Capítulo 155: Visitante Inesperado

Este capítulo foi traduzido do EnTruce.


Capítulo 155: Visitante Inesperado

… Estremecimento!?
Liliyn perguntou à Hiiro ‘aconteceu alguma coisa’ porque ele repentinamente derrubou o livro que ele estava lendo.

“Não, nada.” (Hiiro)
“Mesmo?” (Liliyn)

Hiiro que sentiu um arrepio suspeitou que alguém estava encarando ele.
Ainda mais, teria sido melhor se fosse sem o sentimento distorcido que ele estava recebendo.

(… Vamos manter isso como uma imaginação.) (Hiiro)

Tirando o sentimento ruim, ele novamente colocou seus olhos no livro.

Hiiro e os outros estavam ficando num único quarto dentro do Palácio da Maou. Ele estava vivendo num quarto grande que ele havia emprestado por um tempo. Quando pediram para ele ficar aqui por um tempo para descansar, ele animadamente aceitou esse pedido.

A maior razão pela qual ele concordou era porque ele podia ser informado sobre as últimas situações da guerra, mas também porque ele podia comer toda a comida que ele quisesse.

Enquanto lia o livro, ele olhou em direção à Nikki que estava sentada numa posição prostrada no chão. O corpo dela estava coberto com luz azul. E flutuando na frente dela estava uma esfera do tamanho de uma bola de tênis. A luz cobrindo ela estava conectada à esfera flutuante.

“Você está distraída, Baka-Deshi.” (Hiiro)
“É-é desuzo.” (Nikki)

Da testa dela leve suor desceu. Ela estava mordendo seus dentes com seus olhos fechados e de algum modo parecia em dor.

“Ho~, Nikki é agora capaz de controlar magia, também.” (Liliyn)

Para as palavras de Liliyn, Nikki sorriu largamente e olhou em direção à ela. Mas,
Crack!
Repentinamente a esfera estalou, e ela instintivamente virou seu rosto embora.

“… Ainda tem um longo caminho para ir.” (Liliyn)

Liliyn deu de ombros em estupefação.

“Au~……” (Nikki)

“Isso aconteceu porque você perdeu concentração. Faça do começo.” (Hiiro)
“S,sim desuzo…” (Nikki)

Ela desanimadamente acenou às palavras de Hiiro.

“Mumumu” (Nikki)

Hiiro encarou Nikki que novamente começou a se concentrar com seus olhos fechados.

(Parando para pensar nisso, faz um longo tempo desde que eu peguei ela.) (Hiiro)

Ele recordou seu primeiro encontro com Nikki que estava desesperadamente tentando controlar seu poder mágico. No começo, a expressão dela era aquela de um corpo, não mostrando nenhuma emoção. Alguém não podia dizer se ela estava sequer vivendo ou não.

Mesmo que Nikki fosse uma humana, ela foi criada por um monstro no continente demônio. Um dia esse monstro foi morto por outro monstro.

Para Nikki, era o mesmo que perder seus pais. Depois de viver sozinha por um tempo, ela se encontrou com um evento inesperado.

Naquela vez, foi Hiiro quem salvou ela. Devido à algum fato estranho ele era gostado pela Nikki, e ela queria se tornar estudante dele.

Naturalmente, Hiiro teria rejeitado ela, mas ele não pôde rejeitar ela.

(Simpatia… era? Não era do meu caráter.) (Hiiro)

Sim, na hora o que ele sentiu diante Nikki era sem dúvida simpatia. Ele pensou que seria interessante fazer dela sua discípula enquanto via Nikki pendurada em sua cintura.

Assim que Hiiro decidia sobre algo, ele nunca iria se arrepender disso mais tarde. Ele não gosta de culpar os outros usando desculpas pelas escolhas que ele mesmo fez.

Ele havia decidido assumir responsabilidade pelas escolhas que ele fez por ele mesmo.
E enquanto ele pensasse em deixar Nikki crescer, ele iria cuidar dela até ela se tornasse independente.

E como um ser humano se destaca no continente demônio, ele mudou a forma dela para a raça Imp usando sua “Magia das Palavras”. Quando Nikki abruptamente perguntou por uma prova de sua conexão com Shishou, Hiiro usou sua “Magia das Palavras” para escrever “Literatura” num pano parecido com um dougi.

