Capítulo 11 – Negligência da Acedia

De novo, apesar de em português ter acento (acédia), como a ideia é latim, fica sem… numa nota paralela, eu fui atropelado sexta (08/04), mas só fiquei com uns arranhões leves nos braços e com pé/perna meio doloridos, mais nada, já fiz pior tropeçando, o que me espanta muito. Muda nada isso, mas queria colocar para fora…mas vamos lá – Este capítulo foi traduzido do Yoraikun.


Parte 1: Hoje foi Pacífico

Era os alcances do espaço.

Espaço. De acordo com algum Deus ou outro ali fora, era um inacabável abismo de trevas.
Mesmo se alguém possuísse asas celestiais, não era tão fácil de passar o vazio que era mais vasto que os altos Céus, e falado como existindo num lugar longe além deles. E lá, era dito que absolutamente nada existia.

Gravidade e matéria e luz e até desejo cessaram de existir.
Tudo que estava lá era… certo.

“Nada…”
“… Não é… nada!”

Uma quantia impensável de poder veio daqueles braços finos para me puxar, e daquele escuro, e quente, e macio espaço de nada, eu fui arrastada para fora.
Luxúria geralmente não era adequada para batalha, mas quando amor era relacionado elas de fato tem uma natureza que aumentava as habilidades deles até que bastante. Não que isso realmente importe.

Belo cabelo dourado, e olhos azuis profundos. Suas feições inocentes e ainda delicadas continham um ar que deixaria qualquer Demônio que governava outro pecado original quieto.

Mas ao mesmo tempo, não havia ninguém descarado o suficiente para atacar ela nesta terra.

Lorna. Sem sobrenome.
Um Demônio de Luxúria, assim como a maid pessoal do Lorde da Preguiça.

Mas aquela forma que eu uma vez ansiei ter, aquele jeito de vida, nada disso era suficiente para estimular meu desejo nem de leve.

Não é como se eu tivesse Sobre-Governado ela, ou que eu nem tinha mais inveja dela, ou qualquer coisa assim.
Tudo apenas virou um saco. Tudo isso. Talvez esta é a única forma de iluminação. (NT: Sentido mais espiritual mesmo)

Entre eu e ela, eu era apenas um pouco menor, mas essa era uma diferença no espectro de erro experimental. É por isso que quando ela me segurou, e me arrostou por aí, meus pés ainda deslizaram pelo chão.
Com forte vontade escondida naqueles olhos azuis que pareciam me sugar, eu ofereci uma única palavra como sempre.

“… Que?”
“… Por que você está… na cama do Leigie-sama…”

Era minha rotina diária. É por isso que eu estou sempre com tanto sono.
Com meus braços presos por ela, eu soltei um bocejo. Os cantos dos lábios de Lorna tremeram por um momento, mas até aquela expressão dela era amável.
Isto pode ser aquela coisa de presente natural dela… não, é algo que simplesmente vem naturalmente para Demônios de Luxuria? Quero dizer, aqueles caras sempre estão tentando os desejos carnais dos outros.

A escuridão gradualmente se esgueirando das profundezas mais profundas do meu corpo.
Como Inveja, era difícil de se ir contra, mas esmagadoramente mais gentil, e nada além de bondoso. Essa força que estava afundando minha existência em depravação era algo chamado sonolência.
Eu imagino quanto tempo se passou desde que o caminho da Preguiça se abriu para mim. Recentemente, eu fui capaz de entender o sentimento do Leigie-sama apenas tão levemente.

Eu estou realmente com sono. E letárgica.
Assim como Inveja continua à torrar, e Gula continua à esfomear, o desejo da Preguiça me proibiu de fazer qualquer movimento drástico.

“… Todo e cada dia, apenas desista logo…”
“Isso é porque você não desistiu em se rastejar para lá todo e cada dia!!”

Como se o comportamento calmo de sempre dela fosse apenas uma mentira, Lorna começa à me cutucar com a vassoura dela.
E bem quando eu comecei à entender os sentimentos do Leigie-sama recentemente, eu comecei à entender Lorna também.

Não é que ela é gentil. Ela é gentil com o Leigie-sama. Ela está mimando ele.
Havia provavelmente uma pequena diferença entre os dois.

Ela incessantemente balança meus ombros.
Mas até aqui é apenas nossa rotina usual. Talvez por causa do poder da Preguiça, mesmo que ela esteja me sacudindo assim, quase nada disso chega até mim.

“Medea Luxeliaheart! Faça seu trabalho propriamente!” (NT: Eu… tinha esquecido de explicar o nome dela quando apareceu, fiz lá agora; coração de luxúria, a ideia é algo assim)
“… Eu sou um travesseiro.”

Não é como se trabalhar é um saco.
Meu dever é para eu dormir na cama do Leigie-sama. Por dormir, eu não quero dizer isso de qualquer jeito estranho. Eu só estou tentando indicar puro e simples sono.
Nesse sentido, eu estou realizando meus deveres profissionais mais do que todo o resto.

Como evidência, minha Árvore de Preguiça está prosseguindo adiante num ritmo razoável.

“Então… o que diabos é aquilo debaixo da cabeça do Leigie-sama!?”
“… Meu senpai.”

Se ele estava ouvindo nossa conversa ou não, Leigie-sama tinha a parte de trás de sua cabeça apoiada contra o travesseiro sem se mover nada.

O jeito que ele parecia como se ele estivesse morto não mudou em nada. Mas o poder que eu podia sentir dele simplesmente existindo lá era definitivamente aquele de um Lorde.

Senpai. Meu senpai.
Entregue pela Grande Maou, Kanon Iralaude, ele era um travesseiro feito da plumagem de Dragões de Fogo bebês. Claro, ele não tinha um nome. Mas tendo sido feito de materiais de Dragão de Fogo, o travesseiro era excedentemente durável, possuía resistência à fogo ridiculosamente alta e além de ser constantemente aquecido para uma temperatura confortável, ele ostentava uma maciez requintada.

Ele era sem dúvida meu maior inimigo.
Ele era, mas recentemente, eu me achei perdendo interesse em pensar sobre algo assim.
Em primeiro lugar, eu nunca aceitei isso desde o começo.
Não é idiota invejar um travesseiro? Eu nunca ouvi de um Invidia assim.

A razão pela qual eu ainda miro por aquela posição cobiçada é simplesmente porquê meus instintos me dão essa vontade.
… E não é como se eu tivesse qualquer coisa melhor para fazer.

Ainda mais, o maior quarto no Castelo das Sombras era sem dúvidas o quarto do Lorde Demônio. Só de estar aqui, meu poder aumenta.
Lorna silenciosamente me entregou um espelho. E nele, eu vi uma Medea Luxeliaheart sem expressão, sem um traço das abundantes emoções que eu tinha antes.

Verdadeiramente sem expressão…

“… E?”
“… Hah… Medea. Você está realmente bem com isso?”
“Sim.”
“… Hah…”

No que eu dei uma resposta imediata, Lorna soltou um suspiro profundo.
Seus olhos não estavam coloridos com ira. Eles tinham apenas as cores de tristeza.
Lorna nunca deixaria uma expressão de raiva agraciar a face dela. Talvez essa era a verdadeira natureza da Luxúria, ou talvez ela tenha se acostumado com o comportamento do Leigie-sama, ou talvez porque foi ela quem me salvou. Eu não sei a razão.

Ela parecia querer dizer algo, mas mais uma vez, ela soltou um profundo, profundo suspiro, antes de falar.

“Pelo menos, por favor vista algumas roupas… roupas…”
“… Isso é um saco.”

Em primeiro lugar, eu quase não estou sequer saindo da cama, então não tem motivo para vestir roupas, e quando eu de fato quero sair, só tinha sempre a Lorna aqui, então não tinha motivo em esconder nada.
Leigie-sama está aqui também, mas eu aposto que ele nem me vê mesmo quando eu estou diante dos olhos dele, então a emoção de embaraçamento diante dele havia sumido em algum ponto. Pensar sobre isso era apenas uma perda de tempo.
Sem dizer nada para minha resposta, com um sorriso para indicar ‘Medea está bêbada de novo’, ela deu um único olhar na direção do Leigie-sama.

“Leigie-sama… assim que eu tirar Medea, eu trarei sua refeição, então por favor aguarde um momento…”
“…”

O tempo de sono do Leigie recentemente ficou ainda maior. Ele nem faz os menores movimentos pela voz da Lorna.
Acenando em satisfação, Lorna quietamente estendeu seus braços para mim.

Ela inseriu as mãos dela nas minha axilas, e me ergueu. Eu não resisti. Isto também é apenas nossa rotina diária.
Ser erguida assim era uma sensação bem bizarra. Literalmente parecia como se eu estivesse me movendo sem meus pés alcançarem o chão.
No que ela me carregou fora como se eu fosse um pedaço de bagagem, eu ofereci uma palavra para ela.

“Lorna…”
“Sim?”
“Eu acho que é melhor se você parar com essas coisas sem motivo.”

Não importa quantas vezes você me tire, eu retornarei.
E recentemente, é uma cena que aconteceu de novo e de novo. Como se através de um instinto teleguiado, não importa quão longe ela me colocasse, eu me acharia aqui.
Mesmo se isso fosse contra minha Preguiça, talvez esses eram os remanescentes da Inveja que restou dentro de mim.
Eu não consigo me acalmar. Eu tenho que estar aqui.

“Medea… você é uma má influência para o Leigie-sama.” (NT: E aqui, meus caros, podemos ver o argumento mais incrível e surpreendente da série inteira. Contemplem bem ele.)
“… Má… influência?”

Lorna provavelmente ofereceu devoção cega. Ela viu só o que ela queria ver.
Este é o Lorde da Preguiça que viveu um tempo esmagadoramente longo, e você está dizendo que eu sou uma má influência… apenas que tipo de sonhos você está vendo do Leigie-sama?
Não havia uma janela, mas devido aos incontáveis castiçais decorando as paredes, o interior do quarto estava claro.
Oh, mesmo se estivesse escuro, com minha visão noturna, eu seria capaz de identificar a expressão da Lorna independentemente.

Eu pensei por um momento, e tentei perguntar.

“Então eu devo vestir roupas?”
“… Esse não é o problema aqui.”

Então o que exatamente é o problema?
Mesmo que eu não perguntasse isso, eu podia chutar. Se os anseios de um Demônio são a validação da existência deles, então o ser da Lorna é a forma da Luxuria.

Mas nesta situação atual, sem me invejar, sem desenvolver 『Invidia』, ela continuou à abraçar isso, e nesse sentido, ela era talvez superior à mim como um Demônio.

Ela não respondeu mais nada, no que ela enrolou uma coberta cinza ao meu redor, antes de me erguer pelas axilas de novo.
Sem um som, ela abriu a porta do quarto do Leigie-sama. A câmara mais profunda à que nenhum Herói ou Anjo alguma vez alcançou era, para a maid, e para o imprestável Demônio conhecido como eu, simplesmente uma porção das nossas vidas diárias.

O exército do Leigie da Preguiça, que costumava existir em tais números, podia agora ser contado numa única mão. O interior do Castelo das Sombras, construído de pedra preta, estava terrivelmente quieto.
O poderoso e famoso exército havia sido largamente absorvido nas forças de um certo Heard Lauder. Não, ele era provavelmente o exército do Heard para começo de conversa. É por isso que esse era o resultado natural.

Este castelo sempre foi muito vasto demais.
Até comparado ao Palácio das Chamas Rasgantes da Grande Maou que eu havia visitado uma vez antes, sua escala era fora de proporções. Podia acomodar duas ou três daquelas cidades ao redor dentro dele com facilidade.

Não, na verdade, enquanto este castelo era um castelo, era tanto quanto uma cidade em si mesmo.

Não apenas subordinados, todos os vassalos sob a proteção do Lorde da Preguiça se reuniam nesta fortaleza. Claro, eles viviam aparte, mas essa também era uma das características do Castelo das Sombras.
Adições, e anexos adicionaram uma à outra, e nesta propriedade bizarramente inchada do Lorde Demônio. Dentro, um incontável número de Demônios tinham suas próprias propriedades, e isso já havia se desenvolvido num tipo de labirinto. (NT: Leigie, o Lorde da Favela)

Mas tudo isso já é uma história do passado.

