Capítulo 157 – Compra

Dia corrido hoje, não deu certo o estágio e não precisam falar nada como ‘que pena’ sobre isso, só foquem no capítulo e esperem que o 158 será feito pelo JesseIwatani em algum momento mais tarde – Este capítulo foi traduzido do Yoraikun: http://bit.ly/1zMR1Bw


Capítulo 157 – Compra

“Próxima é esta aqui.” (Mercador de Escravos)

Eu olho na próxima gaiola e vejo outra escrava demi-humana que com aparência saudável.

Mas isso é uma criança… uma garota.

A criança está dando um sorriso suspeito e acenando sua mão para mim.

“Ah. Rejeitada.” (Naofumi)

“Por que!?” (Criança)

Claro, ela protesta.

Mesmo que ela pareça saudável, isso não realmente me importa.

Maioria dos escravos que eu comprei eram mal nutridos, e tinham olhos mortos.

Até Kiel não parava de tremer à não ser que Raphtalia estivesse por perto.

Alguém que nunca foi comprada. Eu não posso chamar essa aventureira sonhadora de escrava.

E eu rejeito todos escravos que eu sou guiado, e eles protestam contra minha decisão.

Isso continua por um tempo.

Eu já entendo o objetivo dessas pessoas.

Eu encaro o Slave Dealer.Os dois deles. Eles dois estão suando bastante.

“Yo.” (Naofumi)

“É infeliz que não tenha nada aqui que é o agrado do Herói do Escudo. Sim.” (Slave Dealer)

“*Sigh*… Não há escolha. Eu não queria ter que usar isso, mas…” (Naofumi)

Eu vou até a escrava Criança que me mostraram antes.

“Oy, o que você está planejando. Isso são as ordens do Herói do Escudo. Resista e seu país será arruinado.” (Naofumi)

Eu chamo numa voz estilo de Yakuza.

Eu não acho que eu tenha usado isso recentemente. A última vez que eu precisei foi com o mercador de acessórios.

“Hiii… P-papa disse… se torne a noiva do Herói do Escudo, mas o Herói só confia em escravos, então para me aproximar de você eu fui até um bom mercador, e…” (Criança)

Em resposta ao meu olhar, a criança responde com medo.

Mas como ela é uma criança pequena, não tem o que fazer.

“… E você está bem com isso?” (Naofumi)

“Eh?” (Criança)

“Mesmo que seja para sua família, você realmente quer se tornar a noiva de alguém que você nem sequer conhece?” (Naofumi)

Ela é ainda menor do que Raphtalia quando eu encontrei ela.

Parece desagradável que alguém queria usar uma criança tão pequena para ganhar status.

“De qualquer jeito, só vá para casa e diga para eles que você foi descoberta. E se eles não estiverem satisfeitos, diga para eles que o Herói do Escudo só leva pessoas que realmente precisam de ajuda.” (Naofumi)

Parece que um bocadinho de escravos estão aqui para esse propósito.

Os Slave Dealers estão suando profundamente.

“E é assim que é. Eu não quero nenhuma da sua mercadoria.” (Naofumi)

Parece que isso era para ser supostamente uma entrevista de casamento.

Essas pessoas só eram escravas em nome, e eram verdadeiramente as crianças de nobres que queriam se aproximar de mim.

“Eu acredito que meu nome possua um certo nível de poder. Devo escrever uma carta de reclamação dirigida à sua empresa?” (Naofumi)

“Eu entendo. Sim. Eu acho que o outro lado irá recuar. Sim.” (Mercador de Escravos)

“Como esperado do Herói do Escudo. Você foi capaz de vez através dos escravos falsos em um instante. Meu coração está pulando.” (Slave Dealer)

“Fique longe!” (Naofumi)

Era gritantemente óbvio que eles não eram escravos.

Coloque mais esforço se você quer esconder eles.

“Que deplorável…” (Raphtalia)

Até Raphtalia está de saco cheio.

“Não pense que é tão fácil seduzir Naofumi-sama… se ele fosse tão fácil, então eu não estaria tendo tantos problemas.” (Raphtalia)

Hm? O que ela está dizendo?

“Você tem mais alguém? Se você me trouxe aqui para nada, eu irei ficar bravo.” (Naofumi)

“Claro que nós temos mais. Esse é o nosso negócio principal, você sabe.” (Mercador de Escravos)

“… Não tente me enganar de novo.” (Naofumi)

É por isso que eu não gosto de me envolver com essas pessoas.

