Capítulo 72: A Chuva Vermelha Visitante

Sabe, traduzir KnW cansa um pouco mais do que traduzir TnY… mas tá de boa; e Jessie colocou 1 de seus capítulos, esperem os outros sem pressa. – Este capítulo foi traduzido do XCrossJ.

ED: O capítulo que eu fiz é o 74, e como está dito, já foi feito; quando eu ver que soltaram o 73, eu coloco ele.


Capítulo 72: A Chuva Vermelha Visitante

“… Haa, então basicamente, o Senhor Demônio juntou todos os homens poderosos e famosos no Mundo Demônio e deu à eles um harém?” (Hiiro) (NT: Eu sei que fica estranho, mas o título é masculino… E a troca de Rei>Senhor é pela tradução dele, que usa ‘Lord’ em vez de ‘King’)

“Kukuku, bem é por aí.” (Liliyn)

“E então as crias nascidas durante esse tempo prosperaram e estão neste meomento vivendo na 【Capital Evila: Xaos】?” (Hiiro)

“Você é um garoto esperto. É precisamente isso.” (Liliyn)

Quando a posição do Senhor Demônio foi preenchida por uma mulher, homens e crianças de várias raças através do Mundo Demônio se tornaram unidos. No que os descendentes deles gradualmente aumentaram, ele lentamente começaram a formar o que é conhecido como um país. Isto iria certamente explicar as circunstâncias de como os 『Evila』, que não acreditam em coexistência com outras raças, formaram um país.

Em outras palavras, aquela cidade estava cheia com muitos 『Evila』 que herdaram o sangue do Senhor Demônio. (NT: Por que eles se recusam a alterar o sexo do título para bater com a pessoa?)

“Eu entendi. Então o atual Senhor Demônio, na verdade, não só ele. Toda a população tem o sangue do antigo Senhor Demônio passando por suas veias, certo?” (Hiiro)

“Bem, meio. Não é estranho encontrar pessoas de outras raças que migraram para lá no que a capital aceita qualquer um, independentemente da raça. Não há pessoas comuns lá. Quero dizer, há até algumas aberrações bizarras à espreita lá.” (Liliyn)

Liliyn encarou Hiiro, como que indicando que ele era um exemplo primário disto, mas-

(Em oposição a mim, esta pirralha é ainda mais excêntrica mas… também tem aquele pervertido ali…)

Silva, notando Hiiro encarando ele, emitiu um sorriso complacente. Se colocado sucintamente, Hiiro pensou que era arrepiante. (NT: De estranho/medonho; ele não ficou excitado por isso, garanto.)

“Então agora, vamos nos direcionar à questão principal. Você, que não sabia nada sobre a cidade, er, país que qualquer 『Evila』 devia saber, está indo até lá? Você sabe que o país foi envolvido numa guerra apenas um mês atrás, certo?” (Liliyn)

De fato. Cerca de um mês antes, a 【Capital Evila: Xaos】 juntou suas forças marciais em preparação para a guerra contra os 『Gabranth』. Apesar da guerra ter sido facilmente prevenida pela conduta do Senhor Demônio, não é difícil esperar que este problema irá causar uma grande confusão no futuro. (NT: ‘Cause all hell to break loose’ é expressão que literalmente significa algo como ‘fazer todo o inferno se soltar’, que significa um puta de um auê; se alguém souber uma expressão equivalente, eu troco – grande confusão parece pouco…)

“Sem mencionar, eu ouvi que eles começaram algo com os 『Humas』.” (Liliyn)

“O que foi isso?” (Hiiro)

Essa era a primeira vez que ele ouviu algo assim. A razão pela qual eles destruíram a ponte localizada na fronteira 『Gabranth』 era para que eles pudessem evitar guerra. Assim, Hiiro não pôde compreender a razão pela qual eles decidiram se envolver com os 『Humas』 desta vez.

“Eles estão planejando em guerrear com os humanos agora?” (Hiiro)

“Nn? Aa, não, você está enganado. O jeito que eu fraseei foi confuso, huh. Parece que eles estão tentando formar uma aliança com os 『Humas』.” (Liliyn)

“… isso é verdade?” (Hiiro)

Liliyn levemente erguei ambos os braços e deu de ombros no que ela falou.

