Capítulo 247 – O Tumulto da Cidade do Castelo

Pelo visto, vocês topam bem o 6/1 de Tate e KnW, acho que vou pegar o primeiro SÁBADO, se houver algum dia específico que queiram que seja, só falar; se até lá aparecer gente em quantidade suficiente falando que preferem só Tate, eu fico só no Tate -> nota que é bom falar: tanto o Tate quanto o KnW tem 1 ou outro capítulo de 5k+ palavras (É MAIS DE CINCO MIL!) e, se calhar de eu pegar eles, muito provavelmente vai sair só no dia seguinte, ficando um buraco (é quase 3x um capítulo normal) – Este capítulo foi traduzido do Yoraikun: http://bit.ly/1I0HLkL


Capítulo 247 – O Tumulto da Cidade do Castelo

No nosso caminho para o topo do castelo, nós encontramos múltiplos grupos que sofreram lavagem cerebral, mas cada vez, Rishia jogou sua arma e nulificou a lavagem cerebral.

Quanto mais alto subimos, mais nós encontramos, e mais nossas forças aumentaram através da eliminação da lavagem cerebral.

Enquanto nós subimos, eu sou capaz de olhar para fora das janelas para a situação abaixo.

Muitos fogos surgiram, e fumaça está subindo de partes da cidade.

Hmm?

Isso é minha imaginação? Eu vejo nuvens de poeira correndo através do cenário.

Aquilo… é melhor não pensar sobre isso.

Eu desisto do lado de fora e começo a buscar o castelo em si.

Eventualmente, eu topo com uma parede feita de uma camada grossa de gelo.

É mais provável que seja uma barricada que a Rainha e seus magos fizeram.

Ela realmente disse que sua especialidade era gelo.

As pessoas que sofreram lavagem cerebral estão batendo suas armas nisso e conjurando magia na parede numa tentativa de quebrar ela.

Nós facilmente trazemos eles para nosso lado, então não tem problema.

“O que devemos fazer? Devemos passar por cima por aqui?” (Naofumi)

“Você vai quebrar isso?” (Rishia)

“Não parece ter outro caminho…” (Naofumi)

Nós devemos ser capazes de escalar as paredes de fora, mas eles provavelmente tem defesas armadas lá.

“Firo vai tentar.” (Firo)

“Okay.” (Rishia)

“Eu também irei ajudar.” (Atlas)

Firo e Atlas começam a correr em direção ao gelo.

“Ah, oy!” (Naofumi)

Se eu só deixar com a Rishia, nós talvez sejamos capazes de quebrar ela de longe.

“Deryaaaaah!” (Firo)

“Tei!” (Atlas)

Firo e os Philorials chutam, além da… estocada vital… da Atlas facilmente fizeram a parede cair.

“Isso foi meio duro. Isso foi por causa da magia?” (Firo)

“Provavelmente.” (Atlas)

No fim, elas são todas marombas. (NT: ‘Muscle-head’ é quem só pensa em força, músculo -> eu devo ter usado vários sinônimos, mas vamos direto: é maromba)

Os guardas que nós salvamos pareciam estar surpresos.

Agora que eu penso sobre isso, eu não encontrei ninguém da minha vila aqui ainda.

Nós prosseguimos e topamos numa porta selada com gelo.

Eu coloco minha orelha nela e ouço uma voz familiar.

É provavelmente um dos meus escravos.

Entendo. Então eles empurraram a Rainha de volta até aqui.

Eu serei capaz de aumentar minha força de luta.

“Firo, Atlas!” (Naofumi)

“Hai~.” (Firo)

“Ao seu comando!” (Atlas)

Nós quebramos a porta e espiamos dentro.

E por alguma razão, nós achamos os escravos amarrados deitados no chão.

Eu peço para Rishia desfazer a lavagem cerebral deles.

Sempre é bom aumentar o contador de aliados.

Mas por que esses escravos estão aqui? Eles não parecem saber também.

Eles foram derrotados? Eles foram levados como prisioneiros de guerra?

O interior do castelo está trancado.

Então como Witch enfiou eles aqui tão longe?

“Oy, o que Witch declarou, de qualquer jeito?” (Naofumi)

Eu direciono a questão para os soldados.

“Sim, ela disse que por dar tratamento preferencial para demi-humanos, a Rainha estava pisando nas tradições que o orgulhos país de Melromarc havia trazido por gerações, e que é por isso que a posição deles era a mais lógica.” (Soldado)

Isso significa que usando escravos demi-humanos para derrotar a Rainha…

Não seria um modus operandi possível.

