Capítulo 8 – Melancolia

Magote, eu pretendo ficar um tempo sem traduzir – ao menos TLK – por um tempo, acho que umas 2 semanas, para descansar, tentar colocar algumas outras ideias em dia e coisas assim. Este é o último capítulo da primeira temporada, se quiser chamar assim, então não é como se eu tivesse deixado um cliff-hanger, só não vou começar a outra parte… mas enfim, vamos lá – Este capítulo foi traduzido do Yoraikun.


Capítulo 8 – Melancolia

Parte 1: Eu Encontrei um Único Herói

Esta é talvez a memória mais antiga que eu tenho.

De quando eu nem havia me tornado um Lorde Demônio, e era só um pouco de um Demônio Preguiçoso.
Eu encontrei um único Herói. Ela era um Herói com amável cabelo prateado, e sua força… olhando para trás agora, eu posso dizer que ela não era particularmente forte. De qualquer forma, ela tinha coragem transparente como um diamante, e seus olhos continham uma forte vontade polida como uma lâmina. Incluindo minha vida passada, ela era a coisa mais bonita em que eu já olhei.

Serge do Azul Prateado. Esse era o nome da Herói.

Apenas um pouquinho mais forte que outros, apenas um pouquinho mais talentosa, e incidentalmente, um pouquinho corajoso. O nome de uma garota com nada além disso ao seu nome.
O nome de uma guerreira que, mesmo quando era o máximo que ela podia fazer para derrotar Demônios do menor ranque, ela continha sonhos inconsequentes, e desceu ao Mundo Demônio com sua solitária pessoa. (NT: Foi sozinha.)

Comparado com Humanos, os Demônios do Mundo Demônio são transcendentalmente fortes.
Logo, uma garota adolescente desafiando o Mundo Demônio era, sem qualquer discussão, simplesmente tolice, e é provável que a sorte dela era excedentemente boa para eu ter sido o primeiro que ela encontrou. Eu não me moverei.

Minha luta com Serge era o ápice da violência.
Contra mim, que simplesmente permaneceu largado e mole, a indiferente Herói continuou à balançar sua Espada Divina sozinha.

A vontade, e espírito dela eram suficientes em si, mas a diferença em poder era clara como o dia. Aqueles ataques foram apenas capazes de por muito pouco me arranhar, e aquelas feridas instantaneamente desapareceram. Eu não tinha quaisquer Skills que podiam matar Serge, nem eu tinha a vontade, e o poder de Serge era apenas por muito pouco capaz de superar minha VIT.
Era uma repetição tola do mesmo ato de novo e de novo, uma partida até a morte que nunca veria um fim. Talvez isso não fosse algo que pudesse sequer ser chamado de batalha. Se eu tivesse que dizer, eu tinha a vantagem, mas mesmo com isso, eu faltava com os meios para entregar um golpe decisivo.
Ainda assim, o jeito de vida da garota que não recuou um passo mesmo depois de encontrar uma situação que iria continuar pela eternidade era definitivamente aquele de um Herói, e me fez recordar que este era de fato outro mundo.

E ao mesmo tempo, eu pensei. Se eu trabalhasse duro o suficiente que eu sangrasse, se eu treinasse até arrancar fora meu coração, se eu ficasse forte, eu poderia derrotar este Herói.

Isso podia ser legal por mim.
Lordes Demônios são aqueles que eventualmente tem que subjugar Heróis. Mesmo para alguém que raramente jogou quaisquer jogos na minha vida passada, eu ao menos sabia disso. Para o Lorde Demônio, aquele era o Happy Ending. Não é como se eu estou vivendo aqui porque eu gosto disso. É só porque eu odeio a morte que eu continuo vivendo… (NT: Não acho que precise, mas… Final Feliz)

… Mas até isso, se é pelo bem desse Herói, eu pensei que eu podia aguentar isso.

Nossa reunião aconteceu cinco anos mais tarde. Eu havia contado os dias, então eu me lembro disso claramente.

Serge havia crescido.

De uma garota que, enquanto forte para uma humana, comparada com Demônios não era particularmente forte; que não conseguia matar um único Demônio da Preguiça, e que a única coisa em que ela tinha excelência era sua coragem, para alguém que podia aguentar um Demônio de Classe General que nasceu, cresceu e treinou nesta grande era guerreante um à um. Topo de Classe entre toda humanidade… a lâmina suprema deles.

Em termos de jogos, talvez ela fosse um personagem quebrado.

Não, isso seria um insulto à ela. Eu não tenho ideia do quanto de treino que ela fez.
Suficiente para fazer ela cuspir sangue, onde se um indivíduo constantemente enervado como eu fosse passar por ele, eu desistiria em alguns minutos. Não há duvidas que ela repetiu um treino assim. Naqueles cinco anos, apenas quantos aventuras ela teve? Para alguém que não fez nada além de dormir como eu, eu não tinha meios de saber.
O que eu sei são apenas duas coisas. Duas simples verdades.

Ela havia virado um Herói que podia trocar igualmente golpes com um Demônio de Classe General.

E que eu havia virado um Lorde Demônio.

Esta era, este mundo é cruel, passageiro e inútil.

O Mundo Demônio obedece as leis da selva. Minha Preguiça superou o esforço de Serge.
Isso é tudo.
O espírito de luta que Serge devotou sua vida, a lâmina que era antes capaz de entregar os menores dos arranhões em mim, não conseguia nem cortar uma mecha do meu cabelo pela hora que nós nos encontramos de novo.
Uma diferença insuperável havia nascido entre nós.

Não é sempre certo que trabalho duro será recompensado.
Essa lei miserável e desolada da minha vida passada se aplica à este mundo também.

Isto é algo que eu só posso dizer depois de ter visto o resultado.

Ainda que Serge podia por pouco me arranhar no primeiro combate, ela não sentiu que ela tinha que recuar. Que enquanto ela pudesse me ferir no mínimo, era o dever dela me matar. Essa foi sua primeira, e última chance. E como ela era uma humana, ela era incapaz de escapar das correntes do seu tempo de vida. Ela havia perdido aquela oportunidade por toda eternidade.

Ela soltou lágrimas no que ela segurava sua espada erguida. Os olhos daquele Herói eram, assim como quando nós nos encontramos pela primeira vez, lindos e efêmeros, e olhando para a borda da lâmina dela que brilhava como uma estrela cadente, eu fiquei sonolento, e cochilei.

Quando eu acordei, o que entrou em meus olhos era a forma de uma Herói ajoelhada com largas lágrimas descendo pelo seu rosto.
A Espada Divina dela havia perdido sua luz, e havia sido reduzida à um pedaço normal de ferro, ela havia sido casualmente perfurada no chão.
Não havia uma única ferida em Serge. Isso é óbvio. É porque eu não encostei um único dedo nela. Mas a Herói que sempre lutaria adiante, não importa quão sérias as feridas que ela sofresse, mesmo se um braço ou uma perna fossem arrancados, havia sido reduzida à uma garotinha soluçando.

Nenhum fragmento de espírito de luta permanece em seus olhos vazios.

Era como se eu tivesse quebrado algo dentro dela.

Do momento em que eu primeiro encontrei ela, o que eu senti provavelmente era amor. Provavelmente. Eu não me lembro mais, mas olhando de volta, eu acho que pode ter sido algo assim.
Contudo, no fim, eu não consigo me lembrar o que virou daquela Herói. Tudo que eu sei é que as proezas daquela que foi chamada de estrela brilhante da esperança do mundo de cima, Serge do Azul Prateado veio à um fim naquele dia.

… O Rei da Depravação.