“Agora, Medea. Estamos aqui.”

Enquanto eu estava cochilando, parecia que nós chegamos. O lugar que eu achei quando eu ergui minhas pálpebras era meu próprio quarto em que eu havia me acostumado. Sem qualquer guarnição decente, era um quarto muito prático.
O quarto de Lorna era o do lado dele. Esse não foi sempre o caso, mas desde que eu comecei à carregar por aí Preguiça, ela alterou sua estação. Para que ela pudesse lidar comigo mais facilmente.

Meu corpo foi deixado na cama, e Lorna bateu suas mãos uma contra a outra como se ela tivesse acabado de limpar.
Que rude…

Ela inclinou sua cabeça em pensamento, e murmurou.

“Apenas amarrar ela na cama dela não seria pelo melhor…?”
“Não adianta.”

Era um saco, então eu só dei duas palavras.

Certo, isso não funcionará.
É dado que os planos de Lorna acabarão em falha.
Mesmo deste jeito, eu sou um Demônio de Classe General. Em apenas especificações, eu supero de longe a maid.
Neste mundo onde cão come cão, essa simples verdade tinha um valor absoluto.

Com uma expressão sem palavras, Lorna olhou para mim.

“Então apenas… trabalhe um pouco. Todo dia, você só continua dormindo naquela cama…”
“…”

Então por que não dizer isso para o Leigie-sama?
Em primeiro lugar, eu estou trabalhando. No meu próprio senso de valores, eu estou continuando à perseguir meu desejo. Quero dizer, é, eu não tenho lutado recentemente, mas não é como se lutar fosse tudo que há para vida.

Apenas o que é que Lorna está desejando de mim?
Esse era o maior mistério. Leigie-sama não tem mais qualquer território além deste castelo, e esta estrutura estava completamente cercada pelo domínio do Heard.
Possuindo um território cercado por todos os lados por forças aliadas era uma característica que ninguém além da Grande Maou ostentava.
Significando que não havia nem uma pessoa para invadir aqui.
Mesmo se você pensar bastante sobre isso, eu duvido que haja muitos lá fora que poderiam passar por aquele Heard Lauder.

“Leigie-sama está bem. Porque esse é o trabalho dele…”
“…”

Então o que é diferente comigo? Não, o tempo de dormir do Leigie-sama está rapidamente crescendo em comprimento. Eu gasto de cerca de meio dia dormindo, mas enquanto eu estou acordada, a única hora que eu sequer vejo Leigie-sama acordado é durante sua hora de refeição. Essa refeição é também alimentada para ele por Lorna, então eu nem consigo dizer com certeza que ele está acordado naquelas horas.

Eu sou um caso meio acabado, mas Leigie-sama está em outro nível.
Essa grande divisão era algo que eu só podia olhar com respeito. Apenas o que eu posso fazer para dormir por tanto tempo assim…

Quando olhado de longe, Leigie-sama era meio ruim, mas quando observado de perto, ele era ainda pior, e ainda maior que isso, era o hábito de Lorna de levar tudo numa luz favorável. Eu não sei mais o que está acontecendo. (NT: Eu não vou colocar “tá tranquilo, tá favorável” aqui.)

E tudo estava em paz no Castelo das Sombras.


Parte 2: Honestamente, é Preocupante

Eu estou entediada.
Demônios de Preguiça são entediados. Seus desejos não requerem qualquer estímulo do mundo externo.
Sem estímulo significa que seus corpos, e seus corações não dão reações. Eles não conseguem.
Para resumir, alguém com Preguiça com sua base de lado, para alguém meia boca com outros anseios dentro de mim, era uma sensação meio insuportável.

Deve ser por isto que não há ninguém lá fora que alcançou os extremos de seus poderes através de simples sono.
Tédio era o matador da Preguiça.

Eu me lembrei de quando havia um Demônio de Preguiça entre meus subordinados. Ele era um Demônio excedentemente fraco, mas isso tem motivo. Quanto mais eles se movem, mais o poder da Preguiça declina. Sendo alistado no exército basicamente significa que não tinha o que fazer com os poderes dele caindo para um nível tão baixo.
Ele não perdeu o uso de suas Skills, mas o maior problema era que as habilidades básicas dele eram baixas demais mesmo. Como um soldado, isso era um erro fatal.

Além disso, Skills de Preguiça nem eram usadas para ofensa.

Todo tipo de resistência imaginável, elevação de VIT e outras Skills defensivas, assim como algumas passivas para permitir alguém viver a vida sem ter que comer, e algumas passivas para prevenir o corpo de alguém de ficar sujo, e algumas passivas para deixar a excreção desnecessária, e… de qualquer forma, havia uma quantia absurda de passivas. Passivo descreve perfeitamente um Demônio de Preguiça, mas não importa como você olhe para isso, isso é um convite para a porta da morte.

É por isso que não há motivo para abraçá-la, ou uma razão para forjá-la. Por qual propósito Leigie-sama continuou a persistir com ela, eu não entendo nem um fragmento de como ele pensa.
Mas ao menos, eu estou bem certa que os outros Lordes Demônios prosseguem seus caminhos num ritmo que deixa Preguiça atrás na poeira.

E… eu estou entediada.

Por fazer nada além de me retorcer pelo colchão assim, eu acabo recordando coisas desnecessárias. Eu estou começando à sentir um senso de inferioridade.
Como, eu estou realmente bem com isso assim?
Sem achar vitória, alguma coisa embaçada, como uma nuvem estava vagando pelas profundezas do meu coração.

O que é útil em horas assim são minhas Skills de Invidia.

Inveja.

Era o mais comum Pecado Original abraçado pelos Demônios do Mundo Demônio.
O coração para achar inveja em outras era para Demônios, e Humanos, algo que qualquer um sentiu ao menos uma vez em suas vidas.

Fortuna, e tragédia, e talento, e poder, e tesouro, e fama. (NT: Quase certeza que a fortuna é de sorte, mas tanto faz)

Mesmo neste mundo desolado, há uma abundância de alvos para se invejar.
Era o pecado completamente oposto ao Orgulho, e sua versalidade de uso era algo não achado entre as outras Árvores de Skill.

Bem, eu falei muito ali, mas para dizer simplesmente… é otimizado para matar tempo.
Enquanto deitada de costas na cama no meu quarto, eu ativei uma Skill.

“Visão de Inveja.”

Meu campo de visão espumou por um instante, e mudou.
É uma Skill para observar aqueles que você Invejou. Baseado no tempo e lugar, esta era uma Skill evasiva que podia demonstrar poder considerável. Ela só podia mirar nos alvos da sua Inveja, e essa restrição era bem um problema, mas para a atual eu, não realmente importa quem eu via, então não era realmente um problema.

Primeiro, o General que uma vez serviu sob a mesma bandeira da Legião do Leigie, um Demônio de Avaritia, O Usurpador, Deije Breindac. Vamos espiar ele.
Faz um tempinho desde que Deije saiu, mas eu tenho a impressão que não faz muito tempo também. Enquanto isso pode ser unilateral, eu posso frequentemente ver a forma dele.

Sem assumir uma posição em outro exército, depois que ele resignou, Deije esteve vagando aqui e ali através das terras.
Há poucos de Classe General. É por isso que independentemente de qual exército ele tome para servir, ele deve receber uma recepção favorável. Apesar disso, sem assumir qualquer dever oficial, ele buscou a realização de seus anseios, andando através de terras estrangeiras. Do jeito de vida dele, eu estava um pouco com inveja.

Parece que ele até conseguiu para si um vai-junto. Um Demônio cerca de tão jovem quanto eu. Um com cabelo e olhos acinzentados. (NT: Eu ia usar acompanhante, mas ia pegar mal e não era exatamente isso, então vai fica assim)
Comparando seu corpo fino ao do Deije era como equiparar uma lasca de madeira com uma árvore, mas o poder que eu senti do corpo dele definitivamente não era nada tão pequeno.

“… Que bacana.”

Comparado com isso, e quanto à mim?
Quantos meses se passou desde que eu provei por último do ar exterior? Eu mal consigo sequer me lembrar disso. (NT: Que inveja!)
Desde que obtive Preguiça, eu apenas fiquei fazendo nada além de ficar largada em cima da cama, e gastei meu tempo preguiçando por aí.
Se você me perguntar sobre meu crescimento, eu estou crescendo, então eu não posso realmente dizer nada sobre isso, mas esse crescimento era limitado aos meus poderes como um Demônio, e fora disso, nada havia mudado mesmo.

Pensar demais sobre isso iria abaixar meus ânimos, então eu mudei minha linha de pensamento.
Eu estiquei meus ouvidos para a conversa de Deije e aquele vai-junto que parecia ser chamado Zeta.

“… Anjo.”

Eu nunca realmente encontrei um antes, mas eu ouvi os rumores. Esse nome pertencia ao inimigo natural dos Demônios, que viva ao topo dos céus, e a existência polar oposta aos Demônios.
A guerra que estourou por volta de dez mil anos atrás criou considerável casualidades em ambos os lados, aparentemente, e os Demônios mais velhos raramente sequer falam sobre isso.

Recentemente, o fato que mais assassinos celestiais tem descendendo se tornou o tópico de fofoca, e eu havia escutado disso.

Parece que Deije está perseguindo eles. Eu não sei a razão, e mesmo que eu ouvisse ela, eu duvido que eu entenderia. O desejo de Deije era mais forte que o meu, é provavelmente algo assim.

Se ele está dizendo a verdade, então aquele algo que está acontecendo no Mundo Demônio achar seu caminho até aqui?

… É, provavelmente não.

Depois de pensar um pouco, eu acabei respondendo minha própria questão.
Leigie-sama é forte. Ele não se move nem de leve, e ainda ele é esmagadoramente forte.
Mesmo que esse algo fosse mirar pelo pescoço dele, ele desistirá logo o suficiente. Ele entenderá a completa falta de sentido num feito desses, e como seu poder nunca irá chegar à ser suficiente.

Eu mudei minha postura, e empurrei meu rosto no meu travesseiro.
Apesar do que ela diz, Lorna limpa meu quarto também, então não há obstáculos para minha folga.

Sem mexer meu corpo, eu mudei para o próximo alvo.

O que entrou em meus olhos era a forma de uma única garota com olhos lacrimosos, e dentes cerrados, olhando na minha direção.
Ela estava tentando formar um sorriso com sua boca, mas até um olhar momentâneo podia lhe dizer o quanto o rosto dela estava com câimbras.

A forma dela podia ser descrita como uma versão um pouco mais nova de Lorna, com seus peitos até que um pouco murchos. Ela definitivamente tinha um rosto e silhueta atrativos até um ponto.
O nome da garota que, se você tirasse o sorriso cheio de malícia constantemente cobrindo o rosto dela, pareceria idêntica à Lorna, era Hiero.

Irmã mais nova de Lorna, e o Demônio que está pronta para cuidar de Leigie assim que Lorna se for.

Mas ela não é o alvo da minha Inveja.

Meu alvo era aquele calmamente de pé ao lado de Hiero.
Como Leigie, o Demônio ostentava olhos e cabelo pretos, como se eles fossem feitos de escuridão.
Mas o ar sobre ele era o oposto do Lorde preguiçoso.
O Demônio cuja mera existência constantemente exercia uma aura que forçava toda a criação aos seus joelhos era um Lorde Demônio que governava Superbia.

Ao mesmo tempo, ele foi uma vez meu superior, e ao se tornar um Lorde, ele facilmente quebrou o sistema de ranque, e tomou a posição de Ranque Um entre Lordes Demônio.

O Kaiser Orgulhoso, Heard Lauder.
Neste ponto, ele era um Lorde de Orgulho que ninguém não conhecia, e com seus olhos condescendentes presos em Hiero, ele ergueu seu braço horizontalmente.

Para uma área de espaço vazio, ele levemente abaixou aquele braço.