Eles precisam ter a Rainha capturada por mãos humanas…

Mas, eles podiam só ordenar meus escravos para matar a Rainha e então declarar que eles nunca iriam perdoar os demi-humanos que iriam causar tal confusão.

Ou, que ela nunca iria perdoar os demi-humanos que mataram a mãe dela. Ela poderia fazer o público criar um ressentimento ainda maior contra eles.

Isso é possível.

No fim, isso significa que eles iriam virar suas forças contra mim e mais uma vez declarar guerra com Schild Welt.

E desse jeito, Witch, a Igreja dos Três Heróis e a Facção Revolucionária iriam todos ganhar poder.

Isso parece um plano possível para aquela puta.

“De qualquer jeito, nós temos que marchar em diante.” (Naofumi)

Levando os escravos conosco, nós prosseguimos em frente destruindo mais paredes de gelo.

Nós finalmente alcançamos o topo.

“… Não tem ninguém aqui.” (Naofumi)

A sala que a Rainha tinha aparentemente se barricado estava vazia.

“O que aconteceu?” (Naofumi)

Eu procuro pelo resto do castelo, mas não tem nada.

Mas, alguns soldados que sofreram lavagem cerebral que nós achamos disseram mais tarde que eles estavam ajudando a Rainha antes de terem sido atacados.

Parece que esses soldados trouxeram o inimigo para fora e selaram eles por trás de paredes de gelo.

Todo mundo estava ficando desesperado.

“Tem algum tipo de saída de emergência ou algo assim?” (Naofumi)

Apesar uma saída dessas não tem sentido se as próprias forças de alguém sofreram lavagem cerebral.

Para até Witch não saber é além de pensamento positivo.

Eu devia ter trazido Melty junto.

Ela iria provavelmente ter o conhecimento.

“Então a única coisa que nós podemos fazer é checar o lado de fora.” (Naofumi)

“Sim.” (Atlas)

“Fue… onde está a Rainha?” (Rishia)

A pessoa mais importante aqui solta uma voz lamentável.

Ela parece realmente ‘não confiável’.

Ninguém iria acreditar que ela gritou aquelas palavras poderosas para Itsuki e derrotou um Herói devorado por múltiplas maldições.

“Ah, certo, Rishia. Então no fim, a sua arma é uma arma de Herói ou não?” (Naofumi)

“Bem… eu não tenho ideia.” (Rishia)

“Então por que ela pode mudar de forma?” (Naofumi)

“Uma grande seleção de opções de armas apareceu no meu campo de visão, então eu peguei algumas.” (Rishia)

Isso é diferente do meu Escudo?

Eu ainda não sei se é uma Arma de Sete Estrelas ou não.

“Você pode ver menus de reforço ou telas de ajuda?” (Naofumi)

“Reforço? Ajuda? Eu não vejo nada desse tipo…” (Rishia)

Nenhum?

Só o que poderia ser essa arma transparente que pode mudar?

Ela tem até que um pouco de poder.

“Mas algo chamado SP realmente apareceu no meu status.” (Rishia)

“Fumu.” (Naofumi)

Vamos apenas dizer que ela é um Herói por hora. Eu posso investigar isso depois que esse incidente estiver resolvido.

Nós conversamos enquanto voltamos pelo caminho que viemos. Nós chegamos nos portões do Castelo.

Os portões estão escancarados.

Nós andamos até a praça.

E tem uma pintura do inferno. Corpos estão empilhados por todo lado… ou não.

“Uu… J-justiça…”

“Nossa causa…”

Zumbis de Justiça estão amarrados e deitados por todo o lugar.

Eles estão ou inconscientes ou imobilizados.

Ainda assim, eles continuam pregando a Justiça deles.

Eu guardo tudo isso para mim. Eu não digo nada para Rishia.

Essas pessoas que foram forçadas a usar justiça para julgar pessoas acabaram sendo julgadas.

“Que diabos aconteceu aqui?” (Naofumi)

No mesmo tempo que as palavras escaparam meus lábios…

“Ha HA! Anjos! Em frente nós marchamos!” (Motoyasu)

“”Hai!”” (Exército Angelical)

De pé numa carroça puxada por muitos Philorials, Motoyasu chuta uma grande nuvem de poeira no que ele passa por mim.