“Quem sabe? Isto é meramente um boato. Eu só ouvi que isso foi aparentemente declarado durante o discurso do Senhor Demônio. Bem, vendo como o atual Senhor Demônio é tão doce quanto mel, parece plausível.” (Liliyn)

“Parece que eles são bem perdoadores.” (Hiiro)

“Não realmente. Havia muitos que tiveram seus amigos e família mortos pelos 『Humas』. No meio deste desespero veio a aliança. Também, aquela que advogou isto foi a pequena garota conhecida como o Senhor Demônio.” (Liliyn)

“Hey, espera um minuto! O Senhor Demônio é uma fêmea?” (Hiiro)

“Aa, apesar do antigo ter sido macho. Aquele neste momento é a garotinha Eveam, a filha daquele cara.” (Liliyn) (NT: Apesar de eu ter usado ‘garotinha’ direto, era só porque era ‘pequena garota’ e é mais fácil daquele jeito; aqui no caso, a Liliyn fala meio que degradando mesmo)

Garotinha. Não tinha como evitar que Liliyn chamasse a maioria das mulheres assim. Contudo, esta era a primeira vez que Hiiro ouviu sobre o Senhor Demônio sendo uma mulher. No que o Senhor Demônio era frequentemente retratado como masculino em jogos, Hiiro arbitrariamente assumiu que este era o gênero deles.

“Atualmente, a capital pode estar num considerável tumulto. Os 『Evila』 lá se consideram como o poder supremo. Mesmo durante a guerra com os 『Gabranth』, há muitos que acreditaram que eles teriam ganho se não fosse pela interferência do Senhor Demônio. Também, há a aliança proposta. Isto em si é razão o suficiente para todas as frustrações deles explodirem. No evento que isto de fato detone, é completamente possível que revoltas irão estourar no futuro próximo. Você está realmente planejando em ir para um país tão perigoso, garoto?” (Liliyn)

Hiiro sabia que ela começou a discussão com a intenção de não deixar ele ir. Contudo, havia alguma verdade no que Liliyn disse. Deve Hiiro seguir para a capital numa hora dessas e se achar no meio de revoltas, era possível que isso se tornaria muito problemático. Era também a casa do Senhor Demônio. Ainda mais, era certo que haverão pessoas de levels maiores que o de Hiiro, possuindo força enormíssima. (NT: Isso de força era ‘força montanhosa’, de grande como uma montanha; enormíssimo me pareceu adequado, apesar de não ser muito usado por pessoas sem ser o Chaves)

Tentar coletar informação ser atrair suspeitas sob tais circunstâncias iria ser um belo desafio. Claro, Hiiro poderia conseguir isso se ele fosse fazer bom uso de sua 《Magia das Palavras》, contudo, ele entendeu que era o jeito do mundo para preservar seu uso de magia apenas em situação particularmente irregulares.

Hiiro de algum jeito vagamente percebeu isto, desde que ele foi invocado, ele parecia ser uma presença que frequentemente foi pego por problemas e tumulto. Ele não podia negar a possibilidade que ele se tornaria envolvido em alguma coisa problemática, caso ele vá para a capital.

(Só que eu queria ver o país ao menos uma vez…)

Não importa o que alguém dissesse, isso ainda era a Capital do País Demônio. Ele podia de algum jeito estipular que o tamanho deste continente era numa escala diferente quando comparado com os países dos humanos e bestas. Era precisamente por conta disto que Hiiro queria experienciar isso ele mesmo, mesmo que somente uma vez.

No que era um continente tão enorme, Hiiro pensou que seria definitivamente cheio de comida deliciosa e livros valiosos. Era sem dúvida um lugar que ele queria checar por ele mesmo.

(É, especialmente os livros. Eu ouvi que eles tem ‘aquilo’ por ali…)

No que Hiiro fez um rosto contemplativo em silêncio, ele casualmente olhou para fora da janela. O que apareceu diante dele eram montanhas e um céu sendo preenchido com um brilho branco. Parecia que o dia tinha finalmente chego. Parece que eles ficaram conversando por um longo período de tempo. E ainda, naquela situação, Hiiro notou algo estranho.