Sempre foi estranho.
Sempre foi uma das questões que eu tinha do tempo que eu reencarnei.

Por que os outros demônios tem aquele brilho preto ardente em suas almas? Por que eles se enfurecem e buscas e menosprezam e violam e comem e invejam?

Por que eles não podem apenas quietamente dormir?
Se eles querem poder como um Demônio… só dormir deveria ser mais que o suficiente.

Por que eles tentam tão duro para serem ativos?
O corpo de um Demônio, se não fizer nada além de dormir, diferente dos humanos que podem viver até cem anos no máximo, pode viver centenas e milhares e milhões de anos. Um tempo inacabável, parecem.

Eu percebi que isso era um erro um longo tempo mais tarde.

Um número incontável de anos passou. Eu coloquei um incontável número de Demônios, Heróis e até Anjos para dormir, e eventualmente, alguém começou à me chamar com algum nome inútil como o 『Rei da Depravação』. Quando eu virei amplamente reconhecido, eu finalmente percebi.

Ah, esta é a natureza deles.

Para eles, se enfurecer, e buscar, e menosprezar, e violar, e invejar é sua própria razão para viver, e a validação para a vida deles.

Que conversa inútil. Não é que eles não conseguem dormir. Eles não conseguem se forçar à ficarem dormindo. Para poderem refinar suas almas.
Para resumir, nossa determinação era diferente, e para o Lorde Demônio da Preguiça que simplesmente viveu sem qualquer sentido, era provavelmente algo que ele nunca iria ser capaz de entender em sua vida excessivamente longa inteira.

Eu nunca estava pensando em nada. Poder nunca realmente importou. Eu nunca tive quaisquer planos para provar minha existência.
Pela hora que eu vivi no pacífico Japão, eu quase não tinha qualquer desejo. Sem hobbies. No espaço deixado pela minha falta de propósito, dormir era a única coisa que podia preencher meu coração.
Aparentemente, não é uma história incomum para jovens vivendo na sociedade moderna. Se eles fossem ser reencarnados neste mundo, eles podem todos acabarem como Demônios de Preguiça como eu.

Eu nunca tive um objetivo. Se você me forçasse à dizer, então Preguiça em si era meu objetivo, e comparado com os Demônios que estavam desejando pelo poder que reside no fim de seus desejos, essa é provavelmente a razão pela qual eu fui capaz de virar um Lorde Demônio mais rapidamente.

Uma história entediante.
Um mundo onde ociosidade vira trabalho duro.
Para mim, que não fiz nada além de dormir… para mim, que não fiz nada além de dormir sem propósito, Demônios e Humanos e Anjos ficaram em seus joelhos. Entre eles, haviam até outros Demônios de Preguiça.

Depravação? Errado. Para mim, isto é só meu estilo de vida.
Eu sou alguém que fará o que eu devo fazer quando a hora chega. É só que essa hora nunca chegou para mim.

Apenas por fechar meus olhos, eu podia gradualmente sentir meu próprio poder aumentando. Eu não ligo.
As skills que eu podia usar, as coisas que eu podia fazer gradualmente aumentaram. Proporcionalmente, o escopo de minhas atividades gradualmente se estreitaram. Com o poder das minhas Skills, eu não tinha que comer ou usar o banheiro. Até respirar ficou desnecessário. Mas eu não ligo sobre isso também.

… Por favor, só me deixe dormir.

Uma pausa de uma semana pode deixar seu senso de tempo numa zona. No mínimo, é assim que é para mim.
Uma semana vira um dia, e eu comecei a sentir elas como segundos. Mas eu não preciso de tempo. Apenas anos começaram à passar. Os inimigos e aliados ao meu redor mudam.

Eu não estava contando, mas provavelmente depois de cerca de oitenta anos se passaram.
Quando até dormir começou à parecer um saco, eu notei. Não, talvez é algo novo que eu obtive daquela vez.

Um poder para eu me fazer dormir.
Assim como a Árvore de Skill de Preguiça havia despertado em mim, como uma árvore adjunta de galhos interligados, uma nova Linha de Skill.

『Melancolia』

Da Preguiça que governa desespero frio, e ansiedade, uma Subárvore.

E mais uma vez, o perdedor sem razão era capaz de deitar por aí como lixo.
Onde esforço e treino e até emoções não tinham sentido, um mundo coberto em puras trevas.
Era, como uma fina camada de gelo, frio, passageiro e belo.


Parte 2: Eu Não Estou Satisfeito Com Este Mundo Ainda

“É realmente… depressivo.”

Fazendo um pequeno som, o ar perde seu calor e congela.
Está frio. Nada além de frio. Como se das profundezas do meu corpo, das profundezas do meu coração, o calor tivesse sido roubado.
Mas ao mesmo tempo, a resistência ao frio da Preguiça não é uma que pode ser ultrapassada por temperatura deste nível.

Era um amável mundo prateado.
Tudo era branco e congelado, e o ar que tinha perdido quaisquer traços de poeira estava tão sereno quanto o pico de uma alta montanha.

Diante dos meus olhos, um homem havia congelado completamente.
Um homem alto, de cabelo preto. Até por cima de suas roupas, eu podia ver claramente que ele treinou seu corpo e magia. Em seus olhos que haviam sido suspensos num estado aberto, o que estava refletido era resignação e ansiedade, e ao mesmo tempo, forte deleite. Sua boca havia curvado num sorriso.
Eu estendi minhas pernas da poltrona, e gentilmente me levantei. Dos meus pés, eu senti um frio perfurante como nunca antes, mas eu cerrei meus dentes e aguentei isso.

Meu poder da Preguiça declinou. Preguiça nem permite ficar de pé.
Não é que eu não me levanto. Eu não consigo me levantar. Eu não consigo me mover. Tal é a maldição da Preguiça.

Mas para alguém como eu que não liga sobre poder, eu não ligo sobre esse conceito também.

Talvez porque a origem do meu poder foi trocada para Melancolia, meu coração estava simplesmente pesado.

Eu gentilmente coloco minha mão na expressão sólida do homem.
É um rosto familiar. Ele é um homem que se ligou à mim desde tempos à muito passados. Eu não me lembro do nome dele, mas sua aparência havia sido firmemente gravada na minha mente.

“… Você já está satisfeito…” (NT: É tipo uma pergunta)
“…”

Com um som de rachadura, através do meu dedo, o poder da direita do meu peito, do segundo Núcleo de Alma que se manifestou ao eu ter desbloqueado Melancolia, se expandiu.
Ao redor do homem cuja figura havia sido congelada, água circula, e ele é fechado num bloco de gelo.

É uma Skill de 『Melancolia』 para criar um caixão de gelo.

『Túmulo Congelante』.

Eu ando além do homem que havia se tornado completamente um pilar de gelo.

Eu acho que fazem cerca de cem anos desde meu nascimento, e eu nunca lutei propriamente ou sequer treinei.
Ainda assim, por que é que neste mundo onde força é tudo, eu ainda tenho que encarar uma única derrota?

Eu gosto de dormir.
Eu gosto de deitar no topo da cama sem qualquer propósito, e gastar tempo em nada.
Ser capaz de comer sem fazer nada é maravilhoso, e eu estou relativamente agradado que a limpeza é feita sem mim.
Era algo que eu nunca pude colocar minhas mãos lá quando eu estava vivendo no Japão.

Ainda assim, eu relativamente gosto da coisa chamada de trabalho duro. Não, mais do que gostar, eu acreditava nela.
Apesar que eu não vou fazer ela.
Ainda assim, eu posso acreditar no que eu quiser, certo?

