Rasanasha estava aproveitando os tempos agradáveis.

“Como está o gosto?” (Razsha)

“Hmm, é bem gostoso.” (Yuusuke)

“Fufufu, isso é ótimo.” (Razsha)

Apesar dele ter sido recomendado à beber saquê, no que ele não podia beber muito, ele gentilmente recusou, Inintencionalmente, Yuusuke desviou de uma bebida misturada com estimulante. Razsha estava mantendo seu modo de lamentável garota jovem, anti-corps do deus da escuridão, enquanto bolava um plano para de algum modo drogá-lo.

Razsha havia preparado seu próprio estimulante especial, um que era inodoro e sem gosto, mas podia também invocar uma poderosa luxúria similar à alucinógenos. Apesar de ter um tempo de prateleira curto, se for misturado na comida e bebidas e não for consumido dentro de 10 segundos, o efeito desapareceria, então era um remédio duro de usar.

Então ao recomendar a comida e bebidas, ela iria misturar antes de servir. Logo, colocar ele junto com o saquê era um dos truques mais fáceis, devia ter sido “sim, ok”, esse tipo de situação, mas o saquê foi rejeitado cedo.

(Eu espero que nós não percamos o alvo… mas, como alguém esperaria, um súbita “ah~n” e fazer isso seria inatural.) (NT: Ela quis dizer de ela alimentar ele, aquela coisa de casal retardado)

A ordem das comidas foi feita num jeito de ficar mais apimentado, então alguém ficaria com cede por água. Razsha encheu alguns copos pequenos com água até a metade, antecipando que não muito tarde ele pedirá por mais água, e naquela hora, ela misturará o estimulante. A chance chegaria em breve.

“Desculpe, você pode me dar um pouco de água.” (Yuusuke)

“Ah, sim.” (Rasanasha)

“Ahh, Onee-chan, por favor se sente, deixa que eu faço.” (Razsha)

Com agilidade, Razsha se moveu até Yuusuke com a jarra d’água, ela abriu uma pequena cápsula que estava na ponta do dedo dela, no que ela estava colocando a água, ela pingou uma gota do estimulante especial no copo. “Aqui está”, no que ela ofereceu a água, “obrigado”, no que Yuusuke começou a beber.

(Ótimo, próximo passo são nossos preparativos.)

Razsha usou seus olhos para passar um sinal. Tendo recebido ele, Rasanasha se levantou de seu assento enquanto dizia, “eu vou buscar a sobremesa”. Depois de confirmar que Rasanasha estava fora da sala, Razsha se aninhou ao lado de Yuusuke enquanto cochichava no ouvido dele.

“Hmm, Yuusuke-san… até onde você chegou com a onee-chan?” (Razsha)

“Eh? Sua irmã e eu não estamos nesse tipo de relacionamento, sabia?” (Yuusuke)

“Ehhh~~ isso é verdade~~?” (Razsha)

“Não, é verdade, é verdade.” (Yuusuke)

E então uma série de perguntas e respostas começou como prometido, ouvindo a resposta de Yuusuke, Razsha com um rosto satisfeito, rindo e sorrindo enquanto se aproximava ainda mais dele enquanto cochichava. Um leve cheiro, aroma estilo de biscoito vindo dela fez cócegas no nariz de Yuusuke no que a temperatura do corpo dele começou a subir.

“Bem, então, do Yuusuke-san… a pessoa de interesse~~” (Razsha)

Nesse momento, Rasanasha retornou com um prato cheio de sobremesas.

“Desculpem pela demora… aconteceu alguma coisa?” (Rasanasha)

“Nope, nada.” (Yuusuke)

“Nadinha, onee-chan.” (Razsha)

Num pânico, Razsha saltou de volta ao seu assento por show, inclinando sua cabeça como parte do show. Rasanasha colocou as sobremesas na mesa. Até agora, os arranjos estiveram prosseguindo como planejado.

Vendo que Yuusuke não teve mudança em sua aparência, e imaginando se o estimulante especial havia funcionado, Razsha havia cochichado tentações doces para ver se ele reagiria. Imaginando se ele seria ou não movido pela aparência dela não tão apropriada.

Em primeiro lugar, tudo já deve ter tomado seu lugar. Como chegou à este ponto, não tinha sentido em ficar passiva, então Rasanasha secretamente ligou seu espírito de luta e começou a próxima fase de seu plano.

“Espera, Shia? Isso não é saquê?” (Rasanasha) (NT: Shia é tipo o apelido da Razsha)

“Ara? … eu me enganei?” (Razsha)

Razsha que bebeu sem pensar o saquê de sua irmã, havia ficado bêbada.

