Capítulo 288 – Restituição de Dano

Esse capítulo foi pouco mais de 3500 palavras, subestimei ele, mas tá aí; numa nota paralela, talvez amanhã não tenha capítulo, vai depender de como eu estiver de tempo. Estejam avisados. – Este capítulo foi traduzido do Yoraikun.


Capítulo 288 – Restituição de Dano

Uu… O que é isso?

Eu estou em dor. Parece que eu fui forçado a observar um estranho pesadelo de novo e de novo.

Minha cabeça está girando.

“Naofumi-sama!”

A voz da Raphtalia devolve minha consciência para meu corpo, e meus olhos se abrem, sinalizando o fim do sonho.

Diante de meus olhos está Raphtalia, que está me carregando com uma expressão preocupada em seu rosto.

“Isso é…?” (Naofumi)

Eu olho em volta e acho Ren, Itsuki, Rishia e vários outros olhando em nossa direção.

Nós estamos na frente do que parece ser ruínas, próximo ao oceano.

Eu acho que eu devia estar na propriedade da Melty…

“Raphtalia, onde nós estamos exatamente? Por que eu desmaiei… eu acho que eu liberei uma maldição…” (Naofumi)

“É o Naofumi-sama! Neste momento, aquele que está aqui é definitivamente o Naofumi-sama!” (Raphtalia)

“Hah? O que você quer dizer?” (Naofumi)

Eu me ergo, e examino meus arredores mais uma vez.

O rugido do mar ecoa em meus ouvidos, e eu posso facilmente entender que eu não estou na vila.

Pelo que eu vejo, é a ilha que faz a base secreta da Sadina… mas ainda, algo está estranho.

Algum tipo de estrutura desmoronou e virou ruínas.

Isso é algum tipo de planta?

O que eu vi depois, é uma gaiola próxima contendo Firo, Atlas e Kiel.

“Por que Firo e as outras estão trancadas?” (Naofumi)

“Você não se lembra de nada?” (Raphtalia)

“Sobre o que?” (Naofumi) (NT: Pronto, para quem estava sonhando no Naofumi lembrando, bem vindos à realidade.)

“Entendo… Firo e as outras tomaram vantagem de uma comoção e agiram um pouco. Elas estarão lá por um tempo como punição.” (Raphtalia)

Por alguma razão, aquelas três estão me olhando com uma expressão triste.

“Rafu~”

“Mah?” (Naofumi)

Quando eu olho para meu pé eu vejo o que parece uma mistura entre um guaxinim pequeno e um tanuki. Um monstro estranho.

Seu tamanho é perto daquele de um cão pequeno, eu acho.

O que poderia ser isto?

“Fake~”

Ele ergue sua pata para Raphtalia e fala.

“Fique quieto!” (Raphtalia)

Mesmo que ela raramente fique brava, Raphtalia grita com o monstro e o espanta.

Ao ouvir a voz dela, o monstro imediatamente foge.

Qual é o significado disto?

Hmm?

Rat está me encarando com raiva.

Atrás dela está um guaxinim meio estilo tanuki, maior em tamanho do que a forma Philorial da Firo. Parece uma versão maior daquele outro monstro.

Ele tem uma expressão bem sonolenta em seu rosto.

“Raphtalia, o que aconteceu aqui?” (Naofumi)

“Você verdadeiramente não lembra de nada?” (Raphtalia)

“É.” (Naofumi)

Eu tenho uma premonição ruim no que eu aceno.

“Me deixe lhe contar exatamente o que aconteceu. Ouça cuidadosamente.” (Raphtalia)

“Você realmente é o Naofumi?” (Ren)

Ren se aproxima e me pergunta.

“O que isso devia dizer… um impostor meu apareceu, ou algo assim?” (Naofumi)

“Bem… eu não tenho certeza se você podia chamar aquilo de impostor.” (Ren)

Agora que eu penso sobre isso, eu me sinto estranhamente refrescado.

É um sentimento estranho, como aquele que eu tive quando lutando o Dragão da Ira.

… Eu estou tendo uma premonição realmente ruim agora.

“Hum… Naofumi-sama teve sua consciência roubada por um escudo amaldiçoado. Por causa dele, ele se tornou incapaz de usar a marca de escravo… apesar que isso acabou sendo para o melhor.” (Raphtalia)

“… Entendo.” (Naofumi)

Eu tenho um sentimento vago que algo assim aconteceu.