“Que mundo desprezível… este Mundo Demônio…”

Mais do que o Mundo Demônio, este mundo inteiro é desprezível.

Este mundo é duro e cruel.
Terra tinha sua parcela generosa de crueldades, mas este Mundo Demônio é muito mais brutal.

Eu só não liguei para isso.
Não, eu não perdoei isso.
Aquela Serge, que repetiu treinamento severo e afiou suas garras para derrubar um Lorde Demônio foi derrotada por um homem que nunca fez nada.

Meu Núcleo de Alma quebrado calmamente se restaura. Em proporção à isso, minha cabeça ficou mais pesada.

É depressivo. É apenas depressivo.
A escuridão fria que havia se pilhado nas profundezas do meu coração.

Aquele sentimento que eu ocasionalmente senti mesmo quando eu estava dormindo era provavelmente a razão por trás de eu desbloquear Melancolia. No passado, eu sempre me senti depressivo antes de sair para trabalhar ou ir para escola, então talvez isso podia ter sido a causa, mas eu não tenho meios de confirmar isso, e eu não ligo.

Minha visão fica mais escura.

Eu passo através da porta que havia sido congelada aberta.
O chão que havia sido levemente polvilhado com geada foi instantaneamente coberto em gelo. Com um som triturante abaixo de mim, eu desci pelo corredor.
Minha percepção que se estendia por meu território inteiro era extremamente problemática, e não importa quanto tempo passe, eu nunca me acostumarei com isso.

Por causa da minha corrente lamacenta de emoções, eu caí com meu braço contra a parede.
Centrado ao redor do ponto que eu toquei, um poder branco se expande. Sem um único som, tudo é coberto em gelo perpetualmente constante.

No passado, quando eu tinha acabado de reencarnar neste mundo, não houve ninguém que me ensinou sobre Skills.
Se você me deixar ser honesto por um momento, eu não sabia o que elas significavam.
Dos poderes que Demônios possuíam, haviam algumas que, das Skills em si, elas roubam e copiam e anulam e comem e aniquilam, e outras coisas incompreensíveis, parece.
Haviam poderes insondáveis com que com um acerto, tudo estaria acabado. Era demais. (NT: Não de legal, mas de exagero)

Eu pensei que era impossível.
Besteira. Eu não quero morrer ainda.

E não deve ter ninguém lá fora que quer. Quero dizer, não é como se o mundo do inferno é certo de ser mais fácil que aquele em que nós vivemos.
Aqueles sentimentos eram alguns que eu tinha na minha vida anterior, ao menos até o ponto onde eu morri, e mesmo depois de ter vivido uma longa vida como um Demônio, eles não mudaram nem um pouco.

E então, eu não quero perder. E então, eu ainda estou vivo. Sem pensar em nada, eu derrubei aqueles poderes incompreensíveis.
Separado do fluxo de tempo, eu me tranquei com nada além da Carta Acedia para proteger meu corpo, e aquele que iria indiscriminadamente suspender meu funcionamento e me trazer para aquele mundo escuro, a Carta Melancolia.

Eu só desejei uma coisa daqueles dois trunfos.

… Por favor, só me deixe dormir. Em silêncio. Em preguiça.

“Mah… Leigie…sama? O que… está…”

Aquela que apareceu virando o canto era o Demônio de Ira. Lize Bloodcross.
Ela é provavelmente a maior antítese para meu ser. Um atributo que espalha chamas brilhantes.
Um incompatível comigo, que gosta de se esconder em lugares úmidos e escuros.

“Porque… Leigie-sama está… andando…”
“Há… até vezes onde eu quero andar.”

Mesmo dessa forma, eu geralmente vou no trem balançante para trabalhar todo dia.
É mais estranho… pensar que eu não consigo me levantar. Em primeiro lugar, é senso comum que todos Demônios possuem habilidades físicas superando humanos, então quando o eu humano podia andar, não tem como o eu Demônio ser incapaz disso.
O corpo dela está vestido numa armadura de chama.
Ela está usando seus misteriosos Poderes de Ira para aguentar contra esta terra congelante.
Eu viro meu olhar para a esquerda. Um Demônio de cabelo dourado que estava tentando ficar escondida nas sombras.

Passo à passo, eu quietamente movo minhas pernas para frente.
Nós estamos cerca de trinta centímetros de distância. Num estado como transe, Lize continuou à olhar para mim.

“Esper… Lize-san! É perigo…”
“Eh…?”

Ela é empurrada para fora, e minha mão toca o ar.
Mas no lugar dela, minha mão rela no cabelo do Demônio de cabelo dourado.

“Por que está… movendo… é uma fraude… kusu kus…”

Num instante, o tempo daquela garota parou.
Com olhos como se estivessem para estourar em lágrimas, e lábios distorcidos como se ela estivesse se forçando à rir.

“… Entendo.”

Até eu, baseado em como me sinto… há até vezes que eu penso sobre sair para uma caminhada.

Isso é uma fraude? Por que uma fraude?
Quem lá fora decidiu que não é bom para Demônios da Preguiça se moverem?

Lize apressadamente corre até o Demônio congelado.

“Hiero!? Leigie-sama p-por que… para uma aliada…”

Por quê? Por qual razão? Isso é simples.

“Porque eu quero dormir pacificamente.”
“Hah!? Eh? Você quer… dormir?”
“… Também, isto… eu não consigo realmente controlar isso.”
“Eh? Que coisa irri…” (NT: Em inglês, e provavelmente japonês também, não corta palavra, mas é o jeito dela dizer que algo é irritante, sem dizer se é skill ou qualquer coisa)

Minha mão esticada raspou no ombro de Lize.
As chamas dela se apagam num instante, e dessa forma, ela cessa.
Com uma expressão idiota impensável para alguém que governava Ira, ela não se move mais.
E mesmo se é algo que eu trouxe sobre mim mesmo, eu sinto tristeza e vazio inacabáveis. Ao mesmo tempo, eu sinto a Árvore de Melancolia avançado adiante.

Apenas quão passageiro este mundo é…
Apenas quão frágil ele é…

Essa é a própria razão pela qual a Árvore de Melancolia dentro de mim lentamente continua à avançar?
Uma emoção feia. Para mim que viveu em nada além de depravação, eu não devo ter direito em me desesperar pelo mundo.

Em algum lugar quieto, eu só quero ficar sozinho.
Dentro desta fortaleza, não há mais quaisquer Demônios que conseguem se mover. Mas até os pilares gélidos das existências deles são irritantes.

Certo… eu subirei a torre.
O lugar mais alto neste castelo.
No passado, alguém me carregou uma vez até seu topo. Talvez por volta de dez anos atrás?
A vista ininterrupta da fortaleza preta se expandindo para um horizonte vermelho claro na distância.

Se eu fosse olhar para ela agora, eu tenho certeza que eu experienciaria uma sensação sentimental.


Parte 3: Algo Bom Definitivamente Acontecerá Amanhã

Por alguma razão, lágrimas saem.
Diante de algo que verdadeiramente move elas, pessoas podem verdadeiramente fazer nada além de deixar as lágrimas fluírem para fora?
Até aquelas lágrimas viram gelo no momento que elas tocam minha pele, e caem no chão em grânulos.

Cobrindo a terra preta, uma ridiculosamente larga estrutura. Ilimitadamente resistente, pedras brutas e lisas como vidro foram empilhadas para fazer a fortaleza, e mesmo para mim que não era nem um pouco familiar com a arquitetura, eu posso ver que ela não foi construída numa questão de alguns anos.