… E só com isso, o chão rachou.

Sem usar uma Skill, a pressão daquele único ataque havia rasgado o chão separadamente.
A terra tremeu como se engasgada com lágrimas, no que pedrinhas pretas rolaram pelo chão.
Mas com uma única palavra de Heard, todas elas caíram duras na terra.

Heard usou seu queixo para indicar o desastre natural que ele havia pessoalmente feito. Mesmo durante esse movimento, seu olhar continuou à perfurar através de Hiero.
Com uma expressão abatida, a garota apontou para ela mesma, no que ela inclinou sua cabeça num gesto fofo planejado.

Heard completamente ignorou aquela flertação, e deu uma única ordem.

Faça.』

“Pu… Não não não, isso é impossível.” (NT: Aqui foi a Medea, não a Hiero… deixar isso claro)

Eu inintencionalmente soltei uma risada.
Apenas o que Heard Lauder pensa que Hiero é?
Ela é uma pessoa ordinária sem nem qualquer serviço militar por trás dela. Para uma civil, ela pode ser considerada forte, mas isso é tudo que ela era como um Demônio de Orgulho.
Eu não direi que ela não tem qualquer talento. Sua natureza estilo lixo era excedentemente alinhada com aquela de um Demônio, e dado o tempo, ela provavelmente se tornaria forte.

Mas agora definitivamente não é a hora.

Mais como, para separar a terra de mãos nuas sem usar uma Skill, apenas quem é você…?
Eu não acho nem que a maioria dos Lordes Demônios seriam capazes de conseguir isso aí.
Essa era a frente mais distante que apenas um Demônio de Orgulho que continuou à aperfeiçoar seu corpo podia alcançar.

Eu havia ouvido de como Heard arrastou Hiero para longe de Lorna.
Talvez ele sentiu algo de um Demônio de Orgulho como ele, mas parece que ela estava perseverando em ser espancada em forma.

Não, ela estava perseverando, mas… é. Minhas condolências.
Isso é impossível, não é?
Em primeiro lugar, a grossura dos braços do Heard e dela são completamente diferentes. Enquanto é verdade que a força e aparência de um Demônio são desproporcionais, há algo lá fora chamado de limites. Hiero era tão delicada quanto Lorna. Seu poder não era provavelmente algo que ela poliu para usar em batalha.

『N-não… impossível. Isso é impossível para mim…』
『Faça.』
『Não, quero dizer, meu poder é…』
『Faça.』
『……』

No outro lado das coisas, não parece que Heard tem quaisquer intenções de ouvir as palavras de Hiero. Bem, isso é de ser esperado de um Demônio de Orgulho, mas…
Hiero abaixou seus olhos dos de Heard, e com lágrimas de derrota se formando nos cantos deles, ela lentamente ergueu sua mão.

Eu não conseguia aguentar mais a cena, e retornei minha visão para a minha própria.
No topo da cama. O oposto completo do terreno baldio que Hiero estava, deitada ociosamente no meu mundo de repouso. Eu estico meu corpo.
Eu recordei as cenas que eu acabei de testemunhar, fiz alguns cálculos, e no que ninguém estava ao meu redor, eu balancei minha cabeça.

“Não, não… isso é impossível…”

Eu realmente imagino o que Heard está pensando… isso foi… demais. Até para mim, é absolutamente impossível.
Eu me lembro de como, com um sorriso gentil em seu rosto, Lorna havia me dito de como Heard havia levado Hiero embora para treinar. Eu imagino se ela odeia sua irmã… não, isso está definitivamente errado.
Apesar disso e daquilo, quando Leigie-sama não está relacionado, ela é uma mulher de senso comum.

Mas esse sendo o caso, aquela cena lá trás era… apenas assédio. Ela irá desistir antes de qualquer coisa seja realmente treinada.
E espera, e quanto as habilidades domésticas dela… eu estava meio que sob a impressão que ela ia assumir o cargo depois de Lorna…
Parece que a intenção foi completamente trocada…

Isto é meio cansativo…
Eu suspirei, mas eu ainda fui usar a Skill para meu próximo alvo.

Meu campo de visão mudou por uma terceira vez. Desta vez, era para a gentil irmã mais velha.

A forma de uma maid andando por um corredor familiar veio até meus olhos.
Mesmo quando ninguém estava observando, ela mantinha uma postura cheia de cortesia, e mesmo quando ela não estava fazendo nada além de andar, essa figura valia uma foto bonita. Ela vestiu um avental branco limpo sobre um vestido de uma peça azul marinho. Além de focar em praticidade, a vestimenta fez ela parecer ainda mais amável. (NT: Sobre o vestido, eu não sei de roupa para traduzir nem um termo besta como one piece, que significa literalmente uma pedaça… lidem com isso.)

A forma dela era ajeitada e decente, e enquanto eu não posso dizer com certeza, ela não parecia adequada para alguém carregando o pecado da Luxuria.

Mas eu sei. Certo, sob aquela expressão ingenuamente distraída, eu sei apenas quão lamacento de um apetite reside. Suas paixões bem calculadas deixam ela aumentar seu status como um Demônio sem deixar uma única coisa sujar seu corpo.

Honestamente, era dela de quem eu tinha mais medo.
No passado, eu uma vez tive a chance de um encontro com a Lorde Demônio da Luxúria, Lilith Luxeliaheart, e por Invejar uma parte dela, eu pude entender.
O Pecado Original da Luxuria não possui quaisquer Skills ofensivas diretas como Orgulho ou Gula, mas ele definitivamente não era fraco. Seu jeito de vida era, num sentido, perto de Preguiça.

Mas se Acedia era como uma planta, então Luxuria era uma planta carnívora. Para eles, o campo de batalha não era alguma terra vazia manchada de sangue, mas… um quarto manchado. Suas batalhas não eram o balanço de punhos, mas para estourar num florescer completo.
E nisso, havia um medo derretido que havia se acumulado em mim sem eu notar. E Luxeliaheart, a Lorde Demônio, era uma poderosa Lorde que levou um número de outros Lordes Demônio para suas mortes.

Era, num sentido, o poder mais temido para um soldado.

Eu retornei meus olhos, e sob as cobertas, eu deixei meu corpo tremer num medo que veio das profundezas do meu coração no que eu cochichei.

“… Lorna… que mulher assustadora…”
“… E o que você quer dizer por isso…?”
“…!?”

Eu puxei para fora a coberta me cobrindo. Lá, estava a maid que eu estava espiando, e fantasiando sobre.
O fato que eu me perdi em pensamento, e parei de observar, saiu pela culatra em mim.

O rosto perplexo que ela fez – sob aquela máscara, eu senti como se eu estivesse sendo provada pela língua estendida de uma cobra, e por essa ilusão, eu levantei um curto grito.

“Que rude…”
“Kku… h-ha… hah…”

Se tornou difícil de se respirar por um momento, mas eu de algum modo me coloquei em ordem. Não seria piada se eu me engasgasse até a morte no topo do colchão.
E apesar de tudo isso… Lorna ainda cuida das minhas refeições, e limpeza. É por isso que era inevitável para ela estar aqui.
Um Demônio de Preguiça não tem direito de recusar. Quero dizer, nós não estamos nem fazendo qualquer coisa para merecer isso.

“Agora, Medea. É hora da sua refeição…”
“S…sim…”

Fome ainda não me atingiu. É porque ela foi abatida com minhas Skills. Se eu continuasse avançando nesta árvore, então talvez comida se tornará desnecessária em si. Pelo motivo de ser um saco, mais provavelmente.

Mas não tinha como eu chegar lá em qualquer momento em breve, e mesmo quando eu alcançasse aquele ponto, eu ainda provavelmente comeria refeições. Seria difícil destruir um hábito necessário desses.
Eu pressiono contra meu coração que ainda estava explodindo no meu peito, e de algum modo ergo meu corpo letárgico antes de prosseguir para a mesa de jantar que havia sido preparada.
Antes de vir aqui, eu nunca havia comido uma refeição decente, então para mim, a comida da Lorna era o gosto de casa.
Mesmo sem fome, não tinha como eu sequer pensar que não era gostoso.

Silenciosamente, Lorna ficou ao meu lado.
Sem dizer nada, ela me observou levar a comida até minha boca. Se ela me encarar tão intensamente, eu não serei capaz de perceber nada sobre o gosto.
Eu terminei de comer, e como se ela estivesse esperando pelo momento em que eu abaixei meus talheres, Lorna finalmente abriu sua boca.

“… Hey, Medea.”
“Sim?”

Por um momento, eu peguei um relance da hesitação dela. Mas isso rapidamente sumiu, e se determinando, ela jogou um olhar forte em minha direção.

“Você não acha que é hora de você começar a trabalhar…”
“… S-sim.”

Aqueles olhos estavam cheios com uma tristeza que meu coração começou à dar uma dor latejante.
O que há com esse ataque mental… minhas Skills não me defenderão disso…

A voz dela ainda era imaculada. Não havia uma emoção de Ira ou Orgulho por trás dela.
E é por isso que ela foi capaz de perfurar pelo meu coração como uma lâmina.

“Medea, não importa o quanto você durma, você nunca se tornará Leigie-sama… você deve ter seu próprio jeito de viver sua vida.”
“… S-sim…”

Eu… eu sinto vontade de fugir. A sinceridade dela estava me dando esta vontade insuportável de fugir. Ela só era amplificada pelo fato que ela era a benfeitora da minha vida.
E aquelas palavras não estavam chegando na raiz de coisas. Não é como se eu quisesse me tornar o Leigie-sama nem nada… mais como, eu tenho certeza que eu não quero fazer isso.

O que eu quero não é ser o homem, o ser onde o homem… (NT: Era ruim de traduzir, mas era para ser “o travesseiro do homem”, ela parando logo antes de “travesseiro”, então mudei para “onde o homem dorme”, porque sim)

Depois de pensar esse tanto, eu comecei à passar pelos pecados que eu carregava mais uma vez.
… Não tem como. Eu imagino se um parafuso se perdeu em algum lugar no meu desejo de Inveja.

Para somar à isso tudo, eu até comecei à carregar Preguiça devido à isso, e parece que eu estou sendo encurralada por todos os lados.
Se você carrega múltiplos Pecados, então cada Skill individual se torna mais difícil de subir. Isto é apenas um boato, mas seu ritmo se torna menos que metade. Por causa disso, é difícil para Demônios de múltiplos Pecados ficarem fortes.
Também, como eu devo lidar o pareamento de Preguiça e Inveja…
E espera, em primeiro lugar…

“… Este lugar nem precisa mais de um exército…”

Certo. O campo do Leigie-sama não mais tem uma necessidade de derramamento de sangue. Não há inimigos, e não há exército. Se você tivesse que dizer, eu era o único membro do exército.
Se você me dizer para trabalhar num lugar assim, é honestamente preocupante.

Certo. Não é que eu não quero trabalhar. Eu não tenho um lugar para trabalhar.

“Está tudo bem.”

E para mim, Lorna direcionou um sorriso como a Virgem Maria, e disse algo digno de um Demônio.

“Eu tentarei fazer o Exército do Heard deixar você ajudar o trabalho deles, então…”
“Estou dormindo. Boa noite.”
“Esper…”

Eu ignorei os gritos da Lorna, e me enterrei na cama. (NT: Grito/choro, basicamente a voz meio desesperada dela)
Talvez aquela mais zoada na cabeça seja Lorna. Ela não pensa em uma única coisa além do Leigie-sama.

O que flutuou em minha cabeça era a forma daquela que eu havia espiado um tempo atrás, Hiero, que foi forçada à tentar tantos feitos impossíveis.


Parte 3: Mas Isso É Definitivamente Estranho

O Travesseiro é competente demais, que eu não tenho chances de vitória.

Resultados são algo ganhados por vitória em batalha.
Mesmo se o campo de batalha mudar, esse fato permanece constante. Eu encarei o travesseiro que Leigie-sama estava colocando em uso, no que eu considerei meus meios.

O Lorde da Preguiça não dá muito pensamento à nada. É por isso que toda vez que Leigie-sama olha para mim, tudo que vem à mente dele é ‘ah, então ela ainda está aqui, é?’.

