Capítulo 169: Marione Vs. Leowald

Calor… ah, e talvez apareça um novo tradutor, que coisa, né? Enfim, eu dedico estes links à Imirin… quem não conhece, atormente o Hirune para apresentá-la, de preferência usando meu nome. – Este capítulo foi traduzido do EnTruce.


Capítulo 169: Marione Vs. Leowald

As cartas para o primeiro round eram umas que deixariam qualquer um espantado.

Era um confronto entre o rei de ‘Passion’ Leowald e Marione, que era o ‘Segundo Assento’ nos ‘Cruel’ de quem os Evila se vangloriam.

Com Aquinas não presente e não incluindo Hiiro, acabou como um confronto entre o mais forte ‘Evila’ e o Rei das Feras dos ‘Gabranth’.

Na verdade, era apenas natural que ambos lados estivessem engolidos por uma atmosfera nervosa.

Neste momento, Eveam retornou para onde Hiiro estava.

“Marione, falando francamente, isto foi verdadeiramente inesperado. Você tem alguma chance de vencer?” (Eveam)

Ele revelou um sorriso ousado quando perguntado por Eveam.

“Essa é uma pergunta estúpida, Vossa Majestade. Ele é o cara que eu estava querendo lutar. Meu ressentimento só irá desaparecer quando eu matar ele.” (Marione)
“Não, matar ele é…” (Eveam)

Ele disse assim, mas Marione estava intensamente encarando Leowald, ignorando seus arredores.

“Mas, mas~, para o Rei sair no comecinho… isto é verdadeiramente uma situação inesperada.” (Shublarz)

Shublarz falou enquanto franzia como se estivesse preocupada.

“De fato, ele é um oponente bem formidável, mas se é Marione-dono ele deve ser capaz de ganhar.” (Ornoth)

Ornoth deu um leve aceno.

“Hiiro, você acha que Marione pode ganhar?” (Eveam)
“Eu não sei.” (Hiiro)

Ele respondeu sem nenhuma hesitação para Eveam, que havia perguntado para ele ansiosamente. Ela fez uma expressão levemente deprimida devido à resposta dele.

Contudo, ele não tinha o que fazer no que ele realmente não sabia. Ele nunca havia visto Marione lutar, então ele não podia prever o resultado.

Em termos de level, falando direto, Marione era mais baixo, mas vitória não podia ser decidida apenas por level.

Haviam também problemas com magia, compatibilidade e até diferenças em estilos de luta. Leowald parecia o tipo excedente em combates corpo-à-corpo enquanto Marione parecia com ataques de longa distância. Ele imaginou que a batalha iria mais provavelmente acabar mais rápido devido ao bom balanço.

Mas não havia dúvidas que seria uma luta interessante. Não importa quem vencesse, seria uma batalha que fascinaria todos.

No meio tempo, Marione entrou na cratera sozinho. E Leowald também pareceu ter se movido.

E ambos lados se encararam no centro.

Marione enquanto olhava para o homem de pé na frente dele, perguntou algo.

“Hey, Rei das Feras Leowald.” (Marione)
“O que é?” (Leowald)
“Eu quero lhe perguntar algo.” (Marione) (NT: Eu evito usar o que não é de anime, ou com falas, mas eu precisava desse. Não achei a cena dublada, mas o filme em si, dublado mesmo, é demais – Kung Pow)
“…” (Leowald)
“Você sabe de um beastman com padrões inconsistentes de pelos pretos e brancos em seu corpo?” (Marione)

Leowald reagiu àquelas palavras movendo suas sobrancelhas num espasmo.

“… O que você vai fazer depois que você achar ele?” (Leowald)
“Eu irei matá-lo com minhas próprias mãos.” (Marione)
“…….” (Leowald)
“Na verdade, eu tinha a intenção de massacrar todos de ‘Gabranth’ que protegeriam ele, mas isso contradiz a intenção da Maou-sama. Mas você, o rei do país que deu à luz aquele tipo de monstro, terá que aceitar minha lâmina cheia de ressentimento!” (Marione)

Leowald falou enquanto observava os olhos de Marione.

“… Vingança?” (Leowald)
“Isso mesmo. Eu definitivamente matarei aquele cretino com estas mãos!” (Marione)

Marione emitiu sede de sangue tão poderosa que ela parecia chacoalhar a atmosfera. Silva, que estava de pé lá como o juiz, enrijeceu seu corpo como um reflexo.

“… Você quer saber?” (Leowald)
“Claro!” (Marione)
“Então me derrote primeiro! Me pergunte depois que você tenha me derrotado em batalha!” (Leowald)
“Vamos lá então.” (Marione)

Silva, depois percebendo que ambos lados já haviam decidido-

“Então agora, o primeiro round…. Começa!” (Silva)

—Falou as palavras indicando o início do duelo.

.

.

.

“<<Bala de Pedra!>>” (Marione)

Numerosas pedras emergiram da superfície abaixo e foram disparadas contra Leowald.

