Capítulo 373 – Força de Um Par

koÚltima semana pessoal… ah, uma coisa: sexta-feira tive 2256 visualizações, ontem passou dos 2k também, então eu… vou fazer alguma coisa legal quando ter tempo para comemorar isso, prometo… no último capítulo, eu conversarei mais com vocês – Este capítulo foi traduzido da KookieDreamer.


Capítulo 373 – Força de Um Par

“Isso é…” (Ren)

“Impiedoso.” (Itsuki)

Acreditando no Deus deles… somente para serem traídos, e então terminados. Ren e Itsuki assistiram aqueles Reencarnadores e murmuraram.

Eu fortemente concordei.

Eu, Ren, Itsuki e Motoyasu – nós todos tivemos a cruel experiência de sermos enganados pela Witch, então nós entendemos isso ainda mais.

Que essa coisa é alguém que nós nunca podemos perdoar.

“Vocês fizeram bem para chegar até aqui. Eu honestamente lhes dou meu elogio.” (Medea)

A Deusa Maldita declarou, flutuando levemente.

Não havia um único inimigo permanecendo por perto, com a exceção da Deusa Maldita. (NT: Kookie é uma garota comportada, vou manter assim)

Sangue frio excessivo… era um lugar onde apenas tristeza e ódio circulavam envolta.

Havia apenas uma pessoa lá, a extremamente alegremente sorridente Deusa Maldita.

“Mas a hora de brincadeira acabou. Para dizer a verdade, não importa o que aconteceu neste jogo, minha vitória estava decidida do começo.” (Medea)

A Deusa Maldita fez uma espada aparecer em suas mãos e apontou a lâmina para nós, com a mão esquerda dela na frente e a mão direita atrás.

“Agora, caros possuidores das armas sagradas, vocês acreditam na vitória de seu país mas vocês devem apenas se submeter ao meu poder esmagador!” (Medea)

A espada da Deusa Maldita brilha.

“Catástrofe Infinita!” (Medea)

É um ataque de morte certa mirando todos os possuidores das armas Sagradas e Vassalas, huh.

Ao mesmo tempo, ele absorve a magia do mundo e acumula poder.

Eu, num tempo menor que o instante em que ela disparou o ataque dela… eu conjuro magia no prazo de tempo de praticamente zero segundos.

『Oh Espíritos. Oh Mundo. O proxy do mundo comanda, e pede por poder. Eternidade, Incondicionalidade, Infinidade, atrapalhem o futuro sem esperança devido àquele poder indefinido, manifeste a identidade daquele poder egoísta, e dispare as chavetas para salvar este mundo!』

“Zero Infinito!” (Naofumi)

As armas sagradas do mundo… as armas minha, do Motoyasu, do Ren e do Itsuki brilham e cercam a redondeza.

O poder para proteger o mundo – Intenção, Desejo, Espírito.

Esses foram materializados e converteram o ataque à beira de destruir tudo.

“I-isto é…” (Ren)

“Eu imagino o que é isso, minha lança está brilhando.” (Motoyasu)

“Eu sinto um poder incrível.” (Itsuki)

“O que–!” (Medea)

O som de um grande impacto reverberou, o ataque de morte instantânea que a Deusa Maldita tentou invocar, e o poder de apodrecimento mundial, foi refreado.

“Sem chance…” (Medea)

O rosto da Deusa Maldita ficou vermelho com agitação.

“Você não notou mesmo quando nós estivemos lhe mostrando por um tempo agora? Não, você percebeu mas estava nos subestimando?” (Naofumi)

“Ela provavelmente pensou que nosso poder era só os Espíritos nos cobrindo.” (Raphtalia)

Raphtalia brandiu sua marreta, e prepara para usar ela na Deusa Maldita.

“Não pode ser… vocês!?” (Medea)

“É, Raphtalia e eu estamos no mesmo palco que você. Ao mesmo tempo, nós diferimos de você… nós nos tornamos seres que se especializam no poder para matar vocês.” (Naofumi) (NT: Ou ele quis dizer que estão no mesmo ‘estágio, fase’; eu acho que ele não quis ser muito literal, mas vai saber)

A fonte do meu poder e o da Raphtalia era a magia do mundo e força de vida, assim como a Deusa Maldita.

Contudo, o jeito que nós reabastecemos esse poder é completamente diferente.

A não ser que nós recebamos o poder pela vontade do mundo, nós não podemos reabastecer ele.

Nós fizemos para que fosse impossível para nós roubarmos o poder do mundo de suas raízes e consumir ele.

