Capítulo 63: Montanha Venom

Acho que já devem ter reparado que eu não traduzi o nome para não ficar “Montanha Veneno” e “Montanha de Veneno” (em inglês é Venom e Poison, fica mais clara a diferença) -> Outra coisa: eu ia deixar este pronto para amanhã, mas sendo pequeno e tal, mudei de ideia; mais um capítulo então, mas garanto que este é o último; não quero ter que fazer outro capítulo (o próximo de Tate tá feito, mas a ideia é lançar domingo) – Este capítulo foi traduzido do XCrossJ.


Capítulo 63: Montanha Venom

【Montanha Venom】 estava espalhada com um carpete de viçosa e densa grama. Uma pessoa era capaz de descobrir uma estrada Evila era diferente de quaisquer caminhos dos Gabranth. As árvores seguravam grossas folhas negras. Haviam cogumelos unicamente largos que fizeram seu habitat aqui.

(Isso é obviamente um cogumelo venenoso.)

Enquanto pensava assim, Hiiro prosseguiu à andar pela estrada de grama enquanto estando extremamente precavido sobre seus arredores. Na frente dele estava Silva, que estava guiando o caminho.

“Por favor tome cuidado, Hiiro-sama. Os monstros que habitam esta área são bem versados em mimetismo. Não é incomum para alguém ser morto por garras venenosas antes de ter notado.” (Silva) (NT: Mudei até que bastante o final, porque ia ficar algo como ‘não é incomum para aqueles que sejam mortos por garras venenosas antes que alguém notasse’)

“Você parece saber bastante, huh?” (Hiiro)

“Isso é porque eu sou um mordomo.” (Silva) (NT: Ou Sebastian, se você curtir Kuroshitsuji)

No que ele contemplou pela razão disso, Hiiro pensou que Silva poderia ter realizado uma investigação preliminar antes de vir aqui. Ele era completamente diferente de Hiiro que improvisou suas ações. Hiiro pensou que se tornou necessário para ele emular um pequeno pedaço da maneira de operação de Silva.

“Por favor pare aqui!” (Silva)

No que os pés de Silva abruptamente pararam, Mikazuki fez o mesmo.

“O que é?” (Hiiro)

“São aqueles galhos.” (Silva)

Na direção que Silva havia apontado seu dedo estavam, de fato, galhos grossos que cresciam de uma árvore grande. Contudo, tudo que Hiiro sentiu quando ele olhou para isso é que aqueles eram apenas galhos.

“Por ali há monstros que estão mimetizando galhos. Eu presumo que eles sejam os monstros referidos como Lugoon.” (Silva)

O conhecimento de tal monstro não apareceu na memória de Hiiro. Era provavelmente um monstro específico do Continente 【Evila】.

“Por favor observe.” (Silva)

No que ele disse assim, Silva começou a buscar algo de sua bolsa. O que havia brilhado com um *kira~n* era claramente uma faca usada para comer. Arremessando a faca com um *shuba*, ele perfurou o galho que ele havia apontado com seu dedo mais cedo. (NT: Como eu disse, é o Sebastian de Kuroshitsuji; só que velho, pervertido e hétero)

“Gugya-!” (Lugoon)

Naquela localização, um monstro gordo, estilo uma cobra apareceu, se enrolando em volta dolorosamente com um *kunekune* devido à faca protuberando fora de seu corpo. Ele tentou se mover, contudo, no que a faca havia prendido seu corpo ao galho que ele estava mimetizando, ele não podia escapar daquele lugar.

Logo após, ele expeliu sangue verde e seus movimentos pararam, como que desistindo.

“Você tem muito conhecimento, huh.” (Hiiro)

“Isso é porque eu sou um mordomo.” (Silva)

“…… tanto faz.” (Hiiro)

Hiiro se convenceu que isso era devido aos olhos de Silva terem boa visão.

“A propósito, esta irritante zona de ervas vai continuar?” (Hiiro)

No que a área em volta do pé de alguém não pode ser determinada bem, seria um saco se eles fosse atacados pro baixo.

“Não, nós iremos em breve nos aproximar de um local aberto. Diferentemente desta área que é viçosa com longas ervas e arbustos, este local parece ser uma pradaria. Deve alguém avançar mais, eles encontrariam uma cona de granito. Prosseguindo além desta área pedrosa irá lhe trazer à saída da montanha.” (Silva)

“Entendo. Nesse caso, nós devemos provavelmente mirar por aquela área aberta ou algo assim primeiro, huh?” (Hiiro)

“De fato. O que eu estou procurando parece estar naquele local.” (Silva)

Parecia que Silva tinha sido ordenado por sua mestra à procurar por um certo algo. Como Hiiro não tinha interesse, ele não perguntou mais. Depois de andar por um tempo, Silva novamente abruptamente pausou.

“Outro monstro?” (Hiiro)

“…… Eu devo me desculpar.” (Silva)

No que os olhos do Silva estavam encarando diretamente para frente, ele deu sua desculpa.