Apesar da luz clara do dia poder ser vista de bem longe, ela ainda tinha que entrar nas redondezas da mansão. No que ele começou a contemplar que raios isso poderia significar-

*Guraguraguragura!*

A mansão começou a repentinamente balançar significantemente. No que Hiiro percebeu o que estava acontecendo, ele começou a se segurar em resposta às vibrações. E ainda, no que ele viu o comportamento despreocupado de Liliyn, Hiiro deu uma expressão duvidosa no que ele encarou ela em espanto.

“Entendo, bem, não é realmente um desastre, é tipo um evento que ocorre frequentemente por aqui, é o jeito do mundo.” (Liliyn)

“De fato, isso é correto.” (Silva)

Parecia que os dois eram familiares com o balanço. Isto podia ser determinado no que não havia sinais visíveis de pânico em nenhum deles.

Depois de um tempo, as vibrações lentamente diminuíram antes de sumirem completamente. Liliyn cruzou seus braços no que ela começou a conversar com Silva.

“Eu imagino quanto tempo será desta vez?” (Liliyn)

“Eu também estou curioso. No que a última vez foi 3 dias, não seria desta vez ainda maior?” (Silva)

“Razão?” (Liliyn)

“Apesar do argumento suportando isto é que a tremedeira durou mais do que da última vez, parece que…” (Silva)

Silva se aproximou da janela, encarando o céu enquanto cuspia palavras.

“Parece que o tamanho da 《Nuvem do Imperador Proibido》 é maior do que da vez anterior.” (Silva)

“Nuvem do Imperador Proibido?” (Hiiro)

No que Hiiro ouviu uma palavra diferente, ele involuntariamente deixou ela escapar de sua boca. (NT: O fato de ser mais de uma palavra não é culpa minha…)

“Kukuku, entendo. Se você não sabe, então eu irei lhe contar.” (Liliyn)

Ela era alguém cujo jeito de falar parecia sempre elicitar irritação. E ainda, no que Liliyn alegremente defletiu o olhar de Hiiro, ela começou a falar a resposta dela.

“A coisa referida como a 《Nuvem do Imperador Proibido》 é uma nuvem vermelha posicionada bem acima desta mesmíssima mansão.” (Liliyn)

“Nuvem vermelha?” (Hiiro)

“Em vez de palavras, será provavelmente melhor para você ser ela com seus próprios olho.” (Liliyn)

No que ela disse assim, Hiiro se aproximou da janela num jeito parecido com o de Silva no que ele olhou em direção do céu. Ao fazer isso, ele literalmente viu nuvens vermelhas cobrindo os céus. Seguindo isto, Chuva Vermelha, que era considerada neste mundo, começou a cair.

No que os olhos de Hiiro estavam hipnotizados pela Chuva Vermelha que ele havia visto pela primeira vez, ele simplesmente ficou de pé ali, enraizado naquele único lugar. Contudo no que ele ouviu a troca anterior entre Silva e Liliyn, ele percebeu que esta chuva era provavelmente a causa das vibrações. Apesar da chuva ser sem dúvida bizarra, o fato de ser ela a causa da tremedeira da mansão era questionável.

E ainda, no que preventivamente endereçando os mal-entendidos de Hiiro, Silva respondeu.

“Esta Chuva Vermelha por pouco cobre a área cercando esta ilha. Isto quer dizer, esta chuva só cai no lago.” (Silva)

“Por que não chove na ilha?” (Hiiro)

“A 《Nuvem do Imperador Proibido》 parece ser uma nuvem que se consiste de chuva vermelha evaporada. A água evaporada sobe pelo ar e rodopia numa nuvem e, depois de uma quantia substancial de tempo se passa, cai de volta à terra na forma de chuva. Bem, se eu lhe dissesse para pensar que ela ‘vem e vai’, seria mais fácil de entender?” (Silva)

“Entendo. Enquanto eu não entendo o por que da chuva cair de tal maneira, é verdade que, pelo que eu posso ver, não parece estar chovendo na ilha.” (Hiiro)

Não importa de que ângulo ele olhasse, Hiiro não podia ver a vista das janelas e o jardim ou terra do lado de fora sendo encharcadas devido à chuva. Parecia que não chovia na ilha, como Silva havia indicado.