Minha memória vai até liberando alguma serie estranha.

Eu acredito que era os Novos Sete Pecados Capitais.

“Então o que exatamente eu fiz?” (Naofumi)

“O que, você pergunta!?” (Rat)

Rat inclina suas sobrancelhas no que ela responde.

O que? O que eu fiz para deixar Rat tão brava assim?

“É, por favor me diga em detalhes.” (Naofumi)

“Marquês, por alguma razão absurda, você ocupou meu laboratório, arbitrariamente transferiu ele para esta ilha, e para completar, você foi por aí modificando meu precioso Mii-kun por seus caprichos!” (Rat)

“Rafu~” (Mii-kun)

Em resposta ao grito da Rat, o grande… guaxinim? … Atrás da Rat grita.

“Mii-kun era o monstro que você cuidou no tubo de ensaio, certo? Eu modifiquei ele?” (Naofumi)

“Não só isso. Você pregou sobre como você ia purificar o mundo, carregou pesquisa questionável e proclamou que você ia dominar o mundo.” (Rat)

“O que!?” (Naofumi)

“… Por sorte, antes que você fizesse qualquer coisa que você não pudesse reverter, todo mundo trabalhou junto para te parar. Não virou nada sério.” (Rat)

“Entendo.” (Naofumi)

“Melty-chan proclamou que o Herói do Escudo-sama estava fazendo treinamento especial para a onda, então ele estava usando poderes únicos e liberando monstros. Os mensageiros de Silt Welt também vieram para nossa assistência.” (Raphtalia)

Raphtalia explica no que ela olha para Firo.

Firo começa a tremer em medo no que ela estende sua mão para mim.

“Mestre… Firo queria proteger aquele sorriso.” (Firo)

“Sim, não importa o que aconteceu, nós ficamos com você até o último momento.” (Atlas)

“Foi realmente divertido brincar com Niichan.” (Kiel)

As três na gaiola soltam suas opiniões.

Sorriso? Não tem algo assim. Não proteja isso.

“Mestre, você falou sobre Raphtalia-oneechan o tempo todo.” (Firo)

“Por que Raphtalia?” (Naofumi)

“No começo, você se aproximou de mim com maneirismo estranho e me convidou para me juntar à você na sua conquista. Mas depois que eu recusei tal oferta, você veio à conclusão que eu era uma fake e fugiu.” (Raphtalia)

“Maneirismo estranho?” (Naofumi)

“Primeiro de tudo, você usou “Tu” e “Vós”.” (Raphtalia)

“Isso com certeza é estranho.” (Naofumi)

Que diabos é “Vós”?

Eu não entendo o que isso devia significar.

Não, o mesmo pode ser dito de todos que eu vi sob a influência de uma maldição.

Para resumir, eu não fui uma exceção. Minha cabeça ficou estranha.

“Depois, era algo sobre como o mundo era podre. Sobre como antes da onda fazer seu trabalho, você iria expurgar ele. Você pediu pela minha cooperação também.” (Taniko)

Do céu, Taniko vem montada em Gaelion. Ela sai e diz isso.

“E depois de tomar o laboratório daquela tiazona, você pegou todos os monstros com você também. Você carregou até que algumas das crianças da vila enquanto você estava nisso.” (Taniko)

“Não tem fim nisso?” (Naofumi)

“Firo, Atlas-chan e Kiel-kun foram na onda e te seguiram. Depois, você ergueu um enorme castelo de Bioplanta no topo da casa da Sadina-neesan. Eu acredito que você chamou isso de Planta Castelo.” (Raphtalia)

Wow… o que exatamente o eu amaldiçoado estava pensando?

Poderia ser que eu agi diretamente a partir dos meus vários sentimentos negros contra a nobreza desse mundo…?

Eu devo ter sido um sujeito que não dava para usar a razão.

Apesar que há alguns assuntos pessoais misturados com essas reclamações.

“A propósito, quanto tempo nós gastamos me derrubando?” (Naofumi)

“Um pouco mais de uma semana.”

“Como é!?” (Naofumi)

Espera um segundo, já foi mais do que uma semana!?

Eu uso magia de status para ver o contador para a próxima onda.

Uwah!

É verdade. Só tem uma semana e meia sobrando.

