Capítulo 262 – Visita Laboratorial

Gastei minha madrugada e meu tempo aqui no pc para traduzir (tenho ainda meus 5 animes da vida para assistir, além de novel para ler) e ia programar o capítulo, mas como já é 02h, vou postar agora mesmo e dormir, que hoje o dia foi corrido -> qualquer dia vou sumir 1 semana só para des-mimar vocês; numa nota paralela, caso tenhamos aqui conosco alguma mãe (eu acho difícil, mas não é impossível), feliz dia das mães para você -> não deixe seu filho ser um Itsuki ou Motoyasu – Este capítulo foi traduzido do Yoraikun.


Capítulo 262 – Visita Laboratorial

Meio dia, aquele dia.

Eu fui para o laboratório da Rat para ver o progresso dela.

Atlas e Sadina foram com Fohl para aumentar seus levels.

Eu não tenho ideia de porque a Sadina está se juntando. Eles vão estar treinando no mar?

“Então esse é o equipamento que você pegou daquela facilidade que você achou enquanto nós estávamos lutando na Cidade do Castelo?” (Raphtalia)

Eu consegui obter várias ferramentas mágicas e máquinas, assim como vários tubos de ensaio largos.

Rat, Taniko, os escravos mais inteligentes da vila e pesquisadores do castelo estão no meio de armar eles.

“É. Para poder superar a onda, nós temos que fazer uso do que quer que nós tivermos.” (Naofumi)

Raphtalia meio viajando cutuca um tubo de ensaio vazio.

A Obaa-san está atualmente dando treinamento básico para todo mundo na vila que quer lutar.

Ela está procurando por pessoas para enviar na sessão de treinamento espartano dela.

A Cachorra de Tanga também é uma candidata.

Apesar que se ela for, eu ficaria preocupado.

Apesar de como ela age, ela ajuda a unir os escravos e age como um tipo de líder.

Mas como Raphtalia está de volta, eu acho que nós iremos nos virar de um jeito ou de outro.

E isso não realmente importa neste momento.

Neste momento, eu estou aqui para perguntar sobre o progresso dela.

A única coisa que eu pedi pessoalmente para ela fazer é a pesquisa de Bioplanta. Eu acho que seria de boa para ela pegar outros projetos também.

Há trabalhos que precisam ser feitos, e eu estimo que a pesquisa da Rat vai se provar útil em breve.

“Ara? Conde… não, era Marquês agora? O que foi?” (Rat)

Rat está encarando um disco de petri gigante, e digitando no que parece ser um tablet de pedra.

Isso era pra ser um computador?

Rat coloca seu trabalho em espera e se dirige à mim.

“É uma inspeção regular. Então aconteceu alguma coisa?” (Naofumi)

“Vejamos… nós estamos no meio de afinar o novo equipamento que você conseguiu.” (Rat)

Dentro do disco, o monstro favorito da Rat está nadando. Ele acena sua mão para mim.

Quando eu retorno da onda, ele dá uma expressão feliz e começa a girar em círculos.

“Você pode fazer algo sobre aquele monstro?” (Naofumi)

“Neste momento, é ainda incerto. Eu ainda não posso completar o corpo daquela criança.” (Rat)

“Entendo.” (Naofumi)

Baseado nas ações dela, nós podemos conseguir uma poderosa força de luta. Minhas expectativas são altas.

Mas tem a chance que ela possa ativar um Desastre Biológico, então eu ainda quero administrar as ações dela.

Nesse caso… seria um Desastre Mágico? Ou talvez um Desastre Alquímico?

Mas Rat parece ser do tipo que toma cuidado na sua pesquisa. Talvez minhas preocupações sejam infundadas.

Ela está cuidando do assunto da Bioplanta com grande cuidado.

Apesar que eu posso instantaneamente fazer modificações vagas, se eu deixar a afinação precisa para Rat, isso leva um tempo.

“Eu te disse que eu olhei pelo relatório em replicar Armas Lendárias, certo?” (Rat)

“É.” (Naofumi)

Ela disse algo sobre isso não valendo a pena.

“Isso significa que fazer armas que crescem se tornará impossível?” (Naofumi)

“Esse não é o caso. Eu acho que eu serei capaz de fazer algo sobre essa aí.” (Rat)

“Especificamente?” (Naofumi)

“Está incompleto, mas você poderia olhar nisto?” (Rat)

Rat acerta seu tablet com seu indicador, e um único display azul aparece.

Um item está sendo mostrado nele em 3D.

Pelo que eu vejo, isso parece uma carruagem.