“…”

E eles simplesmente passaram por cima de todo mundo que parecia um Zumbi de Justiça no caminho deles.

Humanos estão sendo jogados no ar como lixo. Eu posso ficar traumatizado disso.

Então Motoyasu está por trás deste espetáculo assustador.

… O que ele sequer está fazendo?

“O-obrigado.” (Aventureiro)

“Não se preocupe com isso! Meu Sogro, o Herói do Escudo me pediu para proteger esta cidade!” (Motoyasu)

Um aventureiro que tinha escapado a lavagem cerebral foi até o Motoyasu.

Un… é. Parece que s problemas da Cidade do Castelo foram todos resolvidos através de violência.

Eles com certeza são rápidos. Ah, certo. Eu acho que as Três do Motoyasu tiveram o aumento de classe.

“Oy, Motoyasu!” (Naofumi)

“Ah!? Poderia a pessoa ali ser Firo-tan e Sogro!? Como você pediu, eu estive trabalhando duro em fechar o tumulto na Cidade do Castelo!” (Motoyasu)

No que eu chamo ele, ele mostra seus dentes brancos e se aproxima de nós numa velocidade incrível.

Agora eu realmente quero fugir.

“Mu! Vai embora!” (Firo)

Ah, minha mão instintivamente foi para meu Escudo.

Eu quase usei inintencionalmente meu Escudo Portal.

É uma coisa boa que ele ainda está no cooldown.

“Você tem certeza que você não se tornou a causa de um desastre ainda?” (Naofumi)

“O que você está dizendo, Sogro!? Eu estou trabalhando tão duro assim por você. Você não vai oferecer algum elogio para os Anjos?” (Motoyasu)

“”KWEH!”” (Anjos) (NT: É oficial, eu vou maneirar em chamar eles de Chocobos, mas o grito deles agora é ‘KWEH’ -> considerando que saiu de ‘KUE’, eu diria que só mudou a forma de escrever)

“…” (Naofumi)

Minha cabeça dói.

Isso é um saco, então eu aleatoriamente faço carinho na cabeça de um Philorial.

“Onde está Witch? Eu acho que ela estava fazendo uma base em algum lugar por aqui.” (Naofumi)

“Witch? Quem é essa?” (Motoyasu)

Ele está negando a própria existência dela?

Na realidade, ele só vê a Firo de qualquer jeito.

E assim, ele realmente escuta minhas ordens. Eu não irei reclamar… apesar que eu quero que ele mude como ele me chama.

“É o nome da mulher que jogou você fora.” (Naofumi)

“Ah, agora que eu penso sobre isso, tinha uma porca desse jeito. Só que, ela não estava aqui quando eu cheguei.” (Motoyasu)

“Entendo…” (Naofumi)

O que significa que não tem nada além de Zumbis de Justiça nessa cidade, e Motoyasu está oferecendo alívio para os sobreviventes.

O que está acontecendo?

“Mestre.” (Firo)

“Que foi?” (Naofumi)

“Bem, veja só, eu estou sentindo o cheiro da Raphtalia-Oneechan.” (Firo)

“Da Raphtalia?” (Naofumi)

“É. Por ali.” (Firo)

A direção que ela apontou era fora da cidade, em direção à Vila Ryuuto. (NT: Eu odeio quando eles repetem termos assim, porque eu não lembro o que usei e tenho que procurar nas traduções passadas =.=’)

Mas, finalmente veio em rastrear por cheiro… as habilidades de monstro dela aparecem aqui.

Ou isso é senso comum para animais?

“Por hora, Rishia, você precisa em pela Cidade do Castelo e retornar os Zumbis à sanidade. Nós iremos procurar pela Rainha, Witch e aparentemente Raphtalia. Todo o resto deve ajudar com o trabalho da Rishia.” (Naofumi)

“Entendido.” (Rishia)

“Sogro! O que você quer que eu faça?” (Motoyasu)

“Continue derrubando os Zumbis e junte eles num lugar. Ajude qualquer um que não tenha sofrido lavagem cerebral.” (Naofumi)

“Entendido, Pai! Agora, meus anjos, em frente!” (Motoyasu) (NT: Ele fala ‘pai-na-lei’, que é a expressão em inglês para sogro; como aqui ele só usou pai, mantive porque tem gente que chama os sogros assim e… acho que já expliquei algo assim antes)

“KWEH!” (Philorials)

“Ya~y!” (Philorials)

Mais tarde, este incidente veio a ser conhecido como a Rebelião da Witch… não. Na verdade veio a ser conhecido como o Tumulto do Pássaro Sagrado de Melromarc.