“… Eu realizei experimentação humana naquele grupo?” (Naofumi)

“Sim. Kiel-kun.” (Raphtalia)

Raphtalia encara Kiel, e ela curva seu rabo numa bola em medo.

Mas sentindo a intenção dela, Kiel muda sua forma.

… É um pequeno filhote com três cabeças. Cérbero?

Mas como Kiel é a base, eu tenho mais uma impressão de Kielbero disso.

“Eh?” (Naofumi)

“Quando eu implorei para ele por isto, Niichan alegremente fez isso por mim.” (Kiel)

“Não importa quão estranho eu estava, isso é ir longe demais.” (Naofumi)

É modificação humana, sabe… apesar que ela pode voltar ao normal.

Será que o eu amaldiçoado planejou em fazer dela um peão descartável?

“Niichan, sua escolha de palavras era estranha, mas você constantemente se preocupou sobre mim, e você nunca me machucou. Você fez quaisquer mudanças que não eram muito perigosas para mim!” (Kiel)

Com uma expressão lamentosa, Kiel começa a soltar lágrimas.

Ela verdadeiramente adorou aquela pessoa, mas apesar de ser eu, não era eu. Eu não tenho memória disso.

Parece que ela está elogiando um estranho.

“Aquela pessoa, enquanto sendo Naofumi-sama, não era o Naofumi-sama!” (Raphtalia)

Raphtalia grita, e Kiel se cala.

“Firo, você vê, foi dada a habilidade de voar pelo Mestre.” (Firo)

“O que…?” (Naofumi)

Na gaiola, a forma humana da Firo bate suas asas. Algo brilha, e ela começa a flutuar. Ela realmente está voando…

Mas como ela iria erguer o corpo normalmente enorme dela?

Ela parece ter sido feita para correr no chão. É desconcertante imaginar ela voando pelo céu.

“FUOOOOOH! Firo-tan!” (Motoyasu)

Motoyasu ataque a gaiola com suas emoções transbordantes.

“Mu! Vai embora!” (Firo)

Com um rosto extremamente desagradado, Firo rejeita ele. Atlas ataca Motoyasu levando ele embora

“E quanto à você, Atlas?” (Naofumi)

“Você me disse que não dava… que eu não podia ser modificada.” (Atlas)

“Entendo.” (Naofumi)

Para Firo e Kiel terem sido experimentadas até esse ponto… eu viro minha cabeça em direção à Raphtalia, enquanto um sentimento ruim preenche meu estômago.

“E quanto as outros?” (Naofumi)

“… Os escravos passando por tratamento no laboratório todos se tornaram seus objetos de teste, e…” (Raphtalia)

NÃÃÃÃÃOOOOOO!

Eu fiz algo que eu posso retirar nunca.

Não tem como eu algum dia ter planejado fazer nada tão inumano assim.

“Eles todos passaram por recuperações completas. Depois disso, você modificou eles de acordo com os próprios pedidos deles, e eles correram para batalhar contra nós.” (Raphtalia)

“… O que?” (Naofumi)

“No momento, como o grupo da Firo, eles estão sob nossa proteção.” (Raphtalia)

“Ah, entendo.” (Naofumi)

De acordo com os próprios pedidos deles… o que exatamente aconteceu?

“Seu carisma enquanto sob aquela maldição era incrível. Todo mundo desesperadamente tentou te proteger.” (Ren)

“… Isso mesmo. Por algum motivo, Naofumi-san sempre é o alvo das afeições de todo mundo.” (Itsuki)

Ren e Itsuki respondem.

Itsuki está sem expressão, mas eu sinto que ele está se curando numa direção diferente do Itsuki passado.

Agora que eu penso sobre isso, como uma semana se passou, a maldição dele curou até certo ponto?

“Itsuki-sama.” (Rishia)

“Está tudo bem. O eu atual consegue entender que eles se moveram pela forma do Naofumi-san de justiça.” (Itsuki)

“Ah, também, tem algo que esteve me incomodando por um tempo.” (Naofumi)

O que exatamente são esses monstros híbridos de Guaxinim com Tanuki nos encarando das sombras das ruínas?

Eles todos parecem levemente diferentes, e há alguns de variedades distintas.

Mas sem falha, todos e cada um deles parecem algum tipo de mistura entre um Guaxinim, um Panda Vermelho e um Tanuki. Algumas de suas partes parecem vagamente familiares.

