Capítulo 359 – Frustração

Nem sei como consegui postar – Este capítulo foi traduzido da KookieDreamer.


Capítulo 359 – Frustração

Uma semana se passou desde então.

O livro das Quatro Armas Santas teve seus conteúdos atualizados de pouco em pouco.

Enquanto imaginando se tinha qualquer coisa que nós pudéssemos fazer, nós tentamos mexer com nossas correias no começo e fomos para a biblioteca várias vezes mas não houve desenvolvimento.

Os dias se passaram com nós nos preocupando sobre o que nós devíamos fazer.

“Eu irei praticar com seu irmãozinho.” (Raphtalia)

Raphtalia começou a praticar espada no jardim com meu irmãozinho.

Apesar que era só uma Shinai.

Meu irmãozinho foi espancado de tudo quanto é jeito pela Raphtalia e estava frustrado.

Kendo era diferente em muitos jeitos, mas Raphtalia ainda estava num nível expert.

Ou eu devo dizer, ela acabou ficando no lado de instrutura.

Eu acho que se eu estivesse na posição do meu irmãozinho, eu iria treinar de leve.

As armas em nossa posse estavam atualmente num estado ocioso.

Em uma semana, houveram muitos incidentes de fricção cultural da Raphtalia vindo para meu mundo.

Estando surpresa pela televisão e aplicações domésticas era dado, mas… ela se adaptou mais rápido do que eu imaginei.

Bem, tudo podia ser resolvido com magia. Naquilo mundo, era.

Parece que ela pensou que a televisão era parecida com cristais gravadores, que ela havia visto normalmente.

Apesar que, ela realmente demonstrou um interesse nos conteúdos do programa.

Filmes e tal também eram… eu considerei ser indiscreto nesse tipo de hora, mas nós realmente fomos ver eles.

Eu esperei que ela fosse erroneamente acreditar que os filmes eram reais, mas parece que a Raphtalia com compreensão assistiu os filmes e pensou deles sendo histórias fictícias, ou de outro modo registros de pessoas que foram invocadas em outro mundo como eu fui.

Então ela não um auê desses.

Nossas classes eram diferentes mas ela também apareceu na universidade como eu, só por precaução.

Em todo caso, todo mundo reconheceu Raphtalia como uma existência óbvia.

Então na realidade a reação era esse tipo de coisa…

Neste momento é o resultado de ajudar minha mãe com a tarefa doméstica. Raphtalia estava ajudando com lavanderia e limpeza.

Só que eu estava cozinhando refeições todo dia por algum motivo.

“Hum… O que é isso?” (Raphtalia)

Raphtalia trouxe um pequeno ornamento Shigaraki do quarto e me pergunta.

Eu fui informado pelo meu irmãozinho que isso era algo que eu dei para Raphtalia.

Para dar bens Shigaraki para uma namorada como presente, que tipo de gosto era esse.

“Coisas Shigaraki.” (Naofumi)

“Huh… ele não meio que parece com Raph-chan? Naofumi-sa…n deu para Raph-chan este tipo de aparência no passado.” (Raphtalia)

“Eu acho que não lembra muito ela, apesar que eu acho que é verdade que parece desse jeito.” (Naofumi)

Raph-chan tinha muito mais charme e fineza.

Eu acho que é rude confundir pelúcias e ornamentos.

“Então… porque…” (Raphtalia)

Raphtalia tinha problemas verbalizando suas palavras.

Eu sabia ao que ela estava se referindo.

“Ah… é.” (Naofumi)

Coisas Shigaraki tem, você sabe… aquilo se destaca. (NT: Bolas. Saco. Escroto. Escolha um nome)

Incidentalmente, apesar de eu não ter visto elas, há alguns fêmeas aparentemente.

“Eu acho que é porque eles são tanuki, talvez.” (Naofumi)

“Tanuki…” (Raphtalia)

“No meu mundo, eles também são chamados de Cães Guaxinins.” (Naofumi)

Enquanto eu estava informando ela, Raphtalia fez um rosto realmente triste.

Bem, isso é porque eles não são realmente um animal popular.

Na realidade, não há muitas heroínas tanuki-personificadas em mangá ou light novels, e elas não são muito famosas.

“Em outras palavras, Naofumi-sa…n pensa que eu sou assim?” (Raphtalia)

“Não, eu não disse tanto. Há também um nome com um nome familiar, o Guaxinim. Apesar que eles também são chamados de Araiguma.” (Naofumi) (NT: Urso de Lavar/Lavador… eu sei lá como chamam essa desgraça, mas é o nome japonês para o Guaxinim)

Eu usei o computador para mostrar para Raphtalia.

Quando eu tentei procurar, eles apareceram bem suficientemente.

“Eu sinto como se eu soubesse o que Naofumi-sa…n está pensando quando ele algumas vezes olha para mim.” (Raphtalia)

Oh? Eu tenho a impressão que um mal entendido estranho surgiu.

Bem, apesar que isso também é verdade.

“E então você imaginou isto quando você estava me dando um nome falso, entendo.” (Raphtalia)

“Não fica assim.” (Naofumi)

“Hmph…” (Raphtalia)

Ah, Raphtalia estava deprimida.

