Capítulo 364 – Dois Anos

Este capítulo foi traduzido do Yoraikun.


Capítulo 364 – Dois Anos

“Melty…” (Naofumi)

Neste momento, a única ao lado da Melty é Firo.

Mas será difícil para Firo derrotar os Reencarnadores sozinha.

Rápido. O mais rápido que nós pudermos, nós temos que ir salvar ela.

“Não se preocupem. Vocês não parecem acreditar em Mim, mas Me deixe explicar. Com sua origem de poder, e a ajuda dos Espíritos, eu não acho que aquela Deusa pode sentir vocês.” (Arc)

“No fim, você é um inimigo? Um aliado?” (Raphtalia)

“Eu só luto pelas Minhas regras. Eu sou um Matador de Deuses. E pelas Minhas regras, eu irei expelir aqueles que destroem a ordem deste mundo. Enquanto… os Espíritos que escolheram vocês continuarem a querer vocês por perto, então eu sou provavelmente um aliado.” (Arc)

Em volta do Arc, espíritos começam a circular.

“Eu não posso ver eles, mas vocês não são bem gostados pelos Espíritos?” (Arc)

As luzes cercando eles amontoam em cima de mim e da Raphtalia.

“Esses são os Espíritos de mundos destruídos. Então Eu acho que eles estão rezando para vocês protegerem a parte deles também.” (Arc)

“Eles não são invisíveis para você?” (Naofumi)

“Eu não posso ver Espíritos, mas por escutar as vontades deles habitando nas armas, eu posso ouvir eles. Seu Escudo… tem um Espírito com uma personalidade relativamente moderada, certo?” (Arc)

Nas palavras dele, algo emerge na superfície do Escudo, e começa a tomar forma.

A figura que apareceu repentinamente se pendura em mim.

“Naofumi-sama!” (Atlas)

Era… Atlas.

Uma alma descansando no Escudo.

Ela realmente trabalhou duro com o Espírito do Escudo pelo meu bem.

A vontade dela, os lamentos dos Espíritos, tudo… eu não deixarei serem desperdiçados.

“Oy, você. Você é aquela que esteve tentando falar Comigo por um tempo. Você é… um Espírito? Ou você é um ser com nada além de uma alma deixada para trás? Você é meio transparente, e eu não consigo realmente ver você, mas parece que um poder forte habita dentro de você.” (Arc)

Depois de me segurar apertadamente por um tempo, Raphtalia tirou ela, e Atlas respondeu a pergunta.

“Sim. Junta com o Espírito do Escudo, nós estamos compartilhando nosso poder para fazer dele do Naofumi-sama. Eventualmente… minha consciência, e a vontade do Espírito do Escudo se misturarão, e eu me tornarei ambos um Espírito e um ser com uma alma.” (Atlas)

“Ah, boa sorte com isso…” (Arc)

Apesar das explicações do Arc me definirem como um Deus, eu não estou realmente sentindo isso.

É só que eu estou ciente que a quantidade de coisas que eu posso fazer aumentou, então a única coisa que resta é testar isso em batalha.

“Naofumi-sama, está tudo bem.” (Atlas)

Enquanto ela disse isso, os Espíritos começam a rodar em volta da Atlas.

Eu começo a sentir meu próprio poder aumentando.

“Agora mesmo… os Espíritos nos concederam algum poder. Naofumi-sama, você sente isso?” (Atlas)

Eu estou ciente do processo que Atlas descreve.

Nós fomos dado algo estranho deles.

Mas enquanto eu posso receber o poder deles, eu não consigo roubar ele.

Minha natureza como o Escudo me prende, mas isso também se torna meu poder.

“Não é já hora de vocês saírem? Apesar que Eu tenho algumas outras coisas para fazer, então Eu não posso realmente seguir.” (Arc)

“Por nos ensinar até que algumas coisas, eu lhe agradeço.” (Raphtalia)

Raphtalia e Atlas abaixam suas cabeças para ele.