Eu aponto meu dedo para eles.

“Eles são os últimos traços remanescentes dos monstros que escolheram lhe seguir, misturados com uma raça completamente nova de monstros que você criou, é claro. Eles são a primeira geração da raça Raph.” (Rat)

“Que que é!?” (Naofumi)

Eh? Aqueles são os monstros do meu lugar!?

“É. Todo mundo acabou daquele jeito, e eles vieram comprar uma briga com a gente.” (Taniko)

Taniko fala com uma expressão irritada.

Ela definitivamente tem um rancor!

Mas ela de fato tinha os monstros bem perto ao coração dela. Eu não posso realmente reclamar.

“E, tipo, por que eles parecem daquele jeito?” (Naofumi)

Há um pouco de semelhança com a cauda e orelhas da Raphtalia.

Os gritos deles também soam algo como: ‘Rafu~’ e ‘Tari~’ e ‘Ri~ ya~’. Conectando eles dá um certo nome.

Todo e cada um deles parecem ter um reflexo condicionado onde se eles veem Raphtalia, eles erguem seus braços e…

“Fake~”

Dizem essas palavras.

Quando eu pergunto disso, Sadina vem até aqui, acenando sua mão. Ela dá uma risada abafada.

… Por que ela está marrom? Ela também se tornou relativamente felpuda.

“Depois que Raphtalia-chan rejeitou Naofumi-chan, você veio a impressão que não tinha como Raphtalia-chan lhe trair. Você começou a chamar ela de fake e começou a usar o cabelo dela para tentar e viver a Raphtalia-chan real.” (Sadina)

“Por que!?” (Naofumi)

“Nem eu posso te dizer essa. Depois que minha espionagem foi exposta, você me deixou assim.” (Sadina)

“Você está bem?” (Naofumi)

“De acordo com Rat-chan, dá para arrumar. Eu ficarei bem.” (Sadina)

Muu… o que exatamente o outro eu estava pensando?

“E, no final, o que nós vamos fazer com aqueles monstros?” (Naofumi)

“Eles mesmos desejaram aquelas formas, então… nós não podemos apenas introduzir eles para o mundo como novas raças?” (Rat)

Rat responde com uma expressão derrotada.

“A propósito, o Marquês estranho nomeou eles de raça Raph, raça Tali, raça Rafuta, raça Riya e raça Talia, ou algo assim, parece.” (Rat)

Eu verdadeiramente não consigo entender o que aquele cara – eu – estava pensando!

O que exatamente ele estava planejando fazer ao fazer essas formas de vida estranhas?

“Espere um segundo, você chamou aqueles de primeira geração, certo? Tem uma segunda?” (Naofumi)

“Claro que tem. Vai até a sétima. Você refez uma nova geração cada dia, Marquês. Ainda mais, você fez modelos de batalha, modelos de armas finais e alguns especializados. Eles se aproximaram mais e mais em aparência da Raphtalia-san, e ficou mais duro para nós lutarmos eles.” (Rat)

Taniko apresenta um espécime para mim.

“Rafu~”

“Esta é a sétima geração.” (Taniko)

Uma forma de vida chibi Raphtalia-zada me cumprimenta. (NT: A ideia é mais ‘deformado’, meio chibi -> aquela coisa de cabeça maior e tal)

Rascunho do autor da Raphtalia criança, é quase isso

Se eu trocar meu ponto de vista, eu acho que ela parece um pouco com a Raphtalia quando ela era pequena.

Mas mesmo nessa forma, tudo que ela diz é ‘Rafu~’.

“Eu não sei o que se tornou da oitava geração. Pode ter um exatamente como a original andando por aí.” (Rat)

Uwah… isso seria um grande desenvolvimento.

Quando eu coloco minhas mãos na minha cabeça baixa, Raphtalia coloca sua mão em meu ombro.

“Naofumi-sama.” (Raphtalia)

“O-o que?” (Naofumi)

“O que acontece depois que nós superarmos a onda?” (Raphtalia)

“Eu vou para casa?” (Naofumi)

“… Sim.” (Raphtalia)

Raphtalia coloca um sorriso doce e acena.

