Capítulo 68: A Fineza do Mordomo

Eu vou sair de noite, então se sair mais de noite, não conseguirei colocar na página de capítulos os de Tate do Jessie, então vejam lá direto 😀 – Este capítulo foi traduzido do NetBlazer.

ED: O capítulo 69 e 70 são da Iviless, e eu já fiz o 71; depois que ela postar o 70, eu posto o meu.


Capítulo 68: A Fineza do Mordomo

Naquele momento, Hiiro claramente notou o brilho dos olhos da Liliyn. Parecia que Liliyn tinha uma personalidade parecida com a de Rarashik.

Se alguém de algum jeito descobrisse que ele não era um Evila, isso se tornaria problemático no futuro. Seria ainda mais problemático se os Evila descobrissem que ele era humano.

(O que eu devo fazer…)

Ele não tinha obrigação de responder a questão, contudo, diferentemente de Rarashik, a pessoa diante dele parecia mais guerreira, esperta, e geralmente incontrolável. (NT: Guerreira de ser propensa à guerras/brigas; esperta de usar vários truques, de ser meio sacana… eu não sei explicar melhor no momento)

(Se chegar nisso, eu acho que eu devo escapar com a palar [Transição].)

Hiiro tomou um fôlego rápido e engoliu. Ele apenas lembrou que ele não sabia a localização de Mikazuki. Silva levou ela para um local de pasto perto. Contudo, relembrando as palavras que ele colocou antes, Hiiro percebeu que ele podia usar elas para medir a localização de Mikazuki.

Fechando seus olhos, ele podia sentir os paradeiros de sua magia. Ele sentiu duas palavras próximas. Era sem dúvida Mikazuki. Ela estava por perto, contudo, não tinha como apontar precisamente a localização dela exceto se ele sair da casa.

[Transição] 『転移』 só pode ser usada para ir para lugares onde ele já esteve. Há uma chance de que ele poderia aparecer do lado de fora da casa. Logo, seria melhor sair da casa antes de conjurar o feitiço.

(Isso é ruim. Mesmo que eu me teleporte para fora, levaria um tempo para procurar pela Mikazuki. Eu também teria que escrever a palavra [Transição] de novo para sair deste lugar. Mas…)

Isso levaria tempo demais. Leva um longo tempo para apenas escrever as palavras. Era altamente provável que ele seria pego enquanto fazia isso. Também, se ele usasse uma palavra de duas letras, todas as palavras de uma letra iriam desaparecer. Isso iria também incluir aquelas instaladas em Mikazuki.

Ainda mais, eles eram pessoas que podiam sentir até a menor quantia de magia. Se ele fosse descoberto, eles iriam imediatamente ficar precavidos e constranger ele na hora. (NT: Impedir ele de usar magia, não fazer algo como abaixar a calça dele e rir)

(… Seria ótimo se eu pudesse completar a palavra [Transição] com menos traços.)

Mesmo que fosse uma palavra com um efeito muito útil, leva um longo tempo para conjurar devido ao número de traços requeridos para escrever a palavra.

(Isso de lado, essa pessoa caprichosa. O que aconteceria se eu mostrasse hostilidade…)

Então, mesmo que a única palavra que ele pudesse ativar fosse [Espiar], ele era incapaz de conjurar ela devido às circunstâncias. Era claro que no momento que Hiiro liberasse seu poder mágico, ele seria notado. E assim, isso pode ser visto como Hiiro tomando ação hostil, fazendo a situação ainda mais problemática.

Hiiro desesperadamente tentou achar um jeito pacífico para resolver a situação, mas, ele estava tendo problemas em achar um.

“Então, o que diabos é você?” (Liliyn)

Hiiro encarou de volta os olhos inquisitivos de Liliyn.

“… Eu sou eu, nada mais e nada menos.” (Hiiro)

“Kukuku, você achou que eu ficaria satisfeita com uma brincadeira de palavras dessas?” (Liliyn)

Naquele momento, Hiiro sentiu um arrepio descendo sua espinha. Apesar do ar de intimidação cercando ela era diferente de Rarashik, ele ainda podia sentir pressão vindo dela.

“Fueeeeee…” (Shamoe)

Shamoe olhou alternadamente entre a mestra dela e Hiiro, no que ela soltou um choro embaraçado. Naquele momento, Silva se levantou firme e falou. (NT: Esse choro é aquele que eu mudo normalmente para ‘grito’, mas não é bem gritar aqui… considere um choro sem lágrimas, soluços e ranho descendo o nariz)

“Mumumu!” (Silva)

Silva repentinamente pegou algo de seu peito. Os outros três focaram nele.

“Bom! Estes são bons!” (Silva)

Silva parecia estar olhando num livro, contudo, as cavidades nasais aumentaram de tamanho enquanto fazia isso.