Então, Mikazuki também pediu por uma prova, então ele fez a mesma coisa que ele fez por Nikki.

(Por que criancinhas se juntam à minha volta? E todas garotas além disso?) (Hiiro)

Ele virou seu olhar para Nikki e no momento que ele virou seu olhar para Liliyn, ele foi atacado por um tremendo encarar como se ele estivesse sendo zoado por ela.

(… Ela tem boa intuição.) (Hiiro)

Mantendo seu rosto de poker de sempre, Hiiro exalou um suspiro e novamente se concentrou em seu livro.

A porta se abriu e um cara barulhento entrou.

“Meeeeeestre! Mikazuki retornou!” (Mikazuki)

Hiiro agilmente desviou de Mikazuki.

“O que!?” (Mikazuki)

E apenas assim que Mikazuki beijou o chão.

“Fuaa! Is-isso dói~! Mestre é malvado! Me abrace!” (Mikazuki)
“Calada.Está quente pra caramba, então não se pendure em mim.” (Hiiro)
“Isso mesmo Mikazuki! Só eu posso ser abraçada pelo Mestre!” (Nikki)
“Errado! Somente Mikazuki pode ser abraçada pelo mestre! Nikki pode fazer sua prática!” (Mikazuki)
“Mah, o que você dis~se?” (Nikki)

Hiiro suspirou no que ele olhou na discussão improdutiva entre as duas.

“Nufofofofo! Eu retornei, My Lady!” (Silva) (NT: Não sei se é em inglês no original, mas… quem decide como deixar sou eu! Há!)
“Aa.” (Liliyn)
“Oho! Eu estou impressionado até pelas palavras frias de minha Senhorita!” (Nufofofofo!” (Silva)
“Hiiro, ele está sendo irritante, cale ele usando sua ‘Magia das Palavras’.” (Liliyn)
“Isso é ríspido! Isso é de fato ríspido! Nufofofofo!” (Silva)

Liliyn direcionou sua linha de visão para Shamoe de pé atrás do mordomo hentai.

“Obrigada por juntar informação. Então qual é a situação neste momento?” (Liliyn)
“Is, isso é…” (Shamoe)

Shamoe encarou a porta com um rosto dizendo ‘é difícil de dizer.’.

“Nh? Há alguém ali?” (Liliyn)

Alguém repentinamente entrou através da porta. Hiiro teve um espasmo em suas sobrancelhas enquanto Liliyn estava fazendo uma expressão grave.

“Ho, nós temos um convidado raro aqui. Não, na verdade, nós somos os convidados aqui.” (Hiiro)

Dizendo isso ele fechou o livro.

“Eu queria falar com você um pouco.” (Aquinas)

Enquanto dizia assim, Hiiro olhou para Aquinas com um olhar investigante. Liliyn em si estava demonstrando um humor desagradado. Silva que esteve rindo também estava sendo cuidadoso.

“Comigo? Só nós dois?” (Hiiro)
“É.” (Aquinas)

Um som alto de alguém batendo o pé no chão foi ouvido. Hiiro percebeu que foi trabalho da Liliyn.

“Não brinque por aí…… eu lhe disse…… para não colocar sua cabeça nos nossos assuntos.” (Liliyn)

Hiiro arregalou seus olhos vendo Liliyn emitindo hostilidade para Aquinas.

(Eu pensei que eles fossem conhecidos mas parece que é mais do que isso.) (Hiiro)

Ele repentinamente se lembrou. Eram os nomes deles. Quando ele espiou o 《Status》 de Aquinas, ele sentiu algum sentimento desconfortável. Ele finalmente se lembrou disso.

Liliyn Li Reysis Red Rose e Aquinas Li Reysis Phoenix. O ‘Li Reysis’ era o mesmo em ambos seus nomes. (NT: Rosa Vermelha e Fênix não é tão bonito assim para nome, em minha opinião)

(E se eu olhar para eles de perto… esses dois… se parecem.) (Hiiro)

O cabelo vermelho deles lembravam um ao outro, particularmente os olhos deles pareciam similares.
E os dois tinham uma atmosfera parecida também. Hiiro tentou adivinhar o relacionamento deles, enquanto ambos se encaravam e falavam.