“Funyafunya.” (Razsha)

“Mu, esta criança… ela é fraca contra álcool.” (Rasanasha)

“Ara, v-você está bem?” (Yuusuke)

Rasanasha foi preparar algum remédio que deixaria sóbrio qualquer um que estivesse bêbado. Enquanto pedia para Yuusuke apoiar Razsha para que ela não caísse de sua cadeira. Rasanasha começou a procurar e cavar pelas prateleiras, mas parecia que ele havia acabado, aparentemente.

“Me desculpe, eu vou ir comprar mais remédio… você poderia cuidar da Shia?” (Rasanasha)

“Ah, sim, sim, sem problema.” (Yuusuke)

“Mufu~ Yuu~suke~san” (Razsha)

“Oy oy, você vai cair, fique parada, por favor.” (Yuusuke)

A aparência de Yuusuke acalmando alguém que estava bêbada era uma visão bem confortante. Era porque no mundo original dele, ele havia sido treinado por uma mulher que era má bêbada de sua própria família, então ele estava acostumado em como tratar pessoas como Razsha que eram fracas contra álcool.

“Obrigada por sua ajuda”, no que Rasanasha saiu da sala rapidamente. O estimulante ainda deveria estar em efeito, logo resultando numa situação onde alguém cairá assim que não acham quaisquer perturbações.

Como a última coisa que estava segurando Yuusuke se foi, Razsha entrou em sua fase de tentação.

“Sono~ ir para o quarto da Shia~” (Razsha)

“Hm, eu entendo. É aqui?” (Yuusuke)

Yuusuke foi ao quarto que ele foi direcionado enquanto apoiava o corpo caindo de Razsha.

Durante esse tempo, enquanto estava ligada e balançando juntos, Razsha estava esperando por uma mão que fosse até seu peito ou bunda, depois de um longo período de tempo, ela começou a se sentir desconfortável com o comportamento excessivamente cavalheiro de Yuusuke.

Então ela começou a imaginar se o relato do grupo de inteligência se referindo ao alvo era verdade, de acordo com o relato ele já devia ter empurrado à força alguém antes.

(Não me diga, houve um engano no entendimento do gosto dele em mulheres…?)

Mas, Razsha tinha confiança que mesmo que alguém tivesse gostos diferentes ela seria capaz de balançar essa pessoa. Enquanto há o estimulante de prazer, ninguém seria capaz de resistir uma inocente e indefesa garota, que eles gostam, bem diante de seus olhos.

‘Venha me comer’, no que ela incitou ele, enquanto olhava na direção dele de sua cama. (NT: Ela fala eat, de comer/devorar, mas tá valendo em português também)

Parece que ela se rolando fez 3 dos botões dela se abrirem, logo as roupas desajeitadas abriram para mostrar o peito dela, sua pele branca brilhante, sua clavícula e peitos podiam ser vistos indo para cima e para baixo para acompanhar a respiração dela. Só mais um pouco, se alguém fosse puxar e arrastar para baixo, o fino pano, os mamilos dela que estão atualmente escondidos seriam revelados. (NT: Eu sei, clavícula é a palavra mais sexy do parágrafo)

Yuusuke se aproximou da cama, no que suas mãos foram para endireitar as roupas bagunçadas~~

(Sim, aqui vem ele!)

Ela estava pensando que as roladas possam ter feito o truque, mas as mãos dele pararam e prenderam o botão cobrindo o peito dela, depois ele gentilmente puxou o lençol que estava preso sob o corpo dela e a cobriu.

Depois ele acariciou uma vez o cabelo de Razsha, disse “boa noite” e então deixou o quarto.

(…… huh??)

***

Para preparar água para ela, Yuusuke deixou o quarto e topou com Rasanasha. Na verdade, ela esteve em espera, aguardando por sua chance, ela não considerou que Yuusuke iria sair, então ela não teve tempo para se esconder, ela foi pega totalmente despreparada.

“Ah, isso foi rápido. A propósito, eu carreguei sua irmã para o quarto dela.” (Yuusuke)

“Eh? Ah, si, sim, desculpe pelo incômodo.” (Rasanasha)

O uniforme de corps que Yuusuke vestia concedia vários efeitos protetivos, incluído entre eles estava um efeito de destoxificação e um efeito anti-sedativo.

Logo, o estimulante especial que era poderoso por apenas um curto período de tempo perdeu sua potência num instante, logo os ataques de tentação de Razsha pareciam com tentativas de “oh, fofo”.

Se apenas tivesse ido como as garotas planejaram~~

(Shia…! Eu até saí para te dar uma largada!”)

(Isso foi vitória rápida!)