“Nofo! Nofo! Nofofofofo! É isto aqui!” (Silva)

“…”

Incapaz de entender ele nem um pouco, os outros três só encararam ele.

“… O que você está fazendo, Silva?” (Liliyn)

Incapaz de aguentar a situação, Liliyn perguntou. Silva abriu o livro e mostrou uma imagem de uma figura feminina vestindo um biquíni. Em termos terrestres seria uma foto-gravura. Silva gritou em alegria. (NT: É uma foto com relevo)

“Por favor olhe princesa! A linha no quadril… uma linha tão bonita!” (Silva)

“…” (Liliyn)

“Olhe esse corpo atrativo, um corpo não inesperadamente fascinante que está cheio de sonhos. Aah, como eu anseio ser enterrado numas curvas tão fascinantes…” (Silva)

“… Eu… eu entendo…” (Liliyn) (NT: Ela usou meu nêmesis, o ‘I see’, que é tanto entender quanto ver; ela vê o livro, ela entende o que Silva quer)

Ela rotacionou seu lembro, então.

*Shun~*

Algo se aproximou do peito de Silva em alta velocidade.

*Bogo~!*

“Nyo he~!” (Silva)

Como um campeão mundial de boxe, um punho colidiu com o queixo de Silva.

*Baki!*

A cabeça de Silva voou e se enterrou no teto e ficou pendurado lá.

“Se você queria ser enterrado, então fique enterrado ali pelo resto da sua vida!” (Liliyn)

“Feeeeee~!? Silva-samaaaaaa!” (Shamoe)

Shamoe gritou em pânico, tentando confirmar o bem estar de Silva. Mas, parecia que ele novamente havia caído em silêncio.

“… Phew, eu perdi o interesse. Shamoe, eu retornarei para meu quarto. Por favor cuide do convidado quando ele se cansar.” (Liliyn)

“Eu e-entendo.” (Shamoe)

Hiiro olhou para a garota que deixou a sala de jantar e retornou para seu quarto. Ele exalou em alívio.

(Minha nossa. Eu de algum jeito consegui sobreviver, mas…)

Hiiro olhou para o pervertido cujo corpo ainda estava se remexendo com sua cabeça presa no teto.

(Este jii-san, ele deliberadamente mudou o tópico…)

Mesmo que não tenha sido benéfico para ele, ele interrompeu a conversa da mestra dele e salvou Hiiro. Era provável de ser porque Hiiro era seu benfeitor. Contudo, mesmo colocando isso em consideração, Hiiro sentiu que Silva tinha um forte sendo de dever.

—————–

“Nofofofo! Eu pensei que eu fosse morrer! Nofofofofo!” (Silva)

Quando Hiiro finalmente retornou para a sala de convidados, Silva retornou também sem um arranhão. Olhando para o sorriso de Silva, Hiiro não pôde evitar de olhar para o corpo de Silva com ceticismo.

“Eu acho que eu devia estar dizendo… obrigado?” (Hiiro)

“Nn? O que você quer dizer?” (Silva)

Parecia que ele estava completamente ignorante sobre isso. Se ele queria pretender que não fosse nada sério, então Hiiro decidiu ir igualmente no que ele fingiu que o evento anterior não ocorreu.

“Se importa se eu lhe perguntar algo?” (Hiiro)

“Sim, você pode. Você pode me perguntar qualquer coisa sobre o corpo de uma mulher.” (Silva)

“Eu estou cagando para isso.” (Hiiro)

“… se esse é o seu desejo.” (Silva)

Ele queria dizer que era uma pena, mas, tem alguma outra coisa que ele queria perguntar.

“Você tem certeza que não tem problema? Trazer uma pessoa suspeita como eu nesta mansão?” (Hiiro)

“Suspeita? O que você poderia estar querendo dizer?” (Silva)

“Uma pessoa que não é da Raça Imp e ainda tem a aparência de um. Uma pessoa como eu. Você deixou um indivíduo extremamente suspeito assim aproximar sua mestra, sabia?” (Hiiro)

“Fumu……mumumu.” (Silva)

Silva gemeu no que ele colocou uma mão no queixo, e quando Hiiro pensou que ele ia responder, ele tirou um livro.

*Bokon!*

No que Hiiro pensou que ele ia ler um livro, ele bateu em Silva na cabeça.

“Nofofofofo! Você está ciente que isso dói, sim?” (Silva)

“Não diga algo assim quando você não está nem um pouco machucado! Vai logo e responda a pergunta jii-san!” (Hiiro)

“Não, certamente, desde que eu lhe encontrei, eu havia planejado em lhe trazer aqui.” (Silva)

“…?” (Hiiro)

“Como um mordomo, é muito importante entender pessoas.” (Silva)

Hiiro recordou que ele disse algo assim antes.