“O Herói do Escudo tem quaisquer especificações?” (Mercador de Escravos)

“Neste momento eu estou procurando por escravos que podem fazer trabalhos habilidosos. Também qualquer um que era da vila da Raphtalia.” (Naofumi)

Eu já juntei vários indivíduos habilidosos, mas eu preciso de mais gente.

Nós agora temos uma loja de roupas e medicina, então talvez eu possa pegar algumas pessoas para aprenderem esses negócios.

Imya está indo bem, e eu gostaria de mais algumas pessoas como ela.

“Entendo, então por favor venha por aqui.” (Naofumi)

“Sem mentiras, okay?” (Naofumi)

“Sim. Eu sei.” (Slave Dealer)

“Você é Raphtalia? Isso faria da sua vila aquela que foi atingida na primeira onda?” (Mercador de Escravos)

“Sim. Isso pode ser um pedido difícil, mas você tem alguém?” (Raphtalia)

“Eu já ouvi do meu sobrinho e preparei alguns. Por favor espere um segundo.” (Mercador de Escravos)

Os Slave Dealers trazem… alguns de uma raça familiar.

“Então há Lumos aqui também.” (Naofumi)

“Nós temos tudo para cumprir suas necessidades.” (Mercador de Escravos)

Então esses são escravos habilidosos. Parece que tem Demi-Humanos polvo entre eles.

“Esses indivíduos são da raça Volpo. Eles são uma raça de aquática de Beastmen.” (Mercador de Escravos) (NT: Anagrama de Polvo que é fácil, no original é de Tako, ficando Kato)

“Eles parecem monstros.” (Naofumi)

“Me dói ouvir você dizer isso. Nós também temos escravos da raça Kafe preparados.” (Mercador de Escravos) (NT: Nem ideia do que era para ser em japonês, até o Yoraikun deixou assim)

Este parece um golfinho… Apesar que um golfinho bípede.

Com certeza há alguns tipos de Demi-Humanos.

Num país desses atingido por guerra, eles juntaram uma grande variedade de escravos.

“Minha vila é bem do lado do mar, então não deve ter problema.” (Naofumi)

“Então eu irei preparar alguns para você. Você preferiria ter crianças?” (Mercador de Escravos)

‘Eu não tenho uma preferência dessas. Enquanto eles puderem trabalhar, não há problema.” (Naofumi)

Ah, certo.

“Há um monte de Lumos aqui. Por favor separe eles.” (Naofumi) (NT: Para ajudar a escolher, só isso)

“Entendido.” (Mercador de Escravos)

Eu olho para o grande grupo de Lumos.

“Alguém aqui conhece uma criança chamada Imya?” (Naofumi)

Seria melhor se eles tivessem alguém familiar para ajudar eles à se acostumarem com a vila.

Então eu irei tentar achar pessoas que conheçam Imya.

“Is’ é um nome comum. Só disso, nós não podemos ter certeza.” (Lumo)

… Eu acho que isso é um nome comum.

Qual era o nome inteiro dela mesmo?

Lu… eu não consigo lembrar.

Eu acho que eu devia desistir. Eu pensei que seria uma boa ideia, mas…

“Imya Lucullan Lisella Tereti Quariz-chan, Naofumi-sama.” (Raphtalia)

Raphtalia casualmente diz o nome real da Imya.

Mas o quão boa é a memória dela?

Raphtalia pode ter especificações mais altas que eu pensei.

Apesar que ela está se tornando num personagem militarístico ultimamente.

“Imya de Quariz!?” (Lumo)

“Você conhece ela?” (Naofumi)

“Há até que algumas pessoas aqui da mesma vila.” (Lumo)

“Então eu irei levar essas pessoas.” (Naofumi)

“Eu entendo. Sim.” (Mercador de Escravos)

“Ei, mas quem é você?” (Lumo)

“Você não consegue dizer? Eu sou um simples escravocrata.” (Naofumi)

Eu não quero causar uma comoção aqui.

Seria um saco, então eu não irei dizer nada.

“Então você está escondendo isso…” (Raphtalia)

“Imya está saudável?” (Lumo)

“Sim, ela está trabalhando duro na nossa vila.” (Raphtalia)

Ela respondeu honestamente.

Eu espero que isso não cause nenhum problema.

“Entendo. Eu não posso esperar para encontrar ela de novo.” (Lumo)

Para o nome longo dela ser útil aqui. Eu acho que eu devo prestar mais atenção nos pequenos detalhes.

Depois disso, Raphtalia foi capaz de achar 3 dos seus camaradas aldeões.

O primeiro era uma Beastman estilo Orca.

O nome dela aparentemente era Sadina.