Ele provavelmente não liga sobre nada. Essa é a forma dele de niilismo.
Sua força de coração para se proteger era sem igual. A alma de Leigie, o Depravado estava sempre subjugada, e nunca se moveria por emoção. É por isso que ele alcançou a posição que ninguém mais alguma vez alcançou, o único Lorde da Acedia.

Como eu estive secretamente tentando queimar o travesseiro dele enquanto ele dorme, eu poso dizer com certeza.
Ele nem liga sobre isso. Se ele é jogado da cama, ele apenas começará à dormir no chão.
Mas eu não realmente ligo sobre isso.

O que é importante para mim, é que a geração atual de travesseiro é um travesseiro que não pode ser queimado. Significando que além do mérito que eu tinha a capacidade de movimento, aquele travesseiro triunfou sobre mim de todas maneiras.

Entregue pela Grande Maou, aparentemente.
Um travesseiro forjado da derrubada de Dragões de Fogo bebês.
Como um travesseiro, ele não tem um nome. Mas ele era um artigo tão bom, que não seria estranho se ele tivesse sido concedido um pelo seu artesão.
Ele era provavelmente uma compensação por todas aquelas vezes que Lize queimou através do travesseiro dele. É por isso que ele não queimará.

No presente, Dragões eram a única raça vivendo no Mundo Demônio que possuíam poder rivalizando Demônios. Suas características eram suas altas resistências de atributos, e durabilidade, e mesmo para os poderes de um Demônio de Classe General, eles não eram tão facilmente nocauteados. Contudo, eles eram pequenos em números, e com isso, a derrubada de um dragão bebê era mais valiosa do que qualquer artefato mágico médio.
Uma vez que o dragão crescesse, sua plumagem viraria escamas. Eu seu estado plumoso, ele definitivamente não ostentava a durabilidade de escamas, mas ainda, era um oponente grande demais para eu encarar.
A propósito, isto vai sem falar, mas entre a Raça Dragão, as maiores ameaças são suas presas e garras, assim como os ataques disparados de suas caudas. Mas agora que ele virou um travesseiro ele não pode atacar nem nada, então eu não tenho que me preocupar sobre tais coisas.

“Maldita seja, Grande Maou… para você ficar no meu caminho…”

Mesmo quando eu agi na cama dele sozinha, este lorde demonstrou absolutamente nenhum sinal de dar uma reação. Eu não tenho certeza se ele está completamente desinteressado, ou ele está verdadeiramente dormindo.
Mesmo quando eu levemente balanço o corpo dele, toco suas mãos, ou me seguro nele, ele não se move nem de leve, e eu acredito que ele verdadeiramente seja digno de um travesseiro desses.

Que rude. Mesmo quando eu joguei fora meu orgulho para me presentar como um travesseiro para ele, Leigie-sama provavelmente nem notou algo assim…
Era um problema enorme que chacoalhou minha dignidade. E ao mesmo tempo, era meio fútil.

Enquanto eu estava provavelmente realizando a batalha mais macabra neste mundo cruel, eu ouvi passos se aproximando do quarto.
Haviam dois conjuntos. Aqueles que vem aqui são severamente limitados. Parece que assassinos costumavam vir aqui também, mas desde que Heard tomou a área ao redor, isso não aconteceu recentemente.
Nesse caso, eu sabia quem apareceria.

Lorna ou Lize Bloodcross.

Eu não sei muito sobre a mulher conhecida como Lize.
O que eu sei é que ela é parte da brigada de cavaleiros pessoais da Kanon-sama, e que ela foi enviada com as intenções de observar o Lorde Demônio como um membro da Ordem de Preto.
Eu também sabia que ela era relativamente forte, mas quando você coloca isso contra Heard e Leigie, o nível era tão diferente, que eu não conseguia realmente sentir tanta força assim dela. Ainda mais, as únicas chances que ela teve para demonstrar tal força foi quando ela queimou os travesseiros deste homem. Num senso diferente de mim, ela é uma lamentável mulher.

Como esperado, os dois conjuntos de pés pararam na frente da porta. Eu senti que eles virarão um saco, então eu mergulhei meu corpo fundo sob as cobertas, e grudei no corpo do Leigie-sama.

Eu sou um travesseiro. Um travesseiro que pode se mover por sua própria vontade.

Com um pequeno som, a porta se abriu, Para poder deixar o assunto passar, eu contive meu fôlego.

“Huh? Medea não está aqui?”

Como eu pensei, não era uma questão para Leigie-sama, mas uma para mim.
Certo, eu não estou aqui. Então por favor vá embora logo.
Há Skills para esconder seu corpo na Árvore de Preguiça também. Neste momento, eu me tornei uma e igual com o Leigie-sama, e elas não devem ser capazes de sentir minha presença.

Lorna e Lize pareciam estar tendo uma conversa quieta sobre algo. Eu não consigo realmente ouvir elas. Eu quero usar uma Skill para escutar, mas se eu fizer isso, então em toda probabilidade, Lize sentiria isso. Skills de Preguiça foram feitas na premissa que seus usuários não fariam nada.
Se eu me mover só um pouco mais longe na árvore, então eu devo obter uma que me deixa ir pela vida sem fazer nada mesmo.

Mas infelizmente, minhas oponentes são profissionais em lidar com Preguiça.
Elas são bravas heróis que continuaram à servir o raro Lorde Demônio da Preguiça por muitos anos por fim. Eu duvido que tenha alguém neste vasto Mundo Demônio mais adepto em lidar com Preguiça do que essas mulheres. (NT: Kanon-chan.)
A coberta foi jogada fora, e eu fui banhada na luz e ar frio no que eu continuei à me segurar no Leigie-sama.

“… Deve ter um limite para fugir da realidade…”

Lize soou completamente de saco cheio.
Tá. Eu estou bem com fugir da realidade, então por favor só me deixe assim.
Uma mão foi colocada nos braços que eu estava usando para apertar meu abraço.

“Agora, Medea. Se. Separe. Do. Leigie-sama!”

Era uma assustadora demonstração de força sobre-humana. Para uma estimada Classe Cavaleira como Lorna, deveria ser impensável para ela ser capaz de puxar fora os braços de uma General como eu.
Mas por alguma providência divina, meus braços estavam apenas por pouco sendo movidos fora.

“Olhe, Lize. Você dê uma mão também!”
“… Hah… por que que eu tenho que…”

Apesar de suas reclamações, as mãos de Lize foram colocadas ao redor do meu torso.
O poder dela era provavelmente acima do meu. Se viesse para poder puro, eu nunca ganharia.
Isto não é piada. Se eu for arrastada agora, eu serei envolvida em algo problemático. Não tinha o que fazer, então eu usei uma Skill de Preguiça.

“Destrabalho.”

Meu corpo instantaneamente se tornou mais pesado, e a cama deu um som de rangido.
Meus braços erguidos, como se gravidade tivesse repentinamente aumentado, caíram no Leigie-sama mais uma vez.
A Skill Destrabalho aumentava o próprio peso de alguém, e entre as Skills de Preguiça, era uma rara Ativa.
O aumento de peso não era algo no mero nível de duas ou três vezes.

Mas ainda, com a cama recebendo força o suficiente para começar à ranger, Leigie-sama demonstrou absolutamente nenhum sinal de acordar.

Lize franziu.

“Medea… para você até usar uma Skill… que cruel…”

Calada.
Até eu consigo dizer o que é cruel ou não. Eu estou bem ciente disso. Você não tem que colocar isso em palavras.

E naquele momento, no que eu escondi meu rosto, a voz de Lorna entrou nos meus ouvidos.

“Medea… se você não se separar, então eu também usarei uma Skill, sabia?”
“… !?”

Arrepios correram pela minha espinha, e sinos de alarme dispararam na minha cabeça.
A voz de Lorna havia sido igual ao normal. É por isso que isso era ruim. Poderia eu ter cutucado a onça com vara curta?

Não, espera.
Pense sobre isso calmamente. Em termo de ranque, eu estou acima dela. Com as resistências que eu ganhei como Preguiça, não tem como Lorna, que nem recebeu qualquer treinamento de combate, ser capaz de me separar.

A batida do meu coração era pesada o suficiente que meu peito doía. Como que para conter isso, eu aumentei meu aperto no Leigie-sama.
A mão de Lorna tocou a nuca do meu pescoço. Isso é tudo que ela fez, mas uma sensação como se uma espada tivesse sido pressionada contra minha artéria carótida veio até mim.

Não, isto é uma ilusão. Como um Demônio de Inveja, eu posso dizer com certeza. Luxuria quase não tem qualquer proeza físcia. Ela não será capaz de fazer nada comigo.

Então apenas o que é este medo se aproximando de mim pouco à pouco?

“Medea… tenha certeza de dizer que se rende quando desistir, okay?”
“…”
“Mas talvez você não seja nem capaz de falar nesse ponto…”
“… O-o que você está…”

No momento que eu abri minha boca, aconteceu.
Não havia uma única ferida em mim. Não havia qualquer dor. Mas meus instintos ergueram um grito.
Minha Skill de Resistência à Corrupção Mental continuamente se ativou sem fim.

Era uma Skill passiva dolorosamente popular entre Demônios. Tida até por crianças, essa Skill podia identificar toda e qualquer Skill feita para corromper a mente, e deixar elas anuladas e sem efeito.
Era a Skill que fez Luxuria o mais fraco, e assim que você alcança a Classe General, ela podia invalidar quase cem porcento de todas as coisas.

É por isso que não importa quantas Skills Lorna use, eu não consigo pensar que isso terá qualquer efeito em mim.
A razão para meus choques eram os conteúdos.

A Árvore de Skill de Luxuria era simples. Corrupção Mental inclusa, ela permitia alguém conceder toda e qualquer anormalidade de status, e especializou em glamour.

Em algo bem repulsante, eu inintencionalmente movi minha cabeça, e confirmei a expressão da Lorna.
Porque eu intencionalmente fiz um movimento, a Skill Destrabalho foi desfeita, e meu peso sumiu. (NT: Apesar dela ter virado no susto, sem ter a intenção, como foi ela que se mexeu acabou contando como movimento intencional… zona isso)

Com uma expressão calma, Lorna direcionou seus profundos olhos azuis para mim.

“Esper… o-o que você está tentando fazer comigo!?”
“…”

Eu podia dizer que ela havia feito algo por instinto.
De novo e de novo, sem quaisquer sinais de desistir, com números o suficiente para eu sentir medo, a anormalidade de status que ela continuamente tentou conjurar era aquela que Luxúria era mais adequada em lidar.

Seu nome era 『Cio』.

Isto não é piada.
Mesmo que eu saiba que isso não me afetará, eu não consigo levar isto como uma piada.

“Tire sua mão!”
“Então você desiste?”

Mas eu não quero isso. Eu não quero me sentir como uma perdedora.

Em primeiro lugar, isto é inútil. Isso nem funcionará num Demônio padrão, então não tem como isso ter efeito numa Preguiça como eu. A Mana dela será a força que acabará primeiro.

Naquele momento, eu senti uma premonição ruim cruzar minha mente.

Quantas vezes ela pode usar isso? Quantas dezenas? Centenas? Milhares?

『Cio』 era a mais básica habilidade de Luxúria. Até Demônios que acabaram de despertar para o Pecado podiam usar. Isso significa que ela tem o menor gasto de Mana.
Para uma Classe Cavaleira como Lorna, não seria estranho para esse número estar nos milhares, ou dezenas de milhares.

Como se ela tivesse visto através dos meus pensamentos, ela soltou uma risada gentil. A risada dela era reminiscente da de Hiero, e suas figuras se sobrepuseram por um momento em minha mente.
Eu estava certa disso agora. Que uma irmãzinha daquele jeito deu espaço para uma garota assim. Não, é o contrário.

“… Medea. Apenas quanto mais resistência você colocará? Mil? Dez mil? Kusu… meu 『Sono de Rato』 pode levar um pouco de tempo, mas… ele terá efeito em você eventualmente.”