Isso é, é bem rude ser comparada com bens Shigaraki.

“Não tinha o que fazer. Porque tinha um animal que lembrava um demi-humano.” (Naofumi)

“*Sigh* … eu entendo. Eu entendo mas é duro de aceitar.” (Raphtalia)

“E então, isto é… isso parece um cofrinho.” (Naofumi)

“É o que parece. Tem um buraco nas costas para inserir dinheiro.” (Raphtalia)

Com sons de tilintar, Raphtalia balançou o cofrinho Shigaraki.

Eu imagino onde isso foi comprado?

“… só que papai não era tão grande?” (Raphtalia)

“Huh?” (Naofumi)

“Nada!” (Raphtalia)

Até havia algo como isso.

Além disso, Raphtalia, que esteve aprendendo o alfabeto de pouco em pouco, mexeu com meu computador enquanto eu estava no banheiro e estava espantada com minhas jogadas de simuladores de encontro.

No fim, Raphtalia com uma cena erótica refletida em seu olhar era aterrorizante.

Bem, eu suponho que é parecido com o terminal de pedra e teclado no laboratório da Rat, então não é como se ela não soubesse como usar.

“R-Raphtalia?” (Naofumi)

Ela clicou com o mouse como se ela não tivesse me ouvido, o rosto dela vermelho claro.

Eu estava preocupado que ela iria decidir que nada mais importasse e matar tempo por um tempo.

Contudo, Raphtalia também era da idade apropriada… não, baseado na idade real dela, isso não é ruim?

Apesar que ela era da mesma idade que eu no nosso consenso.

“Isto é…” (Raphtalia)

“He~y.” (Naofumi)

“Hyau!” (Raphtalia)

Surpresa, Raphtalia enrijeceu e então caiu da cadeira dela com um thud.

Ela parecia extremamente embaraçada e entrou em pânico.

Eu entendo os sentimentos dela.

Se alguém viesse em mim quando eu estava lendo um livro erótico, eu iria provavelmente me sentir consideravelmente abalado.

“Ah, Naofumi-sa…n.” (Raphtalia)

“Eu preferiria que você não tocasse os computadores de outras pessoas tanto assim mas…” (Naofumi)

“D-desculpa.” (Raphtalia)

Eu tenho uma intuição que era tarde demais, porque Raphtalia já teve até que alguns dos mangás no meu quarto.

Teve vezes onde ela leria de algum modo entusiasmada.

Ela parecia embaraçada para me perguntar o que estava escrito. Ainda mais, indo para meu irmãozinho para perguntar.

Ela era frequentemente vista com um erodoujin que ela conseguiu de algum lugar.

Quando eu especulei, foi estabelecido que ela emprestou isso do meu irmãozinho.

Apesar de dizer para os outros para comprar doujinshi para ele, o que meu irmão estava planejando por mostrar eles para a Raphtalia de coração puro.

E ainda, ele vai e empresta doujinshi e simuladores de encontro dos quartos de outras pessoas como se isso fosse natural.

E bem… várias coisas aconteceram.

Eu lembro minha história negra.

Eu acho que Raphtalia fez bem, mas…

“Naofumi-sa…n, venha para cá.” (Raphtalia)

Eu preferiria se ela não copiasse as personagens daqueles simuladores de encontro e deitasse na cama enquanto dizia esse tipo de coisa.

Sendo influenciada por um jogo e fazer as mesmas ações é bem a cara de alguém de outro mundo, huh.

De um jeito ou de outro, ser influenciada por trabalhos ficcionais não dá pra evitar.

Porque ela era pura assim.

Ainda assim, eu tenho que avisar ela quando ela está enganada.

“Está tudo bem se é só ficção, mas eu ficarei fraco na realidade. No caso da Sadina… bem, ela faz isso como uma piada, mas Raphtalia está bem do jeito que você está agora.” (Naofumi)

“É-é mesmo…” (Raphtalia)

Ela parece de algum modo desapontada.

Apesar que Raphtalia estava relativamente ativa…

Ela provavelmente pesquisou porque ela pensou que eu seria agradado por isto.

Na realidade, eu realmente sinto um pouco feliz mas este caminho é errado.

Eu meio que senti como se Raphtalia está sendo contaminada pela sociedade moderna.

Eu imagino se está tudo bem?

E isso… vamos pensar sobre isso mais tarde.

Neste momento é o livro das Quatro Armas Santas.

Eu acho que eu devo falar sobre a continuação.

Itsuki e os outros que foram deixados para trás haviam afundado em desespero por nos perder, mas eles não podiam chorar para sempre.

Parecia que a Deusa comandou a Rainha ressuscitada e invadiu Melromarc junta com os Reencarnados.

Eles usaram a Rainha, que era bem estudada nas táticas do Lixo, e porque o inimigo era a Rainha ressuscitada, Lixo estava numa condição ruim e não foi capaz de seriamente refinar as táticas deles, colocando Melromarc numa desvantagem.