“Oh, não se preocupem sobre isso. É um poder que vocês perceberam vocês mesmos, e construíram do zero. Enquanto vocês não esquecerem a coisa que vocês queriam quando vocês obtiveram esse poder, lembrem-se que vocês não são Meu inimigo.” (Arc)

E Arc sorriu alegremente.

Mas se você olhar para isso de outra perspectiva, se nós desviarmos do nosso caminho no mínimo, será uma guerra com tudo.

De qualquer jeito, eu entendo meu objetivo, que foi uma vez incerto.

Mas por hora, nós estamos numa situação onde nenhum de nós considera o outro um inimigo.

Nós estamos basicamente não relacionados agora.

Ele nos fez até que alguns favores, então se alguma coisa acontecer no futuro, talvez ajudar ele não seja a pior opção.

Claro, isso só se eu e Arc compartilharmos os mesmos interesses na hora.

“Se vocês alguma vez acharem dor no caminho que vocês andam, e quiserem dormir; se vocês quiserem que isso acabe, só procurem por Mim. Conceder um fim para algumas coisas é Meu trabalho também.” (Arc)

“É… okay. Se eu alguma vez ficar cansado com vida, talvez eu deixarei isso com você.” (Naofumi)

“Bem, então, Eu verei vocês embora. Melhores cumprimentos.” (Arc)

Para aqueles barrados de descanso pela eternidade, eles irão eventualmente dizer isso.

Eu só quero um sono pacífico.

Eu imagino se ele é aquele concedido este papel.

Mas ‘melhores cumprimentos’… ele devolveu meu cinismo com um pouco do dele próprio.

Não, isso é cortesia comum?

Não que isso importe. Agora, nós não temos o tempo para nos preocuparmos sobre tais coisas.

“Escutem aqui. Antes de vocês entrarem no mundo, a primeira coisa que vocês terão que fazer é ter certeza de não serem sentidos pelo inimigo. Seu Escudo se tornou algo como a chaveta que protege o mundo, certo? Para poder colocar um novo pino, Eu acho que vocês terão que remover o antigo.” (Arc)

Chaveta… entendo.

Neste momento, aquele protegendo aquele mundo é Itsuki… o Herói do Arco, e seu Espírito.

Os heróis e os Espíritos do mundo da Glass provavelmente possuem posições similares.

Mas aquele pino podia facilmente ser puxado pela Deusa Puta a qualquer momento.

E quando eles se forem, o mundo cairá aparte.

Então… eu devo apenas aumentar a quantia de pinos segurando ele junto?

Neste momento, eu e Raphtalia podemos servir como uma barra mais forte e maior do que antes.

Mas com isso, não é confiável.

Ainda assim, mais. Para aumentar as chances de nossa vitória.

Isso significa…

“Naofumi-sama.” (Raphtalia)

“Naofumi-sama.” (Atlas)

“Tá, eu sei. Vamos pegar Ren e Motoyasu.” (Naofumi)

Nós devemos ser capazes de achar e trazer aqueles dois de volta.

Como nós, eles devem estar pendurados à vida em algum lugar.

Nós nos preparamos para cruzar mundos mais uma vez, no que nós começamos a vagar através do espaço.

Eu concentro… nas localizações daqueles dois.

… Motoyasu está perto. Ele está em algum lugar paralelo àquele mundo.

Pelo contrário, Ren está longe.

Se eu fosse comparar isso com o Espaço Sideral, é como se o mundo dele estivesse em outra galáxia.

Aquele é o mundo do Ren?

“Ah, quando vocês estiverem lutando, Eu acho que isso se provará útil para vocês. O que quer que aconteça, lembrem-se que é somente para espíritos. Não vão bebendo isso.” (Arc)

Dizendo isso, Arc jogou o remédio da imortalidade para mim.

Não é a versão diluída, é a coisa de verdade.

Só quão alto seria a força nas skills desbloqueadas através da fórmula não diluída?

“Eu rezo pelo sucesso em sua batalha por vir.” (Arc)

Arc acena sua mão.

“Sua atitude arrogante… eu definitivamente nunca serei capaz de confiar em você dos fundos do meu coração.” (Naofumi)

O jeito que ele oferece testes para pessoas é de algum modo irritante.