Mas, isso não realmente me importa.

Eu subo na Firo, e ela começa a correr.

“Ah, Naofumi-sama, não me deixe para trás!” (Atlas)

Com Atlas.

“Certo, Firo. Se Raphtalia está aqui, nós devemos ir achar ela.” (Naofumi)

Eu grito no que corremos pela rua principal.

A loja de armas entra no meu campo de visão.

… O Oyaji está bem? Eu não quero achar ele como um inimigo mais tarde.

Eu quero acreditar que ele está bem. Eu irei checar rapidamente.

“Firo, pare na loja de armas.” (Naofumi)

“Oka~y.” (Firo)

Eu cuidadosamente observo o interior da loja escura.

As prateleiras… foram limpas de todas as armas.

“Oyaji… você está aqui?” (Naofumi)

… Não há resposta.

Eu cautelosamente entro na loja.

Eu coloco minha mão na maçaneta para a única porta dentro dela e abro ela.

“Seu ladrão! Pelo bem da Justiça, morra!”

“Uwah!” (Naofumi)

O Oyaji? Não, é um aventureiro que eu nunca vi antes.

Firo e Atlas fazem ele desmaiar imediatamente.

Quem é um ladrão? Não é você?

“Ah, isso me surpreendeu.” (Naofumi)

Eu pensei que fosse o oyaji, e meu coração saltou.

“Naofumi-sama, parece que além dessa pessoa, não tem mais ninguém no prédio.” (Atlas)

“É, não tem ninguém.” (Firo)

“Entendo.” (Naofumi)

Atlas pode ver com Chi, então ela pode buscar pela área até certo ponto

E Firo tem seus instintos ferais, então eu acho que não há dúvida sobre isso.

Eu espero que o Oyaji tenha sido capaz de escapar com segurança.

Ele pode estar agindo em algum lugar.

De qualquer jeito, por que este aventureiro está aqui?

Eu irei deixar isso como um dos mistérios dos Zumbis.

“Okay, nós estamos começando de novo.” (Naofumi)

“Ha~i!” (Firo)

E então nós passamos pelo portão da Cidade do Castelo que devia estar barricado durante a noite. Nó corremos através das planícies, iluminado por pouco pelo sol nascente.

Anúncios

13 respostas em “Capítulo 247 – O Tumulto da Cidade do Castelo

      • Puta que pariu…
        Pensei mesmo em fazer isso kkkk
        Mais prefiro e são esperar até amanhã vai ser mais emocionante.
        Estou lendo prince of Thorns para passar o tempo é um livro mt bom, o personagem principal é incrivelmente Dark.

        Curtir

        • Cara Prince of thorns e O nome do vento foram os 2 melhores livros que li ano passado, muito epico as sagas de jorg ancrath e kvothe,sem sangue! So na espera para o fim da trilogia do nome do vento e nos spin offs/continuação(?) de mark lawrence.
          Ja esse ano os livros que li e recomendo é a Saga do bruxo Geralt de Rívia (Andrzej Sapkowski) que a cada livro esta se superando com o unico defeito de lança 1 livro a cada ano T_T

          Curtir

          • São boas recomendações para livros futuros 🙂
            Vou termina a trilogia dos espinhos e procurarei esses.
            Se bem que já tinha visto comentários sobre esse o nome do vento, são quantos livros atualmente?

            Curtir

  1. Thyros, pensei que vc fosse colocar uma nota do tipo “Vem monstro pode vir monstro”
    nessa frase :No fim, elas são todas marombas.

    Curtir

  2. (NT: ‘Muscle-head’ é quem só pensa em força, músculo -> eu devo ter usado vários sinônimos, mas vamos direto: é maromba)
    Nunca vi esse termo… normalmente para esse tipo de personagem é usado “cérebro de músculos” já que resolve todos os problemas independente do que seja através da força apesar de que não importa realmente o que é usado… e-e”

    Curtir

    • É tipo isso, mas a ideia é que a pessoa vive para ter mais músculos, massa corporal -> aqui chamamos de maromba, marombado (a) -> não é só resolver tudo na porrada, mas de querer ter mais músculos… eu acho

      Curtir

Deixe uma Resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s