E então a cena de “um homem encarando a honestidade de boa conveniência de mulheres”, as duas irmãs deveriam competir por ele pela noite, e ele deveria estar apto à diversão com cordas, mas~~ (NT: A expressão usada é binding play, que é basicamente se amarrar para… enfim, fiz uma leve adaptação)

“Bem, então, eu verei você mais tarde, obrigado pela refeição de hoje. A comida caseira de Rasanasha estava deliciosa.” (Yuusuke)

“Não, não não, você é humilde demais…” (Rasanasha)

Rasanasha, confusa pelo que aconteceu, ficou na parada na entrada e deu suas despedidas. Assim que a figura de Yuusuke desapareceu pela passagem, Razsha saiu do quarto xingando depois de pisar e chutar a cama.

“Que diabos há com aquele cara! Ele não está interessado em garotas!?” (Razsha)

Ela não conseguia acreditar que ela não conseguiu seduzir ele, e seu orgulho estava ferido! Enquanto acalmava o temperamento de Razsha, Rasanasha havia notado que ela mesma se sentiu aliviada que o plano havia falhado, logo ela estava confusa pelo motivo dela estar com um sentimento tão conflituoso.

***

No caminho de volta ao distrito real, Yuusuke trombou com uma dúzia de cavaleiros armados correndo através na frente dele. Imaginando o que havia acontecido, ele olhou em direção dos distritos da plebe para onde eles estavam seguindo e pareciam haver um monte de cavaleiros reunidos ali.

Havia um número até que pequeno de tropas organizadas, eles começaram a mover em resposta às suas ordens de uma pessoa que parecia o comandante deles. Imaginando o que aconteceu, Yuusuke tentou chamar pelos cavaleiros passando, que foram assinados para um novo local.

“Ahh, Embaixador-dono… parece que há um ataque em larga escala de Gazzeta.” (Fagner)

De acordo com a história dele, parece que eles receberam informação sobre um grande exército de Gazzeta que havia se reunido na floresta ao oeste, eles tinham se encontrado com seus batedores e o avistamento de 500 cavalarias da tropa de cavalaria de Gazzeta foi confirmado. Logo eles estavam recebendo um chamado de emergência para preparar para um ataque com tudo.

“Esse tanto…” (Yuusuke)

“Bem, embaixador-dono não precisa se preocupar, as paredes desta cidade nunca foram quebradas.” (Fagner)

Então numa pressa, para ir ao seu apontamento, como um bom cavaleiro ele saudou e partiu.

“A coisa que Isotta havia sentido, era realmente só isto…?” (Yuusuke)

Por ora, devido à emergência, Yuusuke estava correndo de volta para seus companheiros que ele deixou no distrito real.


Este capítulo foi patrocinado pelo Luiz Ganso, que ajudou doando o/

Anúncios

11 respostas em “Capítulo 50 – Irmãs Enganadoras

  1. Acho que a ideia do patrocínio é mais uma ajuda do que uma pressão de “vamos, traduza”, então faça no seu tempo as traduções, sem pressa.

    E finalmente chegou na parte que eu parei na tradução em inglês

    Obrigado pelo capítulo.

    Curtir

    • A ideia do patrocínio é ajudar – a questão é que se eu enrolar muito eu perco a motivação extra que ver o patrocínio traz.

      E também, considerando que os dois capítulos extras que traduzi (este e o próximo semanal) são curtos, não teve nada demais – só “reclamei” porque estou lendo uma novel nova, e faltam ainda cerca de 150 capítulos para acompanhar… obviamente traduzir tira o tempo de ler ela xD

      Curtir

      • 150 capítulos ??

        Tem um que eu estava lendo e tinha parado no capítulo 193 em agosto de 2016, semana passada retomei e já cheguei no 400 (que quem traduz liberou). Rapaz, foi uma semana corrida.

        Curtir

        • Esse número é o que faltava eu ler (agora é só 130, menos) – WCC acaba no capítulo 108, algo assim…

          Enfim, eu não tenho tanto tempo para ler novel sem parar, porque eu acompanho MUITA coisa, e aí meu tempo vai se dividindo… além das traduções, é claro…

          Curtir

  2. Oi vlw pelo cap ☺☺☺☺
    Vc tem um dos melhores sites de tradução que eu conheço ♡♡♡♡
    Pode me dizer se vc ta traduzindo da LN OU A WN?

    Curtir

  3. la ele e um pagado
    aqui um viadao
    na real
    e só um virjao

    interessante ele se preocupar com algo tao especifico como veneno, afinal e a primeira vez que ele lida com isso ,

    Curtir

Deixe uma Resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s