O resultado está bem, mas eu odeio como parece que eu estou dançando na palma da mão dele.

“Ahaha… como esperado de você. Mas eu não odeio você. É, boa sorte.” (Arc)

“Eu irei definitivamente pagar de volta este favor. Eu sou um homem que mantém promessas.” (Naofumi)

“Entendo. Se eu precisar de ajuda, eu irei chamar por vocês então. Vejam, eu sou apenas um único homem.” (Arc)

Minha nossa… ele não aprece ter tudo em um lugar, este cara.

De qualquer jeito, nós precisamos agir para salvar o mundo agora.

Mesmo que nós acabemos repagando isso ficará para depois que essa zona acabar.

“Raphtalia, Atlas. Vamos lá.” (Naofumi)

“Hai.” (Atlas)

“Entendido.” (Raphtalia)

Nós mudamos para luz, e seguimos para Ren e Motoyasu.

Mesmo de fora, eu podia dizer que o mundo do Ren era um de uma novel Sci-Fi.

No que eu aproximo ele, eu pude ver, mas parecia que o fato que outros mundos existem é senso comum para eles.

Eles não podem atravessar entre eles ainda, mas talvez em algumas décadas, eles poderão colocar seus conhecimentos para aplicações práticas.

“Então nós devemos entrar?” (Raphtalia)

“Sim.” (Naofumi)

Eu, Raphtalia e Atlas infiltramos o mundo do Ren.

Nós materializamos nossos corpos dentro dele, e começamos nossa descida.

A localização é… parece ser o quarto do Ren, para quando ele está sozinho.

Nós aterrissamos no chão, e olhamos em volta.

Parece ser um mundo de um futuro próximo, mas a estrutura do quarto do Ren não é nem um pouco diferente daqueles do meu mundo.

Ele só parece ser um quarto excedentemente normal de apartamento.

Há cortinas penduradas nas janelas, e quando eu olho para fora, eu vejo que não há muita de uma diferença entre nós

Eu imaginei carros voadores, mas não há nada do tipo.

Bem, mesmo que nossas civilizações estejam em níveis diferentes, ainda é Japão.

Ren está… sentado na mesa dele. Na cabeça dele está um capacete largo.

Eu aposto que é algum tipo de ferramenta para mergulhar no mundo da internet.

Se nós não estivéssemos numa pressa dessas, eu gostaria de tentar isso um pouco.

Quero dizer, eu sou um Otaku, não sou?

Ren está… preso nessa posição. Ele não está realmente se movendo.

Ele está respirando bem, então ele não está morto e ele não é vegetal.

Ele está dormindo?

“O que nós devemos fazer?” (Naofumi)

“Por hora, só tente dar batidinhas nos ombros dele um pouco.” (Raphtalia)

“Sim, eu acho que essa é a melhor opção.” (Atlas)

Eu começo a cutucar a pessoa que eu pensei ser Ren nos ombros.

O corpo dele convulsiona por um segundo antes dele lentamente começar a remover o capacete.

“… Quem é? Mãe?”

No que ele se virou e nos viu, ele ficou numa perda por palavras.

Ao mesmo tempo, eu movi minha mão para meu queixo.

“Desculpe, eu peguei a pessoa errada. Adeus.” (Naofumi)

Raphtalia e Atlas possuem uma expressão questionadora em seus rostos, no que elas se curvam e preparam para sair.

Quero dizer, mesmo que ele tenha dado uma impressão similar à do Ren, a aparência dele era completamente diferente.

Não, eu não estou dizendo que o rosto dele era ruim.

Não é como se ele veio àquele mundo com o personagem de jogo dele.

A pessoa que eu pensei que era Ren realmente parecia com ele, mas ele era uma cabeça mais alto do que a estatura dele.

Pelo que eu posso ver, ele é um pouco diferente do Ren, que ainda tinha um traço de sua juventude. Ele parece mais velho.

E seu físico é melhor que o do Ren que eu conheço. Parece que ele nunca perdeu um dia de seu treino.