E… ao mesmo tempo, nós temos o poder para que ela não consiga tirar do mundo.

Agora… um total de cinco chavetas foram lançadas para prevenir a Deusa Maldita de usar o poder dela para roubar este mundo.

Quatro delas são os Quatro Heróis Santos, e eu não sei onde está o último.

É o último Herói dos Quatro Santos do mundo da Glass.

Aquela uma pessoa também está lutando num lugar desconhecido por nós.

Os heróis não eram os únicos.

Todo mundo através do mundo estava lutando como um corpo para proteger o mundo.

O representante disso era o herói com a arma sagrada.

Enquanto nós cinco chavetas existirmos, a Deusa Maldita mudou para um ser ligado à este mundo, incapaz de destruir ele.

Já, este mundo tem múltiplas barreiras fortes, gigantescas espalhadas em volta dele.

Para os habitantes deste mundo, elas se tornaram paredes defensivas protegendo eles de inimigos estrangeiros, e para a Deusa Maldita, elas se tornaram uma prisão prevenindo ela de escapar.

“Não pensem que vocês podem ganhar de mim só por terem a posição social de um Deus!” (Medea)

A Deusa Maldita usa ainda mais poder.

Contudo, você não pode usar o poder com que você esteve contando.

O trabalho maçante, protocolo e ritual já foram completos.

Depois é só matar um ao outro até nós reciprocamente aniquilarmos tudo.

“Agora, é hora para alguma aritmética. Não pense que tal lógica de criança não confiável como infinidade, eternidade e imortalidade irão passar por nós!” (Naofumi)

Neste momento, uma sala que nega poderes de Deuses foi criado.

Com nós dentro, a Deusa Maldita teve seus poderes divinos selados e foi presa com a razão deste mundo agora.

Em outras palavras… Lv e HP e Magia e tal flutuam no campo de visão dela, e quando esses números se tornarem Zero, ela irá morrer.

Naturalmente, os mundos indo embora serão provavelmente enormes mas eles não são perpétuos, nem infinitos ou imortais.

“Não foda comigo!” (Medea)

A Deusa Maldita tinha uma expressão facial furiosa e conjurou um feitiço.

É magia com a lógica de outro mundo.

A magia absorvida dentro do corpo dela é sovada junta e disparada contra nós.

“Defense Link! Parede Meteoro!” (Naofumi)

Minhas skills defensivas obstruem a magia dela completamente.

“Marreta x0!” (Raphtalia)

Raphtalia balança sua marreta brilhante, enorme para baixo na Deusa Maldita.

“Gubu!” (Deusa)

Com um *thwack* ele acerta a Deusa Maldita pesadamente e sangue flui da têmpora dela.

“Você, você, você! Como você ousa ferir a nobre eu!” (Medea)

A Deusa Maldita usa uma mão para cortar na Raphtalia em raiva.

Mesmo que ela seja podre, ela é o ser chamado ‘Deus’ que dividiu sua alma em vários mundos, então ela provavelmente tem algumas skills de espada.

“Minha espada tem velocidade infinita e é a técnica de espada infinita suprema mais forte! Você não deve ser capaz de ver através dela!” (Medea)

Como você infinitamente dobra o infinito?

A palavra infinito não é um número.

Bem, ela provavelmente quer expressar que é rápido assim mas…

A espada da Deusa Maldita alcança Raphtalia.

É.

Rápido, é certamente rápido… contudo–

“Velocidade infinita? Apesar que infinito não devia ter um limite? A unidade que você deve estar usando nesta situação é essa. Aproximando zero sem fim… não, algo como velocidade é desnecessário – um ataque de Zero-segundo…” (Raphtalia)

Os movimentos da Raphtalia borram e ela passa por trás da Deusa Maldita.

Imediatamente em seguida, ela usa um único golpe e um som alto reverbera.

“Mah-!? Ela transcendeu infinidade com sua própria velocidade e eu, o ser definitivo supremo que até ultrapassa tempo foi–” (Medea)

“Você acabou de retornar ao passado? É salto no tempo? Nesse caso, eu irei atacar ali!” (Raphtalia)

Ataque de Zero-segundo.

Algo similar seria o Alto Rápido da Firo, huh.

Será provavelmente mais fácil de entender se eu disser que era perto disso.

Alto Rápido é uma magia que aumenta a própria velocidade de alguém ao seu limite máximo temporariamente.

Contudo, o ataque de Zero-segundo da Raphtalia não tem necessidade por tempo.

Zero segundos… isso é um ataque que ignora o fluxo de tempo.