“O que foi?” (Hiiro)

“Parece que nós fomos completamente cercados.” (Silva)

“O que foi isso?” (Hiiro)

Dizendo isso, Hiiro instantaneamente cresceu cada vez mais vigilante. Ficando nas costas da Mikazuki, Hiiro atentamente checou seus arredores. Contudo, não importa onde Hiiro olhasse, tudo que ele podia ver em sua volta eram ervas. Seguido disso, folhas começaram a flutuar através do ar. Hiiro pensou que isso foi causado pelo vento.

Entretanto, as folhas foram direto para Hiiro.

“Por favor esquive Hiiro-sama!” (Silva)

“Eh?” (Hiiro)

No instante que Hiiro expressou sua confusão, Silva jogou a faca em direção da localização de Hiiro. Claro, o que Silva estava tendo em mira não era Hiiro, mas as folhas. A faca penetrou as folhas antes de fincar num tronco de árvore com um *ton*.

Seis pernas começaram a crescer das folhas. Similar com o passado Lugoon, ele se esforçou para escapar da faca, mas ele deu seu último respiro no que sua existência sumiu.

“Esse era um Inseto Veneno que se disfarça como folhas de árvore! Ele pode parecer pequeno, contudo, eles contém um veneno extremamente mortal!” (Silva)

“Ku-!” (Hiiro)

No que ele estava cercado por folhas dançantes, Hiiro assumiu que todas elas eram aqueles insetos no que seus pensamentos correram. No que ele olhou em volta incansavelmente, Hiiro começou a ponderar sobre como lidar com esta situação quando–

“Tem um certo ponto que você pode usar para distinguir eles! No centro da folha, se tem um ponto vermelho então eles são Insetos Veneno!” (Silva)

Enquanto evitando esplendidamente as folhas, Silva precisamente perfurou os insetos. Com isso dito, nesta tempestade de folhas, identificar somente os Insetos Veneno era uma tarefa desafiadora.

(Eu acho que eu não tenho escolha. Se eu usar isso, então o Jii-san irá provavelmente considerar isso só como magia normal.)

No que ele determinou assim, Hiiro conjurou a palavra 「Fogo」|『火』 para enrolar chamas em volta deles mesmos.

Claro, ele teve certeza de evitar mirar Mikazuki. As chamas se espalharam como se elas fossem uma barreira de fogo, impiedosamente consumindo todas as folhas que elas tocaram.

“O~! Então Hiiro-sama era um spell-caster de Fogo!” (Silva) (NT: Conjurador-de-feitiços, olha porque não traduzi)

Recebendo a reação que ele havia esperado, Hiiro se sentiu aliviado. Depois que um minuto se passou, as chamas naturalmente se apagaram. No mesmo tempo, parecia que as folhas que estavam dançando em volta mais cedo agora estavam organizadamente e refrescantemente queimadas.

“Nofofofofo! Em qualquer caso, isso foi bem impressionante. Normalmente, usar fogo num lugar assim iria resultar nas chamas se espalhando para fora do controle. Eu não acredito que você era um spell-caster tão capaz de controlar as chamas para que elas só fossem queimar a área ao redor. Mil perdões.

Como os arredores estavam cheios de ervas e árvores, não seria estranho para uma chama dessas virar num fogo florestal. Contudo, como a magia de Hiiro causou as chamas serem apagadas depois que um minuto se passou, ele não estava preocupado. Em cima disso, como Hiiro havia feito o fogo precisamente de acordo com sua imagem, Silva confundiu Hiiro como um spell-caster de fogo que podia completamente controlar sua magia, um mago extraordinário.

(Parece que foi bem, huh.)

“Com esse tanto de magia, até entre aqueles da 『Raça Imp』, você deve ser uma pessoa extremamente talentosa, s estou correto.

Hiiro de algum jeito alegremente começou a falar.

“Aa, se tratando de magia de fogo, eu nunca perdi nem uma vez.” (Hiiro) (NT: “Aa” é um jeito de se dizer sim)

Apesar disso não ser uma completa mentira, como ele não queria revelar sua <>, ele não teve escolha senão frasear sua resposta assim.

“Nofofofofo! De fato, de fato. Parece que alguém como eu talvez não seja necessário!” (Silva)

“Mais importantemente, vamos continuar andando. Parece que a pradaria está em frente.” (Hiiro)

No que os três deles continuaram andando, eles avançaram através e saíram da zona de ervas.


Nota do Autor: Parece que o mordomo é bem habilidoso.

Anúncios

6 respostas em “Capítulo 63: Montanha Venom

  1. “Isso é porque eu sou um mordomo.” e minha cabeça ressoa ‘e tanto’.

    Em defesa do Sebastian, quem já leu o ‘book of circus’, sabe que é muito provável que ele joga para os dois lados.

    Curtir

  2. Sebastian é hétero. Ele já deu um trato numa mulher lá.
    Em contra partida, nunca vi viadagem da parte dele (senão já teria dropado aquela manga.

    Curtir

Deixe uma Resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s