Não há dúvida que ele é irmão do Ren, ou algum outro parente.

Onde aquele cara foi?

Eu sei por um fato que ele não está morto ainda…

E quando eu estava preparando para pular através de dimensões…

“E-espera…”

O homem estilo Ren segurou minha mão.

“Você! Você é Naofumi, não é! E lá está Raphtalia-san… e lá está até Atlas-san, que supostamente está morta. O que está acontecendo?”

“O que?” (Naofumi)

Aquele que parecia muito com Ren fez o rosto de uma pessoa encontrando alguém da sua infância.

Eh? Poderia ser que este é Ren?

“Espera um segundo, você é… Ren?” (Naofumi)

“Isso mesmo. Mais importantemente, eu gostaria que você me contasse. Por que Naofumi está no meu mundo?” (Ren)

Então ele é realmente o Ren.

Eu gastei uma larga quantia de tempo naquele espaço, então eu não sou alguém para dizer isso, mas ele com certeza ficou maior.

Neste momento, meu cabelo crescido demais foi restaurado ao normal quando eu consegui de volta meu Escudo.

E meu corpo está me dizendo que não muito tempo realmente se passou.

“Hum… vamos organizar nossa informação. Ren, por que você… cresceu tanto?” (Naofumi)

“Porque, você pergunta… porque dois anos se passaram desde que eu retornei aqui daquele mundo, claro.” (Ren)

… A história do Ren vai assim.

Como eu pensei, depois que ele foi morto naquele mundo, parece que ele foi enviado de volta para este aqui.

E depois de várias coisas terem acontecido, ele tentou ver se tinha algum jeito de voltar.

Mas no fim, a Espada permaneceu quieta.

Por sorte, parece que ela ainda tinha poder o suficiente nela para ser usada como uma arma se necessário.

Então pelos últimos dois anos, ele fez várias coisas, e enquanto imaginava se a hora iria alguma vez vir, ele continuou treinando pelo dia que ele retornaria.

Ou então parece.

Isto é uma falha… antes de nós termos entrado no mundo dele, nós devíamos ter olhado na sua percepção de tempo, e levado isso em conta. Eu irei apostar que o Espírito do Escudo estava fazendo várias regulagens para mim neste aspecto.

“E… por que é que vocês não mudaram nem um pouco? Bem… apesar que é possível que vocês só não cresceram nesse tempo.” (Ren)

“O Espírito habitando em sua Espada está…”

Atlas começa a falar com a Espada do Ren.

“Sem poder o suficiente, a distância era só grande demais… ele estava esperando pela hora quando os mundos fossem se aproximar.” (Atlas)

“…”

Com aquela distância, não levaria um tempo até o mundo do Ren chegar lá?

Talvez eles estivessem num caminho em direção um ao outro, mas…

Eu imagino só quanto mais tempo isso levaria.

E espera, dois anos… o fluxo de tempo no mundo do Ren parece rápido.

“Hum, só levou uma semana para eu ser capaz de ir, sabe.” (Naofumi)

“O que?” (Ren)

Ren está pasmo.

“Então a batalha final já acabou?” (Ren)

“Não, o fluxo de tempo no seu mundo é só rápido.” (Naofumi)

Nós explicamos as circunstâncias para Ren.

De como, enquanto cruzando através de mundos, nós fomos capazes de trabalhar nas mecânicas de vários poderes.

Ren caiu na sua cadeira, e afundou sua cabeça.

“Só para que foram meus dois anos…” (Ren)

Não é como se eu não soubesse de onde ele está vindo.

Se eu e Raphtalia tivéssemos que gastar dois anos naquele mundo, iria provavelmente parecer com isso.

Mas talvez isso teria sido bem em si mesmo.

“Okay, então nós saltaremos através do tempo, e pegaremos você logo após de você ter vindo aqui. Isso está bem?” (Naofumi)

Com os poderes que nós temos como Deuses, e as habilidades dos Espíritos de mudar causa e efeito, não é impossível.

Isso irá levar um pouco de poder, mas eu não acho que alguém irá reclamar sobre isso.