“Uoooooh!” (Leowald)

Leowald destruiu as balas de pedra com suas mãos nuas.

“Kuu! Que força física ridícula você tem! Então que tal isso!” (Marione) (NT: Ridículo de muito, obviamente)

Marione carregou magia em sua mão direita e socou o chão.

“Vire poeira pela minha mão demoníaca! <<Perturbação de Raio>>.” (Marione)

Uma mão gigante apareceu do chão e correu para atacar Leowald. Leowald tentou destruir a mão com seu punho, mas falhou devido à diferença em força.

“Eu vou te esmagar até a morte!” (Marione)

Leowald fez careta pela pressão de ter seu punho pego na mão de areia. Vozes expressando preocupação por Leowald podiam ser ouvidas pelos arredores.

“Guooooooo!” (Leowald)
“É inútil! Você não pode se livrar da minha mão demoníaca tão facilmente assim!” (Marione)

Assim como Marione disse, mesmo depois de colocar poder em seu punho, a mão nem sequer tremeu e ao invés disso aumentou a pressão e poder.

“Kuu… eu não tenho escolha agora!” (Leowald)

Ele segurou o cabo de sua claymore que estava presa em suas costas e começou a concentrar poder nela. (NT: A espada é uma ‘greatsword’, que é espada de duas mãos, dois gumes e tal., eu usei a variante escocesa, que é um tipo de espada e cujo nome significa a mesma coisa, apesar de poder não ser necessariamente uma claymore, mas é porque é algo que não precisaria traduzir. Yay.)

Buuuuuuuuuuuuuuuuuun!

A espada começou a vibrar e ficou vermelha como se tivesse sido colocada num forno.

“Uoooooooo! <<Garra de Fogo>>!” (Leowald)

Ele balançou a claymore com toda sua força e cortou através da mão de areia com facilidade.

“Mah!?” (Marione)

A secção da mão onde foi cortada derreteu. Isso era prova de que a espada de Leowald havia alcançado alta temperatura.

“Tsk! Mais uma vez! <<Perturbação de Raio>>!” (Marione)

Mas a mão foi cortada ao meio por Leowald novamente. No que Leowald balançou sua claymore–

“Sem mais truques, huh?” (Leowald)

—Marione apertou seus dentes vendo isso. Mas então ele revelou um sorriso.

“Como esperado do Rei das Feras. Até minha Mão Demoníaca não funciona em você.” (Marione)

Ele jogou fora o manto que ele estava vestindo.

“Eu vou para a próxima fase então.” (Marione)

Os olhos dele ficaram estreitos e afiados, penas pretas brotaram das costas dele e ele começou a flutuar no ar.

“Deixe ele sentir o gosto do poder das trevas!” (Marione)

Marione ergueu suas mãos bem alto e numerosos tridentes começaram a aparecer ao seu redor.

“Tridente Eclipse!” (Marione)

Marione balançou sua mão para baixo, mirando em Leowald. Os tridentes tomaram isso como um sinal e correram até ele com velocidade tremenda.

Mu!” (Leowald)

Leowald cortou os tridentes voando até ele como chuva enquanto balançava sua espada heroicamente. Os beastmen começaram a louvar Leowald no que nenhum dos ataques estavam funcionando nele, mas invés de estar agitado, Marione sorriu.

Leowald franziu quando ele notou o sorriso e no momento seguinte, ele engoliu seco. Isso era porque ele percebeu que sua espada havia começado a ficar preta em cor.

“O que…?” (Leowald)

A cor preta firmemente se espalhou ao longo da espada dele. Leowald largou a espada antes que a cor preta alcançasse o cabo no que ele sentiu perigo dela. Ele encarou a espada caída no chão.

“Hmm, teria sido melhor se você não tivesse largado sua arma.” (Marione)

Marione estalou sua língua enquanto ainda flutuava no ar.

“… O que você fez?” (Leowald)
“Kukuku, meu Tridente Eclipse não é nenhuma magia negra normal. Tudo que ele toca fica preto.” (Marione)
“Fica preto… você diz?” (Leowald)
“Minha magia negra para o tempo de tudo que ela toca. Assim como gelo, assim como morte…” (Marione)
“Ora essa! Que magia problemática. Então em outras palavras, minha espada não é mais usável depois de engolida pelas trevas?” (Leowald)
“Não, você pode usar ela. É só que se aqueles sem as qualificações próprias tocarem ela, eles serão erodidos pelas trevas.” (Marione)

Enquanto dizia isso, Marione aterrissou e ergueu a grande espada.

“Mu… você realmente tem grande habilidade física para continuar balançando essa coisa pesada por aí.” (Marione)

Ele jogou ela de volta no chão como se ele tivesse perdido o interesse nela.

“Muito bem então, eu imagino como você pretende parar minha magia agora que você perdeu sua espada.” (Marione)

Ele subiu novamente no céu e novamente disparou o Tridente Eclipse.