“Não se preocupe. Não é como se eu quisesse colocar minha cabeça nos seus assuntos. Eu só vim para falar com ele.” (Aquinas)
“… Mesmo?” (Liliyn)

Aquinas exalou enquanto encarava ela.

“Bem, eu de fato tenho um pedido também.” (Aquinas)
“Viu! Deve ser algum pedido problemático, certo? Resolva isso você mesmo!” (Liliyn)
“Eu posso fazer isso, mas se eu fizer, então talvez eu não possa cumprir a promessa feita à ele.” (Aquinas)

Hiiro que permaneceu quieto, reagiu para aquelas palavras.

“O que isso significa?” (Hiiro)
“A continuação da história será somente entre nós? Então o que é isso? Você aceita ou não?” (Aquinas)
“Kuu! Você é um covarde Aquinas! Se você disser isso assim então Hiiro irá…!” (Liliyn)
“Aa, eu aceitarei essa oferta.” (Hiiro)

Hiiro facilmente aceitou a oferta.

“Ah, mou! Viu, acabou desse jeito!” (Liliyn)
“My Lady, por favor se acalme.” (Silva)
“Eei! Como eu posso manter a calma com isso acontecendo?!” (Liliyn)

As palavras de Silva não funcionam nela e ela ficou de bico. Mas surpreendentemente aquele para quem ela virou sua atenção foi Hiiro.

“Aka-Loli, eu não sei o que aconteceu entre você e ele, mas eu devo escolher minha decisão aqui, não você.” (Hiiro)
“M, mas Hiiro, esse homem é…” (Liliyn)

Hiiro ergueu sua mão e fez um gesto como que para não falar mais nada.

“Na verdade, eu já chutei o que este tão chamado pedido é.” (Hiiro)
“S, sério?” (Liliyn)

Liliyn fez uma expressão vazia num instante. Aquinas fez um rosto de entendimento dizendo ‘como esperado’.

“Aa, então vocês podem esperar aqui. Vamos lá Aka kami.” (Hiiro)
“Sim.” (Aquinas)

Pouco antes dele estar para sair,

“H, hey Hiiro.” (Liliyn)

Hiiro parou seus pés e perguntou “O que?”.

“Deve ficar tudo bem sabendo que é você…… mas nos diga mesmo se alguma coisa acontecer.” (Liliyn)

Isso implicava que no caso em que Mikazuki ou Nikki fossem incapacitadas de se mover, a palavra que ele colocou nelas seria ativada.

Hiiro deu uma olhada rápida para seus amigos. Quando ele olhou para elas ele viu Nikki e Mikazuki encarando ele com rostos preocupados.

Tap… tap… Hiiro cutucou as cabeças delas com seus dedos indicadores.

“Esperem pacientemente.” (Hiiro)

Ao ouvir as palavras de Hiiro ambas se sentiram reasseguradas. E então, Hiiro foi levado para fora do quarto por Aquinas.

Anúncios

28 respostas em “Capítulo 155: Visitante Inesperado

  1. Muito bom capitulo! Estava lendo em inglês quando esse projeto deu uma pausa, mas assim que voltaram resolvi esperar, e é aqui que começa de novo…
    Vlw pelo capitulo Mestre Thyros e cara da Espreom.

    Curtir

    • Re: Monster é o projeto principal do Hirune, não vou tirar o peixe dele…

      LMS eu já falei e repito: não, é grande demais e tem gente fazendo vez ou outra, até onde eu sei. Não compliquem minha vida, peçam coisas novas e tal xD

      Curtir

        • Isso é pior ainda; eu vou estar ignorando todo o esforço do Hirune e Cia., e isso é como dizer que não reconheço o trabalho deles. Eu zoo eles, mas são gente fina e não farei isso.

          Curtir

            • … você desenterrou esse comentário, mas vamos lá: por enquanto, eu já estou com o meu Sword of Emperor e tal, talvez depois eu veja – e o problema de Re: Monster é a situação da tradução em inglês, que não é das melhores… talvez, num dia distante, eu pegue – mas deixa ele fazendo por enquanto, eu já estou com 2 projetos e isso basta – até porque, gosto de fazer outras coisas também.

              Curtir

  2. Eu cabei de ler esse cap, e ainda n li o 156, mas tenho uma leve impressão (dado as palavras da lylin) q o aquinas joga no outro time (gay).

    Curtir

Deixe uma Resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s