Será como rebobinar Ren sozinho.

“E-espera!” (Ren)

Ren chama de novo para me parar.

“Qual o problema? Você odeia o fato que você gastou dois anos de sua vida, certo?” (Naofumi)

“Eu estou mais forte agora do que eu era dois anos atrás! Então por favor me leve com você!” (Ren)

“Isso significa… seu eu passado terá que gastar dois anos esperando, mas isso está tudo bem?” (Naofumi)

Na minha resposta, os olhos do Ren se encheram de água por um momento, mas depois disso, ele apertou seu punho fortemente.

“S-sim! Se eu tenho que esperar dois anos para voltar, eu aguentarei!” (Ren)

Bem, para este Ren, eu acho que ele odiaria se nós abandonássemos ele por um Ren dois anos antes.

Não há garantia do que acontecerá com ele se nós fizermos isso.

E mexer com causa e efeito é zoado. No pior caso, ele esperará aqui para sempre.

“Depois daquilo, eu experienciei várias coisas. Eu estou confiante que eu sou definitivamente mais forte que antes! Quero dizer, eu até fui para outro mundo alternativo uma vez!” (Ren)

“Hmm…” (Naofumi)

Então o progresso que eu vi naquele campo de fora não era mentira.

E Ren foi arrastado nisso.

Se eu só for arrastando Rens do passado, talvez a quantidade de Rens só aumentará.

E ele se tornará uma pessoa com uma personalidade estilo Ren. Apesar que Ren se irá se tornar ele um dia. (NT: E é isso que resulta toda vez que um autor resolve brincar sobre mexer no tempo/espaço/dimensão)

“Entendi, entendi. Então eu levarei você para aquele mundo agora, mas você está bem com isso?” (Naofumi)

Eu acho que ele será de ajuda, mas Ren tem um lugar aqui.

Ele tem o direito de viver pacificamente num mundo sem guerra.

Eu pergunto para Ren a mesma coisa que o Espírito do Escudo me perguntou.

“… Sim. Se isso dar tudo que eu fiz até hoje um significado, eu acenarei sem hesitação. Eu irei retornar para aquela terra!” (Ren)

“Entendo… você está preparado?” (Naofumi)

Ren acena de imediato.

Droga. Ele está dizendo coisas como eu.

É um pouco tarde, mas essas são algumas falas embaraçosas que ele está dizendo.

Apesar que eu disse algo bem parecido.

“Então vamos lá.” (Naofumi)

Como que para fazer uma oferta para ele, eu estendo minha mão para Ren, e ele segura ela sem hesitação.

Eu ativo nossa habilidade de transporte dimensional, e nós cruzamos o vazio com ele.

O eu atual e Ren somos tipos diferentes de existências agora, então enquanto movendo desse jeito, nós não podemos ter conversas.

Próximo é Motoyasu, certo?

Ele está aparentemente num espaço paralelo àquele mundo.

Mas pela ordem do mundo, ou algo assim, eu não consigo entrar.

“O que devemos fazer?” (Raphtalia)

“Fumu…” (Naofumi)

Eu tentei tocar a barreira cercando o mundo dele algumas vezes, mas eu fui repelido.

Isso é porque é um mundo paralelo? Eu também tive a impressão que eu não estou usando meu próprio poder propriamente.

Eu não consigo entender direito o que as regras são.

Se eu chegar perto, eu tenho certeza que a Deusa irá nos notar.

Por outro lado, Raphtalia pode entrar de boa.

“Okay, para poder acertar a chaveta, eu deixarei Motoyasu para Raphtalia.” (Naofumi)

“Entendido, Naofumi-sama.” (Atlas)

“Naofumi-sama, eu irei lhe perseguir após eu ter recuperado o Herói da Lança.” (Raphtalia)

E então nós adiamos pegar Motoyasu, e preparamos para entrar o mundo.

“Atlas.” (Naofumi)

“Sim. Eu irei fortalecer o poder dos Espíritos o quanto eu puder, e tentarei ocultar o Naofumi-sama.” (Atlas)

Atlas muda para uma bola de luz, e retorna para meu Escudo.