Neste momento, Leowald não tem uma arma para bloquear o ataque. Nesse caso, ele seria forçado à desviar dos ataques se ele quisesse ser erodido como sua espada.

“Não subestime este Rei das Feras!” (Leowald) (NT: Eu já falei que seria ‘Rei Fera’, mas que não tem o mesmo impacto que ‘Rei das Feras’? Não? Estou falando agora então)

De repente, ele socou o chão. A mão dele facilmente afundou no chão.

“Nuooooo!” (Leowald)

Ele ergueu sua mão de novo enquanto gritava. E surpreendentemente, rachaduras apareceram no chão e começaram a se espalhar.

Ao fazer isso, a mão dele cavou a terra como se fosse uma colher. Usando o pedaço de chão que ele ergueu como um escudo, Leowald tentou defender contra o ataque de Marione. Os tridentes fincaram no chão.

Mas Leowald pensou que algo estava estranho. Apesar dos tridentes estarem presos na pedra, ela não mudou sua cor como a espada havia mudado.

Ele franziu enquanto ponderava sobre isso. E, como se tomado de espanto, ele observou seus arredores.

Ele veio com uma hipótese de porque o chão não estava sendo erodido pelas trevas.

“… Parece que sua tão chamada coisa de Trevas tem um limite.” (Leowald)

A sobrancelha de Marione desenhou um arco como se surpreso. Ele ficou quieto e não respondeu, mas na verdade, Leowald estava certo.

Para o efeito especial de Tridente Eclipse começar, ele tem que ter um alvo determinado – se ele fosse acertar algo além do alvo escolhido, as trevas não se espalhariam.

Apenas um alvo podia ser designado por vez. Ele escolheu Leowald como o alvo, mas como ele bloqueou os tridentes com a pedra, o efeito de trevas não ativou.

Antes, ele havia mirado na espada de Leowald e ele havia funcionado como intencionado, mas desta vez não funcionou.

Marione demonstrou admiração porque ele nunca pensou que sua magia fosse ser analisada tão rapidamente.

“Então eles não te chamam de Rei das Feras por nada.” (Marione)
“Agora é minha vez!” (Leowald)

Leowald cerrou seus olhos e repentinamente a atmosfera mudou.

“Deixe-me lhe mostrar! Esta é a técnica secreta das <<Binding Arts>>! Esta é a <<Formação de Estouro Termal>>!” (Leowald)

Buoooo!

Tremenda quantia de chamas saíram das mãos de Leowald e o cercaram. O calor produzido alcançou Marione que ainda estava voando no céu.

“Só quão quente é isso!?” (Marione)

Era tão quente que ele involuntariamente reclamou. As chamas começaram a ficar menor enquanto formavam um redemoinho, como se estivessem sendo absorvidas por alguma coisa. De dentro apareceu um Rei das Feras de cor vermelha.

“Vamos nos divertir!” (Leowald)

Ele olhou para Marione enquanto revelava um sorriso feroz.

“É perto da hora em que você deve ficar sério… <<General da Espada>>.” (Leowald)

Os cantos da boca de Marione se encolheram ele cerrou seus olhos.

“… Então você sabe disso.” (Marione)

Marione aterrissou no chão lentamente. Ele segurou sua mão direita em direção do chão e emitiu uma larga quantia de poder mágico que foi então absorvido no chão.

MekiMekiBaki…

Assim que parecia que rachaduras estavam se formando através do chão, o chão começou a fluir como areia no que começou a formar alguma forma enquanto convergia num único ponto.

Ele gradualmente ficou maior e se transformou numa espada.

“… <<Iryaduru>>” (Marione)

Ele segurou o cabo da espada e balançou ela lentamente.

Bakiiii!

Do nada o solo se divide. Vendo o chão sendo jogado espalhado apenas por um balanço da espada dele, até Leowald estava sem palavras.

“Sinta o poder da minha espada mais forte.” (Marione)
“… Então essa é a parceira de você, que é chamado de <<General da Espada>>.” (Leowald)

A espada era de uma cor marrom avermelhado e sua lâmina era tão fina que parecia que ia quebrar se fosse tocada. Mas, ela não podia ser uma espada frágil já que ela foi feita comprimindo a terra.

Leowald entendeu que a espada tinha um poder ofensivo e defensivo inacreditável apesar de sua aparência.

Anúncios

9 respostas em “Capítulo 169: Marione Vs. Leowald

  1. Srry por demorar pra traduzir outro de knw, mas essa semana está meio tenso sem o Zero e eu ainda tenho q estudar pro enem, então só semana que vem… isso posto, valeu pelo cap ^.-

    Eu sei o resultado dessa batalha pq um amiguinho me deu spoiler [ ;-; ], mas ainda assim é emocionante acompanhar o que vai acontecer 😛

    Curtir

  2. Os cara conversa demais, parece até Kuroko…
    Valeu pelo Capitulo Mito Thyros, e na moral, esses links ficam cada vez mais estranhos, quase um anti-clima… Mas o q vale é a intenção…

    Curtir

Deixe uma Resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s