“Se eu pensasse que você iria colocar minha em perigo, eu não teria lhe trazido para esta mansão.” (Silva)

“…” (Hiiro)

“Como eu havia determinado que lhe trazer aqui não iria causar problemas, eu queria expressar minha gratidão para você por todos os meios necessários.” (Silva)

De qualquer jeito, parecia que a mestra não tinha nenhuma hostilidade contra Silva desde o começo. A explicação dele não é algo que pode ser aceitada facilmente, mas deixou Hiiro aliviado de qualquer jeito.

“Além disso, a coisa mais importante é o coração da pessoa. Isso não se aplica apenas para mim mas também minha mestra, e Shamoe também.” (Silva)

“Aquela Akai-Chibi?” (Hiiro) (NT: Tampinha vermelha)

“Nofo!? Akai-Chibi?” (Silva)

Silva tinha uma expressão chocada e assustada em seu rosto. Seguindo isso, ele exalou no que ele começou a falar.

“Nofofofofo! Para chamar minha mestra por este nome, você certamente é um cavalheiro inconsequente. Nofofofofo!” (Silva)

“O que há de tão estranho nisso? Ela tem cabelo vermelho e um corpo pequeno, logo Akai-Chibi. Bem? Não é fácil de lembrar?” (Hiiro)

“Nofofofofo! Normalmente se alguém fosse insultar a mestra, eles teriam sido trazidos à justiça. Ainda, ouvindo isso da sua boca, é tão estranho que é divertido! Nofofofofo!” (Silva)

“Bem, eu não sei o que tem de tão engraçado sobre isso, mas como você disse antes, a parte mais importante de uma pessoa é o coração dela. A Akai-Chibi acredita nisso também? Eu não consigo realmente dizer?” (Hiiro)

No que Liliyn parecia ser alguém que iria dispersar sua frustração através de qualquer meio necessário, Hiiro não acreditou que ela tinha esta crença.

“Não, não. Você não está enganado. Se minha mestra não fosse deste jeito, nós teríamos sido expulsos da mansão à muito tempo atrás.” (Silva)

“É mesmo?” (Hiiro)

“Sim.” (Silva)

“Fu~n.” (Hiiro)

Parecia que os outros dois também tinham suas circunstâncias, mas Hiiro não estava particularmente interessado.

“Isso de lado, eu já comi então eu vou sair, tudo bem?” (Hiiro)

Se Hiiro ficasse aqui mais tempo, Liliyn iria provavelmente perseguir ele de novo.

“Bem, eu não me importo, contudo, será noite em breve. Durante a noite, montes de monstros de rank S irão aparecer.” (Silva)

“Como os Grand Slimes na pradaria um tempo atrás?” (Hiiro)

“Não, uns muito mais fortes.” (Silva)

A pradaria foi perigosa o suficiente para Hiiro. Considerando que ele pode encontrar monstros ainda mais fortes desta vez, ele determinou que seria uma boa ideia não ir para fora.

“Esta mansão é segura?” (Hiiro)

“Sim. Aqui, a mestra colocou uma barreira.” (Silva)

“… a Akai-Chibi é realmente forte, huh.” (Hiiro)

“Isso é verdade… ela forte o suficiente para fazer um dragão tremer de medo… eu acho que é por aí, certo?” (Silva)

Ele não tinha certeza de como digerir esta informação. Se tratando de quão fortes garotinhas eram neste mundo, isso forneceu ampla evidência para ser cauteloso e temeroso delas. Dado quanta força tinham Rarashik e Liliyn, Hiiro suspirou no que ele pensou que todas as garotinhas neste mundo seriam tão fortes quanto.

“Como este é o caso, seria uma boa ideia se Hiiro-sama prestasse atenção ao humor da minha mestra.” (Silva)

Depois de dizer isso, Silva guiou Hiiro para o quarto dele, se curvou e então saiu. De agora em diante será noite. Hiiro deitou na cama no quarto de convidados e soltou um suspiro.

(Um monte de coisa aconteceu hoje, huh…)

Hiiro podia sair à qualquer momento durante a noite, mas pensando no peixe delicioso que ele teve esta noite, ele queria permanecer e provar ele de novo por todos os meios possíveis.

Se algo fosse acontecer, ele estava otimista que ele poderia lidar com isso sem usar Magia das Palavras. No que ele estava planejando como ele iria sair amanhã, ele fechou seus olhos cansados e foi dormir.

—————————-

No que meia-noite se aproximou, e todo mundo estava dormindo profundamente, a porta do quarto em que Hiiro dormia se abriu quietamente…


Nota do Autor: Parece que alguém se aproxima.
Nota do Thyros: Não me diga!

Anúncios

4 respostas em “Capítulo 68: A Fineza do Mordomo

Deixe uma Resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s