“Está tudo bem. Apesar de nós termos tido um início tardio, nós ainda podemos voltar aos trilhos. Vamos trabalhar duro juntos.” (Raphtalia)

“Isso mesmo… GUHA!” (Naofumi)

Eu vomito sangue do nada.

“O-o que é isto!?” (Naofumi)

“Eu aposto que é a maldição.” (Ren)

Ren coça sua cabeça no que ele murmura isso.

Maldição?

“Você usou sua recém achada inteligência para modificar tudo mundo usando a quantia mínima das suas habilidades, mas parece que tem um pouco de um efeito colateral.” (Ren)

Bem, é…

Olhando para Firo, Kiel, a Raça Raph e todos os outros que eu modifiquei, eu estou ciente que eu devo ter feito bastante.

Eu olho para meu status para descobrir que minhas feridas não estão curando. É uma maldição muito pequena.

Eu acho que eu posso recuperar desta aqui com remédio.

Depois é… meu EP não está se recuperando também. Mas eu posso recuperar isso através de meios normais. Eu também achei isso mais tarde. Em intervalos diários, a EXP que eu tinha era tomada. A EXP tomada foi para alimentar a nova Raça Raph.

Se eu só lutar, eu posso compensar isso.

Pode ter mais, mas no presente, essas são as maldições que eu identifiquei.

“Apesar que você mesmo, quando sob aquela maldição, era meio fraco.” (Ren)

“É mesmo?” (Naofumi)

“Sim. Sua defesa era fatalmente baixa, e você não fortaleceu aquele escudo.” (Ren)

Muu. No fim, isso pode ter me salvado.

“De qualquer jeito… aquele que irá compensar por todo o dano feito neste incidente sou eu, né?” (Naofumi)

“Yup.”

Ah… eu sinto que eu estarei perdendo toda a fortuna que eu colhi no festival. Eu posso até ficar endividado.

“Por sorte, uma porção da pesquisa que o Naofumi-sama estranho conduziu foi pega pela Rat.” (Raphtalia)

“Era cheio de coisas que eu queria fazer. Com isso, minha própria pesquisa deve dar grandes saltos. Apesar que eu sinto um pouco de remorso por usar isso.” (Rat)

“Rafu~” (Mii-kun)

Mii-kun…. era isso? … Coloca Rat no seu ombro e começa a andar.

“Se você não desse poder para esta criança, eu ainda acho que ele iria ter lutado. Você deu para ele um corpo de Raph de primeira geração, mas ele lhe implorou por mais força, então você fez para ele um corpo especial de ‘Arma Final’.” (Rat)

“Entendo… você não queria o corpo dele para funcionar no mesmo sistema que núcleos de Dragão? Algo sobre versalidade?” (Naofumi)

“Parece que você já fez isso.” (Rat)

“Ah, sério…” (Naofumi)

“Ele foi o ator principal no fim. Se ele não tivesse virado de lado no fim, eu acho que nós ainda estaríamos lutando com ele neste momento.” (Ren)

Ren suplementa alguma informação.

Ah, pelo amor de… o que exatamente eu estava fazendo!?

… Mii-kun, era isso?

A menção da traição dele me irrita.

No caso da Sadina, ele esteve como aliada da Raphtalia e trabalhou com ela para me parar. Olhando no quadro maior, eu não posso realmente chamar isso de traição, e se eu estivesse na posição dela, eu teria feito o mesmo.

E se eu eu reganhasse sanidade por um breve momento, isso teria sido o que eu pediria.

Contudo este aqui fez uso da minha insanidade para se fortalecer.

Desde o começo, ele era um aliado da Rat e nenhum amigo meu. É entendível, mas gera insatisfação.

“Rafu~” (Mii-kun)

O que?

Mii-kun começa a Rafu-zar na orelha da Rat.

“Eh? O que? Ele te fez um objeto de teste e pediu por seu consentimento de experimentação, mas nunca pediu para você jurar lealdade?” (Rat)

“…” (Naofumi)

Que sofismo.

Isso quer dizer que se eu tivesse pedido para ele judar lealdade com antecedência, ele teria recusado?

É o mesmo sofismo que eu uso todo dia.

Como eu que fui culpado dessa vez, eu não posso reclamar. Mas ainda, que irritante.

Para resumir, ele não era um aliado desde o começo, então isso não foi traição.

Porque traição significa enganar aqueles que você pensa como aliados.