Eu acredito que eu ouvi o nome dela quando Raphtalia estava falando com Kiel.

Eu não consigo realmente ler a expressão dela… a figura dela é grande em todas as direções.

Ela não é gorda, ela só é gigante. Aparentemente ela é do tamanho médio para sua raça.

De algum jeito, eu consigo imaginar ela se destacando naquela vila.

“Sadina-neechan era uma pescadora.” (Raphtalia)

“Prazer em te conhecer, eu estou surpresa que Raphtalia ficou tão grande.” (Sadina)

“Eu ouvi sobre você… mas por que você se tornou uma escrava?” (Naofumi)

“Bem… eu podia ter escapado no mar sozinha, mas… eu fui capturada enquanto eu tentava proteger as crianças.” (Sadina)

Então ela é parecida com Firo.

De qualquer jeito, ela pode ser classificada como humana?

Beastmen mostram suas características raciais mais prontamente que outros Demi-Humanos.

“Você se destaca na vila?” (Naofumi)

Todos os aldeões que eu vi até agora tem sido Demi-Humanos. Nenhum Beastmen até agora.

E a maioria eram de raças estilo cão ou gato.

Agora que eu penso nisso, eu não vi outros estilo Tanukis como Raphtalia ainda.

“Como os pais da Raphtalia, eu era uma andarilha que só parava lá ocasionalmente.” (Sadina)

“Entendo.” (Naofumi)

Então era uma vila gentil com estranhos.

Parece que o senhor feudal antigo era supostamente bem sábio.

E assim a região inteira caiu em ruínas com sua absência.

“Bem… eu acho que isso é…” (Naofumi)

Minha carteira está chorando. Será difícil de comprar qualquer outra coisa.

“Muito obrigada.” (Raphtalia)

Raphtalia abaixa sua cabeça para mim.

“Não se preocupe com isso. Você realizou condutas dignas desse tipo de recompensa.” (Naofumi)

“Realmente, obrigada…” (Raphtalia)

Raphtalia firmemente segura minha mão em lágrimas.

Eu devo à ela muito mais que só isso.

“Então eu acho que é hora de ir para casa.” (Naofumi)

“Por favor espere um segundo.” (Mercador de Escravos)

O Slave Dealer deste país me para.

“O que? Tem mais alguma coisa?” (Naofumi)

“Antes de você embarcar na jornada de volta, tem um escravo que você precisa ver.” (Mercador de Escravos)

“Eu não quero ver mais nenhuma candidata à casamento. Eu sei que é seu trabalho, mas por favor só deixe nisso.” (Naofumi)

“Não, não isso… é a atração principal de hoje.” (Mercador de Escravos)

“Você sabe meu estado financeiro, certo?” (Naofumi)

“É uma incrível criança escrava, eu acho que você será capaz de colocar ela em grande uso, então eu farei isso barato.” (Mercador de Escravos)

Barato…

Só que, eu não sei se o escravo será útil ou não.

Eu acho que olhar não dói.

Eu terei que Copiar Arma o novo escudo do Oyaji em vez de comprar ele desse jeito.

“Eu entendo.” (Naofumi)

Eu sigo os Slave Dealers mais longe, enquanto sou seguido de perto pelos meus novos escravos.

Anúncios

7 respostas em “Capítulo 157 – Compra

  1. Obrigado pelo capítulo Thyros.

    Vc disse para não falar nada em sentido de pena sobre o estágio então eu não direi, mais como você faz tanto pela gente todos os dias não consigo evitar de dizer para procurar o estágio em outros lugar, acabei de me formar em direito e estou estudando pra Oab, o estágio principalmente se for em uma área que te interessa pode te ajudar muito.
    Sei que não to falando nenhuma novidade mais torço que no futuro você se dê bem.

    Agora cadê o Jesse com o próximo? Tô com uma curiosidade do capeta com esse escravo que eles vão ver kkkk

    Curtir

    • Eu só não quero que encham os comentários com melação -> eu ainda tenho que decidir uma área melhor, mas eu obviamente pretendo buscar mais estágios.

      E sobre o Jesse, ele tem treinos da vida e chega tarde, sei lá quando ele pretende postar, mas eu sei que ele marcou o 158 como dele

      Curtir

  2. “E assim a região inteira caiu em ruínas com sua absência.”era pra ser ausência .
    Obg por mais um cap.Se o Naofumi não notar os sentimentos da Raphtalia depois dessa reclamação,declaração…Vou depositar esperanças na possibilidade da Sadina Dar conselhos amorosos pra Raphtalia.

    Curtir

Deixe uma Resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s