No fim, Resistência à Anormalidade de Status era apenas uma resistência… nulificação baseada na identificação. Não era nulificação completa.
A probabilidade disso passar não era zero. Era ridiculosamente baixa, mas, há horas quando isso realmente funciona. E nessa hora, eu não tenho meios para me livrar disso.
Claro, a probabilidade disso funcionar não era algo alto o suficiente para eu treinar para isso no campo de batalha. É por isso que eu não liguei para isso antes.

Mas se você olhar para isso pelo outro lado…

Lorna deu uma declaração como de uma sentença de morte.

“Eu continuarei indo enquanto precisar. Se é algo no nível de 『Sono de Rato』… minha recuperação de Mana é maior que seu uso.”
“!?”

Significando que ela pode manter isto para sempre.
Não importa quão baixas as chances, se ela continuar nisso até que funcionasse, então isso não era diferente de cem porcento.
Lize olhou para Lorna com uma expressão com câimbra. Era provavelmente igual ao olhar no meu rosto no momento.

“V-você está brincando…?”
“…”

Mesmo quando ela ouviu minhas palavras repreendedoras, o sorriso dela não sofreu nada.
Isso era assustadoramente perigoso, e a informação invadindo minha cabeça de como cada e toda tentativa de resistir a Skill havia sucedido era estranho o suficiente para acelerar meu coração.

Esta garota… está séria.

“Apenas me deixar no cio não vai…”

… Não vai ser de qualquer mérito para ela… eu acho.
No que eu estava para dizer isso, Lorna segurou a ponta de seu dedo em meus lábios para me parar.
O que estava diante de mim era apenas um único Demônio de Luxuria. Suas pupilas manchadas com perversão pareciam lamber por todo meu corpo no que elas me avaliaram. Esse era o primeiro olhar sexual que eu alguma vez recebi desde que eu comecei à me esconder pelada na cama do Leigie-sama.

“… Kusu kusu… uma Medea sem trabalhar… deve apenas mostrar sua forma horrenda para o Leigie-sama.”
“N-não, sua intenção não está mudando…”

Pensando que isso era ruim, Lize ofereceu algum conselho para Lorna.
Mas em relação à isso, Lorna jogou uma resposta despreocupada.

“Lize, a Preguiça desta garota é… apenas inatividade. É diferente da que o Leigie-sama tem.”
“Eh…?”

O que há de diferente sobre ela? É o que os olhos de Lize estavam dizendo.
Eu estava em completa concordância.
Apenas o que é diferente? Porquê não tenta dar uma resposta.
Não, eu ainda estou me movendo um pouco, então eu não sou mais decente do que…

Naquele ponto, do meu calcanhar à minha espinha, um pequeno impacto correu.
Era simplesmente leve demais, mas a vividez da sensação era o suficiente para fazer meu corpo saltar sem intenção.

“Kusu kusu… olha, te pegou.”
“…”

A temperatura do meu corpo subiu um pouco. Uma febre de cócegas criou uma fina névoa sobre meu cérebro.
Meus pensamentos começaram à se desfazer. Meu corpo está quente. A batida do meu coração está ressoando à níveis irritantes.
Me pegou. Isso em si, não era uma anormalidade de status fatal. No fim, é só uma Skill básica.
Mesmo sem uma Skill de recuperação, algo deste nível deve ir embora dado tempo suficiente.

Skills de Preguiça cortam meus sentidos. Por causa disso, a visão através dos meus olhos fervorosos fez isso parecer que eu estava assistindo os eventos isolados de outro mundo desenrolarem.

Eu solto um sopro quente, e direciono algumas palavras que eram meio eu colocando uma fachada forte.

“… Hah… algo deste nível é…”
“… Você não sabe quando desistir… Kusu kusu, você sabe o que é isto, certo? Luxeliaheart. Neste ponto… é sua derrota.”

Uma pequena luz queimou na ponta do dedo indicador direito de Lorna. Era uma luz caracteristicamente rosa. Eu pude instantaneamente determinar que era algo de uma Skill. Até que Skill era.
Skills de Luxuria eram de curto alcance, e a maioria delas não ativará sem contato direto.
Em primeiro lugar, mesmo que elas ativassem, elas seriam apagadas pelas resistências de status.
Mas esses deméritos insuperáveis vinham com mérito insuperável.

Luxuria era uma Árvore de Skill que afeta a mente. Você tem que preencher as condições primeiro, mas assim que isso e´feito, ela pode exibir poder incomparável.
Comigo pendurada no Leigie-sama assim, eu não tenho como evitar isso.
『Sono de Rato』 não havia se ativado em si. Depois de minhas resistências terem soado alarmes por tanto tempo, elas haviam ficado quietas. Luxúria tem seus estágios. Primeiro, acender a chama, então espalhar o fogo.

E isto apresenta o problema principal, minha resistência à anormalidade de status não estava mais tocando. Significando que perderei num acerto.

Como que para me encantar, Lorna lentamente trouxe seu dedo para meu corpo.
Seus dedos finos levemente passaram pela parte de trás do meu pescoço. Com apenas isso, minha mente, que devia ter sido cortada de paixões sexuais, foi jogada em desarranjo.

“Eu lhe farei florescer.”

Eu estou sendo levada à loucura.
Aquela voz estava preenchida com uma ampla quantia de escuridão. Não era por muito, mas era algo que eu não era capaz de suportar.
Neste ritmo, eu vou ter um trauma mental pelo resto da minha vida. Ou talvez eu despertarei para ainda outro pecado.

“M-me rendo! Eu desisto, eu desisto!”

Lorna olhou para meu rosto, antes de acenar uma vez. Isso foi o suficiente para fazer meu coração saltar.
Eu nem sei mais o que está acontecendo. Eu posso chorar.

“… Onde estão suas desculpas?”
“Me desculpe.”
“… O colchão do Leigie-sama foi manchado… eu terei que lavar ele de novo…”

Ela deu um olhar passageiro para o lugar onde eu estava antes de olhar para mim de novo.
A parte assustadora é que eu não conseguia ver uma emoção de raiva nela. Ela era provavelmente do tipo que mataria com um sorriso. Se ela tivesse entrado no exército, então talvez ela teria se tornado uma soldada muito mais prodigiosa do que eu.

“Medea. Coloque roupas de uma vez, e sente-se. Eu tenho algo para discutir com você.”

O tom dela que não pedia por um sim ou não, me fez endireitar minhas costas no que eu me sentei na cama.
Seus olhos estavam brilhando. Se eu não trazer o máximo de velocidade fisicamente possível, Lorna ia me quebrar. Essa era o mais repulsante, e indigno jeito de um soldado.

“S-sim.”

Eu levantei meu corpo ainda-coçando, e coloquei as roupas que Lorna havia preparado.
Eu puxei as roupas íntimas sobre minha carne, e joguei a roupa de batalha que eu havia frequentemente vestido por cima delas.
Elas eram feitas de uma massa de materiais escuros, e elas não ostentavam poder defensivo suficiente para bloquear um ataque direto, mas elas tinham uma magia especial cravada nelas para mitigar dano de atributo até certo ponto.

Naturalmente, elas eram rígidas, e elas não pareciam muito boas de se vestir. Essa é a razão porquê, assim que eu tive uma leve mudança em ocupação para ser um travesseiro, eu nunca nem uma vez coloquei meus braços através daquelas mangas.

Isto é… um cheiro incômodo coçou meu nariz.

Eu de fato dei uma olhada rápida para a cama, mas perdendo pelo sorriso da Lorna, eu relutantemente me levantei.
Honestamente, eu estou aterrorizada. Em primeiro lugar, eu não podia nem erguer minha cabeça para olhar para ela. Ela era uma existência como uma mãe. Eu sempre sinto como se devesse me desculpar disso e daquilo para ela.

No que eu sentei numa cadeira com boas maneiras, Lize e Lorna ficaram diante de mim.
Seus olhos estavam sérios. Claro que eles estavam. Nem uma vez Lize teve qualquer assunto comigo desde que eu virei um travesseiro. Eu direi dessa vez e de novo, mas não importa quão barulhento fique aqui, o Castelo das Sombras sempre estará em paz.

Poderia ser que… eu fui demitida? Só por gastar alguns meses como um travesseiro? Não, não, quero dizer, esse é meu trabalho para começo de conversa… e demissão não é algo decidido por Lorna ou Lize. Esse é o trabalho do Leigie-sama…

Lize hesitou, mas logo começou à falar no tom frio de um superior dando ordem à seu subordinado.

“Medea Luxeliaheart, há um único trabalho para você.”

… Não quero.
Eu queria responder isso, mas o brilho nos olhos de Lorna me mantiveram quieta.
A resposta que eu dei alguns segundos depois não era algo pela minha própria vontade.

“… O que?”

Batalha? Esse é o que tem a maior probabilidade. Eu sou uma ex-General. Se você olhar para isso por outra perspectiva, isso é basicamente a única coisa de que eu sou capaz.
Se fosse batalhar contra, eu acho que eu conseguiria de um junto ou de outro. Mesmo se for contra outro General, isso provavelmente daria certo. Enquanto eles não forem um monstro como aquele Heard Lauder.

Quero dizer, eu tenho aquela coisa que eu consegui por invejar Leigie-sama, 『Mão Leve Milagre Maravilhoso』.
Eu não consigo usar a porção da mão esquerda dela, mas para um demônio comum, a mão direita era mais do que o suficiente. Assim como Zebul não sabia dela, essa Skill era uma entidade desconhecida que quase ninguém alguma vez já viu antes.

É um saco, mas se isso me deixar evitar aqueles olhos da Lorna, então é inevitável.

Eu não quero isso… ser jogada no cio fora da minha vontade é o pior. É por isto que Luxuria é tão perversa.
Essa é também a razão que, quando eu invejei aquela Lilith Luxeliaheart, eu não copiei as Skills de anormalidade de status dela, mas só as Skills dela de criar ilusões.
Tirar o livre arbítrio de alguém é realmente o trabalho de um Demônio. Não, é isso que eu sou, mas…

Mas as palavras que saíram quando Lize abriu sua boca depois foram uma pancada do nada.
E ao mesmo tempo, elas eram as piores.

“No lugar do Leigie-sama, você vai responder as invocações da Kanon-sama.”
“Eh? Por quê?”

Eu inintencionalmente pisquei meus olhos, e olhei para o rosto da apóstola da Grande Maou.
O fato que ela parecia apologética por um segundo não me escapou.

Pelo outro lado, sem uma gota de desculpas em seu rosto, Lorna me deu minha resposta.

“Isso é óbvio. É porque Leigie-sama está ocupado…”
“Eh? Que parte dele está?”

Eu olhei pela cama.
Como de costume, Leigie-sama estava dormindo, como se ele estivesse morto. Mesmo quando seus arredores estão barulhentos assim, eu não tenho nada à dizer sobre a habilidade dele de se concentrar.
Eu imagino como Leigie-sama viveu uma vida longa assim… recentemente, eu comecei à pensar sobre essa razão mais uma vez, e eu não tenho resposta para isso.
No passado, eu pensei que, como eu não era um Demônio de Preguiça, eu não seria capaz de especular a resposta de qualquer jeito, mas mesmo depois de ganhar Preguiça, eu não conseguia entender isso.

Me vendo assim, Lorna deu uma declaração descarada.

“Você tem buracos no lugar de olhos? Você não consegue ver que Leigie-sama está ocupado tirando seu descanso em paz?”
“Não, isso é…”

Sim, eu consigo dizer isso.
Eu entendo isso, mas isso é completamente irrelevante com estar ocupado, não é?
Eu não estou livre assim também, sabia? Como pensando em como melhor virar um travesseiro, ou espiando em outros Demônios, eu tenho bastantinho no meu prato.

Claro, eu não direi isso. É assustador.

Lorna é um pouco perdida no departamento de cabeça, então eu olhei de maneira inconsolada para Lize. Ela era consideravelmente a mais decente das duas. E é exatamente por isso que ela está passando por tais problemas.