Diferindo do que eu havia me acostumado na Terra, a lua azul pálida do Mundo Demônio e céu vermelho eram assustadoramente cativantes, e simplesmente belo.
Como que para falar claramente que este era um Mundo de Fantasia, e sem qualquer discussão, eu sabia que ela falava a verdade.

No topo da torre que foi construída disso, você podia olhar para todas direções.
As quatro grandes janelas de vidro instaladas num círculo olhavam para baixo até o chão, mas para mim, uma janela era mais que o suficiente.

“… Hah…”

Ao ser exposto ao meu suspiro, o vidro da janela trincou sem um som.
A fortaleza sem a presença de uma única forma de vida era cruelmente quieta, e cruelmente vazia.

Grãos brancos começaram a cair do céu.
Mesmo se eu não fosse para pegar um em minha mão, eu entendi. Não há neve no Mundo Demônio.
Então para mim, era minha primeira neve em várias décadas.
Olhando para ela assim, eu sou forçado à lembrar.

“Eu quero estar sob um kotatsu…”

Como que em correspondência com meus sentimentos, o vidro congelou, e se partiu em pedaços ainda menores. A neve começa a cair mais forte, e uma tempestade de neve toma o castelo.
… Não é como se eu estivesse desejando por nada disso, sabe.

Neve cai. O Núcleo de Preguiça que devia ter sido esmagado em pequenos pedaços se recuperou bastante.
Para alguém como eu que possui Skills de Preguiça, algo como o frio da neve não é o suficiente para me afetar. Mas talvez o fato que uma sensação fria vem à mim quando eu toco ela é devido às minhas memórias de lá trás na Terra.

No momento que eu pensei isso, o momento da neve aumentou ainda mais. Cinzas e pressagiosas nuvens giram no céu, e um vasto número de grânulos de gelo batem contra o chão. Daqui, eu não consigo nem ver sobre a Fortaleza mais. (NT: Momento da física e tal… começar a manter momentum para diferenciar, acho)
E isso era pesaroso.
No que eu pensei isso, as nuvens se tornaram mais pesadas, e o cinza vira completamente preto. Como se um apagão tivesse descido, o mundo estava envolto em trevas.

… E disso, eu simplesmente senti extrema tristeza.

Vento frio perfurante circula.

A Árvore de Melancolia… o cara que criou este mundo era um completo idiota? Isto é um loop infinito, não é?
Não importa como você olhe para isso, isto não é um desejo, ou uma vontade ou qualquer coisa…

O poder da Preguiça começa a se misturar com Melancolia.

Bem, essa é ainda outra coisa pela qual eu não ligo.
Todas as coisas em criação são igualmente um saco, e todas as ações não possuem sentido.

Talvez porque era a primeira vez que eu havia andado nos meus próprios pés num tempo, minhas pernas parecem pesadas.
Eu sentei no lugar.

Sonolência logo veio até mim. Ela era, continuando de quando eu era um humano, minha maior companheira.
Meu coração está pesado. Minhas pálpebras estão pesadas.
Quando eu abri minha boca, uma pequena voz vazou.

“… Eu estou ficando bem sonolento…”

Retornar para a cama é um saco. Em primeiro lugar, uma cama selada em gelo não é nada além de dura.
Eu deitei, e dei um grande bocejo. (NT: Eu bocejei tanto escrevendo essa linha como essa nota…)

Não há um traço de movimento, nem uma presença em lugar algum. Por enquanto, eu devo ser capaz de dormir com facilidade.
Eu dobrei meus braços, e fechei meus olhos.
A escuridão preta que eu tinha me acostumado. Se eu puder rezar, então eu espero que pela hora que eu abra meus olhos mais uma vez, paz e repouso tenham caído no Mundo Demônio.

No que essas nobres e puras intenções encheram meu peito, eu ouvi uma voz estranha.

“… Sem qualquer interesse por nada na criação, o Lorde da Depravação que meramente está no topo… é? Redenção passada do Leigie, não é ela?”
“Sim. Mas… eu imagino porque é que este homem nunca desliga Fogo Amigo…”
“É exatamente porque ele é Preguiça, Lize. Eu irei… falar com Leigie um pouco. Você vá checar os outros. Se você achar alguém ainda selado em gelo, liberte eles. Com sua Ira!”
“… Sim, entendido.”

Dos dois poderes, o menor se separou.
Mas isso não importa. O que capturou meus sentidos não é a larga presença diante de mim, mas os incontáveis números daquelas aparecendo dentre a fortaleza.
Presenças simplesmente irritantes.
O que repentinamente apareceu diante de mim  como se tivesse abruptamente vindo à existir era definitivamente alguém que eu havia congelado completamente.

Em algum ponto… não, isso não importa também. Não importa quando isso aconteceu.

… É, não é nada além de depressivo.

Por que é que toda vez que eu tento dormir, tudo tenta entrar no meu caminho?
Tudo deveria estar num inferno distante, nas profundezas de um gelo silencioso.

Eu forçosamente abri minhas pesadas pálpebras.
Eu estava chocado. Eu lentamente observei os arredores.

… Não pode ser…

“… É… manhã…?”

Quando eu fechei meus olhos, era definitivamente noite. Ao menos, não era uma hora do dia onde poderia ter virado manhã nos próximos poucos minutos. Isso não mudou daquele mundo para este aqui. Um sistema compartilhado.
Para noite e dia mudarem instantaneamente, alguém capaz de realizar um ato absurdo desses não deve existir neste vasto Mundo Demônio.

“… Entendo, então mesmo diante de mim, você consegue tomar uma atitude dessas…”

… Grande Maou, Kanon.

O mais forte Lorde Demônio que governa Ira e destruição.
Com meu espaço de memória que fica um pouco atrás quando comparado com humanidade, é um dos poucos nomes que eu me lembro.
Eu virei para minhas costas, e olhei para cima na sombra dela.

“Poderia ser que… você…”
“… Ku… você não mudou nada, Leigie. Mesmo quando nós estamos nos encontrando pela primeira vez num longo tempo… Bem, tudo bem. Que seja assim. Certo, fui eu quem liberou o mundo que você selou.”
“… Por transformar noite em dia!? … quando você conseguiu esse tipo de…”

Que skill medonha…
Enquanto eu dormirei independentemente de ser noite ou dia, se eu tivesse que dizer, eu sou uma pessoa da noite.
Não é nada além do meu inimigo natural.
Eu cubro meus olhos para interceptar a luz do sol.

“E-espera. Sobre o que você está sequer falando?”

Com meu braço não sendo capaz o suficiente para bloquear toda ela, eu rolei meu corpo para a parede, e fechei meus olhos novamente.
Agora eu posso finalmente dar um descanso.

… Não, se você pensar sobre isso calmamente, eu estive fazendo só isso por um tempinho já…

“Não, não é nada…”
“Não não não, como se não pudesse ser nada! Ku, por que é que Leigie-niisama é sempre assim!”

A temperatura do quarto subiu toda de uma vez.
É apenas um pouquinho quente. Para conseguir o máximo de sombra quanto possível, eu pressiono meu corpo na parde.
Kanon irritadamente abaixa seu cajado no chão, soltando um som bem nostálgico.

“… E que assuntos você tem… Kanon da Ruína?”

A primeira resposta que veio à minha questão era o som do chão se quebrando.
Apenas pelo que esta garota está tão brava…

“Que assuntos… você diz? Leigie, você… você sequer entende o que é que você fez?”
“Não.”

Eu sou Preguiça. Não tem jeito de eu ir fazer qualquer coisa.

“Ku… ah, tá bom. Tá bom. Leigie. Esse é apenas o tipo de homem que você é. Me deixe lhe dar uma explicação especial de apenas o que é que você perpetuou.”
“Não, eu não estou particularmente interessado.”
“Apenas cala a boca e escuta!”