Eu só fui e modifiquei ele, então ele apenas aguentou isso quietamente, é provavelmente o que ele irá tentar e argumentar.

Eu não tenho memórias do incidente, mas baseado nos testemunhos deles, eu era um vilão cliché, e Raphtalia a heroína principal.

Esse verdadeiramente parece ser o caso.

Eles não aparecem bastante em ficção? Personagens de boss que são traídos e atacados pelos seus subordinados?

Em mangá, depois de trair o antagonista, os protagonistas iriam receber ele para o lado deles.

Não é como se eu odiasse personagens assim.

Em produção literária, isso é.

Quando você está no lado afetado, isso é bem desagradável.

Que repugnante.

Apesar que aquele não era eu.

Ah, certo. Eu acho que Rat me disse antes que ele era ganancioso por poder.

Foi culpa do meu outro eu por não entender a personalidade dele.

Mas… eu acho que eu só não gosto dele num nível pessoal.

Eu acho que eu irei ignorar ele daqui em diante.

“Rat-san parece estar brava com Naofumi-sama, mas ela está verdadeiramente grata.” (Raphtalia)

“Entendo. Eu espero que tudo que acaba bem esteja bem, mas…” (Naofumi)

… Eu vou descarregar algumas coisas.

Parece que eu fui longe demais em várias coisas.

Só modificar a Bioplanta e demonstrar avareza foi o suficiente para despertar uma nova série de maldição?

A propósito, o eu atual não consegue nem trazer o Escudo dos Novos Sete Pecados Capitais. Eu não consigo nem lembrar que tipo de escudo era.

E desse jeito, a cortina se fecha para minha inconsequência.

“A propósito, onde está Fohl?” (Naofumi)

“ANEKI!” (Fohl)

De uma distância, Fohl corre até Raphtalia.

Aneki? (NT: Irmã mais velha, é usado para chamar também uma líder feminina; o masculino é Aniki)

“Foi tudo bem?” (Fohl)

“Sim. Porque Fohl-kun foi capaz de atrasar o colapso…” (Raphtalia)

“Os momentos seguintes foram bem agitados. O castelo começou a desmoronar em todos nós, mas nós fomos capazes de guiar e evacuar todo mundo.” (Fohl)

Quando Fohl me nota, ele começa a me encarar.

“Aneki? Você começou a chamar ela assim durante a jornada?” (Naofumi)

“Não, durante o incidente atual. Quando Atlas-chan foi para o lado do Naofumi-sama, Fohl-kun relutantemente seguiu ela e se tornou seu subordinado. Eu… encorajei ele, e trouxe ele para nosso lado.” (Raphtalia)

“Sim, Aneki me disse isso. Se você realmente gosta da sua irmãzinha, então como um irmão mais velho, você não deve mimar ela tanto!” (Fohl)

“Entendo…” (Naofumi)

Como devo dizer isso. Parece que uma bela novela aconteceu enquanto eu não estava olhando.

O rebelde Fohl agora é obediente assim para Raphtalia.

Eles irão se casar quando eles crescerem? Eu não aprovo isso, a propósito.

“… Naofumi-sama? Você está pensando algo sinistro neste momento?” (Raphtalia)

“Sobre o que?” (Naofumi)

“Não, não tem problema, mas…” (Raphtalia)

“Meus olhos foram cegos. Eu fui puxado pelo egoísmo da minha irmã, que recentemente começou a ficar melhor. Contudo, amor também tem que estrito. É isso o que Raphtalia-aneki me ensinou.” (Fohl)

“Ah, entendo…” (Naofumi)

Ele apertou seu punho por perto. Era algo que eu avisei ele diariamente, mas ele tinha medo de trazer o ódio da irmã dele. Quero dizer, Atlas até ocasionalmente diz que ela irá amaldiçoar ele um dia.

“É tudo culpa sua!” (Fohl)

“É, tudo bem isso…” (Naofumi)

Quero dizer dizer, é verdade. Eu me sinto meio cansado.

“Eu definitivamente não aprovo você, sabe!” (Fohl)

“Ah, sim, sim.” (Naofumi)

De qualquer jeito, parece que Fohl se tornou o irmão mais novo (seguidor) da Raphtalia.

… Mas eu acho que a idade real dela é menor que a dele.

Anúncios

17 respostas em “Capítulo 288 – Restituição de Dano

Deixe uma Resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s