Mas… isso de algum jeito parece vivo. Isso é um inseto…?

“O que é isso?” (Naofumi)

“Como você pode ver, é um monstro de tipo Carruagem.” (Rat)

“Hah?” (Naofumi)

“Isso ainda está nas fases de planejamento, mas para fazer uma arma que cresce… não, mais especificamente, um monstro em forma de uma arma, eu irei precisar começar grande e ir diminuindo de lá. Este é teste número 1.” (Rat)

Un… isso significa que ela vai fazer uma Carruagem artificial e encolher de lá?

O problema é se essa coisa pode se mover sozinha.

Um dos meus Philorials irá estar puxando isso?

Eu tenho a impressão que Firo iria odiar isso.

Com isso sendo um monstro, você sequer pode colocar pessoas nele?

É assustador que isso pareça que vai comer qualquer um que se sente nele.

“O que ele será capaz de fazer?” (Naofumi)

“Suporte Mágico e algumas outras opções pequenas. Você pode ligar um guindaste para deixar ele erguer e prender inimigos também, eu acho.” (Rat)

“Fumu… isso pode funcionar como uma carruagem normal?” (Naofumi)

“É nisso que eu estou olhando neste momento. Eu não acho que ela será capaz de auto-propulsão, então isso é só um protótipo. Se isso não ir bem, eu posso só esquecer isso.” (Rat)

“Entendo.” (Naofumi)

Eu acho que fazer algo como isso iria requerer protótipos.

Apesar da Rat poder parecer um pouco estranha, eu sabia disso quando eu contratei ela.

“Se isso der certo, isso vem em seguida.” (Rat)

E, o que aparece no display é a Pelúcia de Firo que eu dei para Rishia.

Várias adições e aumentos estão rascunhados sobre ela inteira.

“A única coisa que eu vejo aqui é uma fantasia. É só eu?” (Naofumi)

“Não, não, não. Isso é um monstro tipo Fantasia.” (Rat)

“É mesmo…” (Naofumi)

Rat acerta seu tablet de novo, e a Pelúcia de Firo na tela começa a se mover.

Parece a Firo atual correndo.

“O problema é que você tem Philorials demais, então eu questiono se este aqui será atualmente necessário. Isso pode ser só uma longa, desnecessária parada em direção ao meu destino.” (Rat)

É, isso é verdade.

Mas o conceito é interessante. É uma armadura que upa.

Ah, certo. Minha Armadura Bárbara também tem algo chamado Poder Crescente.

Apesar que eu não tenho ideia do que isso devia fazer.

“Se isso também acabar num sucesso, eu estou indo para armas, mas isso parece um pouco longe demais.” (Rat)

“Entendido. É bom o suficiente que você tenha um plano concreto.” (Naofumi)

“… Você não vai falar de heresia? Você não vai me rejeitar? Isso é surpreendente.” (Rat)

“O que você está dizendo neste ponto do tempo? Sua consciência finalmente está agindo? Eu não sou desse mundo, então eu não me importo sobre o senso de morais de vocês.” (Naofumi)

E mesmo que eu pareça assim, eu era um completo Otaku antes de eu chegar aqui.

Eu li muitos mangás e joguei muitos jogos com personagens cientistas psicopáticos.

Esta aqui é muito mais sana que eu esperava.

Mais importantemente, ela irá definitivamente adicionar para nossa força de luta.

Se o monstro tipo Carruagem ir bem, nós podemos ser capazes de melhorar para um carro auto-propulsor.

Não… se tudo for bem, nós podemos ganhar um Robô gigante móvel. Mas isso pode ser ir longe demais.

Nós devemos ficar longe de coisas Sci-fi nesse mundo de fantasia.

É legal ser capaz de sonhar em algo além de habilidade de combate.

O monstro crescente de tipo Fantasia é o mesmo.

Em vez de constantemente remendar e trocar armadura, nós podemos ser capazes de criar o equipamento mais forte.

“Todos esses conceitos são intrigantes. Você não precisa colocar armas que crescem como seu objetivo final. Há muito mais possibilidades aqui.” (Naofumi)

“… Essa é a primeira vez que o Marquês me apoiou tanto assim.” (Rat)

“Se você ter tempo para agradecer, então vá pegar alguns resultados.” (Naofumi)

“Como esperado do Marquês.” (Rat)

“Quieta. Vamos trabalhar logo… Ah, seriam as Bioplantas uma boa base para a Carruagem? Nós podemos tentar fazer um produto de teste baseado em planta.” (Naofumi)

“Interessante.” (Rat)

No que eu ofereço sugestões, eu sinto Raphtalia inquieta atrás de mim.