Incontáveis bolas de fogo do tamanho de punhos impactaram no meu corpo. Eu não levo qualquer dano.
Por alguma razão, eu fui atacado por Demônios de Ira bem frequentemente, então das muitas resistências que eu tenho, minha resistência à chamas é a maior.

“Escute, Leigie-niisama. Você… você congelou completamente o território inteiro que você havia sido concedido! … Em gelo perpetual que nunca derreteria por meios naturais.”
“… Entendo.”

Minha tristeza, meu desespero é maior que montanhas, mais largo que o céu e mais profundo que os oceanos.
Isso é tudo que isso significa.
Bem, por hora, eu me desculparei.

“Não foi de propósito, por favor me perdoe.”
“… Perdoar!? Apenas quantos anos você acha que leva para degelar solo congelado?”
“…”

Não tem como eu saber de algo assim.
Pensar sobre isso era sem motivo, então eu desisti, e me rolei. Eu não tenho travesseiro para segurar, então meus braços estão se sentindo excedentemente solitários.
O cajado da Kanon perfurou a manga da minha roupa. Eu continuo rolando para frente e para trás independentemente, então a borda da minha camiseta foi rasgada.

Eu olhei de maneira vazia para o Grande Maou.
Cabelo escarlate flamejante, e olhos vermelhos profundos como o sangue de pomba. O Rei da Destruição. (NT: Eu usaria Rainha, mas… é o título, fazer o que…)

Sério, apenas o que é que ela veio fazer aqui?

“Kanon.”
“… Fique quieto. Falar com você drena minha energia.”
“… Você era minha irmã?”
“!? … Ah!”

O rosto de Kanon está tingido de vermelho forte. Eu sinto Ira dela.

Eu não deveria ter quaisquer irmãos. Agora e no passado.
… Não, poderia ser que eu apenas esqueci deles? Parando para pensar nisso, talvez eles existiram.

“L-Leigie… o que você está pensando neste momento está provavelmente errado.”
“… Entendo.”

Então por que eu sou um niisama?
Eu fechei meus olhos, e comecei a pensar, mas isso virou um saco, então eu desisti. Isso não realmente importa.
Me chame como você bem quiser.

“Ahem.”

Kanon estranhamente limpa sua garganta, e dobra seus quadris para bater com minha linha de visão.

“Leigie, eu vim arrumar o que você aprontou. Não, em primeiro lugar, eu vim por causa de um relato que Heard ia eliminar os generais de seu exército, mas… achar o território inteiro coberto em gelo foi inesperado…”

É mais inesperado para mim que você pessoalmente tenha vindo por uma razão tão trivial.
O Grande Maou está apenas realmente entediado? Por favor compartilhe sua boa fortuna comigo.

“Por que você selou seu território, o Castelo das Sombras, seu povo em gelo? Por que Leigie-niisama, que deixou tudo para Heard Lauder, e nunca ativamente se moveu perpetuou algo assim neste ponto no tempo?”
“…”

Tudo e qualquer coisa não importam. Falar é um saco.
Mas se você me forçar à dizer, o que selou eles pode ter sido eu, mas não era eu.
Aqueles que eu ativamente congelei foram Lize, e aquela cabeça dourada, e aquele único homem que me serviu desde tempos à muito passados.

O resto deles… simplesmente receberam os efeitos colaterais da Melancolia.
Eles foram meramente congelados por isso. Eles não conseguiram aguentar o próprio fato que eu existia ali.
Eu não ligo sobre os arredores, mas que triste de uma verdade isso deve ser.

“Leigie-niisama, eu ouvi que meu Pai estava sob seus cuidados no passado. O pai do Pai também, e até o pai antes dele estavam sob seus cuidados. Eu mesma, quando eu era uma criança, eu estou ciente que você frequentemente cuidou de mim. Então se possível, eu não quero ter que eliminar você.”
“Obrigado?”
“De nad… e-errado. Eu não estava buscando seu agradecimento! O exército é seu, niisama, e não é como se eu tivesse vindo para lhe perguntar o que você faria depois de perder seus generais nem nada. O congelamento, e a skill que você usou de que eu não tenho recordações, neste momento, isso não realmente importa. Tudo que eu quero perguntar é apenas uma única simples questão…”

Kanon tem uma expressão séria no que ela olha nos meus olhos. Como se a resposta estivesse residindo em algum lugar fundo dentro deles.
Mas isso é provavelmente um engano. Eu tenho certeza que meus olhos estão tão vazios como sempre. Procurar isso é uma perda de tempo.

“Niisama… você planeja se rebelar contra mim, contra Kanon?”

Aquelas palavras desencadearam um vívido flashback das profundezas da minha memória.

Kanon da Ruína.
Alguém que foi capaz de me ferir, um raro Lorde Demônio de Ira se especializando em poder de ataque.
Independentemente de inimigo ou aliado, tudo que entrou em contato com a Ira dela foi reduzido à cinzas; o Rei da Destruição.
E isso era algo de algum tempo atrás. O poder atual dela deve ser ainda maior do que era antes.
Talvez até grande o suficiente para perfurar através da minha Preguiça.

Que… saco.
Eu estou em desespero.

“Mah… niisama!?”

Kanon apressadamente ergue seu rosto.
No seu belo cabelo sedoso, e seus olhos como rubis, e todo o resto, uma fina camada de geada desceu.

“Poderia ser… você realmente planeja em se opor à mim!?”

Chamas dançam, e cobrem a figura dela. Através das chamas escarlates piscantes, eu vejo uma expressão de choque.
A geada instantaneamente derrete e desaparece. Chamas para derreter o gelo. Significando que foi isto que derreteu o gelo nesta terra, é isso?
As sobrancelhas de Kanon se erguem por um momento, antes de voltarem para baixo. Ela falou, como que para se reassegurar.

“Não… isso é errado. Não tem como um Lorde da Preguiça alguma vez fazer algo tão problemático… certo, de todas as coisas, niisama não faria algo que requer tanta atividade.”

Essa linha de pensamento é estranha. Porque todos continuam dizendo que é estranho para Preguiça se mover.
Isso é errado. A razão pela qual eu não me movo é, considerando os méritos de mover e os méritos de não, o segundo oferece uma vantagem estratégica maior.
E então, se um inimigo vier, eu lutarei, e se acabar que me mover irá se livrar das coisas problemáticas mais fácil, então eu me moverei. Em Tóquio, eu morreria se eu não trabalhasse, então eu trabalhei. Para resumir, tudo… depende da situação.

Parece que entre Demônios de Preguiça, há muitos que quietamente se deixam ser destruídos.
Poderia ser que eles são idiotas? Resista, cara. Vocês deveriam ser ostras ou algo assim?
Não, até uma ostra ofereceria alguma resistência.

Em particular, Melancolia oferece algum poder ofensivo para a defensiva Acedia. Como que para oferecer essa melancolia, essa depressão sombria em outros. Ela cobre os pontos fracos de Preguiça de forma bem legal.

Eu estico minha mão, e toco a de Kanon.
Nesse gesto, os movimentos de Kanon param.

… Bem assim.

“Túmulo Congelante.”
“Eh…?”

Kanon ergue um som estúpido, antes de ser selada num caixão de gelo na mesma posição em que ela estava.
A expressão dela era de certo modo inocente, e era difícil pensar nela como o Grande Lorde Demônio, o recipiente da admiração de todos.
Mesmo se você chamar ela de Grande Maou, ela está apenas neste nível.

E disso, eu senti tristeza. Eu solto um suspiro.
Apenas o que se tornará deste mundo.