“… É uma prática comum para Lordes Demônio, ou Demônios de Classe General representantes irem até Kanon-sama quando ela chama uma reunião. Neste ponto, você é o único membro do exército do Leigie-sama, então…”
“Isso é…”

Exatamente certo. O exército de milhares do Leigie foi reduzido à um único travesseiro. Mas eu não quero ir.

Isto é onde Leigie-sama devia ir. Esse é seu dever como um Lorde Demônio.
Não, sério, não é só que eu não quero ir, se você pensar sobre isso logicamente, não é assim que deveria ser?

No que eu tento falar, Lorna se interpôs, e fez um argumento impositor à Lize com apenas seus olhos.
Depois de um momento de hesitação, Lize evitou seus olhos, e falou.

“Não mover Leigie-sama é parte da vontade da Grande Maou.”
“Eh? Isso não é estranho?”

Qual é o sentido disto? Deixar aquele homem dormindo é parte da vontade da Grande Maou?
Ela permite ele fugir de suas obrigações regulares?

Se a Grande Maou fosse convocar uma reunião, só podia ser uma coisa.

『Demons Round』 (NT: Eu vejo como sendo uma ideia entre mesa redonda de demônios e uma rodada de demônios, algo assim. É por isso que este em particular não traduzi)

Uma mesa redonda aberta apenas quando o Mundo Demônio estava para encarar um tempo de crise. Está ficando barulhento no mundo exterior, então isso provavelmente tem algo a ver com aquilo.
Lordes Demônio são geralmente egoístas, mas há poucos tolos lá fora que desafiariam a Grande Maou. Aqueles rostos dispersos pelas terras devem todos estar reunidos lá.
E com isso sendo uma reunião de Demônios que ergueram seus pecados até seus limites, era uma instância inevitável de colocar o carro antes dos bois, onde casualidades eram frequentemente relatadas.
Então me deixe declarar isso. Se uma Classe General fosse lá, ela seria esmagada num instante.

“… Essa é a vontade da Grande Maou. Medea, você planeja opor isso?”
“… Eh? Não… mas ainda, isso é definitivamente estranho…”
“A propósito, até agora, Heard Lauder sempre foi aquele indo no lugar dele.”


Apenas quão moles estão todos sendo com o nosso Leigie-sama?
Mas eu não quero ir. Eu realmente não quero ir.
Leigie-sama já é o Lorde Demônio de menor ranque. Você não pode apenas permitir ele de pular isso. Eu entendo que se ele fosse Ranque Três, isso talvez fosse permitido, mas para o de menor ranque entre eles todos nem aparecer, eu duvido que não haverão reclamações. Certo, definitivamente terão.
Não há dúvida que haverá algum rebuliço político se o indivíduo em questão não sair ele mesmo.

Certo. Isso mesmo.

Dentro da minha cabeça, minha mini-Medea estava gritando coisas assim.
Mas realidade não era tão gentil. Lize forçou sua voz para um nível letal.

“Kanon-sama até lhe ordenou para você, Medea, ser despachada no lugar dele.”
“… Eh? Eu fui chamada pelo nome?”

Com emoções inacreditáveis, eu olhei para o rosto de Lize.
Eu não entendo o que ela quer dizer. Por que eu devo…

“Sim, você foi chamada pelo nome. Se Leigie-sama estiver dormindo quando você chegar lá, então seja um doce e vá arrastar Medea até aqui, sim?”
“…”

Eu ouvi o som do braço de Lize sendo envolto em chamas. O poder dela estava sem dúvidas acima do meu.

A figura de Kanon veio à mente.
Lá trás quando eu havia acabado de chegar aqui, a figura da observadora encarregada com Leigie-sama.

Aquela mulher… ela está favorecendo o homem.
Uma realidade sem esperanças estava colorindo o mundo além dos meus olhos em preto.
Ela ocasionalmente chamava ele de ‘niisama’, e ela era sempre mole com ele, então eu sabia que isso definitivamente traria algo algum desses dias, mas com este timing terrível…

Eu tinha certeza que ela era imparcial…

E do outro lado, a maid que fez comigo o que ela queria entregou o golpe finalizador.

“Medea, se você encontrar com Heard, tenha certeza de pedir à ele para lhe deixar se juntar ao exército dele, okay?”
“… Heard Lauder…”

Eu recordei a forma do homem que detestava Demônios de Inveja como a praga.
Isto é ruim. Eu estou tão morta.

Eu fui abandonada por tudo. E tudo isso aconteceu enquanto eu estava dormindo.
Eu sequer fez qualquer coisa ruim? Isto é apenas demais.

“… Nn…”

Nesta situação onde não havia nada para eu fazer, eu caí largada sobre a mesa diante de mim, e comecei à chorar para mim mesma.


Parte 4: Agora isso é Só Terrível

O 『Palácio das Chamas Rasgantes』.

O castelo da Grande Lorde Demônio, Kanon Iralaude usa como seu forte era também o sítio mais importante do Mundo Demônio inteiro.
Em escala ele nem alcança o Castelo das Sombras do Leigie, mas sua construção ostentava de incontáveis espiras que alcançavam até pelos céus, e carregavam sobre si um ar sinistro, como se a integridade de seus designs tivessem sido como um insulto aos céus.
Assim como as chamas do purgatório, a ira da Kanon da Ruína podia ser sentida por todos que colocaram o pé na terra dela, e o poder que podia ser sentido em seu centro faz alguém pensar que um único toque dela iria queimar até sua alma até um torrão. Todos iriam abaixar suas cabeças em espanto diante da Grande Maou. (NT: Eu não sei se avisei se ia fazer isso, mas pelo menos desse capítulo em diante, resolvi usar A Lorde e A Grande Maou para quem for mulher. Porque quis.)

Mas ela era uma Brocon. (NT: Quem AMA seu irmão, normalmente mais velho… complexo por irmão, vocês devem conhecer o termo irmão, siscon, estilo o Fohl de Tate no Yuusha)

Não estava no caráter dela, mas ela era uma brocon. Mencionar isso era o único tabu que existia dentro deste vasto Mundo Demônio.
Se eu fosse vazar essa informação, então minha própria alma estaria fadada à queimar até cinzas. Eu sempre sou cuidadosa para não deixar o fato sair quando falo dormindo.
Se uma única palavra fosse escapar meus lábios, então a área inteira ao redor de onde eu estava seria reduzida à nada além de terra torrada. Sem entender anda do que estava acontecendo, os incontáveis Demônios dentro de um largo raio ao meu redor teriam suas vidas levadas à um fim.

Apesar disso e daquilo, Kanon Iralaude era um Lorde Demônio que governava Ira. Sua raiva não era algo que qualquer um podia controlar, ela mesma inclusa. E seu poder era desnecessariamente alto, até o suficiente para queimar através da resistência do Leigie-sama.
Skills de Ira geralmente possuem poder ridículo, mas haviam muitos casos onde não podiam ser controladas. Esse era o peso que aqueles que continuaram à perseguir Ira até suas profundezas tinham que aguentar. (NT: Ridículo de tão forte, essa ideia…)

Ela mesma parecia ser cuidadosa disso, mas toda vez que ela estava ao lado do Leigie-sama, ela iria frequentemente soltar aqueles incessantes ‘niisama’s, à um ponto onde alguém iria até começar à imaginar se ela tinha qualquer intenção de esconder isso, então mesmo que eu cobrisse meus ouvidos, isso me alcançaria.
Se você é a Grande Maou, então vá pegar alguma dignidade logo. Que diabos há com o niisama? Não é como se ele fosse seu irmão real ou qualquer coisa.

Eu estava colocada segurando no pescoço de um dragão voador, no que soltei reclamações contra Kanon-sama na minha cabeça. Eu fiquei amuada no que eu olhei para o mundo externo.
Enquanto ele pode ser o Palácio das Chamas Rasgantes, a terra aqui não era tão quente quanto as da Prisão de Chamas, ou Prisão Carmesim. A Ira da Grande Maou estava, quando comparada com Lordes Demônio da história, sob controle assustadoramente delicado. É por isso que, quando abordo de um dragão voador, um vento agradavelmente fresco batia contra meu rosto, e dava uma sensação bem confortável. Se meu objetivo não fosse atender a reunião na entrada do Rio Styx, então eu podia ter realmente aproveitado. (NT: Também chamado de Estige, é um rio do submundo da mitologia grega)

A propósito, era Lize que estava pilotando o dragão, então eu estou livre. Eu gostaria de algum elogio por trabalhar tão duro.
Faz cerca de um ano desde que eu andei por último num dragão longe assim.

Talvez algum sentimento apologético havia crescido nela, no que Lize direcionou algumas palavras atentas para mim. E isso era bem um saco.

“Medea… você realmente está ficando idêntica ao Leigie…”

Isso deveria ser elogio, ou ela está me caçoando? Eu hesitei por um momento.
Normalmente, ser igualada à um Lorde Demônio deveria ser elogio. Mas desta vez, é daquele Leigie-sama de quem estamos falando.

“… Obrigada.”

Ainda, no fim, eu sou apenas uma imitação.
Tudo começou à deixar de importar, e eu ganhei preguiça por uma razão semi-decente. A garota que ganhou tal pecado é de quinta categoria, sem dúvida. Não é por muito, mas eu não sou de forma alguma um Demônio para ser comparado com Leigie-sama.

Se possível, eu gostaria de ganhar isso depois de virar uma Lorde Demônio. Mas se eu tivesse apenas continuado à buscar minha Inveja assim, então no fim, eu não teria me tornado uma Lorde Demônio de qualquer forma.
Não importa o caso, era anormal demais. Invejar um travesseiro… era ainda mais decente lá trás quando eu estava invejando Lorna. Mesmo quando o resultado disso não elicitou a menor reação do Leigie-sama.

Nesse sentido, meu futuro já é azeviche. Pareando as emoções de Inveja com Preguiça não faz nada de uso. Não tem o que fazer.
Nesse caso, eu devo apenas viver como um travesseiro. É, vamos fazer isso. Eu me tornarei o travesseiro supremo.

Então um dia, eles chamarão por mim. A Lorde Travesseiro.

“… Kuh…”
“Medea!? P-por que você está chorando!?”

Eu não estou… chorando.
Isto é só suor. Lágrimas são algo nascido de sangue. Como as que eu derramei muito tempo atrás.

Enquanto eu estava prosseguindo essa conversa sem sentido, o Dragão Voador descendeu em uma das espiras do palácio. Era o posto do Dragão.
Além do nosso, haviam mais de dez outros dragões inquietos indo para frente para trás.

Os Demônios desmontando deles eram homens e mulheres de todas as idades. Monstros, animais, tentáculos, cada e todo tipo de forma, mas havia um único ponto que manteve todos eles alinhados.

O fato que todo e cada um deles possuía poderes além do Nível General.

Não, havia uma única Classe Cavaleira. Eu quietamente me escondi na sombra do dragão.
Levemente fazendo carinho na área do dragão para oferecer sua gratidão, Lize inclinou sua cabeça no que ela olhou para mim.

“Aconteceu alguma coisa?”
“… Por que Hiero está…”

Eu coloquei só meu rosto para fora para confirmar isso. Ela estava definitivamente refletida em meus olhos.
Misturada com a elite do Mundo Demônio, um único Demônio de pequeno poder.

Belo cabelo dourado e olhos azuis como de uma boneca. O cabelo que cresceu até seus ombros estava penteado em twin tails. Depois de ser jogada por aí tão inconsequentemente por Heard, ela não demonstrou um sinal de fadiga, e para isso, eu só podia soltar um suspiro de admiração. (NT: Eu me recuso à traduzir twin tails para maria-chiquinha.)

Como esperado de Superbia… Mesmo quando cercada por um bando de Demônios muito maiores do que ela, seus movimentos não mostravam o menor sinal de erro. Poderia ser apenas a personalidade da garota, mas a hospitalidade no rosto dela era algo de que eu só podia sentir inveja.

Por sorte para mim, não parecia que Heard Lauder estava aqui.

“… Por que você está se escondendo…?”