“Você está tendo uma conversa incrível aí.” (Raphtalia)

“Não tem nada de incrível sobre isso. Ideias como essas são nascidas da imaginação.” (Naofumi)

Não tem como conseguir progresso sem uma insaciável sede por conhecimento e uma ampla quantia de sonhos.

Senso comum raramente dá espaço para mudança.

No meu mundo, o sistema de escravidão se tornou obsoleto, mas neste aqui, é um fato da vida.

Se você se importar pelo que todo o resto pensa, você nunca iria chegar onde você verdadeiramente queria.

“E? Quando o corpo do seu precioso parceiro vai ficar completo?” (Naofumi)

O objetivo da Rat é provavelmente relacionado em fortalecer aquele monstro. A carreira inteira dela pode até depender disso.

“Se eu só quisesse trazer ele para o mundo externo, eu poderia fazer um corpo Homúnculo, mas isso não irá deixar ele forte. É por isso que eu quero fazer um tipo de trocável… isso pode parecer estranho vindo de mim, mas eu quero dar para ele um corpo com um sistema como aquele dos núcleos do Imperador Dragão.” (Rat)

“Entendo. Homúnculo… é?” (Naofumi)

Ela quer fazer o parceiro dela dos melhores materiais possíveis.

E porque ela confia que o parceiro dela irá responder pela boa vontade dela, Rat continua pesquisando.

Mesmo que o corpo acabe como um fracasso, ela poderia meramente trocar ele… se ela realmente fizer um sistema como as pedras de núcleo do Imperador Dragão, ela poderia só trocar sua alma entre corpos.

Gaelion é um bom exemplo.

O Verdadeira Gaelion vive dentro daquele criança. Se eles querem trocar, eles podem.

Contudo, parece ter um limite de tempo para trocar.

Talvez Rat queria fazer o parceiro dela um imperador.

“Bem, enquanto você está nisso, tenha certeza de cuidar dos meus pedidos também.” (Naofumi)

“… Não é como se eu pudesse contrariar o Marquês.” (Rat)

Com uma expressão delicada, Rat coça sua cabeça e acena.

“Agora que você mencionou isso, sobre núcleos de dragão…” (Raphtalia)

Raphtalia ergue o saco que estava pendurado na cintura dela.

“O que?” (Naofumi)

“Ah, sim. Enquanto eu estava fora treinando com Mestra, nós fomos Caçar Dragões. Eu trouxe isso de volta como um presente. Eu ouvi que eles eram valiosos, então eu mantive eles e enviei os outros itens para o depósito.” (Raphtalia)

Raphtalia mostra os conteúdos do saco.

Dentro havia uma larga quantidade de núcleos de dragão.

Um. Dois. Três… enfim, tem um monte.

Mas quanto ela lutou?

E o que devia ser caçar dragões?

“Então me deixe chamar Gaelion.” (Naofumi)

E então, eu chamei Gaelion, que estava convenientemente na área.

“Fumu. Essa é uma bela quantia de núcleos.” (Gaelion)

“Ele falou-!” (Raphtalia)

Observando Gaelion fuçando pelo saco, Raphtalia ergueu sua voz.

Ah, eu nunca contei para ela.

E durante o incidente do Dragão da Ira, Gaelion recusou dizer uma palavra.

“É, Gaelion pode falar. lembra de quando nós lutamos com o Dragão Zumbi? Era esse cara quando ele ainda estava vivo.” (Naofumi)

“V-vivo…? Mas como ele voltou para a vida então?” (Raphtalia)

Eu dei uma vaga explicação da situação do Gaelion.

Até Raphtalia parece bem chocada.

“Com essa quantia, eu irei conseguir um bocadinho de força.” (Gaelion)

Pedras de núcleos são como itens de doping para dragões. Eu acho que elas irão se provar úteis.

É um presente bem legal. E há mais surpresas para serem descobertas no armazém, aparentemente.

Eu irei olhar por elas com o tio da Imya e ter ele forjando algumas armas e armadura.

“Um ratio bacana deles são Fragmentos do Imperador Dragão ainda. Isso é um salvador de vidas.” (Gaelion)

Gaelion esvazia o saco na sua boca e engole eles de uma vez.

“Esses iriam ter vendido por bastante. Você deve tratar eles melhor.” (Naofumi)

“Hmph, em troca, eu irei ficar mais forte por você, então desvie seus olhos para isto aqui.” (Gaelion)

Esse dragão fracote… a única coisa grande sobre ele é sua fala.