“Hah… que depressivo…”
“Esper… O-o que diabos você está fazendo! K-Kanon-sama!?”

Lize, que havia acabado de vir pela porta, freneticamente correu até a selada Kanon.
Ela tocou o gelo transparente de alta qualidade que prendia o suspenso Grande Maou. Seu rosto com câimbra olhou para mim.

“Leigie… da Preguiça. Nem ferrando… isto é uma fraude. Até aquela que domina destruição e chamas, Kanon-sama foi… mesmo se tivesse sido um ataque surpresa, num único golpe!? Lorde da Preguiça, por que é que você continua à se resignar ao Ranque Três!?”
“…”

Que problemático.
Eu não quero status. Eu não planejo virar algum Grande Maou, e eu não preciso do mundo. Se eu posso continuar vivendo ser isso, então eu nem preciso de poder.

… Eu meramente peço por um descanso mais profundo do que todos.

Meu humor cai. Nada importa mesmo.

Era Preguiça junto com Melancolia. Niilidade é verdade, e depressão.
Esses são os desejos que eu governo.

Depravação e resignação, escape e decomposição, suspensão e estagnação, inércia e desânimo.

O Núcleo de Alma de Melancolia que cresceu dentro de mim algum dia ou outro cobre meu corpo num poder frio, arrepiante.
Algo assim nunca aconteceu antes. É por que minha Preguiça diminuiu, ou que eles estão fora de balanço? Bem, isso é ainda outra coisa que não importa.
O que está feito está feito. O poder que havia florescido de uma vez, como se uma represa tivesse sido rompida, afunda tudo num inferno de depressão.
Respondendo aos meus sentimentos, gelo se espalha, e a fortaleza que Kanon degelou foi congelada mais uma vez. A umidade se solidifica, e o ar fica frio.
As Chamas da Ira que Lize havia apressadamente soltado enrolam meu corpo, mas sem ser capaz de passar pela minha resistência de Preguiça, elas desaparecem sem me dar uma única ferida.

Neste mundo irritante, ao menos um pouco de paz e silêncio.
Eu manifesto uma bola do tamanho de um punho de luz branca na palma da minha mão.
É uma Skill que eu estou usando pela primeira vez, mas eu consigo entender. O poder vindo dela é incomparável à antes. Skills de Melancolia não conseguem nem salvar o Usuário de ser parte de seus alvos.
Eu acho que até eu serei preso em Gelo que nunca se derreterá. Mas eu não morrerei disso. Talvez isso não tenha problema, nisso e disso em si.

Oh mundo, caia em suspensão depravada.
A bola de luz solta um flash prateado no que é empregada.

Agora durma se quiser. (NT: Não é bem uma sugestão, eu quase usei um “por favor” no lugar que ainda estaria certo)

『Réquiem Absoluto』

“Espera… nu…”

Lize, que tentou empregar chamas, foi sugada pelo poder, e congelada na mesma postura.
As flechas prateadas jorrando da bola ascendente de luz se espalhou pelo mundo como estrelas cadentes. Seu escopo de longe supera a extensão da minha Zona.
Onde quer que a flecha caia, o ar frio empregado ao redor dela automaticamente toma controle da área sem um som, e muda ela para um mundo branco.
Não leva muito para todas as coisas moventes terem desaparecido do mundo.
Apesar que não é como se eu pudesse perceber fora da minha Zona, mas sua influência deve se estender para além dela.

A única coisa que eu não esperava era…

“… Então minha resistência da Preguiça é a mais forte das duas…”

… Num mundo onde toda criação foi colocada para dormir igualmente, eu era o único que não experienciou os efeitos.
Bem, que seja.

Se esse é o caso, então eu apenas dormirei normalmente.
Sozinho, em solidão, eu dormirei quietamente.

Quando eu estava prestes à fechar meus olhos, eu notei.
Parece que o mundo não me deixará dormir tão facilmente.

“… Eu. Enten. Do… Eu entendi, eu entendo, niisama. Seu objetivo é…” (NT: Get, got, undestand fica tudo igual… preguiça de diversificar na tradução)
“…”

O gelo em que Kanon estava presa havia silenciosamente derretido. A figura fina do Grande Maou estava envolta numa fina camada de alto calor. Era um calor que até excede minha Melancolia.
Mas nos olhos dela, não há raiva. A Ira de Kanon só é apontada para inimigos.
Ela não me vê como um inimigo ainda? Bem, isso é verdade. Eu não tenho inimigos.

… Nem aliados também.

Para escapar da realidade, eu viro meu rosto para o lado.
Mas que saco.

Ela quebrou ele. O selo de gelo.
Então ela consegue quebrar ele sozinha. Meu poder.
Como eu pensei, Ira é o poder para lidar com Preguiça e Melancolia. Eu mesmo não tenho inimigos, mas Ira pode ser chamado de inimigo natural dos Pecados que eu governo, eu acho.

“Niisama… você só quer dormir, certo?”

Aqueles olhos estavam preenchidos com pena. Uma voz transparente.
Nada realmente importa.
E o niisama, niisama dela está ficando irritante. Ela não tem intenção de curar esse hábito, tem.

“… Niisama…?”
“I-isso não importa neste momento, importa!? Ah, droga. Por que é que depois de tudo isso, eu não sinto qualquer hostilidade ou intenção assassina dele!? Niisama sempre tem que… entorpecer minha Ira.”
“… Entendo.”

Se realmente parece assim para você, então é simplesmente porque eu não tenho hostilidade ou intenção assassina.
Até agora, eu nunca matei outro pela minha própria vontade distinta. Provavelmente, deve ser assim.
Quero dizer, eu gasto meus dias em Preguiça, eu não preciso matar outros.

Tendo se recuperado completamente, Kanon espetou seu cajado no chão. Seu corpo não tem feridas.

E depois de hesitar por um momento, ela fez um anúncio com uma voz clara.

Seu tom continha uma forte vontade nele. Assim como as Chamas da Ira que ela governava, com energia brilhante, poder no nível que eu conseguia entender o porque que ela era o Grande Maou.
E miraculosamente, era o que Serge possuía, muito tempo atrás.

“… Leigie dos Bonecos de Massacre… como o Grande Maou, eu por este meio declaro. Você é uma falha como um Lorde Demônio. Mesmo que você possa ser um Demônio, fazer algo tão ultrajante como congelar sua própria terra, e cobrindo ela em gelo e neve é algo difícil de perdoar.”
“… Entendo.”
“Como punição… o ranque do niisama será rebaixado para o mais baixo.”
“… Entendo.”
“Sua terra também será confiscada. Tudo que você manterá é este Castelo das Sombras.”
“… Entendo.”

Desde o começo, isso era tudo desnecessário para mim. Eu não tenho quaisquer sentimentos particulares por isso.
Ranque e lugar, vá dá isso para alguém digno que realmente queira.

Sem um som, chamas douradas saem do cajado dela. Não é quente. Mas o gelo da Fortaleza derrete, e ela toca toda a terra no que se expande. É um volume de poder digno do Grande Maou. Eu sinto poder igual ou excedente ao do Lorde Demônio que eu lutei não muito tempo atrás.
Numa voz tingida com fadiga, mas sem deixar isso espalhar para sua expressão, Kanon continuou.

“A terra confiscada irá para o novo Lorde Demônio, Heard Lauder… O Orgulho Kaiser… eu pensei que não seria estranho se ele virasse um Lorde Demônio à qualquer momento, mas isso com certeza levou um tempo. Esse é apenas quão forte ele construiu sua 『Superbia』, eu acho…”
“… É…”

Exatamente. É exatamente assim que deve ser. Não que eu realmente saiba.
Ele é um Demônio que pôde me acompanhar durante os anos. Não há dúvida que o jeito de vida dele é uma parcela acima dos outros Demônios.