Não importa quão rápido alguém vá, o ataque não pode ser superado por alguém que é apenas rápido.

Até o som deste um disparo, esse som contém os ataques contínuos de dezenas, centenas, milhares de acertos todos dentro de zero segundos.

Recebendo um ataque desses, a Deusa Maldita desmaia em agonia.

“Ugu… guu…… aaaaauwahh!” (Medea)

“Os inumeráveis rancores contra você são tantos quanto o número de estrelas no céu. Se apenas você não existisse, eu não saberia nada e viveria em paz… todos à minha volta não teriam chorado com tristeza irrazoável!” (Raphtalia)

Raphtalia não relaxa a mão atacando a Deusa Maldita.

Ou em vez disso, eu não deixaria ela relaxar isso.

“Você sequer sabe o quanto você fez? Você manipulou e atormentou o mundo à vontade, ridicularizou as pessoas que estavam se torcendo para viver e criou calamidades… e o fim é isto! Nunca… não é um problema de alguma vez lhe perdoar!” (Raphtalia)

Minha nossa.

Se esta coisa não estivesse aqui então este mundo… não, apesar de outros oito mundos estivessem lutando, provavelmente não teria uma batalha tão dura como essa.

Ainda que tivesse, não devia ser mais do que um problema dos próprios mundos de alguém.

Independentemente, o mundo foi assimilado implacavelmente, e tinha luta o suficiente mesmo se não fosse.

Raphtalia e eu fizemos uma coisa dessas e nós estamos aqui agora para poder parar este sujeito.

Mesmo que nós sejamos submetidos ao vazio por quase eternidade, nós simplesmente não conseguimos perdoar ela.

O poder pelo bem disso…

Nem preciso dizer, eu me estabeleci como o proxy do Escudo e não posso fazer nada além de defender.

Claro, eu fui designado para proteger tudo dos poderes aniquiladores da inimiga.

O eu atual não consegue nem usar o método de luta que eu empreguei quando eu perdi meu Escudo.

Em termos de alocação de stat, eu desisti de todo meu ataque e me especializei em nada além de defesa.

Em contraste, Raphtalia abandonou completamente o conceito de defesa, dado que eu iria proteger ela.

O método dela era parecido com isso, mas a invasora conhecida como Deus fez todo os stats dela onipotentes, o poder infinito e eterno dela alcançando um domínio inalcançável.

Claro, ela não era capaz de atacar, e não é como se ela tivesse a habilidade de nos matar em um tiro.

Contudo… é para esta razão que Raphtalia e eu estávamos nos apoiando.

Confiando um no outro e abandonando os outros componentes, dividindo as partes restantes entre nós.

Eu com o escudo e – Raphtalia da espada.

Um não pode ser completo sem o outro.

Ainda assim, se os dois estão juntos então não importa quem… irá se tornar um poder para destruir tudo irracional.

… Isso é nostálgico.

O paradoxo da lança e escudo, huh.

Motoyasu falou de uma história assim antes.

Uma lança que pode perfurar tudo, e um escudo com defesa absoluta.

Para ter esses dois indo um contra o outro… não tem sentido nisso.

O escudo irá proteger tudo e a lança irá perfurar tudo.

Está bem desse jeito.

É por isso – Raphtalia e eu no que nós estamos agora… a espada e o escudo como um par, não tem como nós perdermos para esse tipo de oponente.

Anúncios

31 respostas em “Capítulo 373 – Força de Um Par

  1. A Deusa puta tá finalmente recebendo o que merece muahahaha!
    O Naofumi nunca para de dizer que a Raphtalia é a espada dele mesmo com ela usando um martelo…
    Obrigado pelo cap >w<

    Curtir

  2. Passei uns 4-6 meses sem ler, e agora quando volto falta menos de 10 caps. Isso me deixa triste e um pouco feliz.

    To animado com esse fim, mas parece que ele já vai ser algo previsível e q n vai ter mais nenhuma emoção :/

    Curtir

  3. “Marreta x0!” (Raphtalia)
    Sei que é besteirinha, mas creio que seja um pouco importante, já que já vinha sendo usado a um tempo. Se não me engano é X(com aquele 0 que tem um traço…) no caso, X maiusculo. Besteira, mas ja te enchi o saco muito então aceite isso como uma forma de provocação 🙂

    Curtir

    • Então… em inglês, está assim: “x0 Mallet!” – considerando a ascensão dos dois e que eles agora usam outro sistemas de golpe, eu acho que se deve ler isso como “vezes zero”, ou algo assim – então… NEGADO. hu3hu3hu3

      Curtir

Deixe uma Resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s