As escamas do Gaelion começam a brilhar de leve.

“Fumu… entendo. Entendo.” (Gaelion)

“Você se lembrou de algo?” (Naofumi)

Seria legal se ele finalmente conseguisse a informação sobre como passar o limite do level 100.

“Infelizmente, a informação que você está procurando não estava nesses fragmentos.” (Gaelion)

“Droga!” (Naofumi)

A informação que nós conseguimos é aleatória, e eu não estou tendo nada de útil.

“Contudo…” (Gaelion)

“Contudo?” (Naofumi)

“Eu aprendi que somente Heróis podem alcançar o nível acima de Dreifach, Revelação.” (Gaelion)

“Eu sei!” (Naofumi)

Porque. Por que é que eu só consigo informação que eu já sei?

Mas eu irei precisar aprender como invocar isso mais facilmente, então eu não irei chamar essa informação como completamente inútil.

“Também, os últimos quatro heróis, e aqueles antes desses, apesar deles terem sido capazes de sobreviver a onda, eles foram incapazes de ganhar dela.” (Gaelion)

Hmm? Eles sobreviveram, mas eles perderam?

O que isso significa? Eu pensei que derrotar a onda significasse sobreviver contra ela.

É como ganhar a batalha mas perder a guerra?

A identidade da onda permanece um mistério.

“… Os quatro precisam definitivamente não ser mortos… caso contrário, superar a onda se tornará excedentemente difícil. Isso pode até ser impossível para as Sete Estrelas. Também, essa onda é a última. Se você falhar, o mundo está acabado.” (Gaelion)

A última… ele provavelmente não quer dizer a próxima batalha, mas as séries de ondas que nós fomos invocados como um todo.

“E os Quatro Bons Presságios são…” (Gaelion) (NT: Tartaruga Espiritual, Houou etc)

“Eles são?” (Naofumi)

“Eu não consigo lembrar mais nada. Isso é tudo que eu pude pegar dos fragmentos.” (Gaelion)

“Entendo. Isso foi um pouco útil.” (Naofumi)

Eu estou grato pela informação, mesmo que ela tenha sido quebrada.

Eu não descobri o que eu queria, mas eu limpei algumas coisas passando pela minha cabeça.

O problema é: o que nós temos que fazer para ganhar, ou o que nós devemos fazer para perder?

Nós temos que matar todo único inimigo invocado? Ou tem completamente outro objetivo?

Talvez eu terei que começar a juntar fragmentos ativamente.

“Também, a quantia de pessoas que eu posso garantir um aumento de classe especial aumentou. Se qualquer um quiser fazer um, eu estou livre a qualquer momento.” (Gaelion)

“Entendido.” (Naofumi)

Eu desapertei o núcleo da minha armadura Bárbara e entrego ela para Gaelion para renovação.

… Os stats da Armadura subiram por uma margem questionável.

“Ah, certo. Alquimista, você examinou meu corpo, não examinou?” (Gaelion)

“Isso eu fiz.” (Rat)

“Eu também sou ganancioso por poder. Se você tem as ferramentas, eu irei lhe permitir modificar meu corpo à qualquer hora.” (Gaelion)

“Taniko vai ficar barulhenta.” (Naofumi)

“Se isso foi sobre Wyndia, você não precisa se importar com ela. Se eu não sou forte, eu não serei capaz de proteger que eu preciso.” (Gaelion)

“Rat estava olhando nas propriedades de herança dos dragões. Por favor conte para ela o que você sabe.” (Naofumi)

“Mesmo que eu tente, seria como eu tentar explicar como se respira, sabe?” (Gaelion)

Mu… Gaelion dá uma resposta problemática.

Eu acho que isso seria difícil.

“Não se preocupe, eu irei olhar no corpo dele eu mesma. Talvez eu irei adicionar algumas modificações enquanto estiver nisso.” (Rat)

“Fufufu, primeiro eu irei precisar ficar forte o suficiente para derrubar a próxima Rainha Philorial.” (Gaelion)

Gaelion solta uma risada maligna. Ele parece entender que ele não é páreo para a rival dele.

Bem, desse jeito, eu acabei minha vista ao laboratório da Rat.

Anúncios

10 respostas em “Capítulo 262 – Visita Laboratorial

    • Um dia eu vou fazer isso… quando, eu não sei, mas farei -> e pelo visto, tem uns capítulos enormes vindo, e acho que vou acabar pegando mais de 1 dia para traduzir tudo, porque eu ia adiantar em tempo livre, mas a faculdade não tá deixando isso…

      Curtir

Deixe uma Resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s