“Mas você sabe, a cor não é a única coisa sobre a Chuva Vermelha que é diferente do normal. Tem uma outra característica única que ela possui.” (Silva)

“Característica?” (Hiiro)

“Ela torna magia inefetiva. Basicamente, ela tem o poder de um selo mágico.” (Liliyn)

Aquela que respondeu foi Liliyn. No que Hiiro mudou seu olhar para ela, Liliyn começou a mover sua boca.

“Parece que quando esta chuva começa a cair, magia não pode ser usada nas redondezas. apesar da razão para isto ainda ser desconhecida, durante meu tempo nesta ilha, não houveram exceções para isto, incluindo nós. Eu te desafio a tentar.” (Liliyn)

Sendo dito assim, Hiiro tentou concentrar magia nas pontas de seus dedos como de costume.

(… Nn?)

As pontas dos dedos dele ficaram levemente quentes no que eles brilharam com uma luz pálida como o normal, mas, não importa quanto Hiiro concentrasse, nada acontecia. Ele tentou escrever uma palavra no ar, mas, nada foi projetado.

Além disso, ocorreu repentinamente à ele que ele não podia mais determinar a localização de Mikazuki. No que Hiiro havia previamente instalado palavras em Mikazuki, ele podia pegar a localização geral dela por sentir a magia dele. Contudo, no momento, ele não podia sentir nada.

(Isso… isso foi cancelado? Ainda mais, foi por força?)

Os pensamentos de Hiiro estava na mosca. Pelo que Silva havia dito, esta chuva era chamada de 《Canceladora de Magia》. Parecia possuir o efeito de forçadamente parar magia. Como tal, aqueles que estavam próximos da chuva eram privados do uso de magia.

Nesta situação, não era possível para Hiiro escrever e instalar palavras em seu corpo para proteção. No que ele não podia acreditar que uma chuva tão estranha existia, Hiiro instintivamente estalou sua língua.

(Não……. isso não é errado?)

Foi então que Hiiro repentinamente teve uma epifania. A razão pela qual ele sentiu que as palavras instaladas desapareceram era devido ao risco associado com escrever duas palavras com 《Magia das Palavras》 que ele havia feito mais cedo. Se ele escrevesse duas palavras, todos os feitiços de uma palavra instalados iriam desaparecer. Ele havia esquecido disso.

(Contudo, mesmo que eu não tivesse usado a skill de 《Corrente de Duas Palavras》, isso significa que elas ainda iriam desaparecer mesmo nessa chuva… ah, espera um segundo!)

Enquanto tendo certeza de sua preocupação não aparecer em seu rosto, ele olhou para seu próprio corpo exalando em alívio no que ele notou seu tom de pele. Este alívio era devido ao efeito da palavra 「Mudança」 | 『化』 não ter desaparecido. Logo, ele sentiu seguro no que a aparência dele continuou aquela pertencendo à 『Raça Imp』. Se ele fosse retornar a ser humano agora, ele não seria capaz de vir com uma desculpa.

(Mas ainda assim, o que diabos isto significa…?)

Era neste ponto que Hiiro começou a contemplar as diferenças entre as palavras instaladas e a barreira mágica da Liliyn com o feitiço 「Mudança」 | 『化』. Enquanto o fato que ambos os grupos são magias permanece imutável, o primeiro continuou a manter seus efeitos por usar magia como combustível enquanto o último já produziu seus resultados, significando que o feitiço já foi conjurado.

(Então efeitos mágicos que são fixados parecem não ser afetados. Parece que os arranhões da maid foram curados também.)