Os Vassalos eram certamente fortes, mas os Reencarnados se tornaram fortes devido à serem concedidos várias habilidades pela Medea, e então aparentemente eles foram dados uma desvantagem.

Apesar que a história referiu à eles como o Herói do Arco ou o Herói do Bastão e tal.

O livro das Quatro Armas Santas havia escrito que Itsuki estava lutando nas linhas de frente junto com as pessoas que o Herói do Escudo deixou para trás.

Dentro disso também estavam descrições que pareciam se referir à Sadina, Kiel, Raph-chan e Gaelion.

Gaelion foi tratado como o Imperador Dragão.

No texto, havia uma explicação dizendo que o Ouryuu desselado era inútil no que os mundos já haviam se assimilado completamente.

Droga… então está dizendo que nós erramos sobre quando soltar nossa medida final.

Mas… como se nós pudéssemos sacrificar dois terços da população do mundo.

Eu poderia inferir pelo texto, que todo dia estava levando para ruína.

Cenas em que Firo tentou duro e teve um papel ativo também foram mencionados.

Ela foi aquela que lamentou mais as nossas mortes.

Parece que Melty de algum modo encorajou ela.

Neste momento, Melty estava prosseguindo para as linhas de frente como uma comandante.

Parecia que eles estavam de algum modo tentando achar um jeito.

Mesmo assim, o resultado era pobre, agora era certamente quando o colapso da linha de frente começou.

Era uma cena em que mostrou os Reencarnados encarando Melty.

Nós não podíamos fazer nada.

Isso era extremamente frustrante. Era como dizer que pessoas mortas não podem fazer nada.

Parecia que não tiveram mais casualidades entre os heróis desde então, mas eu não sei por quanto tempo isso vai durar.

Eu estou no mundo real que eu quis retornar por tempos, mas quando eu vejo este tipo de coisa, eu não tenho certeza do que fazer.

Até agora, nós estivemos gastando nossos dias procurando por uma solução, imaginando se tinha qualquer coisa que nós pudéssemos fazer.

Os jogos online não estão ligados daquele ponto de qualquer jeito… se nós fossemos capazes de retornar, eu arrumaria armas da sociedade moderna para todo mundo eー… ou então eu considerei.

Eu acho que espadas, lanças e pequenas armas são provavelmente coisas que eu não consigo obter no Japão.

E então eu comprei várias enciclopédias de armas da livraria como uma ideia substituta.

Porque parece que nós poderíamos fazer algumas armas arrasadoras se eu mostrar elas para o Oyaji na loja de armas.

Em adição, eu fui para lugares como a loja de hardware e comprei itens sem sentido que pareciam que poderiam ser absorvidas nas nossas armas.

Haviam furadeiras e tal, mas uma Lança Furadeira?

Apesar que se eu tivesse que dizer, então parece que eles se tornarão equipamento do Itsuki baseado no formato deles.

Eu imagino se Ren será como nós e fará algo parecido no próprio mundo dele?

Porque o mundo dele era um mundo Sci-Fi.

Se nós pudéssemos nos encontrar de novo, parecia que ele traria algumas armas incríveis.

Encontrar de novo… eu imagino se isso é possível.

Desse jeito, nós não apenas ficaremos no mundo real sem sermos capazes de fazer nada?

Nós procuramos através de vários textos e todos os tipos de outras coisas mas nós não conseguimos achar nenhuma informação útil.

Nós também investigamos se haviam quaisquer humanos que foram transportados para outro mundo, mas bem… nós não descobrimos nenhum, trabalhos fictícios eram o limite.

Eu também considerei se haviam jogos ou histórias que eram similares, mas o resultado foi desfavorável.

Anúncios

8 respostas em “Capítulo 359 – Frustração

  1. vish, normalmente esse seria o fim de tudo mas, bem… infelizmente a banda não toca assim -.-”, pois ainda existe o poder que desde os tempos mais remotos foi capaz de fazer um lixo destruir até mesmo os deuses mais onipotentes, o poder mais poderoso “o protagonismo” \o

    Curtido por 1 pessoa

  2. Naofumi querendo que a inocencia da Raphtalia seja preservada em pleno mundo moderno hsauhsausa. Chegou a ser engraçado.
    Sabe, Se o autor finalizasse a obra assim, certamente seria um bom final. Final com o retorno do casal e o mundo em crise. Como posso dizer, ele treinou o povo para isso, ele não deveria ter nenhum arrependimento. O raio finalizador de protagonista foi exagerado, não precisava de tal ação tb.
    Estou um pouco receoso de como vai finalizar. Não quero perder as expectativas e ler tudo de uma vez. esperando pelos proximos caps Thyros.

    Curtir

    • nuss comentário longo :v.
      Não creio que em tão pouco tempo o escudo da compaixão o tenha afetado ao ponto de querer retornar.
      Esses capítulos deixam um ar de dúvida do fato de Naofumi ter um pouco de saudades do mundo de fantasia.

      Curtir

  3. Aposto que os espíritos do Escudo, da Marreta e da Atlas disseram em coro com uma cara de decepção “Isso já era o esperado dele…”
    Obrigado pelo cap >w<

    Curtir

Deixe uma Resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s