“Então apenas durma em silêncio, Lorde da Preguiça.”
“É.”

Eu irei apenas fazer isso.
E lá, eu quietamente fechei meus olhos. Dentro da minha consciência afundando, eu senti que eu ouvi a Voz do Grande Maou…

… Algo bom definitivamente acontecerá amanhã.


Parte 4: Euvo

E mais uma vez, minha vida diária continuou.

“Leigie-sama, é hora da sua refeição.”
“É…”

Eu como a comida que Lorna fez, e deixo ela limpar o quarto.
Assim que o quarto foi limpo, ela arruma a cama, e naquele tempo, eu calmamente cochilo na poltrona.
Minha alma está em paz, e eu quase não tenho qualquer estresse.

Sem uma necessidade de trabalhar, até inimigos que invadiam em intervalos regulares pararam de vir. Isso com certeza é legal.

“Eh? Hya…? L-Leigie-sama… isto é…”

Mas hoje, Lorna ergue um raro grito.
Ela estava tirando as cobertas, e a expressão facial dela ficou rígida. Seu corpo havia solidificado naquela posição.
Não, isto não é minha Melancolia agindo.

Na cama havia uma pequena garota. Pelada nisso.
Abraçando meu travesseiro, ela dormiu com uma expressão pacífica.
Eu não sei o nome dela.

“P-por que Medea está… dentro da cama do Leigie-sama…”
“… Nem ideia.”

Não, eu tenho uma vaga lembrança dela vindo, mas eu não tinha qualquer interesse, então eu deixei ela em paz.
Não é como se ela fosse me machucar nem nada, e a cama é mais do que grande o suficiente. Eu não tinha razões para recusar. Não espera, era só um saco.
Eu não sei o motivo, mas apenas vá onde você quiser.

“Medea? Medea!? Espe… Acorde!!”
“Nyaa…”

Sendo sacudida para esquerda e direita, o Demônio feminino chamado Medea dolorosamente abriu seus olhos.
Seus olhos estavam nublados e estagnantes. Ela esfregou eles num gesto sonolento.

“… Q… que?”
“N… não me venha com ‘que’! P-p-por que você está no quarto do Leigie-sama…”
“Eu sou um travesseiro. Isso é tudo. Sono. Boa noite.”
“Hah? Espe… acorde~!”

A forma dela abraçando o travesseiro de novo no que ela tentou dormir não continha mais um fragmento do orgulho dela como um Demônio.
Lorna tenta sacudir ela de novo, mas desta vez ela não demonstra sinais de se levantar. E pelo corpo dela, eu sinto uma presença profunda e quieta.
É uma que eu conheço realmente muito bem.

Não é nada além do poder da 『Acedia』.

E enquanto isso for verdade, eu duvido que Medea acordará qualquer momento em breve…
Preguiça dá bônus para dormir. Não, não é uma Resistência, só…

“Lorna, deixe ela em paz.”
“Eh? V-você está falando sério?”
“… É.”

Eu consigo entender o sentimento de Demônios de Preguiça realmente muito bem.
Acordar ela forçosamente não funcionará. E não é como se ela está causando qualquer problema.

Depois de mudar seu olhar entre eu e Medea por um tempo, Lorna eventualmente soltou um profundo suspiro.
Era uma expressão bem rara vindo dela.

“Entendido. Leigie-sama… mas como eu pensei, para um homem e uma mulher que não estão num relacionamento dormirem na mesma cama, eu não posso recomendar isso…”
“Entendo.”

Este Demônio com certeza diz algumas coisas éticas.
Bem, eu não tenho quaisquer objeções particulares àquelas palavras. Eu não estou aprovando também, mas para mim, era algo que não realmente importava tanto assim.

“Eu carregarei Medea para a cama de outro quarto. Isso está tudo bem?”
“… É.”

Era uma expressão de gelar o sangue que eu não conseguia dizer que veio dos vivos.
Ela não está soltando raiva de modo algum, mas as raras palavras dela apoiadas por uma forte vontade me fizeram acenar imediatamente.
Como se ela estivesse carregando um grande pacote, ela ergueu a imóvel Medea, e se curvou antes de partir do quarto.

Deve ser difícil, ser uma maid.

No que eu levemente considerei tais coisas, eu encolhi meu corpo dentro da cadeira.
É uma cadeira nova que Kanon enviou. A antiga sofreu muitos danos relatados com gelo, e se tornou inutilizável, mas esta aqui não é ruim em si.

Naquele momento, a porta abriu, e ainda outro Demônio entrou. Era uma ocorrência diária.
Um Demônio que governava Ira, e um que parecia estar me observando: Lize Bloodcross.
Eu não entendo o que é tão divertido em me observar, mas se você só vai quietamente assistir, então observe o quanto você quiser.

“Leigie-sama, então você estava acordado…”
“É.”

Ela normalmente se movia com uma quantia surpreendente de vigor, mas agora, no rosto dela, haviam alguns raros sinais de fadiga.
E como se o corpo dela estivesse caindo, ela abaixou seu corpo na cadeira na mesa.
Sem dizer nada, ela caiu.

“… Você parece cansada.”
“… Sim. Observar tanto você quanto Heard Lauder simultaneamente vai fazer meus ossos quebrarem algum dia…”

Entendo. Parece que ela foi encarregada com dois sujeitos desta vez.
Minhas mais profundas condolências.

“… Posso reclamar?”

Faça o que você quiser. Eu duvido que há qualquer sentido em reclamar para mim, mas eu irei ao menos ficar quieto e ouvir suas palavras.
Apesar que não é como se eu fosse levar elas para o coração, e ao invés de ouvir, será apenas entrar nos meus ouvidos.

“Aquele Heard Lauder é um monstro. Talvez ainda mais do que Leigie-sama… além disso, ele se move por aí demais. Mesmo quando ele praticamente acabou de virar um Lorde Demônio, ele conseguiu aniquilar todos os Lordes Demônio que colocaram sequer um pé no território dele sem falha… mesmo se eles possam apenas querer provocar ele um pouco, ele pessoalmente marcha até o quartel do inimigo, e perfeitamente destrói eles.”
“…”
“Além disso, ele parece estar firme em achar uma chance para mirar pelo pescoço da Kanon-sama… ele nunca dá um único momento de descanso. Você sabe apenas quantos inspetores foram despachados para o lugar dele? Dez. Dez pessoas! Mesmo se Orgulho é o mais perigoso por natureza… isto é demais. É como se eu pudesse apenas ver a ansiedade no rosto da Kanon-sama…”
“…”
“E ele é realmente alto, protestando para ter ela subindo o ranque do Leigie-sama.”
“…”
Quero dizer, em um instante, ele sobre-governou todos os Demônios acima dele, e ele já é Ranque Um.”
“…”
“Para o imóvel Leigie-sama, havia quase nada que eu tinha que fazer no que se refere à inspeção, mas tendo este tanto para fazer é problemático…”
“…”

Entendo. Você tem isso duro.
Então você não tem que realmente vir observar por aqui, sabe.
Quero dizer, eu não tenho quaisquer inimigos, e eu não faço nada além de dormir. Eu nem me movo.
Apesar que mesmo que eu não diga isso, como se ela sentisse minha vontade, ela direciona um cansado, rígido sorriso para mim.
O poder que eu sinto do corpo dela é incomparável ao da Lize das minhas memórias mais antigas dela.
Ele está verdadeiramente crescendo.