Se de fato toda magia que foi conjurada fosse cancelada indiscriminadamente, então o ombro dele, ferido pelo ataque da Shamoe na noite passada, deveria ter arranhões reaparecendo no que o efeito da palavra 「Cura」 | 『治』 iria desaparecer…

Em outras palavras, em vez de selar magia em si, ela suprime a emissão de magia. Em outras palavras, magia em si. (NT: Nessas horas, como tradutor, apesar de fazer sentido o que ele quis dizer, eu fico assim.)

(Aparentemente, em vez de selar magia, ela parece selar o uso de poder mágico.)

Contudo, isto consequentemente beneficiou Hiiro. Era obviamente para o melhor que Hiiro não retornou para sua aparência humana. Ainda assim, ele estava impressionado com a existência de um ambiente assim.

(O mundo demônio… é realmente um lugar onde você não pode ficar entediado, huh.)

Apesar do clima do mundo demônio ser só assim, para Hiiro, isso era completamente diferente do que ele havia experimentado antes. Ele não podia possivelmente imaginar que um ambiente iria o deixar incapaz de usar magia. No que isto se tornou um assunto de vida e morte para Hiiro, ele sinceramente pensou do fundo do seu coração que era bom para ele descobrir sobre esta chuva vermelha.

Se ele lutasse com um monstro sem saber disto e esta chuva começasse a cair nas redondezas, ele seria deixado confuso sobre o porquê de sua magia repentinamente ter se tornado inefetiva, essa confusão possivelmente permitindo o monstro privar Hiiro de sua vida. Era precisamente por causa disto que Hiiro genuinamente deu suas boas vindas à esta experiência.

“Eu entendo que eu não posso usar magia quando esta chuva está perto. Então o que acontece se eu tocar ela?” (Hiiro)

Quando perto de chuva assim, magia se torna não-usável. Se ele fosse tocar ela, era possível que alguma coisa de efeitos colaterais correspondentes pudessem atacar seu corpo. Preocupado, Hiiro colocou uma questão assim, e ainda, a resposta de Silva foi surpreendente.

“O que Hiiro-sama está preocupado sobre não irá acontecer.” (Silva)

“Então se eu tocar ela, eu não receberei uma maldição ou algo parecido?” (Hiiro)

Apesar de Hiiro ter pensado que ele tinha um pouco de um ‘cérebro de jogo’, neste mundo, é melhor estar errado para o lado do cuidado.

“Não tem algo assim. Se você fosse apenas tocar, então nenhum problema deve vir.” (Silva)

O jeito que ele fraseou sua resposta pegou a atenção de Hiiro. Enquanto Hiiro estava cético sobre o que mais ele poderia ser cauteloso, ele encarou Silva.

“É verdade que a Chuva Vermelha possui características parecidas com água. Contudo, diferente de água normal, Chuva Vermelha possui considerável peso.” (Silva)

“Peso? Você quer dizer, ela é pesada?” (Hiiro)

“Você está correto. Em adição, ela cai de bem alto no céu. Se alguém fosse levar a chuva, o choque recebido iria ser bem significante. Logo, eu acredito que tentar passar através daquela chuva iria se provar… bem traumatizante, sim?” (Silva)

“…” (Hiiro)

Ele sentiu que o trauma que alguém iria experimentar não seria ao ponto que pudesse ser expressado com a palavra ‘doloroso’. Contudo, era inegável que, pelo que Hiiro podia ver, a chuva não parecia com um *zaza*. E ainda, o som da chuva era largo como Chuva de Guerrilha. Evidentemente, toda única gota parecia carregar um imenso impacto. (NT: Essa expressão, Chuva de Guerrilha, é usada pela mídia japonesa para falar sobre chuvas curtas, localizadas e pesadas, como esta.)

“Parando para pensar nisso, você não respondeu minha pergunta mais cedo. O que foi aquela tremedeira um tempinho atrás?” (Hiiro)

“Aa, aquilo foi o resultado da barreira que a senhora preparou sendo dissolvida.” (Silva)

“Barreira? Agora que você mencionou isso, vocês de fato disseram algo sobre isso mais cedo.” (Hiiro)

“De fato. Durante a noite, os arredores são cheios de monstros de Rank S no que uma larga quantia deles habitam esta área. Apesar de que se nós fossemos atacados, Ojou-sama iria sem duvidas não tem problemas contudo, no que ela não gosta de ter seu sono perturbado, ela armou a barreira para poder repelir aqueles monstros de entrarem nas premissas.” (Silva)

Era verdade que perturbar o sono de alguém não podia ser perdoado. Hiiro podia completamente entender este sentimento.