As palavras cansadas de Lize espetaram minhas orelhas.
Se essa é a natureza de Hiero, então esta é a minha. Eu tenho trauma demais. E num lugar como este, isso só atrapalhará minha função.

“Não, quero dizer, você…”
“Eu sei.”

Eu sabia o que Lize queria dizer. Eu sabia o suficiente que doía. Quando tem um Demônio de menor poder do que eu se carregando tão audaciosamente, eu não posso continuar me escondendo num canto assim.
Independentemente de como isso veio à ocorrer, eu sou atualmente a representante do Leigie-sama. Meu comportamento irá diminuir o status do Leigie-sama.
Mesmo se Leigie-sama mesmo ligasse para isso menos do que a unha em seu mindinho, era algo que meu próprio orgulho não permitiria.

… Porque apesar do que eu digo, não é como se eu odiasse Leigie-sama.

Eu me determinei, e mantive meu peito alto, no que eu fui até Hiero.

“Hiero… faz um tempinho.”
“… Medea… san?”

Seu rosto de distorceu por um momento, antes de retornar para um sorriso. Essa parte dela realmente lembrava Lorna.
Depois de olhar para meu corpo uma vez, com um porte de saco cheio, seu tom ficou azedo.

“… Eu estou surpresa que você consegue apenas se mostrar diante dos meus olhos assim. Porque eu acabei lhe salvando, eu estava certa que eu ia ser morta, sabia?”
“… Isso foi você colhendo o que plantou.”

Ela foi contra a vontade de Heard e salvou minha vida, e isso pode ter colocado a vida dela própria em risco.
Mas isso foi algo trazido pelo próprio discernimento dela. Eu posso não estar numa posição para dizer isto, tendo sido salva e tudo, mas isso definitivamente não foi minha culpa. Qualquer um teria fugido lá.
Vendo minha expressão, Hiero suspirou com uma expressão madura que não combinava com os anos dela.

“Bem, eu de fato acabei sobrevivendo, então eu acho que isso não realmente importa… então, que assuntos você tem?”
“… Assuntos?”

Não, eu não realmente tenho qualquer coisa assim.
Vendo uma de minhas conhecidas, eu só quis chamar. Diferente de Deije, ou Heard, eu não estive por aí muito.
Levando minha atitude em alguma direção estranha, Hiero ergueu uma voz clara.

“Ah, poderia ser que você queria oferecer alguma gratidão por ter sido salva? Kusu kusu kusu, apesar do seu corpo escarço, você tem um belo sendo de dever aí.”
“…”

Ela realmente fraseia tudo num jeito que toca num nervo, este Demônio.
Bem, eu não tinha tais intenções, mas parando para pensar nisso, Hiero foi sequestrada por Heard antes que eu percebesse, então eu não tive uma oportunidade assim.
Como isso foi por um capricho dela mesma, eu não tenho a obrigação em agradecê-la, mas a verdade da questão é que eu fui poupada.

Eu cerrei minhas sobrancelhas, e tentei perguntar, pelo bem do argumento.

“… O que você quer de mim?”
“Ah! Então isso era verdade? Hum… eu salvei sua vida, então eu posso pedir pelo que eu quiser, certo?”

Ela cruzou seus dedos, e olhou para mim numa maneira de flerte.
Era mortificante, mas isso não muda quão amável esse gesto era. Mesmo com esta personalidade, era a irmã da Lorna, e diferente dela, ela com certeza sabia como demonstrar isso.
Eu me mantive desconfiada, no que eu perguntei.

“Peça aí.”
“… Então por favor troque de lugar com-”
“Rejeitado.”
“Eh~!? O-o que foi isso!?”

Ultrajante. Ela era mais decente quando ela ainda estava do lado do Leigie-sama sabendo que ela não receberia nada disso.
Eu ignorei os gritos dela, e me reuni com Lize, que estava olhando para nós com olhos de quem está de saco cheio.
Isso foi uma perda de tempo. Vamos lá para a sala de conferência logo.

Ainda assim… entendo. Trocar de lugar, é?
Mesmo que ela não demonstre isso em seu rosto, o treinamento do Heard parece estar tendo um efeito nela.

… A personalidade dela não mudou, mas eu imagino apenas o que é que Heard estava tentando enfiar nela. Poder como um Demônio?

Eu dei à Hiero, que estava tentando perseguir com olhos lacrimosos, uma recepção fria, no que eu continuei adiante.

Os Lordes Demônio de outras terras raramente passaram pelo Castelo das Sombras, então eles provavelmente não sabem, mas o interior do Palácio das Chamas Rasgantes lembrava muito o lugar do Leigie-sama.
O chão, e paredes, e tetos foram todos feitos na mesma pedra preta como tinta, e os padrões estranhos cravados pelas passagens possuíam semelhança similar. O que diferia era que, como a Lorde do castelo por aqui governava ira, o ar aqui estava cheio de um aura quietamente queimante.
Esta é a segunda vez que eu vim aqui, mas isso era algo que eu pensei na vez anterior também.

Eu não sei se Kanon trouxe um fim para aquela tendência brocon dela. Se ela gosta do niisama dela tanto assim, então ela devia apenas chamá-lo. É porque ela é assim, que alguém como eu acaba sendo forçada à vir aqui.

Enquanto continha tais reclamações, eu não esqueci de ser vigilante.
Eu gostaria de saber que eu não encararei um ataque antes da reunião, mas Demônios eram uma raça que você não podia saber o que aconteceria depois. A lei da selva. Egoístas. Era um mundo onde você podia chamar algo de errado meramente porque era fraco.

Lize estava agindo como uma guia, mas independentemente de quem ela possa ser, eu duvido que ela era párea para Classe Lorde Demônio.

Aqueles caras são monstros. Muito maior do que a diferença entre General e Cavaleiro era a disparidade entre General e Lorde Demônio. Era provavelmente maior do que tudo que nós podíamos imaginar. (NT: Exceto se o General fosse o Heard)
Era algo que eu podia entender de quando uma Lâmina Demônio legendária não pôde nem subir a menor resistência contra Zebul.

Talvez fosse raro para alguém como eu estar presente, no que eu senti magia sondando por todo meu corpo. Por curiosidade, alguns olhos me seguiram no que eu passei.
Depois de andar um tempo, o lugar da reunião desta vez veio à vista. Mesmo sem ser dita, era um claro giro de Mana. Acumulada durante tempo, a Mana negra me disse, mesmo sem pensar demais sobre isso, que este era o ponto de morte.

Ganância, Luxúria, Ira, Inveja, Orgulho, Gula.

Preguiça de lado, Lordes Demônio governando aqueles seis atributos clamavam por aí, e aquele lugar era provavelmente o lugar mais perigoso na integridade do Mundo Demônio.
E eu, preenchendo por Leigie Slaghterdolls, dos Bonecos de Massacre. Por adicionar o meu poder, que não era nem o suficiente para tapar os buracos, um total de sete pecados haviam se juntado lá. (NT: Nome/Título = não traduzo do inglês/traduzo)

Não havia nada de bom vindo disso. Por causa dos nossos anseios, nós éramos uma raça que conflitava um com o outro.

A briga que eu não podia pensar como vindo de uma força aliada seguiu furiosa como que para provar apenas quão direcionados para guerra os Lordes Demônio eram, e isso trouxe dor ao meu estômago. Mesmo antes de entrar na sala, parecia como se as forças do outro lado estavam considerando como exatamente esmagar um inseto. Era detestável, em muitos sentidos.

Ao meu lado, Hiero havia vindo junto por diversão, como se ela fosse um gato. Ela não pensou numa única coisa ao ter chego neste ponto.

“Ah, nós chegamos? Então~ eu irei indo em frente!”

Com um sorriso girassol-esco, ela colocou sua mão na porta sem hesitação, e empurrou ela aberta.
Apenas onde ela esconde tanta confiança naquela pequena estatura?

“Heard Lauder-sama? Eu terminei de cuidar do Dragão Voador!”

Ranque Um. O maior portador de Orgulho entre os Lordes Demônio, foi a primeira coisa que ela falou ao pisar no refúgio do mal.

No momento que eu vi isso, eu pude entender.

Ah, ela é uma raposa emprestando a dignidade de um tigre. O que devo fazer? Parece bem agradável pensar nisso assim.
No momento que a saia mediamente curta dela balançou no que ela pisou através daquelas portas, eu pude ver. Que as pernas delicadas escondidas por baixo disso estavam tremendo um pouco.
Talvez Lize viu isso também, no que ela cochichou numa expressão misturada com respeito e maravilhamento.

“… Ela é até que algo.”
“Certo. Eu não posso perder para ela também.”
“Não, você é…”

Para interromper as palavras que Lize queria vocalizar, eu pisei através do batente da porta.
Eu senti os olhares convergirem em mim. Os olhares mais negros que as profundezas da escuridão do Mundo Demônio. Os fundamentos de Lorde Demônio e Lorde Demônio. Não havia qualquer intenção assassina, mas o que estava lá era malícia, e olhos cheios com desejo forte, que estavam provavelmente meramente um sopro de ar fresco para aqueles da Classe Lorde Demônio.

… Paixões grandes o suficiente para violar as almas ao redor deles. (NT: Não pensem em amor, pensem em paixão mesmo)

Os Lordes Demônio aqui entendem isso.

Que aqueles que alcançam este lugar eram Demônios do mesmo nível que eles, e ameaças para suas próprias existências. Esse fato serviu para afiar suas mentes, fazendo do lugar um espaço muito mais calamitoso do que o maior dos campos de batalha.

Um ancião com uma postura como uma árvore ressecada. Um jovem garoto uma cabeça menor que eu.
Um corpo inflado estilo um balão com lamentáveis membros constituindo o corpo de um homem.
Uma garota de cabelo preto talvez mais jovem que Hiero, e um grande homem careca com músculos como uma armadura envolvendo ele.
Uma massa metálica inorgânica humanoide de gênero indistinguível, e uma mulher semi-transparente cujo corpo flutuava pelo ar. E assim vai, e assim continua.

Como alguém que trabalhou no Castelo das Sombras, e serviu como guarda do Leigie-sama, eles eram rostos que eu conhecia. Havia apenas um punhado de nomes para lembrar.
Mas eu só consigo expressar minha admiração à pura variedade que esses peculiares Lordes conseguiram alcançar para si mesmos.

Quando eles são transbordantes assim com personalidade, então um simples Demônio masculino magro como Leigie-sama começa à faltar com um senso de individualidade. Não, talvez seja o oposto… quero dizer, Leigie-sama iria provavelmente estar dormindo firme, mesmo num lugar assim…

“…”

Entre eles, o maior dos olhares fez meu coração se contrair. Eu virei meus olhos para a figura sentando mais perto da Kanon-sama.

Heard Lauder. Ele era provavelmente o Lorde Demônio mais novo aqui, e o mais decente do lote, e o mais forte Lorde Demônio de Orgulho.
Vendo a forma dele aqui, seu olhar me disse que a impressão que ele tinha de mim ainda era absolutamente pior.
A razão pela qual ele não soltou uma reclamação era porque este era um lugar de reunião, ou talvez porque eu era a representante do Leigie-sama. Eu acho que era provavelmente a última.

E aquela mulher de estatura alta sentando na ponta da mesa era a perpetuadora disso tudo.

Aquela que governava sobre uma larga porção deste extenso Mundo Demônio, líder da força mais forte, o 『Exército da Grande Maou』.
A mestre disso, como também, a encarnação de Ira, dita de trazer ruína para toda criação com suas chamas do purgatório.

A Lorde da Ruína.
Kanon Iralaude.
Impensável das violentas emoções que formaram a base do Pecado dela, as luzes da sabedoria e intelecto residiam nos olhos dela.
Mas ela era uma brocon.

“Ah, Medea Luxeliaheart. Representante do Leigie-niisa… Leigie da Preguiça. Sente-se.”
“… Sim.”

Eu nem vou responder mais. Não é como se qualquer coisa disto é relevante para mim. Apenas faça o que quer que você queira.