… A garota que queria se tornar um Escudo realmente só fez isso, e agora ela está me protegendo.

É digno de elogio só quão longe ela mantém suas palavras.

No mundo em que nós estamos indo, só que tipo de forma ela irá tomar?

Ren foi capaz de sentir ela quando nós estávamos no mundo dele, mas cada mundo opera em princípios diferentes.

Então nós não saberemos o que irá acontecer até nós irmos e vermos por nós mesmos.

De qualquer jeito, Melty está em apuros neste momento.

Nós fomos capazes de rapidamente recuperar Ren.

Eu fortaleço minha determinação, e invado no outro mundo.

Anúncios

19 respostas em “Capítulo 364 – Dois Anos

  1. “E ele se tornará uma pessoa com uma personalidade estilo Ren. Apesar que Ren se irá se tornar ele um dia.” alguém me explica essa bagaça pq sinto que minha linha de raciocínio deu um nó

    Curtir

    • Cara, esse é o problema de quando inventam usar essas viagens no tempo -> a ideia é que o Ren de verdade é o que eles encontraram, 2 anos mais velho e tal; se eles voltassem, seria uma pessoa com uma personalidade basicamente igual o Ren, mas que só virará este 2 anos mais velho um dia, quando amadurecer.

      Não pergunte, apenas ignore essa parte da história que não muda em nada xD

      Curtir

        • Só que no caso aqui aparece como trivia, o que muitas vezes serve para distrair e atrapalhar seu pensamento.

          Esse é o tipo de coisa que o Naofumi só fala para preencher espaço, só pode…

          Curtir

          • pode até ser mas eu procuro levar até as coisas triviais a sério pq aprendi que muitas dessas “trivias” pode ser na verdade um “detalhe oculto” que é revelado mais para frente, por isso não consigo ficar em paz se não entender cada linha dos tesos

            Curtir

        • só que pelo que eu entendi, Naofumi nao controla uma viagem temporal e sim uma viagem dimensional.
          Ficou meio bizarro essa conversa de qual Ren ele iria buscar. Um Ren com 2 anos de bagagem é melhor do q um Ren que acabara de morrer ‘-‘.

          Curtir

          • Ele é um tipo de deus que opera com a ajuda dos Espíritos; mexe aqui e ali com causa e efeito, e ele entra num mundo em outro ponto no tempo; e a ideia era fazer o Ren sofrer menos tempo esperando…

            Curtir

  2. Conseguia sentir fumaça saindo do meu cérebro quando estava comentando com o retorno do Naofumi em dois anos. E a estória da personalidade e vários Rens e o ele do passado ter que esperar dois anos. AHHHHHHHHHHHH
    Mexer com viagem no tempo e lei de causa e efeito é complicado.
    Se conseguirem explicar estas partes ja agradeço, se não conseguirem ok tbm.

    Vlw pelo Capitulo

    Curtir

    • Naofumi simplesmente foi para o mundo do Ren, só que lá haviam se passado dois anos desde que morreram e tal; lá, encontraram um Ren que ficou 2 anos esperando que a cada minuto poderia voltar para aquele mundo – e disso eles pensam em voltar no tempo e pegar Ren assim que tivesse chegado de volta pro mundo dele.

      Como já até interagiram com um Ren mais velho, que era o “original”, Naofumi não quis voltar e pegar o Ren mais cedo, para que não ficasse seus 2 anos esperando – só que aí ele já não tinha certeza de como ficaria esse Ren mais novo por causa das leis de causa e efeito, provavelmente se divergindo do Ren na frente dele, sendo parecido; um dia amadurecendo até virar o “verdadeiro” Ren.

      Tentei, é algo assim… Mas não realmente importa isso, garanto.

      Curtir

  3. Só eu que estou pensando que qdo o Naofumi voltar, o povo vai pensar que ele é um fantoche da Deusa Puta pra fazer uma especie de ataque mental no exercito e tal.

    Curtir

Deixe uma Resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s