“… Não, eu só estou aqui para um pequeno descanso, então…”
“… Entendo.”

Então faça o que você quiser.
Se você não vai ficar no caminho do meu sono, então eu não ligo o que quer que você faça.
Não, se tem algo faça você entrar no meu caminho, então apenas tente isso.

“… Eu irei perguntar apenas por precaução, mas ocorreram quaisquer problemas no seu lado?”
“… Nenhum.”
“Entendo… isso soa basicamente certo.”

O rosto dela muda em alívio.
Isso é uma mentira. Apenas uma única, isso não é realmente um problema, mas um pouco de uma mudança. Uma única coisa aconteceu ao estagnante eu.
Eu apenas notei isso bem recentemente. Eu não sei exatamente quando isso aconteceu, mas foi provavelmente depois que eu fui privado de meu território, e retornei à minha vida quieta.

A verdade é, eu não sou mais um Lorde Demônio.

Classe: 『Deus Maligno』

Minha Classe Lorde Demônio mudou, e essa é a minha nova.
Eu nunca pensei que isso era o que vinha depois de Lorde, e Deus Maligno nem é mais uma posição governamental.

Bem, mesmo se minha classe mudar, o que eu estarei fazendo continua o mesmo.
Eu apenas vivo por existir como eu estou. Até ‘gora, e provavelmente daqui em diante também.

Até o dia em que alguém me aniquile.

Para mudar o tópico, Lize falou.

“… Parando para pensar nisso, recentemente há um forte entre os Assassinos que o Céu tem enviado para provocar o Mundo Demônio.”
“…?”

E daí?
Como se ela tivesse sentido uma mudança nos meus pensamentos, Lize balançou sua cabeça.
Eu nem tenho mais que soltar palavras. A habilidade de percepção para pegar tudo. Lize é uma existência difícil de ter para mim.

“Não, bem… parece que eles tem o poder assustador de até ser capaz de aniquilar aqueles de Classe Lorde Demônio… adicionalmente, eles podem usar suas asas para voar pelo céu. A mobilidade deles é alta, então talvez até aquele Heard deixaria eles escaparem. Neste momento, Kanon-sama está preparando contra-medidas, mas eu pensei que eu iria ao menos espalhar o que veio à ser conhecimento comum…”
“Um anjo forte o suficiente para matar Lordes Demônio…”

Isso é definitivamente uma existência assustadora.
Em primeiro lugar, os poderes de um Anjo são os inimigos naturais dos Demônios. A magia pairando pelo Mundo Demônio é dita em dar altos fortalecimentos para as habilidades de um Demônio, mas ainda assim, há anjos fortes o suficiente para matarem Demônios repetidamente. É um saco. Essa é também a razão porquê, enquanto Céu ocasionalmente invade o Mundo Demônio, Demônios raramente sobem e vão atacar o Céu.
Pelas minhas palavras, Lize jogou seu corpo sobre a mesa, e virou sua cabeça para olhar para mim.

“Não, não é um Anjo… bem, elas ainda são classificadas como anjos, mas… você sabe sobre 『Valquírias』?”

Nope. Nunca ouvi falar disso.
Bem, eu posso ter ouvido a palavra uma ou duas vezes na minha vida passada, mas… era uma terminologia do gênero fantasia, eu acho.
Pela minha atitude, Lize solta um suspiro.

“『Valquírias』 são uma forma de Anjo, e um tipo especial de unidade que vem quando 『Einherjar』 levou para o Céu experienciar uma aberração. Comparado com Demônios e Anjos normais que acumulam poder sobre muitos anos, elas são nascidas com uma vasta quantia de experiência de batalha, então elas podem ser bem problemáticas… bem, apesar que não deve ter tantos guerreiros caídos que podem derrubar um Lorde Demônio…”

Hmm, então há coisas assim.
Bom para eles.

Vendo que eu absolutamente não tinha motivação, Lize deu de ombros.

“A Lâmina do Azul Prateado, Serge Serenade. Ela é confirmada como a mais forte 『Valquíria』 até hoje. Eu acho que será melhor se você ao menos guardar o nome em seus bancos de memória.”
“… É.”

Um nome inesperado. Eu tento erguer meu corpo por um segundo, mas ele não se move, então eu desisto.
Mas a visão das batalhas à muito passadas revivem em minha cabeça todas de uma vez.

Eu não consigo acreditar nisso. Por que ela ainda está viva?
Droga. Então diferente do Japão, os Mortos podem voltar para lhe assombrar neste mundo.
Até morte é reversível. Não, desta vez pode ser um pouco diferente de reversão, mas seja lá qual seja o caso, que Fantasia.

Eu olhei para minha própria classe mais uma vez.

『Deus Maligno』

É provavelmente a classe mais alta que um Demônio pode alcançar.

“? Você parece feliz.”
“… Não.”

Mas que seja.
Eu esperarei aqui por você não importa quanto tempo leve. Essa é meu ramo de especialidade, e provavelmente, como um único Lorde Demônio, como o Último Chefe, minha obrigação.

Você consegue ser párea ao Deus Maligno?
Me mostre sua figura valente.

Euvo.

Satisfeito, eu fechei meus olhos. Eu cochilei logo após.

Eu sou o Lorde da Depravação.
Que vive apenas por estar ali, um Rei Desnecessário.
E eu trago Depravação aos outros, uma encarnação de mal que afundará toda a criação de Deus num abismo de desespero.

Pela hora que eu percebi, eu havia reencarnado num outro mundo.
Eu continuei dormindo, e em algum ponto eu virei um Lorde Demônio.
Mesmo quando eu nunca desejei por isso.
Mas para eu não ter que trabalhar, este mundo é o melhor. Deve ser verdade que coisas boas acontecem com boas pessoas.
O sabor da Preguiça é tão doce quanto mel. Glória, diligência, virtude ou honra. Eu não tenho interesse em nada desse tipo. (NT: Zebul discorda, e discorda MUITO.)

O que há para se esconder? O Rei Preguiçoso é… ninguém menos do que eu.


Fim da Parte 1

ANTERIOR | ÍNDICE | PRÓXIMO

27 respostas em “Capítulo 8 – Melancolia

  1. OOOOLoko meu. Foi impresionante e empolgante o capitulo, muito obrigado pelo capitulo e enquanto a segunda temporada não vem vou lendo outras novels por aí, valeu.

    Curtir

  2. Até agora o capítulo mais foda, agora é esperar que desenvolvimento irá acontecer na segunda parte entre Serge e esse nosso mc que adquiriu o título de deus maligno por fazer nada além de ser preguiçoso e melancólico kkkk.
    Obrigado pelo capítulo ^^

    Curtir

  3. cara…até eu fiquei meio depressiva aki
    será que despertei para a melancolia tb? preguiça eu ja domino kkkkkkkkk
    obrigada pelo capitulo

    Curtir

    • Te contarei um segredo: a cada capítulo que traduzo, menos dá vontade de fazer qualquer coisa que não seja dormir.

      Preguiça, melancolia, própria acédia – isso faz muito mais sentido depois de traduzir 10~15k palavra por capítulo…

      Curtir

  4. e realmente sabe quando vc fala “hojê vai chove” so de brincadeira ?, pois é pra ele andar caiu uma tempestade e neve monstruosa rsrs…..

    Curtir

  5. Em “Tudo que eu sei é que as proezas daquela que foi chada da estrela brilhante” em vez de “chada” não era pra ser “achada”?
    『Deus Maligno』…hein. desse jeito a Serge vai chorar de novo kkkkkk
    Obrigado pelo cap >w<

    Curtir

Deixe uma Resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s