“A barreira também é feita de magia. Logo, no que a Chuva Vermelha forçadamente cancelou a barreira, a mansão tremeu em rebote. Não há necessidade para se preocupar. Contudo…” (Silva)

Silva abruptamente fechou um pouco seus olhos no que ele mudou sua linha de visão para além da janela.

“Gugyagyagyagya~~~!!!”

Um uivo ensurdecedor pôde ser ouvido. No que tensão involuntariamente passou pelo corpo inteiro dele, Hiiro espiou para fora da janela num jeito parecido ao de Silva. Liliyn, a única que tinha seus braços dobrados e olhos fechados, cuspiu exausta um suspiro no que ela lentamente abriu seus olhos.

“Como eu pensei, ele veio… Barão Lagarto Osso.” (Liliyn)

Anúncios

18 respostas em “Capítulo 72: A Chuva Vermelha Visitante

        • Perdido por que? Jessie fez capítulos de Tate, eu estou lincando lá toda hora -> como fez uma sequência de capítulos, pra dar tempo de postar todos, estou fazendo o Konjiki no Word Master; falta 1 capítulo lá e eu volto para Tate no Yuusha.

          Lembrando como diferenciar as séries quando posto (além da diferença na numeração):
          “Capítulo XX – Alguma Coisa” -> Tate no Yuusha;
          “Capítulo XX: Alguma Coisa” -> Konjiki no Word Master

          Curtir

        • li alguns comentários anteriores e meio q entendi q vai joga vários caps de uma ves e isso ?

          nota :n to acompanhando essa otra novel n me interecei de primera por isso to perdendo suas notas

          Curtir

          • Bom, vamos lá: já tem 2 capítulos lá, falta 1 -> Jessie torceu o tornozelo entre outras coisas e isso atrasa capítulos; assim que postar este último, eu volto para Tate no Yuusha (não quero deixar buraco ou aqui parado).

            Numa nota paralela, Diego, leia Konjiki no Word Master -> o começo pode ser meio chatinho, mas vai ficando legal; por um tempo eu esperava mais KnW para ler do que TnY, na realidade xD o/

            Curtir

              • Tá de boa -> a ideia, aliás, era: quem ficar acelerando capítulo (por não ser tanto tempo sem, e eu justificando) receberá spoiler meu. E olha que eu capricho nos spoilers xD

                Enfim, curte aí suas novels o/

                Curtir

    • Eu estou com preguiça de checar o capítulo inteiro, mas pelo que comecei a bater o olho, você está estranhando o fato da história da antiga Maou sendo mulher e tal – essa é a história da PRIMEIRA Maou, o irmão da Eveam (ou seja lá quem era, porque eu não me lembro mais) foi o Maou antes dela, mas em todo caso, são descendentes da Maou desta história que contaram. De boa?

      E se tiver mais dúvidas/correções, só falar que eu vejo se fiz algo realmente bizarro para arrumar, se terei que me justificar ou se posso ajudar à saciar a dúvida. Mas estamos aí o/

      Curtir

      • Relaxa, só achei meio estranho, já que nesse capitulo é dito que o antigo é o pai, sendo que era pra ser irmão.. mas bem, se eles estavam falando de outra lorde demonio, e eu não havia entendido isso, tem pobrema nao. Com relação ao constranger la, eu acho que “restringir” ficaria melhor, mas de boa.Qualquer coisa eu falo aqui.

        Curtir

        • Ah, isso do pai/irmão… eu não sei dizer porque não lembro agora… mas eu só peguei do inglês, então sei lá… e pode até ser que fique, mas constranger serve também, e tem até uma nota e… preguiça de mexer no capítulo para esse tipo de coisa…

          Curtir

Deixe uma Resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s