Para sacudir para fora o ar estranho, eu tomei meu lugar no fim da mesa.
Mesmo que ela possa ser uma mesa redonda, os assentos eram baseados em ranque. Leigie da Preguiça era o Menor ranque possível, então seu assento era o mais longe do de Heard Lauder. Esse foi meu único ponto de sorte. Vamos acabar com isso logo para que eu possa fugir.

Minha não tão curta experiência de vida estava me chamando. Eu estou… ferrada.

No lugar onde eu só conseguia pensar como uma cama de espinhos, eu me abaixei na luxuosa cadeira, e sem proferir uma palavra, olhei para os outros presentes.

Mais da metade dos assentos estavam preenchidos, mas incluindo os assentos vazios, havia uma quantidade de lugares na mesa menor do que eu havia esperado.
Isso quer dizer só como quantos Lordes Demônio pereceram. Enquanto eu mesma não quero ir contra eles sozinha, independentemente do que eles eram Lorde, Demônios morrem quando eles são mortos.

Comparado ao meu comportamento suspeito, Lize estava se carregando tão grandiosamente como sempre. Ela endireitou sua coluna, e demonstrou nem uma gota de inquietação.
Numa pequena voz, eu ofereci uma reclamação.

“Lize.”
“… O que?”
“… Pelo que eu posso ver, eu sou a única representante aqui…”

Todo mundo é um Lorde Demônio.
Todo e cada uma das figuras cercando a mesa redonda eram da classe que governava sobre este mundo. Aqueles ao lado deles são provavelmente seus inspetores. Mesmo que eles possam ser da ordem pessoal da Grande Maou, comparar os poderes deles com os de Lordes coloca eles num pé desfavorável. E havia alguém menor do que todos eles… Eu.
Aquela com o poder mais baixo sobre todos era Hiero, mas isso não era nem qualquer consolo.
Juntas, nós ainda seríamos derrotadas por um único soco. Um soco.

“… Claro. Os Lordes Demônio geralmente atendem, sabe. Eles tem que exibir seus poderes e tal…”
“…”

Eu fui enganada.
Não, eu sabia que eu havia sido enganada por algum tempo já. Eu não estou mais no cio, mas ainda, a batida do meu coração se tornou violenta demais.
Eu fiz uma careta, e me forcei à fingir estar calma.

E finalmente, naquela hora, eu notei aquilo.
Havia algo no centro da mesa.

Uma sombra como uma esfera preta. Seu tamanho era por volta daquele de uma bola de futebol, e mesmo quando não havia qualquer vento, ela estava rolando. Até mim.
Minha aplicação da 『Mão Direita do Céu』 e a massa crescendo membros aconteceu por volta do mesmo tempo. (NT: Eles que ficam mudando como chamar essa skill da mão invisível, não eu!)
Eu instintivamente balancei meu braço nela. A massa contraiu grandemente suas pernas, e como uma mola, veio voando até mim com uma velocidade da luz. (NT: Não é a da luz, só muito rápido mesmo… me fugiu termos para velocidade rápida assim)
Com sua boca escancarada, com presas como lâminas alinhadas em alguns centímetros diante do meu rosto, antes que eu sucedesse em defletir isso.

Eu de algum modo abafei o grito que emergiu. Não, eu nem tenho o tempo para gritar.

O que foi aquilo!?

Antes que eu pudesse buscar ajuda de Lize, ela ergueu um grito no meu lugar.

“Quem foi!? Quem invocou uma 『Preta』!?” (NT: O nome original, ao menos em inglês, é Preta. Fazer o que.)

A Preta que eu defleti mudou de alvos. Ela quicou no Lorde Demônio de corpo de metal de origem desconhecida sentando na minha frente.
Independentemente de seu pequeno corpo, a velocidade que ela soltou não era algo que uma Classe General como eu podia seguir com meus olhos. Mas a mudança de cena foi longe do meu reino de entendimento.
Eu quase não vi o movimento dos braços como de ferro. Com um som curto, a coisa chamada Preta estourou como um tomate. Sangue azul pálido se espalhou, e caiu na garota ao meu lado.

No próximo instante, o braço da garota com uma aparência externa mudou de forma para um poste de aço.
A sala tremeu grandemente. Pela hora que eu notei, o corpo do Lorde de metal havia sido enterrado na parede. O rosto da garota permaneceu sem expressão.

No fluxo da circunstância me deixando para trás, eu não pude fazer nada senão soltar um suor frio e piscar meus olhos.
Ele foi atingido. Ela acertou ele. Numa velocidade que eu não conseguia ver. Sem expressão.

“… Hey, pare com isso.”

Como se obstruída pelas palavras da Kanon-sama, incontáveis orbes começaram à cair do teto.

Esper… essas são todas aquela coisa de antes…

Depois de quicar uma vez, todas elas racharam para mostrar suas bocas gigantes.
Eu vi incontáveis daquelas presas como facas alinhadas uma após a outra.
Cada uma delas cresceu seus próprios membros.Olhando de perto, seus braços eram muito mais robustos do que o meu. Apesar que baseado na conduta anterior delas, o poder explosivo delas era longe de perfeito.

Eu não tenho vidas o suficiente para esta aqui.

Eu tentei jogar todas elas fora com Mão do Céu, e o grito da Kanon-sama jogou isso tudo fora.

“Eu falei para vocês pararem!!”

Junto com o grito, um fogo feroz passou diante do meu corpo. Depois que as chamas saíram, nem uma única daquelas numerosas Pretas permaneceu.
Essa destruição que aconteceu antes de eu sequer ter sido dada a chance de me sentir febril era verdadeiramente digna do nome dela, Kanon da Ruína.

O Lorde de corpo de metal na parede calmamente se levantou.
Ele quase não tinha quaisquer feridas. Mas só seu braço direito havia sumido como se ele tivesse sido cortado fora.
Não. Ele não foi cortado fora.

Eu vi por trás disso.

… Isto é 『Usurpar』.

“Schitol, retorne logo ele.”
“… Fu.”

A jovem garota Lorde Demônio conhecida como Schitol bufou para as palavras da Grande Maou.

E por volta do mesmo tempo, o corpo dela foi jogado voando.
O Lorde Demônio metálico acertou ela. Apesar de tudo que eu podia ver era o resultado dela sendo atingida no ar.
Apesar de seu porte de aparência lenta, essa foi uma bela aceleração.

A cabeça de Schitol perfurou pelo teto, e balançou por um tempo. Sangue fresco pingou para manchar a mesa preta.

Eu quero ir para casa.
Só por estar aqui, eu posso gradualmente sentir meu poder como Preguiça indo embora.
E claro que haverá casualidade se é assim…

O corpo da jovem garota perdeu para a gravidade, e caiu do teto.
Eu podia ver a expressão dela.
Não havia nada além de desespero visível nos olhos azeviches além do escorregamento vermelho de sangue.
A expressão sozinha era um símbolo do inferno de desejo, grande o suficiente para dobrar o coração de qualquer Demônio normal. Isso que deixou claro a diferença entre eu e um Lorde Demônio era, se colocado em palavras, talvez uma ‘diferença em caráter’.

Bem quando ela pousou, ela abaixou seus braços erguidos no corpo do Lorde Demônio de metal. Pelo equilíbrio dela, eu não conseguia imaginar que ela sofreu qualquer dano considerável.
Esse ataque sem qualquer hesitação, como se a malícia dela estivesse subindo por ele com a passagem do tempo era vívido demais.

E ainda, o Lorde Demônio de corpo de metal bloqueou isso.
O som passageiro de uma barreira quebrando devido ao puro poder físico soou, e o chão feito de pedra altamente durável cedeu.

“Oy, Schitol. Eu lhe falei para retornar isso.”
“Aquele para retornar isso sumirá suficientemente em breve.”

Schitol retornou uma voz nivelada.

Isso não era nem uma resposta.
Mas claro, eu não coloquei isso em palavras. Se isso não vai trazer diretamente qualquer problema para mim, então vocês podem fazer o que quer que vocês queiram.
Bem, esta demonstração de poder é um problema para minha mente, mas…

O braço esquerdo dele desapareceu, e no que isso aconteceu, o braço esquerdo de Schitol mudou para um de metal.
Com ambos seus braços sendo feito de barras de ferro mais altos que sua própria altura, a forma da garota era nada além de bizarra.

No que essa nova existência sacudiu seu corpo, Heard, que esteve quieto até agora, soltou uma voz depressiva.

“Não podemos terminar com isto mais rápido? Eu sou ocupado.”

Havia o som de algo estourando. Tendo perdido sua cabeça, o corpo de Schitol lentamente caiu no chão.

“… Sem piedade…”

Com sentimento desagradável, eu cochichei. Não importa como você olhe para isso, foi abrupto demais.

Heard Lauder abaixou seu punho. O Kaiser Orgulhoso nem havia se movido de onde ele estava.
Ele apenas pressionou seu cotovelo na mesa, e olhou para Schitol com um olhar desinteressado em seu rosto.
Como se aquele assento fosse seu próprio trono.
Era como se a distância entre ele mesmo e a garota tivesse sido sem sentido desde o começo.

A extensão da velocidade que ele demonstrou foi o suficiente para silenciar a sala. Dentro disso, eu que era provavelmente a segunda do fim em poder soltei um suspiro.

Ainda assim, isso finalmente vai começar, é… isso nem havia começado, e ainda assim já teve derramamento de sangue demais…
Eu cochichei no meu coração, no que eu olhei indiferentemente para Schitol, e naquele momento, os olhos dela encontraram com os meus.

“… Fu.”

A cabeça que deveria ter sumido havia se recrescido. Isso não era a velocidade de regeneração. E tinha certeza que eu estava olhando para ela pela maioria do tempo, mas eu nunca sequer vi o momento em que ela começou à se curar.
Ainda caída, como se nada tivesse acontecido, Schitol dobrou seus lábios num sorriso.

O que há com esta Lorde Demônio!? Isto é absurdo demais, não é?

Primeiro, vejamos que Ranque ela…

Quando aqueles pensamentos estavam passando pela minha cabeça, meus olhos foram completamente tomados pela escuridão.

*****

“O que aconteceu?”
“… Eu morri antes da conferência sequer ter começado…”

Com emoções cansativas, eu esfreguei minha cabeça nas costas do Leigie-sama.

Graças à deus. Que eu enviei uma ilusão.
Graças à deus. Que eu ainda consigo usar  『Dança da Alíquota Fantasma』.
Graças à deus. Que eu não levei as palavras da Lize muito seriamente, e não realmente fui eu mesma.

Mesmo que eles possam ser Lordes Demônio, isso foi só cruel demais. Sem mistério em porquê haveria casualidades lá. Aqueles são os que tentaram e são verdadeiros monstros, não são?
Grande Maou Kanon, Heard Lauder, e Lilith Luxeliaheart estão todos começando à parecer sãos para mim. A inofensividade do Leigie-sama era o suficiente para fazer ele parecer amável. Isso deve ter sido o refúgio das maiores das feras.

Eu imagino do que eles estavam planejando falar num lugar assim, e espera, eu imagino se Lize está bem. Eu tinha algumas outras coisas para considerar, mas surpreendentemente, a maior coisa na minha mente era a frente estoica de uma única jovem moça.

Será que Hiero está bem…
Se ela morresse, Lorna ficaria triste?

Cerrando minhas sobrancelhas, eu olhei para a maid tentando me puxar fora, pensando em tais coisas sem sentido, e mais uma vez, eu abracei Leigie-sama com toda minha força.


medea3senpai1O travesseiro foi feito por Julia Luckett, em 14 de Fevereiro de 2011, e a mensagem deve ter sido o Yoraikun, se bobear. Eu só estou repassando porque ficou muito bom.

Anúncios

12 respostas em “Capítulo 11 – Negligência da Acedia

  1. Escreveu “ara” em vez de “Rara”
    Em “o é na terra” esqueceu o “p” de “pé”

    Só eu que torci pra Medea despertar para o yuri quando a Lornausou o 『Cio』 nela!? …pena que a Medea é bem inocente pra um demônio; se bem que isso faz parte do chame dela.
    Obrigado pelo cap >w<

    Curtir

Deixe uma Resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s